• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Listas de veterinários

  • Receba os posts por e-mail:

    A coluna de Natal deste ano está um pouco diferente. Para ler sobre cuidados com os peludos durante as festas de final de ano, acesse os textos recomendados no fim do texto. Então é Natal… Este ano não falarei sobre comidas da ceia que fazem mal para os cães, ou dos cuidados com fogos de artifício e prevenção de fugas. Quem quiser ler sobre esses e outros assuntos pode acessar as colunas de outros finais de ano. Hoje quero conversar sobre o real significado do dia 25 de dezembro, o aniversário de Jesus Cristo. Alguém cujos relatos contam que viveu por apenas 33 anos, mas que teve uma importância tão grande que o mundo computa o passar dos anos em antes e após seu nascimento. Continue a ler clicando aqui.

    Feliz Natal: Uma coluna Mãe de Cachorro sobre o Natal diferente de todas as outras…

    Vamos brincar um pouco? Que cachorro teríamos se cruzássemos um bichon frisé com um mix de pastor de shetland e doberman?  +  Esta lindeza abaixo! E como saber? Acontece que a belezura da foto é a Simone, cadelinha disponível para adoção em Toronto, Canadá, e ela teve seu DNA testado pelos funcionários do abrigo para cães onde foi recolhida. Ela na verdade estava no veterinário para alguns exames básicos e sua protetora decidiu (sem explicar os motivos) pedir o teste de DNA para ver que misturinha tinha produzido uma SRD tão fofa. Pois o resultado foi surpreendente: Simone é filha de um bichon frisé (possivelmente puro, diz o teste) com um cão mix de pastor de shetland com doberman (uau!). A protetora (que nem pelo post, nem pelo blog consegui descobrir se é também adotante da Simone, acho que sim) faz graça no post que fez para chamar a atenção para o fato de que NÃO IMPORTA A RAÇA, A MISTURA, A FALTA DE RAÇA, cachorro é tudo de MELHOR, SEMPRE: “a Simone não se importou muito desde que contei a ela que agora ela é oficialmente 50% um cachorrinho ‘frufru’. Vou começar a fazê-la usar lacinhos e jaquetas com glitter e a carregá-la em uma bolsa.” Achei graça e sugiro: por que não mostrarmos nossos melhores amigos sem raça definida (SRD) e maravilhosos e brincarmos de dizer que tipo de parentesco eles devem ter? Postem as fotos dos seus cães com suas misturas mágicas na nossa página do Facebook e vamos brincar de adivinhar! Clique aqui para ver o álbum no Facebook com as montagens dos leitores. Eu começo! Javinha: Cruza de Raposa do Pequeno Príncipe, com Pumba do Rei Leão, com Lulu da Pomerânia e uma IMENSA pitada de AMOR!!! (montagem: presente da amiga Gisele Colombini) post de 27 […]

    Qual a raça?

    Hoje é dia dos mortos. Ponto. Simples assim. Podemos chamar de finados para ficar menos chocante, mas é impossível não sentir as saudades apertando um laço a mais em nossos corações na data de hoje e nos jogando a realidade na cara, quer queiramos ou não… Falecer, desencarnar, passar, fazer a travessia, cruzar a ponte do arco-íris: podemos inventar mil expressões e sinônimos, mas a dor e a certeza da Morte são as mesmas… Como este ano a data está sendo particularmente difícil, resolvi apenas indicar para vocês alguns posts aqui do Mãe de Cachorro que já trataram do tema da separação de corpos que a morte traz. Sim, separação física, por que a espiritual, a de almas que se amam, nada pode provocar! Espero que os textos abaixo consolem um pouco a todos que sentem a dor da saudade, seja ela de quem for. março de 2007: Coincidências da vida? dezembro de 2007: Saudade, amor e gratidão junho de 2008: Na esperança de rever meus amigos peludos que fizeram a travessia antes de mim… dezembro de 2008: Cães após a morte… junho de 2009: Animais e a espiritualidade fevereiro de 2010: Porque nunca deixamos de sentir saudades… julho de 2010: A todos os peludos que já fizeram a travessia… A lenda da Ponte do Arco-íris…

    Nós que aqui estamos, por vós esperamos…

    Gente, tem tanta coisa legal no blog que resolvi repetir alguns posts antigos. Divirtam-se! Beijo. ps: post de 19/5/2010 Espere um pouquinho e surpreenda-se! “Também estou feliz em ver você, garoto!” A história acima foi enviada especialmente para nós do Mãe de Cachorro como uma cortesia dos queridos Bruce e Jim do DrawtheDog.com. A Adri Diniz descobriu uma novidade que me deixou simplesmente encantada. Mas tão bonito e detalhista quanto o trabalho fantástico do Draw the Dog foi o post delicioso que ela fez. Assim que li o post lá no AuAuAurélio escrevi para o Draw the Dog, inclusive contando como havia descoberto o site e prontamente o atencioso Bruce Kasanoff me respondeu, veio aqui no blog dar uma passeada (agora ficou mais fácil com o tradutor de idiomas!) e ainda foi gentil o suficiente para escrever “Hi! We would love it if you wrote something about us, yes. I visited your site and we would be proud to be mentioned.” (—> “Oi! Nós adoraríamos que você escrevesse algo sobre a gente, sim. Visitei seu site e ficaríamos orgulhosos em ser mencionados”). Bruce ainda mandou de presente pra gente um cartoon “tradicional” (ao lado), escolhido por ele para a família Mãe de Cachorro! Agora corram lá no AuAuAurélio para saber tudo sobre a dupla responsável por este lindo trabalho! “Não digam ao Chad que ele não é um cão de colo!…”

    Cartoon ao vivo: conheçam o lindo trabalho do Draw the Dog!

    Turma, peço desculpas por não conseguir avisar pontualmente todo mundo que ADORO e que mora em Sampa, mas avisei aqui no blog, no Twitter e no Facebook que eu estava indo à cidade e até comprei um chip de celular por lá e postei o número nas redes sociais para quem quisesse me ver ou falar comigo. Agora já fui, já voltei e o que resta além das boas lembranças é a vontade de ficar mais tempo para poder curtir mais as pessoas queridas dessa cidade onde amo passear. Obrigada a todos que me receberam, que me ligaram, que foram me ver! É sempre uma delícia estar com vocês! Pena que nunca dá para estar com todos ou sequer dar a atenção devida a quem consigo encontrar… Adorei conhecer pessoalmente mais algumas pessoas queridas, como a Dri, a Cibele Almeida, a Silvia Bianchi e sua mãe (muito) querida , o Lito do Natureza em Forma, o Marco da ARCA Brasil etc. E é sempre bom rever os amigos, pena que a gente nunca consiga ficar muito tempo de papo. Sylvia, Vanessa “FotoPets“, Érika, Dani, Tiago, Fernanda, Vanessa “Cãominhando“, Andréia, Luli e sua mãe (chiquérrima e querida), Pri, Cássia, ai que vou esquecer de alguém… Faltou bater tanta foto mais, inclusive com as pessoas peludas, como a Tarsi amada, filha da Luli, e com a Zezinha, que está pra adoção e que estava na casa da Luli hospedada, com várias lindezas no Ibirapuera e no aniversário da Cãominhando, com a Pri amiga da Pri no lançamento da ANIMI – Vira-Latas… Além de mostrar minhas andanças em Sampa, este post é uma prova dos avanços que a cultura de aceitação de cães e gatos está tendo em nosso país. É um caminho sem volta, de mais respeito e cumplicidade. Vejam quanta coisa […]

    Sampa da cachorrada: um post sobre como cães e gatos vêm conquistando o mundo!

    Não adianta, por mais que saibamos que ser “vira-latas” é uma condição do animal que está nas ruas abandonado e não uma definição deste ou daquele tipo de cão, o termo é sinônimo de cães e gatos mestiços ou sem raça definida. Um animal de raça definida pode estar “vira-latas”, vagando nas ruas abandonado, mas basta ele ganhar um lar que será o “chow-chow”, o “poodle”, o “pastor alemão”. Já nossos amados SRDs (cães e gatos sem raça definida) serão sempre, por mais adotados que sejam, os eternos “vira-latas”. E não há absolutamente NADA de pejorativo no termo. Principalmente em um país como o Brasil, onde somos mestiços de várias etnias que formaram o caldo que dá o tempero especial do povo brasileiro, reconhecido no mundo inteiro como especial, alegre, divertido, sensual e bonito! Justamente como os cães e gatos… vira-latas! Foi com imenso prazer que descobri que hoje é Dia Nacional do Vira-Latas nos Estados Unidos! A realidade de lá é um pouco diferente da nossa. Não há, como no Brasil e em outros países, tantos “vira-latas puros”, aquele cão que não se consegue mais definir bem a ascendência, o sem raça definida purinho da silva! Só que sobram por todos os lados os mutts, cães mestiços produzidos pela negligência de pessoas que não castraram seus cães ou por criadores, já que agora a “moda” no Estados Unidos é FABRICAR MESTIÇOS! Sim, de propósito! E já contei pra vocês sobre isso antes aqui no blog, cliquem aqui para ler. Não lembro se falei também que na minha viagem aos EUA em abril último conversei com várias pessoas que tinham estes mestiços “de raça”. A mistura que mais vi? Labrador com poodle, o labradoodle, mas conversei com uma mãe de yorkshire misturado com shih tzu que me deu tantos nomes […]

    Dia Nacional do Vira-Latas nos Estados Unidos: é hoje, 2 de dezembro!

    Publico a troca de e-mails abaixo porque percebo que existem pessoas que não conseguem separar alhos de bugalhos e terminam por criar confusões que apenas fazem com elas próprias pareçam patéticas e intolerantes perante qualquer pessoa que tenha um pingo de discernimento, bom senso e capacidade de interpretação de textos. Não sou dona da verdade, não acredito em verdades absolutas e acho patético a postura fundamentalista e xiita que ainda impera em muitas pessoas nestes tempos de tanta oferta de informação e boas oportunidades de aprendizado autodidata. Se há algo bonito nesta vida é o respeito. E ele anda de mãos bem dadas com a educação. Uma pessoa respeitosa e educada pode achar tudo que escrevo um lixo, mas será sempre respeitosa e educada ao tratar do assunto e se posicionar. É tão bonito ver uma pessoa que tem controle e equilíbrio emocional, vocês não acham? Como já diziam por aí… “A raposa, quando não alcança as uvas, diz que estão azedas.” Tsc. tsc. tsc. Lá vai a dona raposa de braços dados com a inveja e o despeito… Que feio, não? ;-D Com vocês então, uma pequena aula de respeito e educação e uma linda lição (em vermelho). From: suyan To: anacorina@maedecachorro.com.br Sent: Saturday, January 15, 2011 6:21 AM Subject: comentário sobre seu blog Bom dia Ana Corina, Meu nome é Suyan e moro em Manhuaçu interior de Minas Gerais, Li muitos posts em seu blog, aliás centenas, com uns me identifiquei, alguns sorri, outros aprendi e até chorei. Ahhh! teve aqueles em que eu também pensei, essa mulher pirou completamente…Mas na maioria deles aprendi muito sobre meus filhos peludos. Estou escrevendo porque queria agradecer por tudo que aprendi em pouco tempo lendo seu blog, sei que se fosse pesquisar cada assunto, levaria uma vida, como aposto que vc […]

    Respeitar é preciso… Concordar não é preciso… (ah, como aprendo com VOCÊS…)

    Acho interessante ver como tem gente que trata quem trabalha (gratuitamente ou não) com o mesmo tema como “concorrente”. Daí fico pensando… Se é para o bem maior dos peludos (que são o meu tema, no caso) e se outros sites, blogs e iniciativas estão promovendo educação real que gerará um mundo melhor para cães e gatos, qual o sentido em boicotá-los? Sim, eu cito fontes. Sim, eu explico exatamente como, onde e quando achei um assunto se for algo que não descobri sozinha. Sim, eu linko as fontes e respeito a propriedade intelectual alheia. Sim, faço questão de procurar e citar autoria dos textos que posto e que não são meus. Sim, eu indico blogs/sites etc. que não têm o Mãe de Cachorro em suas recomendações de leitura etc. E, SIM, eu espero sinceramente que tenham a mesma honestidade e ética comigo. Só que já aprendi que o plágio impera e que para cada blogueiro original e honesto há uma penca de blogueiros parasitas. E em seguida aprendi a não dar mais bola. É muito melhor ser copiada do que copiar! Mãe de Cachorro só tem um (inclusive registrado e patenteado), assim como cada pessoa tem seu estilo único de escrever, de se relacionar com os leitores etc. Então eu quero mais é promover quem admiro, mesmo que nem conheça a pessoa em questão. No fim, termino apenas aumentando minha patota internética e me relacionando ainda mais com gente legal e produtiva. Porque boicotar uma iniciativa legal é mais do que triste, é patético. E só reflete a falta de nobreza e de real interesse em ajudar a quem se pretende. E termina por me fazer pensar que, no fim das contas, quem não promove outros trabalhos não está sinceramente interessado e empenhado em ajudar nada e ninguém. Quando […]

    Não existe concorrência para quem trabalha por amor e sem interesse!

    5 de janeiro de 2011Off topic, Textos favoritos

    A querida Luana Kessler postou esta delícia de imagem no perfil dela no Facebook junto com a frase "Vira-Latas são como alta costura! Não há dois iguais!", do estilista norte-americano Issac Mizrahiny. A autoria do texto ela infelizmente não tem e também não consegui achar… Mas os peludos lindos na foto são os bebês da Luana, que autorizou a publicação de tudo. Amados, não? Nhóóó! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    "Vira-Latas são como alta costura! Não há dois iguais!" (Issac Mizrahiny)

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados