• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Listas de veterinários

  • Receba os posts por e-mail:

    Para educar um cão você precisa de três coisas, vontade, paciência e conhecimento. Educação Ninguém gosta de conviver com falta de educação, seja por parte de crianças, de adultos ou de cães! Crianças e animais são o reflexo da família onde estão inseridos e da educação que recebem (ou que deixam de receber). Pessoas que mimam seus cães podem até não perceber, mas estão fazendo a eles muito mais mal do que bem. Poucas pessoas que convivem com cães estudam seu comportamento buscando ter um melhor convívio com eles e acham que basta dar carinho e eventuais broncas. Mimo Só que, às vezes, até carinho dado de maneira errada pode matar um animal. Como? Tornando-o tão agressivo a ponto de precisar ser sacrificado, já que ninguém mais consegue controlá-lo. Ou levando-o a ter comportamentos que culminem em uma mordida ou a um ataque, por exemplo, o que no caso de cães de grande porte ilustra aqueles casos em que o cão da família, até então sempre pacato, agride um ser humano. Qualquer que seja o mau comportamento de um cachorro a culpa é sempre dos humanos envolvidos. Natureza Um cão vai reagir ao tratamento que lhe é dispensado. Cães são animais de matilha e em cada matilha há um líder. Pessoas que não sabem disto acabam deixando seus cães entenderem que são os líderes e aí os problemas começam, não importa o tamanho do animal. As pessoas tiraram os cães da natureza, mas não tiraram a natureza de dentro dos cães. Se você quer realmente um convívio de amor e respeito com seu cachorro, deve ensiná-lo a ser obediente. Ensine Muitos reclamam de cães que latem demais, mas até isso é culpa nossa. Quantas vezes você elogiou e deu carinho a seu cachorro quando ele estava quieto? Agora diga quantas […]

    Quem ama, educa: conviva bem com seu cachorro!

    O Instituto Cão Amigo & Cia. seleciona voluntários para participar de seu belo trabalho, que leva animais a asilos, escolas especiais, lares para crianças e escolas regulares com fins terapêuticos. Cão Amigo O Instituto Cão Amigo & Cia. é uma organização não governamental que trabalha levando animais a asilos, escolas especiais, lares para crianças e escolas regulares, com a finalidade de desenvolver Atividade Assistida por Animais (AAA), Educação Assistida por Animais (EAA) e Terapia Assistida por Animais (TAA) em Curitiba, desde 2003, e em Florianópolis, desde 2011. Atue Acesse o site do Instituto Cão Amigo no endereço eletrônico www.caoamigo.org.br e conheça melhor a iniciativa para saber como ajudar, seja como um apoiador ou um voluntário! O e-mail da ONG aqui em Florianópolis é o floripa@caoamigo.org.br e vale lembrar: eles estão precisando de voluntários humanos e peludos para que o projeto possa continuar acontecendo em nossa cidade, levando momentos de amor e de qualidade de vida a tantas pessoas que muitas vezes só têm estes poucos momentos felizes em suas rotinas de recuperação e superação. Seleção O Instituto Cão Amigo & Cia Florianópolis está realizando processo de seleção de novos voluntários. A ideia é selecionar cães que possam ser voluntários em abrigos, hospitais e escolas, com isso melhorando a qualidade de vida das pessoas assistidas. O animal passa por nove etapas de avaliação para definir se ele realmente está apto. Já o facilitador que acompanha o cachorro deverá ter total disponibilidade nas datas definidas. Se você tem interesse, corra, pois a palestra para novos voluntários aconteceu ontem e a avaliação dos animais já acontece amanhã! Reconhecimento De acordo com a Anclivepa-SP, a Terapia Assistida por Animais (TAA) é “uma técnica útil na socialização de pessoas, na psicoterapia, em tratamentos de pacientes com necessidades especiais, na diminuição da ansiedade de várias causas e no auxílio terapêutico […]

    Seja um voluntário da Terapia Assistida por Animais no Instituto Cão Amigo, em Florianópolis.

    Rações secas contêm apenas 10% de umidade e ainda costumam ter sódio em excesso, o que pode causar desidratação e problemas renais e urinários, cada vez mais comuns em cães e gatos. Conheçam alguns alimentos que podem ser oferecidos junto com ração. Alimentos seguros Alguns alimentos podem ser oferecidos para cães e gatos juntamente com a ração seca. A rigor, rações de boa qualidade não necessitam de suplementação, salvo sob orientação do médico veterinário, baseada em exames e histórico do animal, mas esses alimentos ajudarão seu peludo a ter mais saúde e a consumir mais água por meio dos alimentos. Proteína A proteína de origem animal é sempre bem-vinda na dieta de carnívoros saudáveis. Você pode acrescentar, por exemplo, uma porção (25, 50 ou 100 gramas, dependendo do porte do animal) de fígado (alimento rico em proteína, vitaminas e minerais) de galinha ou de boi à ração, uma a duas vezes por semana. Cozinhe moderadamente para não acarretar grandes perdas nutricionais ou ofereça cru, tomando o cuidado de congelar a peça por três dias, para torná-la livre de parasitas. Caso as fezes fiquem moles, reduza o consumo. Ovos O ovo também é um superalimento. Fonte de proteína, gorduras, vitaminas e outros elementos benéficos à saúde, ele pode ser oferecido cru (mais nutritivo) ou cozido. A clara cozida é ótima para ajudar cães e gatos com problemas renais. Ofereça de um a dois ovos de codorna ou de galinha (dependendo do porte do animal) por semana, na ração ou como petisco. Probióticos Probióticos são importantes para a adequada saúde intestinal e promoção da imunidade, pois fornecem as “boas bactérias”. As opções incluem iogurte natural, Kefir ou complementos comerciais que contenham probiótico e prebiótico. Tanto o iogurte natural quanto o Kefir podem ser oferecidos diariamente na ração do animal, de acordo com o porte do animal (uma colher de […]

    Turbine a dieta do seu cachorro ou gato com alguns superalimentos!

    Existem várias atitudes que podemos tomar para evitar que nossos amados peludos sofram com um dos crimes mais covardes cometidos contra os animais: o envenenamento. Como sempre, a boa educação é uma das armas que podemos usar a nosso favor, pois cães que têm um comportamento socialmente mais aceitável (não latindo em excesso, não ficando soltos para urinar e defecar pelo bairro sem terem os dejetos limpos na sequência etc.) têm muito menos chances de serem alvos de envenenadores que “justificam” suas ações por retaliação. Infelizmente, contra os envenenadores seriais, que são simplesmente assassinos em série que saem exterminando seres vivos, não há muito a ser feito, pois eles costumam atacar ruas e bairros, sem critério algum além de maldade pura e sadismo. Mas que tal ler este texto da Emmanuelle Moraes e aprender algumas dicas para manter nossos peludos mais protegidos desse tipo de crime? Vejam um pedacinho do que ela traz para os leitores: Gostaria de destacar alguns pontos sobre o assunto que considero que possam gerar incômodos na vizinhança e também com pessoas que frequentam a região, devendo ser evitados para minimizar as chances de ter um cão envenenado. Jamais deixe o cão sair para “dar uma voltinha” sozinho! Deixar um cão sair à rua sozinho serve para uma porção de coisas, entre elas:  economizar tempo e energia do tutor (irresponsável),  possibilitar que o cão revire lixo alheio,  possibilitar que seu cão seja atropelado e provoque acidentes com automóveis, contribuir para o aumento de cães abandonados oriundos de crias indesejadas, e também que pegue doenças, possibilitar que o cão agrida pessoas … Clique aqui para ler o texto inteiro.

    Dicas para seu cão não ser envenenado!

    Saber interpretar o que está por trás de comportamentos indesejados de nossos animais de estimação nos levará a solucionar o problema sem fazê-los sofrer. Mentira Cães e gatos não mentem, mas nós, ao não conseguirmos entender o que suas ações estão expressando, os julgamos de maneira errada e não os compreendemos. E essa inabilidade para a mentira, incompreendida pelos humanos, pode complicar muito a vida dos nossos amigos de pata. Se não formos atentos para o que eles estão nos comunicando com comportamentos que estamos interpretando erroneamente de alguma maneira, até mesmo suas vidas podem estar em risco. Exemplo Um exemplo simples é o de um cachorro ou gato que de repente passa a urinar por todos os lados. Tire um tempo para observá-lo e veja se ele, além dele estar errando o local onde já foi treinado para usar como banheiro, está urinando excessivamente. Muitas e muitas vezes, problemas de xixi fora do lugar são apenas o sintoma de doenças que vão desde infecções urinárias, até problemas renais graves. Clique na imagem para continuar lendo, ou aqui.

    Cães e gatos não mentem: procure entender o que o seu amigo está querendo dizer a você.

    Seja qual for sua opção para curtir o feriado prolongado, é preciso cuidar de cachorros e gatos durante as festas de Carnaval. Carnaval Fantasias, brilhos e barulhos excessivos. Carnaval é sinônimo de festa, diversão e alegria, mas como toda data comemorativa pode trazer perigos, inclusive fatais, para cães e gatos. E não podemos esquecer que estamos no verão, época de desidratação rápida e de cuidados especiais com a saúde dos peludos, especialmente se tiverem focinho curto ou achatado. Continue a ler clicando na imagem, ou aqui.

    Folia em quatro patas: dicas para um Carnaval seguro para os peludos.

    Às vezes, adotar um segundo ou terceiro cão é a coisa mais acertada a fazer, para os animais e para a família. Mas há vários fatores que devem ser levados em consideração antes de tomar a decisão. Novo cão A decisão de aumentar a família canina deve ser bem pensada. Para quem gosta de animais, o impulso em adotar pode terminar sendo algo prejudicial para pessoas e animais. Mas resistir nem sempre é fácil. Pesquisas científicas já comprovaram que o simples fato de trocar um olhar com um cachorro libera ocitocina em nosso organismo, o famoso hormônio que promove sensação de bem-estar e afetividade. Rotina Para os cães, conviver com outro cachorro não é garantia de gasto de energia física e mental. Mesmo tendo uma companhia, cães podem ficar entediados e apresentar comportamentos destrutivos. Ou seja, se você não tem tempo e energia para exercitar um cão, como será com dois? Como a sua rotina engloba o seu cachorro? Ele está integrado em suas atividades e passeios? Você tem crianças ou idosos em casa e elas conviverão pacificamente com mais de um animal e as adaptações iniciais após sua chegada? Continue a ler clicando aqui.

    Pensando em aumentar a família canina? Reflita bem antes de tomar essa decisão.

    Conheça a hipertermia, o aumento da temperatura corporal pode levar um cachorro à morte. Hipertermia Em dias muito quentes, um dos males que podem acometer e até mesmo matar nossos cães é a hipertermia, que ocorre quando há aumento da temperatura do corpo juntamente com a falta de capacidade de resfriá-lo. Com hipertermia, o corpo do cachorro literalmente esquenta demais e não resfria depois! Temperaturas corporais acima de 39,5ºC já são consideradas hipertermia. Quando o cachorro resfolega sem parar, muitas vezes sem aceitar água, ele está justamente tentando regular sua temperatura corporal, o que consegue por meio da respiração e do focinho, que nos cães funciona como se fosse um sistema de refrigeração. Continue a ler clicando aqui.

    O calor pode matar nossos cães?

      Vejam que coisa mais amada o infográfico sobre os benefícios da castração que Henrique, do site Melhor Amigo, produziu para ser divulgado em parceria com o blog Mãe de Cachorro também é Mãe!!! Conto com vocês para ajudar a divulgar muito!! Castrando nossos cães e gatos, salvamos milhares de vidas e contribuímos para um mundo melhor para pessoas e animais. Como digo desde que o blog nasceu: quem ama, castra!!!

    Benefícios da castração!

    21 de janeiro de 2016Castração, Destaques, Piometra, Saúde
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados