• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Também quero este tipo de ação aqui em Floripa!!! Ia ser uma festa porque o que há de irregularidades não é mole, mas antes seria necessária a adoção de uma lei com a Tripoli por aqui também, por enquanto só temos a 094/2001, que não dispõe sobre venda de animais como deveria. Leia sobre a blitz, no site do vereador Tripoli e/ou em um site muito legal que achei na net ao pesquisar um texto sobre a ação nas pets, o Direito Animal. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Blitz em pet shops de São Paulo!

    12 de Abril de 2009Denúncias, Leis, Pet Shops, Vídeos

    Para quem é aqui da Grande Florianópolis, não é novidade o drama dos animais em Palhoça. E por enquanto eles só contam com a ajuda de protetores independentes e da Amigos e Protetores dos Animais de Palhoça (APRAP). Lembrando que as pessoas podem ajudar a APRAP contribuindo financeiramente com qualquer valor, apadrinhando castrações a partir de R$ 60,00 (sessenta reais), doando produtos e/ou serviços (impressão de folhetos, bunners, remédios, rações, potes de água/comida, casinha ou transporte de animais etc.), doando algumas horas de seu dia participando dos eventos de adoção, fazendo transporte de animais e divulgando o endereço www.bichoderua.blogspot.com e o orkut Cães e Gatos APRAP para que outras pessoas possam não só conhecer e ajudar os animais através da APRAP, mas também adotá-los e, mais importante de tudo, aprender sobre a causa para que possam ensinar e assim educar mais e mais pessoas! Os depósitos devem ser feitos somente na conta da APRAP (ninguém está autorizado a recolher nehuma doação em nome da APRAP).Banco do BrasilAg. Palhoça 2383-3cc 19.999-0, podemA P ANIMAIS PALHOCA APRAPCNPJ (para quem quiser fazer DOC/TED): 08.187.936/0001-85Contatos: (48) 8415-8845 / aprap.palhoca@gmail.com Entrevistei por e-mail a Shalma, diretora da ONG, para que pudéssemos ter uma noção de como andam as coisas por lá, confira! Mãe de Cachorro: Qual é a situação dos animais de rua e/ou vítimas de maus-tratos em Palhoça hoje? APRAP: É precária, de total abandono e descaso porque não existe nenhuma política pública de bem-estar animal e nem mesmo preventiva com relação às zoonoses. Mãe de Cachorro: Existe alguma política pública que trate do problema? APRAP: Embora a APRAP tenha conseguido incluir no orçamento para 2009 uma emenda coletiva dos Vereadores de Palhoça no valor de R$175.000,00 (cento e setenta e cinco mil reais) além dos R$55.000,00 (cinquenta e cinco mil reais) anteriormente alocados […]

    Alô prefeitura de Palhoça!!! Vamos cuidar dos animais também?

    Olha… Eu sabia que por aqui a coisa não era das melhores, mas saber que temos cerca de 20 milhões nas ruas, que a expectativa de vida dos nossos filhos é de apenas 3 anos (e é verdade, quantos cães bemm velhinhos você conhece e de quantas mortes prematuras ouve falar toda hora?), isto sem que os cães de rua tenham sequer entrado na estimativa, é demais! Mas só me anima a continuar trabalhando mais e mais e sempre pela educação dos humanos e a castração dos animais. No texto abaixo, os negritos em destaque foram feitos por mim, ok? Qua, 18 Mar, 02h57 Isabel Malzoni, especial para o Yahoo! Brasil Com base na quantidade de cachorros que estão espalhados por nosso território (cerca de 50 milhões), poderíamos dizer que o Brasil é um país de pessoas que adoram cães, certo? Não exatamente. Ou seja, há sim muita gente que ama cachorros e cuida deles como se fossem bebês, mas também existe um bocado de gente que os destrata e os abandona, como se eles fossem um brinquedo usado. Neste breve relatório sobre a situação dos animais no Brasil, alguns números e comportamentos mostram que a situação dos melhores amigos dos brasileiros carece de mais cuidado. O Brasil tem a segunda maior população canina do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos (onde vivem 60 milhões de cachorros). Por aqui, estima-se que haja 31 milhões de cães com dono, ou domiciliados – segundo dados da Anfal Pet (Associação Nacional dos Fabricantes de Alimentos para Animais de Estimação) -, mais 20 milhões que vivem nas ruas (estimativa com base em estatísticas da Organização Mundial de Saúde). Embora esses dados denotem a popularidade dos cães no país – uma em cada sete pessoas possui um cachorro -, isso não significa que seus […]

    Média da estimativa de vida dos cães no Brasil é de apenas 3 anos!

    Voltando ao assunto da gravidez psicológica em cadelas (que levou as cadelas do RS e de SC a adotar os gatinhos), colo aqui pra gente esta entrevista bem legal que a Sandra, da Lord Cão, deu sobre o tema e que acho que esclare bastante o quanto o assunto não só é sério, como pode ser até fatal. O problema da gravidez psicológica As perguntas abaixo foram respondidas por mim para uma reportagem sobre o assunto. • Por que e a partir de qual idade ocorre a gravidez psicológica? A gravidez psicológica, também conhecida como pseudociese, ocorre devido a uma disfunção hormonal, mais especificamente devido a um desequilíbrio no hormônio chamado progesterona. Esse é um problema bastante comum, pois ocorre em cerca de 50% das fêmeas, e ainda por cima recorrente, ou seja, uma cadela que desenvolveu gravidez psicológica tem grandes chances de apresentar o problema novamente. A fêmea pode apresentar gravidez psicológica mesmo sem nunca ter cruzado. Aproximadamente 2 meses após o cio, período médio que dura a gestação de uma cadela, o organismo passa a se comportar com numa gravidez verdadeira, tanto física quanto emocionalmente. A fêmea se prepara para dar a luz e para cuidar de filhotes que nunca virão. A pseudociese normalmente ocorre em cadelas que nunca cruzaram e que já passaram por mais de um cio. Mas também pode acontecer logo no primeiro cio, que vem lá pelos 7 ou 8 meses de idade, e pode aparecer até mesmo nas cadelas que já foram mães. Não há uma regra, algumas fêmeas simplesmente têm predisposição para desenvolver o problema, outras não. • Qualquer fêmea pode passar por isso? Qualquer fêmea não castrada sim, porém é mais comum em cadelas de pequeno porte. Algumas apresentam o problema em todos os cios, outras com intervalos entre os cios. […]

    Gravidez psicológica em cadelas (pseudociese)

    17 de Março de 2009Câncer, Castração, Leis, Piometra, Saúde

    Recebi, repasso e sugiro: vamos escrever para o Governo do Estado do Paraná? Clique aqui para escrever direto para o governador do estado! E aqui para entrar no site do Governo do Paraná. (Eu já escrevi: V. Exa.,Agora está em vossas mãos continuar com o exemplo de sobriedade e cidadania que os deputados deste Estado deram ao aprovar por UNANIMIDADE o PL 049/2008, que visa proibir uma prática desumana, cruel e com isso dará exemplo a todo o País, saindo na frente na proteção animal. Que o Paraná aprove este projeto de lei, que logo seja seguido por todos os demais Estados e que a lei estadual inspire em breve uma lei FEDERAL de igual teor. Mui atenciosamente, Ana Corina – botei meu CPF e a cidade/estado.) Para saber como denunciar maus-tratos no Paraná, entre aqui. Não está entendendo nada? Veja aqui outros posts sobre o absurdo da locação de animais. Agora só falta o resto do País fazer o mesmo! Hoje a tarde foi aprovado por unanimidade, pelos 44 Deputados Estaduais presentes na Assembléia Legislativa, o PL do Deputado Estadual Reinhold Stephanes Jr. que proíbe a locação de cães de guarda no estado do Paraná, que agora aguarda a sanção do Governador Roberto Requião. Agradecemos ao Deputado Stephanes Jr por ter apresentado projeto de lei de tamanha importância para a defesa dos animais em nosso estado e o voto favorável de todos os Deputados presentes. Estiveram acompanhando a votação o Movimento S.O.S. Bicho, o Projeto Focinhos, a Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba e protetores independentes. Abraços, Soraya Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO PARANÁ Centro Legislativo Presidente Aníbal Khury PROJETO DE LEI Nº 049/2008 DECRETA: Art. 1º Fica vedado no estado do Paraná a presta­ção de serviços de vigilância de cães de guarda […]

    Vai que é sua,Paraná! O projeto de lei que proíbe locação de cães de guarda depende só do Governador agora!!

    Recebi do pessoal do Sentiens Defesa Animal, achei excelente e repasso. Eu já tinha tratado do assunto em 2007, clique aqui para ler. Cliquem aqui para ler a história da cadela que ilustra este post e que foi resgatada pela Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba de maus-tratos sofridos em uma empresa de aluguel de cães de Curitiba. Pessoal, Hoje pela manhã foi aprovado em primeira votação o Projeto de Lei do Deputado Estadual Reinhold Stephanes Jr. pela proibição de locação de cães de guarda no estado do Paraná. O PL entrou em pauta de última hora. Felizmente a Rosana do Movimento S.O.S. Bicho já estava na Assembléia e conseguiu acompanhar a votação. Na próxima segunda-feira dia 16 de março o PL deve entrar em segunda votação. Precisamos estar presentes para apoiar sua aprovação. A sessão começa às 14:30. Informaremos caso haja alguma mudança. Pedimos que todos que tiverem a possibilidade compareçam na Assembléia Legislativa nesta segunda. Este PL é muito importante para que esta atividade irregular e geradora de crime ambiental seja extinta. Lembrando que todos os animais “locados” por estas empresas estão em situação de abandono, são “usados” até não terem mais utilidade e depois “descartados” , ou “morrem em serviço”. Abraços, Soraya Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    ATENÇÃO Curitiba! Aprovado em 1ª Votação Projeto de Lei Estadual de proibição de aluguel de cães no Paraná

    13 de Março de 2009Denúncias, Eventos, Leis

    Direto do blog do Ale’Italia pro Mãe de Cachorro: A vice-ministra da Saúde da Itália, Francesca Martini, anunciou a entrada em vigor para o próximo mês de abril de um novo decreto contra agressões de cães. “Este é um dia histórico para as atividades do Ministério sobre a relação homem e animal. Um trabalho extraordinário dentro do quadro europeu”, ressaltou a vice-ministra. O decreto possui sete artigos para substituir a lista negra de raças perigosas, que foi abolida. Em seu lugar entram a responsabilidade penal e civil dos donos de cães, a proibição do adestramento à agressividade, do doping e das intervenções cirúrgicas destinadas a modificar a estética do cachorro ou a fins que não sejam de saúde. O decreto também obriga os donos de cães a terem sempre consigo instrumentos adequados para recolher as fezes do animal dentro do perímetro urbano. Além disso, alguns veterinários ficaram responsáveis por organizar um registro de cães altamente perigosos. Para estes animais, será obrigatório o uso tanto da coleira quanto da focinheira. Segundo Martini, os métodos adotados nos decretos anteriores “não tinham fundamento científico”. “Não existem raças perigosas. O decreto anterior, que listava 17 raças (perigosas), não produziu nenhum resultado, porque a lei não incidia sobre a responsabilidade dos donos, tanto que as agressões não diminuíram, pelo contrário, tornaram-se constantes”, afirmou a vice-ministra. “Com esse decreto histórico superamos a lista negra, que não servia para nada, e melhoramos a segurança dos cidadãos”, concluiu Martini. [e um vídeozinho de uma das ‘feras’ mais temidas] Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Não existem raças perigosas! E viva a Itália! Yupi!

    foto: Mel e London, filhos da Natalia Recebi o texto ‘do lixo’ da Rosane querida, adorei e repasso pra vocês porque o blog trata de cães (e às vezes de outros animais), mas que ninguém se esqueça que ele é feito para você, mãe de cachorro! E antes do texto que a Rô mandou, e de quem desconheço a autoria, queria mostrar pra vocês trechos de dois e-mails muito especiais que recebi semana passada da Natalia Camargo, de Ribeirão Preto (e que foi quem me mandou o cartaz do evento de adoção) e me lembraram do por quê do Mãe de Cachorro existir. Natalia, quem agradece a você e a todas as pessoas queridas que entram em contato comigo seja por e-mail ou nos comentários deixados no blog SOU EU, SEMPRE! “OLÁ ANA. Muito obrigada por seu apoio. Acompanho seu blog sempre, sempre e sou grande admiradora de seu trabalho. Confesso que muitas vezes,seus textos me dão novas forças para seguir em frente diante das dificuldades que encontramos – sei que enquanto muitos lutam contra há tantos, como eu e você, que estão conosco pelo bem e por eles, nossos filhos amados. Obrigada mais uma vez, ok?! Grande abraço. Natalia Camargo” “Oi Ana. Seu blog ajuda e muito, viu?! Acho que você só sabe um pouquinho do quanto ele é importante. Ele reúne e une muita gente que tem essa vontade ANIMAL e que faz. Um dos posts que mais me emocionou foi um que dizia (não vou me lembrar qual era exatamente) que quem quer fazer faz, dá um jeito, qualquer jeito que seja de salvar, resgatar, que não há desculpa que impeça ou faça parar. É isso mesmo que fazemos, todos os dias.Vejo as meninas do Projeto, todas trabalham e tem suas vidas, nenhuma de nós tem dinheiro […]

    Lembrando de coisas realmente importantes…

    3 de Março de 2009Leis, Mãe de Cachorro

    Recebi os e-mails abaixo de duas mães de cachorro assumidas e leitoras do blog que quiseram compartilhar conosco uma notícia. Obrigada, queridas! Todas as outras mães e pais de cachorro agradecem o carinho. Botei também o vídeo do resgate pra gente. Oi Ana, leio o seu blog quase todo dia. Sou mãe de cachorro também e muito solidária na causa dos animais, assim como em outras que valorizem as boas atitudes humanas, mas fico realmente chocada quanto das maldades e abandono de seres que não podem e não conseguem se defender. Segue o link da Zero Hora do resgate de um pequeno cão em Porto Alegre, acredito que vale a divulgação, pois mostra a preocupação de alguns que buscaram soluções para salvar um cão em vez de deixá-lo morrer. Pelas Ruas: cão resgatado no Arroio Dilúvio é encaminhado a veterinários http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a2409461.xml Temos que tomar atitudes que façam com que nossas leis sejam alteradas e que tenhamos meios de socorro e atendimento aos animais, assim como formas de punir os que maltratam e abandonam. Conte comigo, apesar de não ter espaço para receber animais, me prontifico a divulgar e auxiliar no que for possível. Bjus, Bianca. ********************************* Olá Ana Corina Adoro quando chega o final do dia e eu dou uma espiada no teu site. É muito bom de ler, e eu não conheço outro parecido que tenha tanta atualização. Parabéns em mantê-lo, porque sei que dá trabalho. Eu já havia te enviado um comentário, não se tu lembras, sobre “copiar” a idéia do Cãoterapia para a minha cidade, Esteio-RS. Vi a tua resposta, e vou ver o que o nosso grupo é capaz de promover com a prefeitura. Bom, o que eu queria mesmo era te mandar essa notícia do cachorrinho que foi resgatado por bombeiros aqui em Porto Alegre, […]

    Mães de cachorro contando do resgate do cãozinho

    21 de Fevereiro de 2009Leis, Notícias
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados