• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Eu, particularmente, acho que a lei deveria valer para TODAS as raças de cães e gatos! Comprou? Adotou? Tem que castrar! Somente alguns poucos canis teriam direito a vender animais e seriam regularmente inspecionados, sendo que os cães e gatos deveriam ser vendidos já castrados. Já há criadores decentes que fazem isso, só que custa mais caro, claro, por que fica-se com o filhote muito mais tempo, gerando despesas de alimentação, hospedagem e cuidados veterinários, mas é só botar a conta toda no preço final e quem ainda tiver coragem e vontade de comprar ao invés de adotar, que pague o preço, oras! Imaginem que sonho se cães e gatos fossem vendidos a milhares de reais e já castrados! Acabava essa palhaçada de cães da moda, acabava essa procriação amadora de particulares, acabava a exploração dos animais, acabavam as fábricas de filhotes, as feiras de porta-malas! E, como continuariam sendo criadas seriamente, as raças não seriam extintas, só controladas, e os milhões de animais de rua achariam um lar com muito mais facilidade. Não acho que o extermínio de uma raça que só faz as barbaridades que faz porque é explorada por humanos ignorantes, violentos e sociopatas, seja solução. Mas, enfim… AGORA É LEI O Governador de Santa Catarina, Luis Henrique da Silveira, sancionou a lei de autoria do deputado Marcos Vieira que proíbe a criação e comercialização de cães pitbull, bem como das raças que resultem de seu cruzamento, por canis ou isoladamente em todo o Estado. Veta também a circulação de pitbulls sem focinheiras, ou guiados por menores de 18 anos, em ruas, praças, jardins e parques, nas proximidades de hospitais, ambulatórios e unidades de ensino público e particular. Prevê ainda a esterilização (castração) de todos os cães da raça pitbull, a partir dos seis meses de idade. […]

    "Lei dos pitbulls"

    Boa notícia, direto do site Repórter Diário: Da Redação A Faculdade de Medicina da Fundação do ABC proibiu o uso de animais vivos nas aulas de graduação. A resolução, que está em vigor deste 17 de agosto, transforma a instituição na primeira do País a abolir completamente essa prática. A utilização de animais vivos está liberada somente para pesquisas inéditas, com relevância científica e previamente aprovadas pelo CEEA (Comitê de Ética em Experimentação Animal) da faculdade. As alternativas para substituição de animais vivos são softwares, bonecos de auto-experimentação, uso de animais quimicamente preservados e incorporação dos cursos básicos à prática clínica – quando o aluno passa a aprender com casos reais, em seres humanos. Apesar de comum em faculdades e universidades com graduações em saúde, a experimentação animal é proibida por lei “sempre que existirem recursos alternativos”. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Fundação proíbe experimentos com animais vivos

    28 de agosto de 2007Leis, Notícias

    Já tratei do assunto no post “Passa a faca!“.Agora recebi matéria da ARCA Brasil sobre o assunto, acompanhe: Cirurgias dispensáveis – Julho de 2007 Cirurgias estéticas? Associação quer saber o que os profissionais veterinários têm a dizer sobre o tema No mês de julho, a Anclivepa-SP (Associação Nacional dos Clínicos Veterinários de Pequenos Animais) decide se apóia ou não oprojeto de lei que proibirá as chamadas cirurgias estéticas (corte de orelhas e cauda) na cidade de São Paulo, além de outras intervenções desnecessárias, como retirada das cordas vocais em cães e da amputação das unhas em gatos. (Saiba mais sobre esses procedimentos). Por meio de circular dirigida aos profissionais veterinários, pede que opinem a respeito e apresenta dois pontos de vista, um favorável e outro contra. A World Small Animal Veterinary Association (Associação Mundial de Veterinários de Pequenos Animais), já há alguns anos, condena essas práticas e as classifica como mutilações. O CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária) baniu a cordectomia pelo mesmo motivo. A opinião da Anclivepa-SP é importante por demonstrar o pensamento justamente da categoria que deve se preocupar com a boa saúde desses animais. O peso desta decisão pode ser um fator decisivo para a aprovação ou não da nova legislação. Sofrimento desnecessário Uma das questões mais preocupantes é a que se refere à dor. Em uma pesquisa realizada na Austrália se constatou que 100% dos veterinários acreditam que os filhotes sofrem muito durante a caudectomia. A médica veterinária Rita de Cássia Garcia, concorda. “Estudos recentes comprovam que tanto animais quanto bebês recém-nascidos têm um limiar de dor maior do que a de um adulto”, explica. Além disso, o sofrimento do animal pode perdurar por muito tempo. “A cauda mal amputada produz um neuroma – inflamação do nervo periférico – que causa dor durante toda a vida […]

    Cirurgias estéticas: mutilação autorizada!

    Hoje estou até meio avoada, de tanta felicidade com a notícia que recebi pela manhã.Sou amiga de um senhor que é assessor do Vereador Gean Loureiro (PSDB – SC). Sempre envio a ele meus e-mails sobre a causa animal, reclamo das condições da Coordenadoria do Bem Estar Animal e da situação dos animais em nossa cidade como um todo (cavalos inclusive). Acontece que este meu amigo não só ouviu minhas lamúrias, como as repassou ao Vereador. Para entender minha felicidade, clique na imagem abaixo para ampliá-la!É um documento, protocolado na Câmara Municipal de Florianópolis, no último dia 6! Nele, o Vereador Gean indica ao Prefeito Dário Berger a “criação da estrutura administrativa da Coordenadoria de Bem Estar Animal”*.É o primeiro passo para que em um futuro, esperamos que próximo, a Coobea tenha condições de trabalho melhores, ajudando ainda mais a população a cuidar da problemática dos animais abandonados e vítimas de maus-tratos!!! ONGs, protetores independentes, agora é a hora de pressionarmos nosso Prefeito ainda mais!!!Vamos lá!! Um grande passo já foi dado! *Em 2009 a Coordenadoria de Bem-Estar Animal finalmente foi promovida a Diretoria de Bem-Estar Animal e passou a existir da maneira definitiva na estrutura administrativa da Secretaria da Saúde. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Vereador Gean Loureiro intercede em favor da Coobea junto ao Prefeito Dário Berger

    8 de agosto de 2007Leis, Notícias

    Em junho, eu havia escrito o post abaixo (em cor diferente e em itálico), mas acabei deixando para publicá-lo quando estivesse sem tempo para criar e precisasse postar algo ‘pronto’. Um tempo depois, recebi uma reportagem inteira da ARCA Brasil sobre condenações. Bom, seguem os dois, meu post e a matéria da ARCA! Direto do Yahoo Brasil Notícias para vocês: Sex, 22 Jun, 05h44 O juiz Jaime Ferreira Menino, da 2ª Vara criminal de Bauru, no interior de São Paulo, condenou o lavrador Alex Aparecido Caldeira, a três meses e 15 dias de detenção, além de multa de R$ 140,00 por crime de maus tratos. No ano passado, o réu mudou-se de uma casa na vila Santa Clara, bairro periférico e ali deixou amarrada sua cadela vira latas, de nome Lilica. Quinze dias depois o dono do imóvel foi inspecioná-lo e encontrou o animal, em mau estado de saúde porque, conforme se apurou depois, para sobreviver, a cadela comeu as próprias fezes. Resgatada pela ONG Nature Vitae, Lilica foi tratada e repassada a um novo dono. A entidade abriu processo contra Caldeia, tanto para puni-lo quanto para buscar exemplos a outras pessoas que desrespeitam os animais. Considerando os bons antecedentes do réu e ser ele chefe de família, com cinco filhos, o juiz concedeu-lhe o direito de cumprir a pena em liberdade. —– Agora um comentário meu sobre a notícia: BEM FEITO!!!! Infelizmente, casos como este são levianamente comuns! Um dos meus cães ‘favoritos’ da Cão Terapia, que eu chamava de Amigão e que felizmente já foi adotado, foi abandonado nas mesmas condições: amarrado em uma árvore. O próprio caso do Rott de Coqueiros é outro exemplo. Os pobres animais ficam nas mãos de vizinhos, que podem notar o abandono e tomar uma atitude, ou de cachorreiros como eu, com […]

    Vitórias jurídicas: fim à crueldade!

    Bom, todo mundo que me lê já sabe o quanto sou CONTRA o uso de animais em experiências, sejam quais forem. Já está mais do que provado que o uso de animais não é mais necessário e, muitas vezes, não é nem mesmo recomendável. Para quem não lembra, a Talidomida, remédio para grávidas que deixou lesada uma geração de seres humanos, foi aprovada após testes em ratos… Apóio, 100%, a petição abaixo!Leia também: Humano de Laboratório NÃO ao uso de Animais no Ensino Superior Pessoal, por favor, assinem e divulguem essa petição. Ela é muito importante. Quanto mais pessoas assinarem, mais apoio teremos no processo de Objeção de Consciência contra a UFRGS. Para assinar, clique aqui. NÃO AO USO DE ANIMAIS NO ENSINO! O uso de animais no Ensino está a cada dia sendo mais questionado em todo o mundo, tanto pela sociedade civil, quanto por cientistas, profissionais, educadores e estudantes. Um exemplo desse questionamento é que em 2003, 84% dos alunos do curso de Medicina Veterinária da FMVZ da USP, responderam que deveria constar como obrigatória a cadeira de “Ética e Bem-Estar Animal”, enquanto que, em 2001, apenas 65% dos alunos eram favoráveis (SILVA, 2003, p. 74). O uso prejudicial de animais na educação ainda é obrigatório na maioria das universidades brasileiras e não possuímos dados para computar a quantidade de vidas de animais desperdiçadas. É importante salientar que essa prática não vitima apenas os animais. Muitos alunos também são vítimas morais da imposição dessas práticas, quando são colocados no dilema “matar para salvar” (GREIF, 2003. p. 15 – 22). O dilema “matar para salvar” está presente no conhecimento oculto transmitido para os alunos. Devido a pressões sociais, na Inglaterra é proibido o uso de animais no ensino desde 1876, pela lei “Cruelty to Animals Act” (Ato de crueldade […]

    Diga NÃO ao uso de animais como cobaias no Ensino Superior!

    1 de agosto de 2007Leis, Notícias

    Uh huuuuuu! Uh huuuuuuuuu!!!!! Botei um SUPER contador no blog ontem! Deixei-o oculto porque não havia a opção de começar a contagem a partir do número real atual (ontem, enquanto eu fazia, eram 9.033 acessos), então começaria tudo do zero novamente… Por isso decidi deixá-lo escondidinho, só me dando relatórios sobre as atividades do blog. Acontece que um dos relatórios me diz exatamente quem, de qual cidade e país, acessou o blog!!! Claro que alguns computadores aparecem ‘anônimos’, devem ser de empresas, daí a cidade não aparece, só o país. Mas a imensa maioria aparece completo, como colo para vocês abaixo: Indaiatuba, 27, Brazil [200.232.241.18]Entry Page: http://maedecachorro.blogspot.com/2007/07/lei-regulamenta-venda-de-ces-e-gatos-e … Exit Page: http://maedecachorro.blogspot.com/2007/07/lei-regulamenta-venda-de-ces-e-gatos-e … Referral: http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=Lei n%C2%BA 14.483%2F07&btnG=Pesquisa …Muiiiito legal, não? Diz até em que página a pessoa estava antes de ser direcionada para o blog! A pessoa acima, por exemplo, veio de uma pesquisa no Google!!!Estou AMANDO mais esta nova ferramenta! MAS O MAIS LEGAL DE TUDO é constatar que pessoas DO BRASIL inteiro estão acessando o blog e até de outros países, como Portugal, Moçambique e Estados Unidos!!! E isso que instalei o contador ontem DE NOITE! Ou seja, só em um dia já deu para ter essa amostragem com BEM mais de 100 computadores diferentes! >> Assim que descobri, vim correndo fazer este post, pois queria contar, partilhar tanta alegria com vocês, pessoas queridas que me lêem, ajudam e apóiam. Aos invejosos de plantão (ah, sempre os há onde existe SUCESSO! E eu sei farejar um(a) de longe, só no ‘oi, ana’; sou praticamente uma farejadora de energias hehe), só lamento, mas A INVEJA É UMA M.(PIIIIII) hahahahahahahahaha ;o) Nos relatórios, vi várias pessoas que vieram de páginas do orkut. Como não sou participante, não consegui saber exatamente quem está indicando o Mãe de Cachorro. Já pensou se temos […]

    ESTAMOS MUNDIALMENTE FAMOSOS!!

    27 de julho de 2007Leis

    Recebi da minha querida amiga Iliana e repasso. Daqui a pouco, vai ter gente alugando a mãe… :o( Entidade de defesa dos animais diz que cachorros são vítimas de maus-tratos.Projeto aprovado na Câmara prevê regulamentação dessa atividade. Luciane Scarazzati Do G1, em São Paulo entre em contato » Maus-tratos a animais pode acabar em detenção O aluguel de cães para vigilância está provocando polêmica em Curitiba (PR). A briga entre as empresas de locação e entidades de proteção aos animais chegou à Justiça e à Câmara Municipal. Esse tipo de serviço é prestado há aproximadamente dez anos na Capital do Paraná, mas não há regulamentação específica, com regras para tratamento dos animais e treinamento de funcionários, por exemplo. Empresários e representantes de entidades de proteção aos animais afirmam que cerca de 20 empresas de locação de cachorros para vigilância funcionam na Região Metropolitana de Curitiba. Os cães alugados são de raças de guarda como rottweiler, pastor alemão, fila, mastim napolitano, pit bull e doberman. Os clientes são, em sua maioria, imobiliárias e construtoras que contratam os cachorros para tomar conta de terrenos vazios, construções e imóveis desocupados. Algumas pessoas também alugam os animais em época de férias, quando viajam, para cuidar ds casa. Divulgação Cão de guarda faz treinamento em Curitiba ( Foto: Reprodução/ Feroz Cão de Guarda) O preço varia de acordo com a empresa. Em média, pessoas físicas pagam R$ 30 por dia, mas há um período mínimo de cinco dias para a contratação. As empresas pagam por mês de R$ 180 a R$ 300 por cada animal. Se o cliente preferir um casal, o valor de cada animal pode ficar mais baixo. Votação na Câmara Em abril, um projeto de lei para regularização dessas empresas foi aprovado em primeira votação na Câmara Municipal. Para virar lei, o […]

    Aluguel de cães para vigilância causa polêmica no PR

    21 de julho de 2007Leis, Notícias

    Recebi o texto abaixo da Rogéria, mãe da Bebel.Estou simplesmente TOLA de felicidade!!! Espero, de coração, que a nova Lei seja cumprida e que os servidores que a controlarão não sejam corrompidos pelo jeitinho e pela propina, tão comuns em nossa sociedade.Vale divulgar!Comércio de cães e gatos: nova LEI TRIPOLI chega para dizer um basta aos abusos Reprodução comercial e vendas sem qualquer controle aumentam abandono e maus-tratos, e provocam gastos extras para o Poder Público A nova lei de autoria do vereador Roberto Tripoli (PV), de número 14.483/07, publicada hoje (17/07/07) no Diário Oficial, regulamenta a criação comercial e a venda de cães e gatos no Município de São Paulo. Canis e gatis comerciais só poderão exercer suas atividades mediante licença de funcionamento fornecida pela Prefeitura (como acontece com todo estabelecimento comercial da cidade). Mas, para se regularizarem como comércio, os criadores deverão, antes, inscreverem seus estabelecimentos no Cadastro Municipal da Vigilância Sanitária. A nova LEI TRIPOLI também resguarda os compradores, pois determina a obrigatoriedade do fornecimento de nota fiscal, atestado de vacinação e de vermifugação, manual de orientação, além da microchipagem dos animais comercializados. Outra inovação: os criadores comerciais só poderão vender animais esterilizados. Conforme o projeto, os anúncios de vendas de cães e gatos também passarão a ter regras mais rígidas. Já as vendas de cães e gatos em praças e ruas ficam totalmente proibidas. O comércio sem controle de cães e gato e as chamadas criações de fundo de quintal acentuaram enormemente o abandono de animais de raça na cidade. Quase diariamente, são capturados e acabam sacrificados no Centro de Controle de Zoonoses pit bulls, dálmatas, filas, labradores, coockers, poodles, rottwailers, entre tantos outros. Quer dizer, canis e gatis realizam vendas, ficam com os lucros, e o Poder Público arca com os prejuízos de ter que […]

    Lei regulamenta venda de cães e gatos em São Paulo.

    19 de julho de 2007Leis, Notícias
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados