• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    De aspecto parecido com minúsculas couve-flores e causada pelo papillomavírus, a papilomatose canina costuma atacar a boca (podendo alcançar também palato, esôfago e faringe) dos cães e, mais raramente, suas pálpebras, genitália e corpo (geralmente entre os dedos). Resumão: Karen Becker, famosa veterinária norte-americana, explica neste vídeo que por ser ‘oportunista’, o vírus da papilomatose canina é mais um dos vários problemas decorrentes da imunidade baixa; A versão canina do vírus afeta apenas cães e é mais comum em animais jovens (com imunidade ainda em formação – alô, excesso de vacinação!!) e idosos (com imunidade decaindo por conta da idade). Ou seja> nada de surtar achando que você, outras pessoas ou gatos serão infectados(as); A ocorrência da papilomatose na versão oral não costuma ser agressiva e é mais comum em cães de até dois anos de idade, justamente porque nessa idade a imunidade ainda está em formação. Com essas características, a doença (autolimitante) costuma desaparecer sem tratamento; Em casos em que o organismo do cachorro está tão debilitado que não reconhece o vírus como um agente a ser combativo por seu sistema imunológico, as ‘verrugas’ podem surgir em quantidade tão grande que é capaz de impedir o animal de comer e beber, o que também trará dor além do desconforto óbvio; Medicamentos que derrubam a imunidade (corticoides e outros) e excesso de vacinação também podem desencadear uma infestação das verrugas. Nunca deixe um veterinário aplicar mais de uma vacina por dia (nem por mês!). Leia mais sobre os malefícios do excesso de vacinação aqui e aqui); O tamanho individual das verrugas não segue aumentando (apenas o número delas)! Ou seja> se algum sinal/verruga/massa aparecer no corpo do seu cão e não parar de crescer, corra para um bom veterinário e não para a internet, nem para o balcão da agropecuária, pelamor!! Remover as verrugas ou não? Citando novamente Karen Becker, […]

    Verrugas em cães: dicas naturais para combater a papilomatose canina

    Turma linda, Páscoa chegando e ao invés de apenas repetir de um modo diferente o quanto chocolate faz mal para os cães, resolvi pesquisar mais a respeito de uma maravilha que deve frequentar diariamente a dieta tanto dos nossos cães e gatos, quanto a nossa. Com vocês, mais uma vez, minha queridinha: a cúrcuma! Para potencializar suas propriedades anti-inflamatórias, combine a cúrcuma com uma pequena pitada de pimenta do reino moída. Em pequenas quantidades, ambas são seguras para serem consumidas por caninos e felinos. Dica para humanos> aqui em casa, não tem omelete sem a dupla cúrcuma-pimenta do reino! E… tchan nan nan, também uso para temperar meu café!! Sim!!! Boto óleo de coco, cúrcuma e pimenta do reino no meu café puro de todas as manhãs. Fica delicioso! Para facilitar a absorção pelo organismo, misture ambas na comida com um pouco de azeite de oliva extravirgem, óleo de coco, óleo de gergelim, ou manteiga ghee e só então adicione à comida. Comece aos poucos e vá aumentando o consumo a cada semana, enquanto presta atenção na aceitação do animal e percebe efeitos da mistura. Como sempre, lembre de oferecer muita água fresca para os pets. Caso você perceba constipação, diminua a oferta da mistura e reforce o consumo de água dos peludos! Iogurte natural (o de verdade, apenas leite e fermento!) também ajuda em casos de constipação e, aliás, deveria ser dado diariamente para a turma de patas também!!! Aqui em casa faço com leite integral de saquinho (receita no final do post). Leia também 8 motivos para adicionar azeite de oliva extravirgem à dieta do seu cachorro! How to Feed Turmeric for Dogs Vamos aos motivos para acrescentar tanta maravilhosidade master power da cúrcuma (açafrão da terra) à dieta de toda a família? Pelo mundo> A medicina tradicional asiática usa cúrcuma para estimular a produção […]

    5 motivos para adicionar cúrcuma à dieta de cães e gatos (e humanos!)

    Olá pessoal! Meu nome é Thayse, sou fundadora e editora do blog “Saúde do Meu Pet”, e leitora assídua do site “Mãe de Cachorro Também é Mãe”! A Ana muito gentilmente me convidou para escrever um guest post para vocês! Curtam bastante a leitura e não esqueçam de compartilhá-la! Seu cachorro treme, mexe as patinhas, late ou chora enquanto dorme e você fica sem saber o quê fazer? Fique tranquilo, por incrível que pareça ele pode estar sonhando. Sim, acredita-se que muitos peludos começam a sonhar mais ou menos depois de 20 minutos que adormeceram. Mas como isso acontece, o que eles sonham e o quê você deve ou não fazer durante o sonho do seu cão? – | Os cachorros realmente sonham? | Embora não seja possível dizer com 100% de certeza que os cachorros sonham – afinal os bichinhos não podem nos contar a verdade – alguns estudos de diversas universidades conceituadas do mundo já analisaram o comportamento de animais enquanto dormiam e puderam então concluir que de fato os nossos peludos têm sonhos. Matthew Wilson e Kenway Louie – dois cientistas do MIT (Massachusetts Institute of Technology) – evidenciaram que os cérebros dos ratos funcionam de forma muito similar ao cérebro humano durante um sonho. Em seus experimentos (2001), eles retiraram os registros elétricos do hipocampo – uma parte do cérebro que está relacionada à memória – de ratos que correram um labirinto complexo durante o dia. Mais tarde, quando os ratos estavam dormindo e entraram no estágio de sono REM – que é o estágio do sono em que os humanos geralmente sonham- esses mesmos padrões de ondas cerebrais apareceram. Na verdade, os padrões eram tão claros e específicos, que os pesquisadores foram capazes de dizer onde no labirinto o rato estaria se ele estivesse acordado […]

    Cachorro sonha?!

    31 de janeiro de 2017Destaques, Saúde

    Escrevi um guest post sobre olhinhos de cães e gatos que ficam constantemente molhados para o site Saúde do Meu Pet, a convite da querida Thayse Mota. Segue o comecinho do texto e a íntegra vocês conferem por lá. Mesmo que seu cão ou gato não tenha as manchas escuras abaixo dos olhos popularmente conhecidas como “lágrima ácida”, a leitura deste post é válida, pois olhinhos constantemente molhados e “chorosos” podem ser um alerta do organismo sobre várias doenças! As manchas no pelo são apenas uma das consequências da epífora, que é justamente essa condição do animal estar com os olhos constantemente lacrimejados. A epífora pode ser indicar doenças sérias, pois é um sintoma, não uma doença. Vamos entender tudo melhor? Lágrimas ajudam a lubrificar os olhos, certo? Clique aqui para continuar lendo.

    Manchas de lágrima no pelo podem revelar doenças sérias!

    11 de janeiro de 2017Destaques, Saúde

    Texto elaborado por Murilo Cabral Um dos grandes desafios ao se tornar tutor de um animal de estimação é fazer com que ele tenha uma vida saudável e feliz. Muitas coisas podem influenciar diretamente no convívio saudável entre humano–animal, por isso é nossa obrigação buscar conhecimentos e alternativas para torna essa coexistência eficaz. Dedicar um bom tempo do seu dia para ‘brincar’ com seu animal e entender seu limites e gostos fazem parte dessa jornada. Mas existe um cuidado em especial que tutores de animais domésticos, devido à vida agitada cheia de compromissos, muitas das vezes acabam deixando de lado. A importância da escolha correta da alimentação tem papel fundamental na vida do seu peludo, sendo que há muitos alimentos que não podem ser ingeridos de forma alguma por eles – chegando em casos mais extremos a causar até a morte. Inclusive muitas causas de coceira em cães são geradas por esses alimentos, ou por remédios de uso humano que acabam fazendo com que nossos animais tenham alergia. Cientes desse risco, devemos entender que a simples tarefa de escolher a alimentação ideal para um pet pode na verdade se tornar algo bastante trabalhoso. Com diversas opções à disposição no mercado, o consumidor pode muitas das vezes encontrar certa dificuldade em entender os termos da embalagem e escolher a ração ideal. Para esses casos, é de extrema necessidade o auxílio de profissionais (tanto veterinários quanto funcionários qualificados) que podem ajudar nessa tarefa, identificando uma ração canina que possa suprir todas as necessidades nutricionais do seu amado animal. Inclusive hoje em dia já existem diversos sites especializados em venda de produtos para nossos pets, onde você pode visitar o site das famosas pet shops online para desfrutar de diversos itens que farão seu cachorro mais feliz e saudável. Apesar da ração ser […]

    Alguns cuidados básicos na hora de alimentar e medicar seus cães

    10 de janeiro de 2017Alimentação, Destaques, Saúde

    Se o seu cachorro consome alimentação natural crua, com ossos carnudos e crus com regularidade, vocês não devem nem lembrar que tártaro existe. Quando troquei a dieta do Shoyo (na época a Javinha não estava na família) a mudança positiva na boca dele foi tão absurda que é uma lástima que eu não tenha feito fotos do antes e depois. Sou uma pessoa prática e enquanto a própria dieta do Shoyo cuidava da boca dele, ótimo! Eu só revirava a boca e os dentes dele de vez em quando para conferir se estava tudo lindo e perfeito. MAS… nossa alegria acabou quando ele foi diagnosticado com problemas renais  e cardíacos comuns à raça e passou para a dieta cozida, sem consumir tantos ossos… A boca do meu amorzinho, que hoje está totalmente gagá, mudou pra pior e hoje caímos na rotina da limpeza com óleo de coco e gaze. Recomendo a leitura do texto super pertinente do Cachorro Verde sobre higiene bucal. Beijobeijo e aquele ditado, neam? Quem ama, cuida! Os estudos mostram que a partir dos 3 anos de idade, 80% dos cães já têm algum grau de doença periodontal (o “tártaro”) que causa mau hálito, gengivite e em casos mais extremos, dor e perda dos dentes. Some-se a isso o fato de que a bactérias do tártaro são patogênicas (perigosas) e geram inflamação sistêmica, podendo danificar precocemente os rins e o coração. Continue a ler clicando aqui.

    Sorria, meu bem: dicas para cuidar dos dentes da cachorrada!

    14 de outubro de 2016Saúde

    Quem me acompanha está careca de saber que se eu puder promover minha saúde e a dos meus filhos peludos por meio da alimentação e de alternativas mais saudáveis e que levem em conta o indivíduo e não apenas seus sintomas/doenças, vou fundo, sem medo. É por isso que sempre procuro trazer a vocês alternativas “naturebas” para combater alergias, pulgas, carrapatos, insetos, doenças etc. Não acredito em homeopatia: eu e meus cães VIVEMOS seus benefícios. Não acredito em acupuntura: eu e meus cães VIVEMOS seus resultados. Não acredito em alimentação como remédio, eu e meus cães VIVEMOS suas curas (eles muito mais do que eu, hehe). Pois o post de hoje é uma verdadeira dica de ouro! Achei no site, o Bicho Integral, da querida veterinária dos meus pequenos, a Carmen Cocca, e compartilho com vocês! Espero que vocês também descubram e optem sempre pelas alternativas que promovem a saúde real quando a escolha for possível. Para entender o que é, afinal, um veterinário holístico e o que esperar dele, acesse o ótimo texto Praticando a Medicina Holística do Cachorro Verde. Lista de Veterinários Holísticos no Brasil Os nomes e contatos dos veterinários holísticos brasileiros que constam nessa tabela, foram compilados de sites da internet para facilitar aos cuidadores que encontrem alternativas naturais para o tratamento de seus pets. Esta lista pode ser alterada a qualquer momento em função de novos nomes ou caso algum veterinário não queira participar dela. Para acrescentar ou retirar qualquer nome da lista, o veterinário(a) deve enviar um e-mail para homeopatas.vet@gmail.com com o assunto: lista vets site Clique aqui para acessar a lista feita pela dra. Carmen. Atualização do post em 12/5/16: O blog Seu Buldogue Francês também está com duas listas excelentes e que mega recomendo: Veterinários nutrólogos no Brasil Veterinários que prescrevem protocolo vacinal individualizado Atualização do post em […]

    Listas de veterinários que praticam medicina integrativa, protocolos vacinais personalizados e/ou recomendam alimentação natural.

      Descobrir as causas de alergias não é tarefa fácil, mas é fundamental para que o animal tenha uma vida equilibrada. Alergia Cerca de 30% dos cães brasileiros sofrem de processos alérgicos. Difícil, é descobrir com certeza qual a fonte da alergia do seu amigo de patas, já que ela pode ser causada por fungos, bolor, tecidos (lã/algodão), fumaça de cigarros e charutos, tapetes e carpetes, pólen, grama e até a alimentos. Presentes por todos os lados em nossas casas e rotina, as substâncias alergênicas dificultam a identificação da causa da alergia sem um exame de sangue específico. Geralmente os veterinários trabalham com tratamentos por tentativa e erro, o que pode ser bastante prejudicial para o animal, que sofre por falta de solução, e para nós, que sentimos ao ver seu sofrimento e que gastamos bastante dinheiro ao longo do processo. Coceira A coceira proveniente das reações alérgicas pode provocar doenças secundárias, já que as unhas e dentes em contato com a pele propiciam a contaminação por bactérias, que podem vir a tomar a pele e agravar o quadro de saúde do animal. Uma boa saída de tratamento pode ser a homeopatia, que não faz uso de cortisona e de outras substâncias que até cessam os sintomas de maneira imediata, mas que são sabidamente prejudiciais ao organismo. Claro que em uma crise, optaremos por aliviar os sintomas, mas não podemos optar por prolongar o uso de tais medicações. Diagnóstico É fundamental identificar corretamente a causa da alergia e reduzir a exposição do cão aos alérgenos, mas o processo pode ser demorado, já que nem sempre as alergias são óbvias e fáceis de identificar. Após o diagnóstico, seguir à risca o tratamento prescrito pelo médico veterinário também influenciará na qualidade de vida do animal alérgico. Dietas naturais e caseiras, com formulações […]

    Dicas para lidar com cães alérgicos.

    Saber interpretar o que está por trás de comportamentos indesejados de nossos animais de estimação nos levará a solucionar o problema sem fazê-los sofrer. Mentira Cães e gatos não mentem, mas nós, ao não conseguirmos entender o que suas ações estão expressando, os julgamos de maneira errada e não os compreendemos. E essa inabilidade para a mentira, incompreendida pelos humanos, pode complicar muito a vida dos nossos amigos de pata. Se não formos atentos para o que eles estão nos comunicando com comportamentos que estamos interpretando erroneamente de alguma maneira, até mesmo suas vidas podem estar em risco. Exemplo Um exemplo simples é o de um cachorro ou gato que de repente passa a urinar por todos os lados. Tire um tempo para observá-lo e veja se ele, além dele estar errando o local onde já foi treinado para usar como banheiro, está urinando excessivamente. Muitas e muitas vezes, problemas de xixi fora do lugar são apenas o sintoma de doenças que vão desde infecções urinárias, até problemas renais graves. Clique na imagem para continuar lendo, ou aqui.

    Cães e gatos não mentem: procure entender o que o seu amigo está querendo dizer a você.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados