• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Creio que todo brasileiro de bem está farto de assistir tanta impunidade, abuso, corrupção. E quem ainda também tem preocupação com o bem-estar dos animais (sejam quais forem ou todos) tem sempre uma carga extra de sensação de impotência perante as muitas crueldades e injustiças que acontecem relacionadas a eles. São crimes e mais crimes que vão minando nossas energias e adoecendo toda a sociedade, na maioria das vezes sem que todas as pessoas tenham esta consciência, afinal, para muitos são “apenas bichos” sofrendo horrores. Mas estes que assim pensam esquecem que o monstro que estupra, tortura, espanca e mata “um simples animal” fez, faz ou fará o mesmo com pessoas, é tudo uma questão de tempo e oportunidade. Recebi a boa notícia abaixo via Facebook, postada pela página Orgulho Vira-Lata na página do Mãe de Cachorro. “ATENÇÃO cachorreiros e gateiros! Podemos sugerir o que queremos que seja revisto na reforma do Código Penal Brasileiro. Vamos pedir maior proteção aos animais com fim de rodeios e sobretudo, penalidades mais severas com quem maltrata e abandona os animais!!” Para deixar seu recado ao Senado Brasileiro, clique aqui! Vamos botar a boca no trombone! Sempre com educação e elegância, mas passando nosso recado de cidadão indignado e que quer mudanças urgentes! E se quiser aproveitar e deixar seu pitaco também sobre a Reforna no Código Florestal, clique aqui!

    ATENÇÃO! Podemos sugerir mudanças no Código Penal Brasileiro! Que tal pedirmos mais justiça e punição para os crimes contra os animais?

    17 de novembro de 2011Leis

    Após o lançamento nacional da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais, Santa Catarina é o primeiro Estado a apresentar sua coordenadoria. Clique na imagem e leia a coluna Mãe de Cachorro no Notícias do Dia de hoje!

    Coluna de hoje: Lançada em Florianópolis a Coordenadoria Estadual da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais

    Ótima notícia para os animais em nosso país! Foi lançada em Brasília, em 29/9, a Frente Parlamentar de Defesa dos Animais. Como primeira ação, em 4 de outubro, Dia Mundial dos Animais, uma comissão pediu ao presidente da Câmara, Marco Maia, que coloque em votação o projeto que proíbe o uso de animais em circos (PL7291/06). A proposta aguarda inclusão na pauta do Plenário e o presidente firmou compromisso junto aos representantes da Frente de incluir o PL nas votações assim que elas reabrirem. Apesar das novidades positivas, há muito trabalho a ser feito, já que a Frente atuará em todo o Brasil e precisa que suas Coordenadorias Estaduais estejam engajadas e sejam participativas. Felizmente, em Santa Catarina o deputado federal Gean Loureiro, já iniciou a cruzada em busca de apoio dos outros deputados federais e dos senadores, mas todos os políticos do cenário estadual e nacional são bem-vindos enquanto apoiadores da Frente Parlamentar de Defesa dos Animais. Para o lançamento da Coordenadoria de Santa Catarina, o deputado Gean está convidando a todos os interessados na defesa dos animais (de todas as espécies) a participar do evento (ver imagem). Quando ele me convidou para fazer parte da programação, pedindo que eu falasse sobre o uso da internet na defesa dos animais, perguntei se eu poderia levar a Java ao evento, pois quero mostrar a todos um exemplo vivo do poder da internet na ajuda aos animais. Então preparem-se que depois eu conto tudo sobre como foi estreia da Javinha na cena política =o)  Leia também: Instalada a Frente Parlamentar em Defesa dos Animais Para deixar mais claro como trabalhrá a Frente, o deputado Gean gentilmente me enviou algumas informações. Sobre os Projetos de Lei existes no Brasil legislando sobre os temas cabíveis, obviamente que a Frente Parlamentar tentará invalidar ou […]

    Lançamento em SC da Frente Parlamentar de Defesa dos Animais: nesta 5a feira, às 14:30! Compareça e divulgue =o)

    18 de outubro de 2011Eventos, Leis

    Está circulando no Facebook a foto de uma correspondência de uma entidade de classe de São Paulo onde propõe-se “angariar esforços e ações conjuntas em prol do rebate – ou readaptação – do mencionado projeto de lei”. Para quem não sabe, o que está deixando atravessadores vendedores de filhotes em polvorosa é o texto do PL 477/10, do vereador Roberto Trípoli, que “proíbe a apresentação de animais em várias situações na cidade de São Paulo, e veda a distribuição deles como brindes e sorteios”. Parte do texto da carta alucinada que pede união dos lojistas contra o PL que trata animais como VIDA e não como MERCADORIA, chegaria a ser cômica, se não fosse trágica: “Dada a potencial gravidade do tema, pedimos a V. Sa. uma análise mais minuciosa sobre os fatos aqui apresentados. Se aprovado sob o formato em que hoje consta, o PL nº 477/10 pode e VAI interferir de forma drástica sobre as empresas do setor pet.”. Traduzindo: SENHORES GIGOLÔS DE CÃES E GATOS que vivem de lucrar absurdamente com a exposição insalubre e a venda de vidas como se fossem mercadoria inanimada, uni-vos, porque estão propondo o ABSURDO DE CONSIDERAR O BEM-ESTAR DOS ANIMAIS que nós, atravessadores e vendedores de filhotes, TÃO BEM EXPLORAMOS com sucesso há anos e anos. Realmente, senhoras e senhores, dada a potencial gravidade do tema, venho aqui pedir a TODAS AS PESSOAS DECENTES E COM UM MÍNIMO DE SENSIBILIDADE EM SEUS CORAÇÕES, que APOIEM O PROJETO DE LEI Nº 477/10 clicando aqui e deixando comentários de apoio à defesa dos animais e de repúdio às ações de quem só quer LUCRAR em cima do amor e do desconhecimento de pessoas que querem um filhote de cãe e gato, mas que desconhecem os absurdos da indústria que alimenta tais estabelecimentos. PET SHOP […]

    Pet Shop legal NÃO vende animal! Ajude a combater o movimento das pet shops de São Paulo que querem continuar expondo filhotes em vitrines insalubres!

    25 de julho de 2011Campanhas, Denúncias, Leis

    ACABEI de achar no Twitter, via Querido Cachorro e repasso, feliz da vida e cheia de esperança! Vai, Brasil, mostra que podes deixar de ser o ÚNICO país do mundo a matar inocentes cães, as maiores vítimas do inseto flebótomo, o único transmissor da leishmaniose. O deputado federal Geraldo Resende (PMDB-MS) apresentou na Câmara projeto de lei 1738/2011, que prevê o fim da obrigatoriedade de sacrifício de animais infectados pela leishmaniose. De acordo com a proposta do deputado, o sistema de saúde pública deve implantar uma política nacional de vacinação e tratamento de animais. “O debate sobre o tema é fundamental. Esta doença está em 12 países da América Latina, mas 90% dos casos são registrados no Brasil”, nota o deputado, para quem é possível estabelecer um programa de tratamento em alternativa à eutanásia canina. “A prática do sacrifício indiscriminado é inaceitável na Europa. Em diversos países existem estudos científicos e mobilização de médicos veterinários e criadores de cães contra esta ação”. Segundo Geraldo Resende, o combate ao vetor praticado em nível doméstico tem eficácia temporária, pois utilização de inseticidas nas casas perde o efeito depois de algum tempo. “É importante a decisão política de disponibilizar orçamento para o combate ao mosquito transmissor. É um caso de saúde pública como a dengue”, diz. “O sacrifício de cães é mais maléfico que benéfico, já que por motivações afetivas ou econômicas, muitos proprietários se recusam a entregar seus animais e os escondem, colocando a população em risco”, diz o deputado, lembrando que existe tratamento. “Há diversos protocolos de trabalhos científicos exitosos nesta área, além disso, me parece mais racional tratar a exterminar cachorros e gatos. Proponho a vacinação dos animais, bem como a possibilidade de curar os animais infectados”. Continue a ler clicando aqui. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também […]

    É pra ISSO que os políticos deveriam existir: Leishmaniose–> Projeto prevê fim do sacrifício de animais

    6 de julho de 2011Leis, Leishmaniose

    Segundo post do dia graças à amiga Cecília Amodeo, que dessa vez ouviu a notícia no rádio e fofocou no Facebook. Foi só perguntar ao tio Google e achei a boa nova pra nós! Direto do Jornal do Comércio: “Câmara aprova criação da Secretaria dos Direitos Animais Foi aprovado, na sessão ordinária da Câmara Municipal de Porto Alegre, nesta segunda-feira (27/6), projeto do Executivo que cria a Secretaria Especial dos Direitos Animais (Seda). A nova Secretaria será instituída no âmbito da Administração Centralizada do Executivo Municipal e terá por objetivo executar políticas públicas destinadas à saúde, proteção, defesa e bem-estar animal. Pela proposta, a Seda terá, entre suas atribuições, o planejamento, coordenação e execução de ações voltadas à efetivação das políticas para os animais, por meio da interlocução com a sociedade civil, entidades e Poder Público. A Seda deverá também promover e acompanhar a execução dos contratos e convênios, bem como dar continuidade aos acordos vigentes. A nova secretaria terá ainda a responsabilidade de promover e organizar eventos com o objetivo de discutir diretrizes para as políticas públicas a serem desenvolvidas e implantadas na área da defesa e bem-estar animal no Município, assim como fortalecer e apoiar as ações voltadas aos movimentos e organizações não-governamentais. A Seda terá também a função de planejar e adotar as providências necessárias para garantir o cumprimento da legislação, bem como organizar, gerenciar e capacitar grupo de voluntários para dar suporte a projetos relacionados à causa animal. Pelo projeto aprovado, a, todas as atividades públicas municipais referentes aos animais domésticos passarão a ser administradas pela Seda. A criação da nova Secretaria, no entanto, respeitará e manterá as competências da Equipe de Vigilância de Zoonoses (EVZ), pertencente à Coordenadoria-Geral de Vigilância em Saúde (CGVS) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).” Continue a ler clicando aqui. Este […]

    Fresquinha! Porto Alegre terá Secretaria Especial dos Direitos Animais (Seda), eba!!

    28 de junho de 2011Leis, Notícias

    Clique na imagem para ampliá-la. Divulgue e compareça! Quem reside em Florianópolis pode ter, por lei, o número máximo de 5 animais em sua residência. Por um lado tal medida visa coibir os terríveis (e doentes) colecionadores de animais, mas acaba inviabilizando o trabalho de protetores independentes ou filiados a ONGs, que trabalham voluntariamente com recolhimento, cuidados e doação de cães e gatos. A discussão de amanhã na Câmara Municipal de Florianópolis visa justamente modificar este panorama, permitindo que protetores cadastrados junto à Vigilância Sanitária estejam liberados desta limitação. Acho ótimo, mas não preciso lembrar que a fiscalização deverá ser muito bem feita, já que os grandes colecionadores e animais escondem-se justamente sob a desculpa da proteção aos animais. Outra turma que pode aproveitar para abusar da aprovação da emenda sugerida pelo vereador Aurélio Valente são os odiosos comerciantes de filhotes com suas fábricas de filhotes. Mas, não deve-se deixar de avançar e beneficiar quem trabalha verdadeiramente em prol dos peludos por conta dos que fazem justamente o contrário, certo? Fiscalização em todos eles e a cidade e os animais estarão muito melhor! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Audiência sobre o PL do Vereador Aurélio Valente para regulamentar as “casas de apoio” em Florianópolis: amanhã, às 16h.

    Não é “bem assim” e o texto é propaganda total, mas achei que vocês deveriam ficar sabendo… ACE lança seguro para donos de animais de estimação Trata-se de um seguro de Responsabilidade Civil que protege estes proprietários em caso de prejuízos pessoais ou materiais causados pelo animal contra terceiros, de forma acidental. (…) Em caso de morte do animal, a proteção dá direito ao reembolso de despesas com funeral e cremação, além de gastos com a aquisição de outro bichano, caso o dono assim requisite. O produto também agrega assistência emergencial para o animal de estimação. Assim, se o pet de um segurado agredir acidentalmente uma pessoa, o produto garante o reembolso de despesas médicas para atendimento à vítima e as devidas reparações dentro dos limites do plano contratado. Da mesma forma, se o animal danificar um bem de um terceiro como, por exemplo, um aparelho eletrônico, janela, vaso, veículo, entre outros, o RC PET garante o reembolso dessas despesas materiais, dentro dos limites do plano contratado. O produto pode ser contratado por qualquer pessoa, seja qual for o animal de estimação, desde que sua criação seja autorizada pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). fonte: Segs Leia também: Projeto de lei prevê ‘seguro atropelamento’ para animais domésticos! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Seguro para pets?

    8 de dezembro de 2010Animais e nós, Leis, Produtos pet

     Lembram do post "O amor acabou e vai rolar separação? PL em tramitação propõe que juiz decida com quem ficam os filhos peludos!", pois tem atualização sobre o assunto. Clique aqui para ler a matéria "Projeto que tramita na Câmara estabelece guarda de animais de casal divorciado". Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Guarda em caso de divórcios

    7 de outubro de 2010Leis
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados