• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Texto gentilmente escrito com exclusividade pela médica veterinária, editora do site Cachorro Verde, Sylvia Angélico. Leia também: Como escolher a melhor ração para o meu gato? – Parte 1 EXCLUSIVO: Existe muita desinformação a respeito das dietas úmidas para gatos. Muitos pré-conceitos. Fora do Brasil, rações úmidas para gatos são tidas como as melhores opções. Mas por aqui ainda são um tabu danado. Prós das dietas úmidas de lata (não as de sachês): · Saciam os gatos (pelo elevado teor de umidade, chegando a 84%; contra 10-12% de água das rações secas) fornecendo menos calorias. Pra se ter uma idéia, 1kg de ração seca Super Premium para gatos adultos pode conter 4.000 calorias! É muito para os bichanos que em geral vivem em ambientes cada vez menores e comem à vontade. Não é à toa que há tantos gatos acima do peso e morbidamente obesos. (Aliás, descubra se seu felino está de bem com a balança, comparando-o a essa tabela ilustrada: http://tinyurl.com/62nlu67 ). · Não têm conservadores, uma vez que são fechadas à vácuo. Tanto que elas estragam – o que é bom sinal, alimentos devem estragar, o anormal é durarem 1 ou 2 anos fora da geladeira… · Para conseguirem produzir o grânulo (“bolinha”) de ração, os fabricantes em geral empregam bastante amido. Por estar na forma de “patê”, as rações de lata contêm menos amido e maior teor de proteínas e de gorduras de origem animal. Mas é preciso conhecer um segredinho para interpretar corretamente os rótulos das latas. Lá estará descrito: “contém 8-10% de proteína bruta na matéria natural”, o que fará você achar esses níveis uma miséria. Mas a questão é que é preciso descontar o teor de água presente nessas rações. Quer ver? Supondo que em 100 gramas de ração de lata, haja 80% de […]

    Como escolher a melhor ração para o meu gato? – Parte 2

    8 de novembro de 2011Alimentação, Gatos, Ração

    ATENÇÃO!!! A leitura de hoje e sua parte 2 é obrigatória para todos os que convivem com gatos e estão preocupados com sua saúde real. Leiam com calma, atenção, imprimam e espalhem as notícias para ajudar o maior número possível de bichanos! Alimentação pode ser tanto sinônimo de saúde e qualidade de vida quanto de doenças e morte. O texto de hoje faz um apanhado geral sobre nutrição dos felinos domésticos, como suplementar rações industrializadas (ótimo para protetores com muitos gatos ou pessoas que não conseguem comprar as rações mais caras) e sua Parte 2 nos ajudará a saber escolher a melhor ração industrializada para eles. Aguardem! Leia também: Como escolher uma boa ração para o meu cão? Suplementos naturais para enriquecer a dieta de cães e gatos que se alimentam de rações Texto gentilmente escrito com exclusividade pela médica veterinária, editora do site Cachorro Verde, Sylvia Angélico. EXCLUSIVO – Cães são carnívoros, porém são mais flexíveis com relação à alimentação. Já os gatos, são carnívoros estritos. No ambiente natural, felinos se alimentam quase que exclusivamente dos tecidos de suas presas. Ao longo de sua evolução, a Natureza os sofisticou para esse tipo de alimentação. Quer ver? Os dentes dos gatos não são próprios para mastigar, e sim para morder, arrancar e triturar carnes e ossos. Eles não apresentam uma enzima presente na saliva de onívoros e herbívoros, a amilase. Essa enzima dá início à digestão de alimentos contendo amido. O pâncreas felino também costuma ter baixa produção de amilase. Afinal, pra que ter essas enzimas se não ingerem amido na natureza? O estômago é grande, incrivelmente ácido e o intestino é relativamente curto (mais do que o dos cães); ou seja, próprio para o processamento de carnes, vísceras, ossos. Portanto, proteína em níveis generosos – lembrando que aqui nos […]

    Como escolher a melhor ração para o meu gato? – Parte 1

    7 de novembro de 2011Alimentação, Gatos, Ração
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados