• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Aposto que cada uma de vocês tem um homem em sua vida, seja pai, irmão, namorado, marido, amigo, primo etc., que adora irritar seu filho peludo. Aqui em casa a última do marido é brincar de ninja com o Shoyo. Então fica lá o marmanjo, pulando de um lado para o outro, imitando movimentos “ninja” com as mãos e fazendo “Yahhhhh, yahhhhhh, Shoyo, treinamento ninja! Yahhhhhhhhhhhhh”, só pra fazer o cachorro latir e brincar de atacar e correr. Hello!!! Homens, vocês têm mesmo idade mental eterna de 15 anos ou é só o meu? Não, porque a diversão favorita do marido é “brincar” com o Shoyo e toda hora ele inventa uma bobeira nova. Uma delas eu consegui estragar. Ele botava o Shoyo de barriga pra cima, deitado no sofá, e fazia aquela coisa boba que todo mundo faz com bebê, de meio que soprar a barriga fazendo um barulho, sabem qual é? O Shoyo ficava p.! da vida, rosnando e avançando. Pois só de raiva eu comecei a botar o Shoyo na mesma posição, só que enchendo a barriguinha fofa dele de beijinhos, e vez ou outra fazendo o mesmo ‘assopro-barulho’ até que… O Shoyo passou a adorar a coisa toda e não dá mais nem bola ;-D  Mesmo ainda, vez ou outra, o marido ainda faz a brincadeira na esperança do Shoyo voltar a se irritar. Bobinho, tsc. tsc. tsc. Outra “favorita”: ela pega o pequeno no colo e finge que vai guardar no cesto de roupa suja, só pro cachorro abrir as quatro patas para os lados, como se fosse segurar nas bordas e depois, rindo, rindo, o pega feito bebê, enche de beijo e diz “É brincadeira, Shoyo, é brincadeira!”. Aliás, “é brincadeira Shoyo” é uma das frases que mais ouço todo santo dia. Agora, falando […]

    Papo de Mãe – Comportamento: Por que os homens gostam tanto de irritar os cães?

    15 de maio de 2011Off topic, Papo de Mãe

    Ano que vem é O ano… E se eu tivesse ganhado R$100,00 pra cada vez que ouvi “Tens que ter filho até os 35!”, estava rica, rica, rica e com grana sobrando pra doar muiiito mais castrações! Pra vocês que gostaram do post “Mas eu já tenho um bebê!!”, aí vai um trechinho de outro post do mesmo tema: a luta por respeito e pelo meu direito de ainda não estar desesperada para ser mãe biológica!! “Filho pra fazer sombra? Não, obrigada.” ou “Eu odeio os 35”Não sei quantos anos você tem. Não sei se você é homem ou mulher. Não sei se você tem filhos ou não. E tudo bem, porque este texto na verdade, é sobre mim. Só que aposto pra ganhar como na verdade ele será sobre muitas outras pessoas. Talvez até sobre você também, principalmente se for mulher… É peculiar observar como as pessoas criam expectativas sobre o que devemos fazer ou não de nossas vidas. Um dia começamos a namorar alguém lá pela época da faculdade, dali a um tempo a família percebe que o namoro é mesmo sério e daí pra frente tudo se resume a cobranças e mais cobranças. Estão namorando? Hum… Quando é que vão noivar? Noivaram? Hum… Quando é que vão casar? Casaram? Hum… Quando é que vão ter filhos? Tiveram filhos? Hum… E o irmãozinho é pra quando? Ai, coisa irritante! Acho que desde os meus (idos) vinte e cinco anos não passa batizado, nascimento ou festinha de aniversário de criança sem alguma pessoa chata perguntar “E o teu, quando é que vem?“. E quando a resposta obviamente não é a esperada, que no caso seria “Logo” ou “Já estamos tentando“, o encerramento da conversa é sempre o mesmo “Olha, cuidado, viu? Depois dos 35 anos é perigoso“. Então, com […]

    ELES estão chegando… Seriam os 35 anos o limite para ser mãe biológica?

    10 de maio de 2011Mãe de Cachorro, Off topic

    Minhas amadas MÃES de cachorro, de gato, de pessoas e de outras formas de vida… Depois do sucesso do post “Mas eu já tenho um bebê” – que entre outras manifestações de carinho e reconhecimento com o meu sentimento, lotou minha caixa de e-mails a ponto de eu ainda não ter conseguido responder a todos e ter que ficar catando os pedidos de ajuda urgente entre eles – já teve gente comentando que no fim das contas eu deveria ter postado aquele texto hoje e não na terça-feira passada, afinal, ele é 100% sentimento de mãe de cachorro (e de gato, e do que mais for tabu ser mãe!). Também pensei nisso. Mas dia das mães é todo dia, e naquele eu estava particularmente tomada pelo sentimento de declarar, mais uma vez, meu amor pelos cães e meu direito de me sentir mãe, com todas as três letrinhas desta palavra curta, mas tão cheia de significados e interpretações… Hoje, na verdade, queria mais era contar um pouco como cada uma de vocês que participam da minha de tão diferentes maneiras, seja assinando para receber e-mails do blog, curtindo a Página do Facebook, seguindo pelo Twitter, me escrevendo diretamente etc., influenciam a minha vida, minha energia e a minha relação com a palavra MÃE. Quem acompanha meus textos há um tempo já deve ter lido aqui ou ali que sou órfã de mãe. E tive o azar de passar por esta triste experiência com apenas dez anos de idade. E mais azar ainda de ter tido uma madrasta mais “madrasta” do que a outra… Então a palavra mãe ficou esquecida dentro de mim junto com meus sentimentos pela minha própria mãe, recalcados por algum mecanismo de defesa infantil que me deixou com um sério problema de memória até hoje (e que […]

    Papo de Mãe – Comportamento: Feliz dia das Mães (de cachorro, de gato, de gente…)

    Texto: Mariana Siebert, da Ms. Siebert Acessórios Personalizados e uma das autoras do Espaço S.U.B. Este inverno será das meias. Aposte na meia 3/4, na soquete, mas, principalmente, na meia-calça! Eu adoro e já estou usando. Acho que completa o look, deixa moderno e elegante, além de ser uma peça super feminina, exclusiva do guarda-roupa do gênero. Aqui vão alguns modelos que a Lycra vai disponibilizar em breve no mercado, com vários temas que estão ou estarão da moda. Quero essa vermelha já! Vê uma de cada, por favor? Uma dica pra quem usa meia-calça e tem 6 peludos te esperando em casa como eu (leia-se: todos pulam frenéticamente em você pedindo atenção – unhas!!!): eu tiro a meia dentro do carro ainda, antes de entrar em casa! Parece rídiculo, mas depois de umas 5 meias estragadas, foi o que deu certo pra mim! E também evita de pegar mais pelos nelas! Depois de usar, deixo um dia todo em um local ventilado e sempre guardo na embalagem original, no saquinho com o desenho da meia, pra facilitar encontrar a que eu quero! Agora umas fotos minhas, usando as meias recentemente: Essa é da Marisa, de poá. Imitando espartilho, da Renner. Com linha atrás das pernas, estilo anos 40, acabando no lacinho, da Marisa. E aí, vão apostar nas meias diferentonas? Texto: Mariana Siebert, da Ms. Siebert Acessórios Personalizados e uma das autoras do Espaço S.U.B.  Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Papo de Mãe – Moda: Esqueça as calças, vá de meias!

    Não sei se sou só eu, que de uns anos pra cá troquei o nome para Trabalho e o sobrenome para Hora Extra, ou se vocês também têm tido o mesmo sentimento… Mas vocês não acham que a vida da mulher – ao menos a da mulher “padrão”, que precisa batalhar para ganhar seu dinheiro além de todo o resto que já faz – é sinônimo de trabalho? Então o Dia do Trabalho seria assim quase que um 8 de março, o famoso dia internacional das mulheres… Ou um Dia das Mães, que no fundo é todo santo dia também… Que mulher não é mãe, ainda que não tenha filhos gerados de seu ventre, e que mãe não é uma eterna trabalhadora? Por enquanto, sou “apenas” uma mãe de cachorro e mãe de blog, mas no fim das contas, termino sendo meio madrinha, ou talvez um pouco mãe, de todos os peludos que ajudo direta ou indiretamente. E já chequei na idade de virar mãe do próprio pai (que por sua vez virou criança total!) e ainda também sou mãe do marido, lógico! Porque estou para conhecer o homem que seja 100% marido e ZERO por cento filho, na boa! E olha que não posso nem reclamar do meu, que acabou de me dar uma viagem maravilhosa com tudo pago (com ajuda das milhas aéreas e dos amigos queridos que nos hospedaram por onde passamos, hehehe) e que cozinha e muitas vezes cuida bastante de mim. Mas sempre há os momentos “filho”, inclusive o filho que traz amiguinhos pra brincar em casa… Já disseram muito bem por aí, o que difere homens de meninos é o preço dos brinquedos. E o meu está tirando o trauma de não ter tido muitos brinquedos na infância… Então, na verdade, mesmo hoje a […]

    Papo de Mãe – Opinião: Toda mulher é mãe? E toda mãe é supermulher?

    Não consigo pensar em nenhum outro alimento tão associado às mulheres (principalmente as com TPM) do que o cheiroso, saboroso, delicioso e sedutor chocolate! Amargo, ao leite, branco, meio-amargo, com pimenta, trufado, aerado, recheado, diet… Em bombons, barras, bolos, cookies, docinhos, cup cakes, pipocas, bebidas, sorvetes, tortas… Onde houver qualquer mínima forma de chocolate as chances de haver uma mulher por perto são imensas. Conheço alguns homens tão ou mais chocólatras quanto a mais chocólatra das mulheres, meu pai, irmão e alguns bons amigos entre eles, mas a relação homem-chocolate simplesmente não parece (a mim) tão… natural! Vai dizer que quando você descobre que um homem é chocólatra sua reação não é de espanto e a primeira palavra que sai de sua boca é “Sério?”. Claro que nada causa mais estranhamento do que uma mulher que não goste de chocolate… “COMO ASSIM você não gosta de chocolate?” é sempre a minha frase para as raras mulheres que conheci com este… bem… este “defeitinho” ;-D Em seguida não me contenho e prossigo com algumas perguntas, só para ter certeza de que ela não é um allien… “Mas de pipoca você gosta? E de pizza? E de milho na espiga? E de cachorro? De gato?”. Se a resposta for “Não” a mais alguma das alternativas, saio de fininho e com medo, porque uma mulher que não goste de chocolate de pelo menos uma das alternativas acimas não deve ser deste mundo… COMO CONFIAR em uma pessoa que não gosta nem de cachorros, nem de chocolates, por exemplo? E que tem perfeito controle de suas ações diante dos dois? Uiii, até deu um frio na espinha agora… Vai dizer que não é bom saber que alguém entende 300% nossa vontade irresistível e repentina de comer chocolate? Gostar de chocolate, seja em que apresentação […]

    Papo de Mãe – Consumo: Chocolate!!!

    24 de abril de 2011Off topic, Papo de Mãe

    Um pouco do que andei aprontando durante estes dias… Foto da esquerda: este lindo (com um nome tão difícil que não entendi) tem 3 anos e meio e foi adotado com cerca de 5 meses de vida, de um abrigo. Sua história é a de tantos outros, estava abandonado nas ruas. Foto da direita: Esta boneca amorosa me enchendo de beijinhos é a Mary Jane, também adotada. Depois de pouco mais de 20 dias, terminei minha “detox” de internet!!! Confesso que só consegui porque o maridão ficou em cima… Foram muitas e muitas as vezes em que tentei “só ler um e-mailzinho” ou “só olhar o Facebook rapidinho”. Mas por mais difícil que tenha sido este tempo longe de vocês, ele era necessário para muitos fatores da minha vida. Peço desculpas pelo afastamento, mas também me dou este direito. As saudades de vocês, leitores e leitoras queridos, não foram pequenas… Mas agora estou de volta e ainda preciso de um tempinho para botar tudo em dia, preciso priorizar os pedidos de ajuda via e-mail e redes sociais, mas logo volto ao ritmo esperado, que deverá ser menos corrido do antes da minha parada, pelo bem da minha saúde (emocinal, física e psicológica). Agradeço as várias demonstrações de carinho durante a minha ausência, os recados, os twits, os comentários, as mensagens. Vocês moram em meu coração e aguardem novidades porque tenho algumas coisas bem legais para contar e mostrar, sempre referentes aos nossos amores de patas! Grande beijo e obrigada a todos por me esperar! Um obrigada especial à amiga Mariana Siebert, que fez alguns posts para a seção Papo de Mãe durante a minha ausência! PS: Os comentários já estão novamente disponíveis (menos neste post porque eu, tonga!, fiz alguma besteira aqui nas configurações e agora não consigo arrumar… mas […]

    Voltei!!

    23 de abril de 2011Off topic

    Texto: Mariana Siebert, da Ms. Siebert Acessórios Personalizados e uma das autoras do Espaço S.U.B.  Olá mamis de cães e felinos, Hoje vou falar um pouquinho sobre um pequeno detalhe que invadiu as passarelas e, logo mais, as ruas: franjas. Não estou falando de cabelo, mas sim de franjas de tecido, de metal e outros materiais. Elas invadiram os acessórios da vez, dando movimento aos brincos e destacando o rosto! Cabelos presos, para deixar a peça em evidência, é a dica. Blusas ou vestidos tomara-que-caia também são aconselhados, para dar mais destaque ainda aos brincos. As franjas também aparecem em outros acessórios, como bolsas e calçados, e também nas roupas, dando aquele clima folk às produções! Pode se jogar nas tirinhas balançantes, sem medo de ser feliz!      Fotos: http://www.mulherbeleza.com.br Fonte: http://juliapetit.com.br/moda/franjas-7/ E a Ms.Siebert, marca de acessórios que me pertence, também entrou na onda e já lançou sua primeira peça seguindo esta tendência! Este brinco tem bastante brilho e movimento e é ideal para ser usado em uma festa!  Gostaram da dica? 🙂  Texto: Mariana Siebert, da Ms. Siebert Acessórios Personalizados e uma das autoras do Espaço S.U.B.  Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Papo de Mãe – Moda: Franjas – Inverno 2011

    Texto postado originalmente em 5/2/2009.  Olha, vou contar uma coisa… Depois que fiz o Mãe de Cachorro conheci muita gente querida e tudodibom, fiz amigos simplesmente maravilhosos e pra vida inteira, não só aqui em Floripa, mas literalmente pelo mundo afora. Só que também conheci uma boa dúzia de malucos. Gente tão sem noção, sem caráter e sem ética que só rindo e ficando o mais longe possível mesmo, porque não tenho formação em psiquiatria nem em psicologia pra lidar com tanto desequilíbrio mental e emocional. Uiii! Comigo não, jacaré! Tem gente que só está feliz se está no meio de uma guerra, gostam da visão maniqueísta de dividir tudo em ‘os do bem’ e ‘os do mal’, (qualquer semelhança com os fundamentalistas não é mera coincidência….) mas não reparam que mudam de lado como os cães trocam de pelagem. E olha, tanto EGO inflado desse jeito só deve ter no meio artístico, com a diferença de que os artistas ao menos PODEM se achar, já que têm algum talento. Realmente, é tão patético que chega a ser cômico. Pra vocês, assim de graça, minha receitinha de sucesso: Tranquila (Thalma de Freitas) Tranquila Levo a vida tranquila Não tenho medo do mundo Não vou me preocupar Tranquila Levo a vida tranquila Não tenho medo da morte Não vou me preocupar Que passe por mim a doença Que passe por mim a pobreza Que passe por mim a maldade, a mentira e a falta de crença Que passe por mim olho grande Que passe por mim a má sorte Que passe por mim a inveja, a discórdia e a ignorância Tranquila Levo a vida tranquila Que me passe A doença que me passe A pobreza que me passe A maldade que me passe Olho grande que me passe A má sorte […]

    Repeteco: Que me passe!

    6 de abril de 2011Off topic
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados