• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Quem me acompanha está careca de saber que se eu puder promover minha saúde e a dos meus filhos peludos por meio da alimentação e de alternativas mais saudáveis que levem em conta o indivíduo e não apenas seus sintomas/doenças, vou fundo, sem medo. É por isso que sempre procuro trazer a vocês alternativas “naturebas” para prevenir e combater alergias, pulgas, carrapatos, insetos, doenças etc. Não acredito em homeopatia: eu e meus cães VIVEMOS seus benefícios. Não acredito em acupuntura: eu e meus cães VIVEMOS seus resultados. Não acredito em alimentação como remédio, eu e meus cães VIVEMOS suas curas (eles muito mais do que eu, hehe). Pois o post de hoje é uma verdadeira dica de ouro! Achei no site, o Bicho Integral, da querida veterinária dos meus pequenos, a Carmen Cocca, e compartilho com vocês! Espero que vocês também descubram e optem sempre pelas alternativas que promovem a saúde real. Para entender o que é, afinal, um veterinário que pratica medicina veterinária integrativa e o que esperar dele, acesse o ótimo texto Praticando a Medicina Holística do Cachorro Verde. Clique aqui e acesse a lista de Veterinários Holísticos no Brasil   Outras listas quentes Veterinários nutrólogos no Brasil Veterinários que prescrevem protocolo vacinal individualizado Veterinários que fizeram o curso de alimentação natural do Cachorro Verde (post originalmente publicado em 6/12/11)

    Listas de veterinários que praticam medicina integrativa, protocolos vacinais personalizados e/ou recomendam alimentação natural.

    Oi, turma!!! Quem acompanha o Mãe de Cachorro sabe que meu maior diferencial como blogueira sempre foi produzir textos próprios, escritos a partir de muita pesquisa ou de reflexões pessoais e focando em informações que divulguem a guarda responsável e nos ajudem a promover saúde real aos nossos cães e gatos. Vocês sabem que conforme vou estudando temas relacionados à saúde (alimentação, vacinação, vermífugos, venenos contra pulgas e carrapatos etc.), tenho tornando a vida dos meus filhos caninos (e a minha!) cada vez mais natural. A ração caiu fora e deu lugar à alimentação natural, as pipetas de veneno e vermífugos deram lugar à homeopatia e as vacinas foram espaçadas de acordo com a realidade de contágio e conforme as instruções da veterinária homeopata dos meus pequenos. Mas nem sempre é fácil ser verdadeiramente natureba, pois há poucos produtos à disposição e poucos veterinários que sigam uma linha realmente integrativa na prática médica. Assim, só posso desejar sucesso a empresas e profissionais que apostam em proporcionar saúde real aos nossos cães e gatos, além de comemorar muito conforme vejo estas iniciativas crescendo no Brasil! Daí quando descubro uma empresa que além de trabalhar com ingredientes naturais, ainda se vira para que seus produtos sejam realmente livres de conservantes, nossa… É puro amor!!! Tem muita empresa aí fingindo ser natural, usando o apelo da vida saudável só para vender mais, mas quando lemos a fórmula/ingredientes, é um susto de tanta bomba química, principalmente em alimentos para humanos com apelo de dieta e emagrecimento! #socorro #meda Alguns nutricionistas humanos cujo trabalho acompanho têm alertado seus seguidores para a importância de ler rótulos em busca de truques que mascaram ingredientes nocivos à saúde. Com o mundo pet não é diferente… Então adorei que as fórmulas dos suplementos da Botica Animal são elaboradas à base de plantas, frutas, verduras e leveduras de cultivo controlado, livres de conservantes sintéticos.  <3 <3 #muitoamor Vejam um resuminho da turma (o Shoyo […]

    Botica Animal: suplementos naturais para nossos filhos de pata!

    Florais Os florais de Bach são essências vibracionais de flores provenientes da Inglaterra e podem e devem ser utilizadas em qualquer ser vivo. Eles agem equilibrando as emoções, como por exemplo, equilibrando raiva em amor, hiperatividade em tranquilidade, carência em paz no amor etc. Os florais de Bach possuem 38 essências, sendo 37 retiradas de flores e uma de água em pedra. Na formulação o especialista em terapia floral poderá associar até 37 essências. Preparo As essências florais são retiradas da natureza através de dois métodos, o Método Solar e o Método de Fervura, e depois são embaladas e distribuídas para todo o mundo. Os florais no Brasil são manipulados em farmácias de forma diluída para seres humanos a 30% de veículo alcoólico e para animais a 10% de veículo alcoólico. Os florais devem ser armazenados longe de aparelhos elétrico e celulares e sempre à temperatura ambiente. Um bom lugar para guardar florais e homeopatias é dentro de caixas de isopor. Indicação Florais são muito utilizados em cães e gatos para equilibrar sentimentos como raiva, hiperatividade, agressividade, medos, traumas, depressão, saudade, perda de controle, dominância etc. Não possuem contra indicações, inclusive podem ser utilizados em tratamentos junto com alopatias e com homeopatias. Para animais com medo de fogos de artifício os florais podem ser muito úteis, mas devem ser usados com critério e regularidade. Para continuar a ler, clique na imagem, ou aqui.

    Terapia com florais: uma alternativa no tratamento de cães e gatos, inclusive contra medo de fogos.

    O super Cachorro Verde tem tratado de outros assuntos além da nutrição de cães e gatos, como excesso de vacinação, homeopatia, comedouros e bebedouros etc. O post que divulgo hoje pra gente traz um pouco sobre a acupuntura em cães, uma terapia milenar tida como “alternativa”, mas que aqui em casa – seja eu o paciente ou um filho peludo – é uma das primeiras opções antes da “tradicional” alopatia, só ficando atrás da homeopatia (a campeã da preferência para peludos e pelados em nosso lar). Um pedacinho deste post delícia segue abaixo pra gente e a íntegra vocês conferem clicando aqui. Boa leitura e um fim de semana excelente a todos! C.V. Em que circunstâncias as pessoas geralmente buscam um médico-veterinário acupunturista? Ricardo Henrique Muitas vezes contamos com a indicação de colegas médicos veterinários e com clientes que nos buscam espontaneamente por já terem sido tratados de forma bem sucedida pela acupuntura. Outros clientes, curiosos e fascinados por verem resultados em outros animais, procuram a terapia com bastante entusiasmo. Há alguns anos, o acupunturista era tido como o “realizador de milagres”, que entraria em ação depois de tudo que o clínico ou o cirurgião pudesse tentar fazer. Hoje essa visão está mudando. A acupuntura, assim como outras formas de terapia, está deixando de ser rotulada como uma MEDICINA ALTERNATIVA, e está conquistando o título de MEDICINA COMPLEMENTAR. A diferença na designação é essencial para que ela deixe de ser a última alternativa e seja um tratamento a ser integrado a todos os outros tratamentos de que o paciente necessite. (post de 2010)

    Acupuntura… Entrevista com um veterinário especialista!

    O post abaixo é de 12 de abril de 2009, mas toda hora alguém ainda toca no assunto. Lembrei dele hoje por que resolvi deixar o Shoyo e a Java no quarto enquanto fazia minha prática de ioga hoje de manhã e AQUI EM CASA NÃO DEU CERTO, hehehehe. Foi um tal de ioga misturada com beijinhos e lambidinhas… Era eu fazendo cachorro-olhando-pra-baixo e a Java me dando lambeijocas nas mãos, enquanto o Shoyo deitava no tapetinho abaixo de mim só pra ter que sair correndo em seguida quando eu subia pro cachorro-olhando-pra-cima… Olha, pra mim não deu. hehehe Mas tentem e me contem. Queria era ter filmado, ficou meio hilária a situação toda. E a minha concentração foi pro espaço. Ioga com mais amor e carinho, com certeza, mas acho melhor não misturar as coisas daqui pra frente =D Bem… Há um tempo, fiz aulas particulares de Pilates em aparelhos e massagens relaxantes e confesso que levei o meu amado Shoyo junto algumas vezes porque eu simplesmente queria passar mais tempo com o meu filho querido. Ele é tão quietinho e perfeito que durante os exercícios ficava deitado na minha barriga ou ao lado da minha cabeça e nas massagens ficava deitadinho ao lado da minha cabeça, todo emboladinho e tão quieto que parecia um bibelô. Vez ou outra, eu ainda ganhava umas beijocas no rosto (no rosto pode, lembram?). Então confesso que lendo a reportagem do The New York Times sobre aulas de ioga com a presença de cães, tanto acho uma maldade usar os animais como peso durante os exercícios, quanto entendo o desejo das pessoas de simplesmente passarem mais tempo com seus peludos.Na verdade, acho que o bom senso deveria estar presente em todas as ocasiões de nossas vidas e o limite aqui é saber o que […]

    Estressado(a)??? Você conhece a Doga, a Ioga praticada com cães??

    Ontem eu estava conversando com a Mari sobre o Seu Jorge, o velhinho que ela retirou das ruas e que está a cada dia mais… velhinho. O texto abaixo foi postado inicialmente em 9 de janeiro de 2011, mas achei legal vocês lembrarem dele, ok? Boa leitura! A querida Elayne é leitora do blog e amiga “facebookiana” (foi a primeira compradora da Loja Virtual Mãe de Cachorro!!!) e mandou uma dúvida através do Facebook sobre um problema que com certeza é o de vários pais e mães de cachorro, então resolvi postar a resposta que o dr. Marcos Fernandes, super fera em homeopatia, gentilmente me concedeu para repassar a ela. Espero que ajude mais pessoas e peludos! Ela tem uma filha peluda que completa 20 anos agora em janeiro e que tem insônia crônica, simplesmente não dorme de madruga, o que tem feito a família inteira ficar acordada para evitar que ela se machuque. Nas palavras da Elayne: “Ela toma, com o acompanhamento da veterinária, o Midazolam. Não sei se vc conhece (é um pré-anestésico de pesssoas)…Isso pq já tomou outros grupos de ansiolíticos e pré-anestésicos.” Além de pedir orientação ao dr. Marcos Fernandes, achei um artigo no blog Ultra dog chamado “E quando falta o sono?”, leiam também! Vamos à resposta do médico veterinário? Segue abaixo! Olá Elayne, tudo bem? Os pacientes geriátricos apresentam com certa freqüência o quadro de insônia associado a crises de ansiedade e ainda muitas vezes vêm acompanhado de vocalizações (latidos) especialmente durante a noite quando os mesmos se sentem afastados de seus proprietários. Desta forma, dou sempre algumas dicas para o proprietário: 1)- Deixe sempre junto ao animal, uma peça de roupa usada para que nestes momentos de “solidão” ele sinta pelo olfato a presença do dono. 2)- Especialmente durante a noite, deixe um […]

    Insônia em cães: como amenizar o problema?

    A querida Carmen Cocca, veterinária holística aqui de Floripa, me viu conversando com uma leitora no Facebook sobre cuidados com os medicamentos homeopáticos e gentilmente me enviou um texto com dicas sobre o assunto. Também acrescentei algumas minhas. Boa leitura! Dicas minhas que servem para uso humano e animal: Aqui em casa guardo as homeopatias em uma caixinha de isopor, longe de celular, TV, geladeira ou qualquer outro aparelho ligado permanentemente na tomada. Quando o medicamento é em gotas, eu o dinamizo antes de dar/tomar. Para isso, basta bater levemente o vidro por dez vezes na palma da mão. Não deixe o conta-gotas entrar em contato com a boca (do cão ou sua). Pingue a homeopatia na palma da sua mão ou direto na gengiva. (O Shoyo bebe a dele da minha mão feliz da vida) Bom para gatos: você pode usar uma seringa e um pouco de água para dar a homeopatia, principalmente se ela for em pó ou bolinhas. Para gatos, às vezes dá certo pingar na patinha, caso eles lambam em seguida. Daí é bom pingar uma gota por vez. As mucosas da boca são o melhor local para absorção apropriada da homeopatia. Também é possível pingar o medicamento na água, mas sobre isso converse com o veterinário homeopata. Inclusive sobre a regularidade da troca de água. Converse com o homeopata sobre uma fórmula com a menor concentração de álcool possível. Se mais de um medicamento foi receitado, espere uns 15 minutos entre um e outro. Dê os remédios com no mínimo 1h de distância antes/depois de alimentar o animal. Certifique-se de que o animal não expeliu o medicamento, então o distraia um pouco dando carinho (petiscos NÃO!)  por uns 30 segundos. Dicas da dra. Carmen: O tratamento homeopático não provoca efeitos colaterais, mas algumas vezes podem […]

    Dicas de como dar homeopatia para cães e gatos + cuidados com os medicamentos.

    14 de fevereiro de 2012Homeopatia, Terapias Alternativas

    Dia desses a veterinária Carmen Cocca me falou “Ana, deveríamos fazer uma campanha ‘Tenha babosa plantada em casa’, de tão útil ela é para os peludos e nós”. O bom é que dá para ter a bendita planta salvadora em vasinhos mesmo que você more em um micro apartamento! Caímos no assunto da babosa por que a dra. Carmen me contou que passar babosa misturada à própolis verde é excelente para cicatrizar lesões de sarna demodécica e quaisquer outras feridas que precisem de cicatrização nos peludos. Eles podem comer/lamber sem problemas e o máximo que pode acontecer é soltar um pouco o intestino. No super completo post A babosa e suas mil e uma utilidades, lá do blog Homeopatas, você aprende a aproveitar melhor este presente da natureza! Boa leitura e corra a ter babosa em casa

    Saúde: Babosa (aloe vera): use e abuse para promover mais saúde aos peludos e você!

    21 de dezembro de 2011Saúde, Terapias Alternativas

    Medicamentos homeopáticos e seus usos em cães. Fonte: clique na imagem Sou usuária da homeopatia há anos e com meus peludos não poderia ser diferente. Minha Moira amada talvez seja o cão que mais tempo viveu com qualidade após o diagnóstico de câncer nos ossos, perto de dois anos. Sem cirurgia para arrancar a perna inteira. Sem alopatia. Apenas com medicinas alternativas. E olha que ela não teve a sorte de comer alimentação natural e, infelizmente, foi vacinada em excesso. A demartite atópica (atopia) severa do Shoyo virou passado só com as gotinhas homeopáticas e, claro, a troca da sua dieta para a alimentação natural (AN). Mas mesmo poderosa, só a AN não teria dado conta de mandar as lesões da terrível atopia embora. Leia também: Lista de veterinários holísticos no Brasil! Homeopatas, acupunturistas etc.–> Divulguem muito! Quer mais um exemplo da eficiência da homeopatia? Que tal o e-mail abaixo? De: Mayara Carvalho Para: Mae de Cachorro Enviadas: Terça-feira, 17 de Maio de 2011 8:00 Assunto: Re: resposta! Oi, Ana como vai?! Antes de você tirar férias tinha te mandando um email contando que minha cachorrinha estava fazendo cocô em cima do sofá e tals… Então por aqueles dias contratei um veterinário homeopata, porque como te disse meu marido tava querendo dar uns tabefes nela, e ele foi até minha casa fez muitas perguntas analisou o caso e disse pra gente que ela estava com ansiedade de separação e protestando por algum comportamento nosso que ela não gostou, durante a conversa relembramos que fomo viajar e deixamos ela com minha mãe e foi depois disso que ela começou com este comportamento, ele passou um floral e um rémedio homeopatico em globulos para administração durante 30 dias. Fizemos todo o tratamento e ela ficou ótima, não levou nenhuma palmada, voltou a fazer […]

    Homepatia para cães e gatos: não é preciso acreditar, funciona e ponto!

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados