• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

      Vejam que coisa mais amada o infográfico sobre os benefícios da castração que Henrique, do site Melhor Amigo, produziu para ser divulgado em parceria com o blog Mãe de Cachorro também é Mãe!!! Conto com vocês para ajudar a divulgar muito!! Castrando nossos cães e gatos, salvamos milhares de vidas e contribuímos para um mundo melhor para pessoas e animais. Como digo desde que o blog nasceu: quem ama, castra!!!

    Benefícios da castração!

    21 de janeiro de 2016Castração, Destaques, Piometra, Saúde

    Coluna de hoje traz informações sobre males comuns em fêmeas que não passaram pelo procedimento. Tumores Tumores malignos nas glândulas mamárias e câncer de mama têm atingido cadelas e gatas não castradas em números alarmantes. De acordo com a Sociedade Veterinária de Cirurgia Oncológica dos Estados Unidos, entre 23 a 34% das fêmeas não castradas desenvolvem algum tipo de tumor maligno nas mamas conforme envelhecem. Enquanto as causas específicas de tumores benignos e malignos continuam desconhecidas, evidências claras apontam que o crescimento das glândulas mamárias e dos hormônios durante o cio está associado ao surgimento dos tumores malignos. Continue a ler clicando aqui.

    Conheça três doenças fatais que acometem cadelas e gatas não castradas!

    Piometra Existe uma doença silenciosa que ataca cadelas e gatas não castradas, a piometra. Os sintomas não são fáceis de reconhecer e, quando ficam muito evidentes, pode ser tarde. Felizmente, com o aumento de conscientização das pessoas, mais e mais animais estão sendo castrados, evitando que as fêmeas sofram os horrores provocados por essa doença. Quando não tratada com rapidez, a doença termina em morte lenta e dolorosa. A única prevenção possível é a castração, cirurgia que remove útero, trompas, ovários e também, de quebra, todas as doenças que poderiam acometer tais órgãos. Castração é sinônimo de saúde e de consciência social! Desequilíbrio A partir de um desequilíbrio hormonal as fêmeas não castradas passam a produzir progesterona, um hormônio sexual feminino, em excesso. Em paralelo, também podem ocorrer alterações nas células da mucosa uterina. Depois… continue a ler clicando na imagem, ou aqui.

    Piometra: conheça essa doença cada vez mais comum que afeta cadelas e gatas não castradas.

    Recebi a seguinte dúvida nos comentários do blog: Ana, a Mimosa tem 11 anos,minha dúvida é a seguinte : cachorra entra na menopausa ? ela nunca tomou vacina para naõ emgravidar e só cruzou uma vez e os filhotes eram prematuros , morreram todos , mas ela naõ os quiz eu tentei salva-los mas imfelizmente morreram , isso faz 3 anos a veterinaria disse que ela ja era idosa… obrigado – Por Conceiçaõ A. Santos (Conce ) Para responder, fiz uma pesquisa rápida na internet e a resposta é NÃO! Cadelas não entram na menopausa! Mas vamos lembrar que: Castrar evita inúmeros problemas de saúde, fugas e demonstra uma atitude responsável e socialmente consciente da parte do tutor do animal, seja cão ou gato, macho ou fêmea, pois é um animal a menos contribuindo para a superpopulação de animais de rua. Não se iludam, por mais criterioso(a) que você seja, eventualmente algum descendente do(a) seu(sua) peludo(a) irá sofrer maus-tratos ou abandono. Maus-tratos incluem falta de cuidados básicos e, inclusive, falta de atenção e amor. Você quer MESMO ter esta co-participação na vida de um animal? Abaixo, três das fontes pesquisadas sobre a menopausa em cadelas: “ ‘Cio seco’: Algumas cadelas não apresentam sangramento durante o cio. Nessas fêmeas, é muito mais difícil identificar o momento certo para o acasalamento. Para quem tem um casal de cães e não tem muita experiência, isso é um problema pois os acasalamentos indesejáveis poderão acontecer. Algumas pessoas, por não perceberem sangramento na fêmea, acham que seus animais nunca tiveram cio. Cadelas mais velhas podem apresentar cio seco. As fêmeas têm cio até o final da vida. Não existe a ‘menopausa’ em cadelas.” Silvia C. Parisi – médica veterinária – (CRMV SP 5532) – Webanimal “As cadelas não entram na menopausa, diferentemente dos humanos. Mas, […]

    Cadelas entram na menopausa?

    20 de maio de 2013Câncer, Piometra, Saúde

    Mais uma vez a castração aparece como saída para promover saúde para os animais e tranquilidade para os humanos que convivem com eles. Gravidez psicológica A gravidez psicológica, também conhecida como pseudociese, ocorre devido a uma disfunção hormonal, mais especificamente devido a um desequilíbrio no hormônio chamado progesterona. Esse é um problema bastante comum (ocorre em cerca de 50% das fêmeas não castradas) e ainda por cima recorrente. Ou seja, uma cadela que desenvolveu gravidez psicológica tem grandes chances de apresentar o problema novamente. A fêmea pode apresentar gravidez psicológica mesmo sem nunca ter cruzado. Como acontece Aproximadamente dois meses após o cio a fêmea se prepara para dar à luz e cuidar de filhotes inexistentes. A pseudociese normalmente ocorre em cadelas que nunca cruzaram e que já passaram por mais de um cio, mas também pode acontecer no primeiro cio e pode aparecer até mesmo nas cadelas que já pariram. Sintomas 1 Qualquer fêmea não castrada pode desenvolver a pseudociese. Algumas apresentam o problema em todos os cios, outras com intervalos entre os cios. Pode acontecer também da cadela ter pseudociese e ninguém perceber porque ela apresenta sintomas leves. Os sintomas e a intensidade dos mesmos variam de cadela para cadela. Sintomas 2 De forma geral, a fêmea apresenta os mesmos sintomas típicos de uma gestação verdadeira: tetas inchadas (com ou sem a presença de leite), instinto de preparar-se para o parto e adoção de objetos como “filhotes”. Algumas apresentam aumento no abdômen. Há também alterações comportamentais: irritação, agressividade, carência de contato físico, depressão, falta de apetite, etc. A agressão por proteção maternal é inclusive mais comum nas fêmeas que não têm filhotes. Todos os sintomas são passageiros e duram em média de duas a oito semanas. Clique na imagem para continuar a ler.

    Coluna de hoje: A gravidez psicológica em cadelas é mais comum do que você pensa e pode deixá-las muito doentes.

    A castração é a melhor alternativa para evitar a prenhez de cadelas e gatas. Promove saúde e evita doenças e ninhadas indesejadas. Absurdo Pedi veterinário paulista Marcos Fernandes para fazer um texto para a coluna alertando sobre os perigos das injeções e comprimidos anticoncepcionais para cadelas e […] Leia mais clicando na imagem.

    Coluna de hoje: O uso de anticoncepcionais para cadelas e gatas é altamente desaconselhável. Entenda os motivos.

    Tudo bem, nem todo mundo é falador, metido e até mesmo abusado como eu, o tipo de pessoa que escuta alguém falando sobre cães seja onde for e que pede licença e se mete na conversa. Mas… Um pouco de posicionamento e atitude perante o vasto mundão não faz mal nem mata ninguém e, de quebra, ainda pode ajudar aos animais que você jura amar tanto, sejam eles quais forem. Basta estarmos abertos a algo para que nossas energias se encontrem. Exemplos? Não faltam, sobram! Falo sobre castração com todas as mães de cachorro que encontro com seus peludos. Sim, todas. É o mesmo papinho sempre “Oi, que lindo(a). Qual o nome? Quantos anos? Que amor! Já castrou?”…Se a resposta for sim, vou de: “Parabéns! Pôxa, parabéns mesmo!”. Se for não, “Ah, mas por quê não? É tão bom castrar, fora que olha a quantidade de bicho nas ruas. E os de raça então? Tá cheio pra doar! bláblábláblá”… Conversando com o fornecedor de camisetas da Loja, de novo castração em pauta, mas desta vez também abandono e piometra, já que ele pretendia cruzar sua American S. Terrier porque ela tinha um “ótimo pedigree”. Como é alguém com quem já tenho uma certa intimidade, fui mais incisiva, embora tenha dito tudo sorrindo, esperando as respostas e com tom amigável, mas ainda assim, falei tudo que queria: “Tá, você diz que a tua cadela é ótima, mas e o macho? Vais fazer exames de saúde nos dois, você conhece as doenças da raça? Ou só vais juntar A com B e encher o mundo de mais cachorro? Vais cuidar dos filhotes até eles teram uns 60 dias de vida? Deixa eu vê-la?”.  Ontem mesmo fui atrás dele para conhecer a cadela e… Deu até pena, lá veio ele com o pedigree […]

    Promover educação pró-peludos: basta abrir a boca e…

    Já diz o ditado popular que é “melhor prevenir do que remediar”. E como com saúde não devemos brincar, que tal ficar de olho nas situações abaixo e manter seu peludo saudável? Doenças periodontais e bucais: o uso regular de ossos carnudos e crus (meaty bones) é garantia de boca saudável. Para cães e gatos que alimentam-se de rações industrializadas então, deveria ser obrigatório! Quer entender o que é, afinal de contas, um osso carnudo e cru e como oferecê-lo a seu peludo? Acesse o link Guia sobre meaty bones e tire suas dúvidas! Leia também: Fio dental natural: conheça uma alternativa saudável para limpar os dentes do seu gato (ou cão de pequeno porte)! E os veterinários que me desculpem, mas limpeza de tártaro com seus riscos de anestesia e custos elevados pra mim não é prevenção, é remediar uma situação que não precisava chegar a um estado tão crítico a ponto da limpeza ser necessária. Doenças do trato urinário (mais comuns em gatos): Dieta apropriada (o mais úmida possível) e enriquecimento ambiental (o tédio e o estresse acentuam a predisposição) são tudo que você precisa para mantê-las longe do seu amigo de patas. De novo, se seu animal já chegou ao ponto de precisar de cirurgia ou de rações terapêuticas, desculpem, mas a doença não foi evitada, ela agora está sendo remediada… Leia também: Suplementos naturais para enriquecer a dieta de cães e gatos que se alimentam de rações Como escolher a melhor ração para o meu gato? – Parte 1 Como escolher a melhor ração para o meu gato? – Parte 2 Qual a maneira correta de alimentar seu bichano? Dicas de manejo dietético para gatos! Piometra (infecção no útero): A piometra precisa de cirurgia de emergência para retirada do útero cheio de pus e de cuidados […]

    SAÚDE cães e gatos: Conheça as doenças e acidentes mais comuns que você pode prevenir de maneira bastante simples!

    Pedi ao Dr. Marcos Fernandes para fazer um texto para o Mãe de Cachorro sobre os perigos das injeções anticoncepcionais* para cadelas e gatas porque venho recebendo alguns e-mails e contatos de leitores que ainda utilizam este método contraceptivo, o que muito me espanta, não tanto por conta do uso por parte dos responsáveis por peludos, mas por ainda haver veterinários que se prestem a cometer um absurdo destes. Pior, há pouco tempo visitei uma tia cachorreira que não visitava há um tempo e qual não foi minha surpresa ao saber que ela havia dado a tal injeção em sua mais nova adotada (felizmente foi uma vez só)? Para piorar, perguntei o nome do veterinário que fez uma barbeiragem dessas e não só sei quem é, como ele ainda faz castrações para uma ONG de Floripa. Fala sério! Mandei castrar correndo não só a pequena, mas mais duas que ela havia recém recolhido das ruas. Aliás, acho que muito da minha essência cachorreira devo a essa minha tia. Quando eu a visitava em férias, ficávamos vendo revistas e livros sobre cães e ela fazia desenhos de cães pra mim. Na casa da minha vó, por conta dessa tia que mora com ela até hoje, é sempre um entra e sai de cães resgatados e doados e ainda assim, tão próxima a mim, lá estava a mesma história de sempre, a pessoa procura o veterinário e confia nele, sem nem cogitar que ele possa estar fazendo algo que poderá matar quem jurou defender e curar… Eita, vida! Dá até um desespero, porque por mais que eu passe os dias a ajudar pessoas e peludos, ainda tão perto de mim acontece esse tipo de coisa, o que me deixa num estado de ansiedade terrível, arf! Vamos logo ao texto (desculpe, mas fico […]

    Injeções (e comprimidos) contra o cio para cadelas e gatas: NÃO USE jamais!

    17 de maio de 2012Câncer, Gatos, Piometra, Saúde
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados