• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    A bicharada, se pudesse, estaria fazendo festa e passeatas nas ruas (só não soltariam fogos de artifício por que eles são péssimos para seus ouvidos apurados), celebrando a decisão! O Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) proibiu, por meio de resolução publicada no Diário Oficial da União, o corte de orelha e retirada das cordas vocais de cachorros e a retirada de unhas dos gatos. A medida também torna não-recomendado o corte da cauda de cachorros. Já há alguns anos que países da Europa mudaram o padrão oficial das raças permitindo a competição de animiais ‘inteiros’ (com caudas e orelhas preservadas). Assim, aos poucos, começaremos a ver refletida a decisão e os rabos balançarão cada vez mais! Já tratei do assunto ano passado e repito hoje a mesma ilustração (clique aqui para ler), mas a postagem desta vez é só comemoração! É isso, vamos denunciar locais que ainda pratiquem estas mutilações! Tem muita pet shop por aí que nem tem alvará de clínica veterinária que faz qualquer coisa por dinheiro! Olho aberto! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Proibição de corte de orelhas e rabos agora é oficial!

    Tenho estado totalmente sem tempo desde que comecei no emprego novo, então hoje depois da Cão Terapia tirei para escrever mensagem de fim de ano (depois boto no blog), ler os sites que adoro, responder e-mails que estavam empacados nas minhas caixas de entrada etc. etc. Depois de postar um comentário no texto “Tem cada veterinário por aí…” da última 4ªf, fui passear no Diário da Dodô. E não é que por lá está rolando o mesmo assunto?A infelicidade de haver vários pseudo-profissinais de medicina veterinária e seus estabelecimentos que visam antes de mais nada e tudo o LUCRO. Para azar da Dodô, a postagem no Diário dela aconteceu por que o filho dela, o Occhi, sofreu na pele o horror de parar nas mãos erradas. Mas depois tudo deu certo por que a Maristela, protetora dos dois, acabou nos veterinários certos. Na foto, Occhi convalescendo! Queridãooooo, melhoras para você! (foto: Maristela- arquivo pessoal) Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    E como nada é por acaso neste mundo cão…

    22 de dezembro de 2007Veterinários

    Que, sinceramente… Só prendendo e cassando a licença… Os dois últimos casos: há um monstro no bairro Bela Vista aqui em Floripa que já matou vários animais por pura incompetência técnica, e ele, além de operar sem alvará, ainda mantém uma pet shop que quase matou uma cadelinha durante a tosa, deixando-a com feridas enormes, em pele viva, e ainda tiveram a cara de pau de oferecer à cliente dar uma outra cadela no lugar da dela! Outro: tenho um leitor muito querido que me escreve direto e que marcou a castração de seu cãozinho, de uma raça incomum aqui em Floripa, para começo de dezembro. E QUE “conselho” me dá o INFELIZ do veterinário a ele? Que não castre o animal, que é como um ‘rapaz de 20 anos’ e por que vai procurar uma cadela da mesma raça para cruzarem…CÉUS, santa ignorância! Isto numa cidade com MILHARES de animais abandonados e outros tantos vítimas de maus tratos. Abaixo, minha resposta ao rapaz, pai do cachorro, que depois de me contar tudo isso e que a ‘vizinhança’ não queria que ele castrasse seu cão, me perguntou “E agora, o que você me diz?”: “Eu digo: esse veterinário pode ser competente, mas é totalmente ALIENADO com relação ao ENORME problema de animais abandonados e dos que sofrem maus-tratos mesmo tendo pessoas responsáveis por eles, que o cachorro é teu e não da tua vizinhança, logo, é você quem decide e, se amanhã ou depois ele morrer atropelado por que fugiu para cruzar atrás de uma cadela de rua no cio, VOCÊ é quem sofrerá horrores com isso, que o veterinário pode até achar uma fêmea igual ao seu cão agora AGORA, mas e depois? ele sente desejo TODO SANTO DIA em que sente o cheiro de uma fêmea no cio, […]

    Tem cada veterinário por aí…

    Mandei a última postagem para toda minha lista de endereços e várias pessoas escreveram chamando a atenção para a responsabilidade do tal médico veterinário na orientação do casal, sobre ele ter dito que era necessário tirar duas crias da cadela antes de castrá-la. Em nenhum momento discordo disto e achei que estava claro na minha postagem o absurdo da (des)informação supostamente passada pelo “veterinário”, mas acabei me concentrando em falar sobre minha experiência com o casal pelos motivos abaixo: Será verdade que algum veterinário falou mesmo tal absurdo? Será que a pessoa consultada era realmente um profissional certificado ou mais um irresponsável exercendo uma profissão sem ter a menor qualificação para tanto (como há tantos médicos, dentistas etc. o fazendo por aí)? As pessoas simplesmente acreditam em TUDO que ouvem? Não exercem o menor senso crítico, não pensam? Já tratei disso aqui algumas vezes, de não sairmos por aí feito loucos fazendo tratamentos, comprando isto ou aquilo somente por que o veterinário mandou… De fato mesmo, ali, na minha frente, eu só tinha um casal doando animais de qualquer maneira e me contando tudo aquilo que reproduzi no post anterior, o resto é “me disseram”. Para mim, a responsabilidade maior, ainda que mal instruídos, é do casal. Eles é que mantém animais não castrados, eles os deixaram procriar e eles estava doando os filhotes como se fossem pipoca Bilu com prazo de validade expirado: para o primeiro que aparecesse querendo. Claro que eu estava ali justamente para combater tamanha desinformação e realmente tentei ser o mais didática possível, só não saberei nunca se tive sucesso. Tomara, ao menos, que eles procurem outras pessoas em quem confiem para questionar mais o assunto, já que não me deram muito crédito. E uma lição que tenho que aprender: não me deixar render pela […]

    CLARO que o veterinário também é culpado!

    Pois bem… aconteceu ontem mais um evento do Projeto Cão Terapia com renda 100% revertida para a causa animal (castrações e material educativo). Das estrelas da Cão Terapia, levamos somente a Rose e a Leona, por que o evento não nos permitia fazer uma feira de adoção paralela (no cantinho desta foto dá para ver a Lívia enrolada com a Rose hehe). Meu dia teria sido maravilhoso, não fosse a tristeza ainda recente do episódio do assassinato da jararaca e o lamentável encontro que tive e conto abaixo. Distantes uns dois metros da nossa barraca, havia um casal com dois filhotes de Sharpei e Pastor Alemão, portanto, dois filhotes de VIRA-LATAS!Os dois estavam dentro de uma caixa, onde lia-se em letras grandes e coloridas “Doa-se”.CLARO que a pessoa que vos escreve, e que estava no momento distribuindo material de propaganda da Cão Terapia com uma mão e segurando a guia da Leona com a outra, foi conversar com o casal a certa altura da tarde, quando, inclusive, um dos cãezinhos já havia sido doado. foto: Leona!Muito cheia de simpatia e com uma paciência que por vezes não pertence a este corpo quando trata-se de defender animais, perguntei a eles se a mamãe dos filhotes era deles ou se eles estavam ajudando filhotes abandonados e ouvi, ESTUPEFATA: “Sim, a mãe e o pai são nossos.”, para então perguntar “Ah, que pena, foi um acidente então? Já vão castrar os dois?” e receber a resposta que me AZEDOU o dia “Sim, vamos castrar, mas o veterinário mandou tirar DUAS CRIAS da cadela antes de castrá-la!”. SANTA IGNORÂNCIA, BATMAN! Tanta, que está mais para “INGUINORÂNÇA”, da pior maneira que for possível expressar tamanha FALTA DE INFORMAÇÃO. Pôxa, estávamos ali, uma equipe inteira de voluntários que abriu mão de seu tempo, que gastou dinheiro […]

    Sobre a mancha da IGNORÂNCIA em uma tarde de sucesso!

    Parabéns a TODOS os veterinários queridos que amam realmente os animais e zelam por eles. Não vou nem citar nomes aqui por que ultimamente tive a felicidade de aumentar minha lista de veterinários sérios, competentes e queridos, amantes dos animais e tenho medo de esquecer alguém. Obrigada, de coração, a todos vocês que cuidam de nossos amados filhos, mas que também nos ajudam a auxiliar vários animais sem um lar amoroso. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Dia do Veterinário!!

    9 de setembro de 2007Veterinários

    Já tratei do assunto no post “Passa a faca!“.Agora recebi matéria da ARCA Brasil sobre o assunto, acompanhe: Cirurgias dispensáveis – Julho de 2007 Cirurgias estéticas? Associação quer saber o que os profissionais veterinários têm a dizer sobre o tema No mês de julho, a Anclivepa-SP (Associação Nacional dos Clínicos Veterinários de Pequenos Animais) decide se apóia ou não oprojeto de lei que proibirá as chamadas cirurgias estéticas (corte de orelhas e cauda) na cidade de São Paulo, além de outras intervenções desnecessárias, como retirada das cordas vocais em cães e da amputação das unhas em gatos. (Saiba mais sobre esses procedimentos). Por meio de circular dirigida aos profissionais veterinários, pede que opinem a respeito e apresenta dois pontos de vista, um favorável e outro contra. A World Small Animal Veterinary Association (Associação Mundial de Veterinários de Pequenos Animais), já há alguns anos, condena essas práticas e as classifica como mutilações. O CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária) baniu a cordectomia pelo mesmo motivo. A opinião da Anclivepa-SP é importante por demonstrar o pensamento justamente da categoria que deve se preocupar com a boa saúde desses animais. O peso desta decisão pode ser um fator decisivo para a aprovação ou não da nova legislação. Sofrimento desnecessário Uma das questões mais preocupantes é a que se refere à dor. Em uma pesquisa realizada na Austrália se constatou que 100% dos veterinários acreditam que os filhotes sofrem muito durante a caudectomia. A médica veterinária Rita de Cássia Garcia, concorda. “Estudos recentes comprovam que tanto animais quanto bebês recém-nascidos têm um limiar de dor maior do que a de um adulto”, explica. Além disso, o sofrimento do animal pode perdurar por muito tempo. “A cauda mal amputada produz um neuroma – inflamação do nervo periférico – que causa dor durante toda a vida […]

    Cirurgias estéticas: mutilação autorizada!

    Se você mora em Floripa ou em São José, já deve ter visto um cartaz do Otto por aí.A mãe humana dele foi viajar e deixou-o sob os cuidados de uma veterinária, que o levou para casa. Só que aqui a história começa a desandar: diz a veterinária que teve a casa arrombada enquanto trabalhava e dos três cães que lá estavam, só sumiu o Otto. Já faz mais de mês isso e a  mãe dele está desde então super empenhada em tê-lo de volta. Acontece que ele estava usando coleira com identificação e era bem fujão. Sua mãe acha que ele pode ter, inclusive, fugido durante o roubo, e que, ou perdeu a coleira com o identificador, ou está sendo mantido por alguém que não tem intenções de devolvê-lo. Agora, o amargo dessa história toda, é saber que você pode pagar para deixar seu peludo amado em boa situação e no fim, as acomodações não são como você esperava, nem a segurança etc. O cão do irmão de uma amiga, o Bilu, também um york, levou um tiro de chumbinho dentro da pet shop onde estava hospedado! Felizmente, o bichinho viveu e está por aí (em Brusque) para contar história. Então, leitores do meu coração: MUITA ATENÇÃO ao confiar seus amados peludos (principalmente os felinos) às hospedagens de animais, sem esquecer as pet shops onde eles tomam banho…Algumas dicas: Enquanto estiver escolhendo a hospedagem, apareça no local sem avisar para checar como os animais estão, condições de segurança e higiene etc. (é muito importante dar esta ‘incerta’) Pergunte como é a rotina dos animais que estão hospedados e passe no local várias vezes durante o dia para ver se eles cumprem o que foi prometido com os cães e gatos que já estão no hotel (passeios, brincadeiras etc.). Antes […]

    Otto, o yorkshire desaparecido.

    Não sou, não fui, não serei! Nem nunca quis ser! hehehe Acho a profissão maravilhosa, mas não tenho tino nenhum para a área da saúde!Estou falando isso aqui porque já me disseram que hoje no Programa Vitrine (SBT SC) me botaram como ‘veterinária’. Até estranhei por que eu havia pedido para a repórter que botassem “Autora do Blog Mãe de Cachorro” ou “Autônoma”. Mas não sou veterinária!!!Sobre o episódio, a Ana Lúcia até me comentou “Pena que sempre pensem que defensores da causa são veterinários, quando na verdade tão poucos veterinários apóiam e ajudam os animais sem dono.” e, infelizmente, é a pura verdade.Felizmente, os poucos que ajudam são excelentes e fazem MUITO!!!! Mas há vários que bem podiam rasgar o diploma e abrir um banco, pois só pensam em dinheiro, dinheiro, dinheiro!!! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    EU NÃO SOU VETERINÁRIAAAAA!!!

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados