• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Doenças crônicas costumam apavorar as pessoas, mas muitas delas podem ser mais facilmente controladas se a pessoa adotar um estilo de vida mais saudável, o que sempre passará por rever a alimentação. Com nossos peludos não é diferente. Diagnósticos não são o fim, ou muito menos sentenças de morte certa e sofrimento. Muito do tratamento depende da maneira como o encaramos, com determinação para seguir em busca da cura ou do controle, ou negatividade e oportunidade para vestirmos a capa de vítimas. A boa notícia é que cães não têm a menor ideia do que palavras como diabetes e câncer significam. Já que não racionalizam, respondem de maneira maravilhosa a tratamentos ditos “alternativos”, mas que se pararmos para pensar, são os primeiros tratamentos, tão antigos quanto o bicho homem e sua relação com tratamentos usando ervas e outras terapias naturais. Leia também: Lista de veterinários holísticos no Brasil! Homeopatas, acupunturistas etc.–> Divulguem muito! Portanto, se você quer tornar sua vida e a do seu cão diabético em uma situação que até pode não ser a desejada, mas que ainda assim pode ter qualidade de vida e saúde, leia o texto abaixo com carinho e estude o post de onde ele foi extraído, no blog Homeopatas. A leitura pode até ser um pouco longa, mas salve o link e leia com calma. Afinal, é a vida e a saúde do seu filho de patas que estão em jogo, você com certeza tem interesse no assunto, certo? Bons estudos e não deixe de conferir as 3 opções de cardápio para cães diabéticos no fim deste post! Observação importantíssima: se você possui um animal diabético, procure o médico-veterinário, realize os exames solicitados, obedeça à regularidade de retornos e procure seguir à risca as orientações. O diabetes mellitus, seja tipo I ou tipo II, é […]

    Meu cão é diabético, e agora?

    Medicamentos homeopáticos e seus usos em cães. Fonte: clique na imagem Sou usuária da homeopatia há anos e com meus peludos não poderia ser diferente. Minha Moira amada talvez seja o cão que mais tempo viveu com qualidade após o diagnóstico de câncer nos ossos, perto de dois anos. Sem cirurgia para arrancar a perna inteira. Sem alopatia. Apenas com medicinas alternativas. E olha que ela não teve a sorte de comer alimentação natural e, infelizmente, foi vacinada em excesso. A demartite atópica (atopia) severa do Shoyo virou passado só com as gotinhas homeopáticas e, claro, a troca da sua dieta para a alimentação natural (AN). Mas mesmo poderosa, só a AN não teria dado conta de mandar as lesões da terrível atopia embora. Leia também: Lista de veterinários holísticos no Brasil! Homeopatas, acupunturistas etc.–> Divulguem muito! Quer mais um exemplo da eficiência da homeopatia? Que tal o e-mail abaixo? De: Mayara Carvalho Para: Mae de Cachorro Enviadas: Terça-feira, 17 de Maio de 2011 8:00 Assunto: Re: resposta! Oi, Ana como vai?! Antes de você tirar férias tinha te mandando um email contando que minha cachorrinha estava fazendo cocô em cima do sofá e tals… Então por aqueles dias contratei um veterinário homeopata, porque como te disse meu marido tava querendo dar uns tabefes nela, e ele foi até minha casa fez muitas perguntas analisou o caso e disse pra gente que ela estava com ansiedade de separação e protestando por algum comportamento nosso que ela não gostou, durante a conversa relembramos que fomo viajar e deixamos ela com minha mãe e foi depois disso que ela começou com este comportamento, ele passou um floral e um rémedio homeopatico em globulos para administração durante 30 dias. Fizemos todo o tratamento e ela ficou ótima, não levou nenhuma palmada, voltou a fazer […]

    Homepatia para cães e gatos: não é preciso acreditar, funciona e ponto!

    Sookie: melhoras incríveis e rápidas usando apenas alimentação natural e homeopatia. Clique na imagem! Conheci a sarna demodécica em 2003 e desde então vejo as manifestações da doença aumentando, tanto que o post “Manu e o Monstro da Sarna Demodécica” é o mais lido desde que o blog existe. De lá para cá, de uma maneira ou de outra, a sarna demodécica nunca mais saiu de cena na minha vida, seja através deste ou daquele animal que ajudo diretamente e também virtualmente, já que são inúmeros e-mails, mensagens e comentários respondidos sobre o assunto, vários deles de pessoas desesperadas a ponto de considerar sacrificar cães que atingiram o grau máximo da doença. Quando o Mãe de Cachorro nasceu, em janeiro de 2007, eu, obviamente, era outra pessoa, vivendo outra vida. De lá para cá, minha vida foi se transformando em estudar, estudar e estudar mais um pouco sobre assuntos “caninos”. E com tanta pesquisa e estudo terminei caindo em alternativas naturais que promovem a saúde real de nossos cães (e gatos). Nos primeiros comentários e e-mails que respondia sobre sarna demodécica, tudo que eu conhecia sobre a doença era o tradicional: amitraz, ivermectina, cydectin e outros venenos (literalmente) que não são usados em nossos animais sem prejuízo para a saúde deles, por mais que inicialmente pareçam resolver o problema. Conforme fui avançando em meus estudos, a partir de conversas com veterinários e de resultados obtidos com tratamentos bem sucedidos de cães com a doença, aprendi que sarna demodécica a gente trata de dentro para fora. Ao fazermos isto ela toma a proporção que deveria ter: é um ácaro presente na pele de todos os cães, que só vai se manifestar com consequências nefastas se a imunidade cair demais. E cachorro que usa amitraz, ivermectina, cydectin e outras bombas com frequência, jamais terá […]

    Sarna demodécica: dicas naturais para vencer a doença

    Clique na imagem para conferir sua fonte. Dando continuidade e encerrando a série de posts para ajudar o cãozinho Théo, que estava sendo medicado por estar latindo demais, e sua família humana, o texto de hoje traz os comentários de dois veterinários especificamente sobre o caso do Théo. O primeiro a ser citado é o dr. Marcos Eduardo Fernandes, de São Paulo. Já a dra. Carmen Cocca, de Florianópolis, ficou tão tocada pelo tema que terminou transformando sua resposta para o meu pedido de ajuda em um post fundamental para quem deseja promover a saúde real de seus filhos peludos. Para relembrar e entender o caso do Théo leiam os posts abaixo: Sobre latidos excessivos e remédios neurológicos… O uso de Florais de Bach para ajudar cães que latem demais. “O processo de humanização que se tem com os animais de estimação é muito benéfico para os homens, mas nem tanto para os cães.   Muitos dos problemas de comportamento que vemos todos os dias aumentar em número e gravidade em nossos consultórios veterinários vêm de uma má relação Homem-Animal.   Quanto mais próximo os animais estiverem da sua própria natureza, ou seja, passeios, socialização, alimentação natural etc., menos problemas relacionados ao comportamento eles irão apresentar” Marcos Eduardo Fernandes, MV MSc Abaixo, dois trechos muito importantes do post da dra. Carmen Cocca, que você lê na íntegra clicando aqui. (…) A utilização de drogas psicoativas em cães e gatos vem se tornando uma prática muito comum nos consultórios veterinários em todo o mundo, nos últimos 15 anos. Este crescimento substancial da tentativa de controle comportamental utilizando-se drogas que modificam a parte anímica dos nossos animais de estimação, tem como base os interesses econômicos da milionária indústria farmacêutica, o comodismo e o imediatismo dos proprietários de cães e gatos que querem […]

    Uso abusivo e banalizado de medicamentos em cães e gatos: diga NÃO! (e + 1 pouco sobre latidos excessivos)

    Vocês conhecem minha preocupação e cuidado em postar informações relevantes que possibilitem que nossos peludos tenham uma vida não só mais saúdavel e melhor, mas mais longa ao nosso lado. Assim sendo, termino sempre caindo nas medicinas ditas “alternativas”, mas que na verdade são milenares e muito menos agressivas e nocivas do que a tradicional alopatia. Aqui em casa, ser natureba é a palavra de ordem. Claro que se for realmente necessário, o Shoyo e nós (marido e eu) fazemos uso de soluções alopáticas, mas o diferencial está em sempre procurar homeopatia, fitoterpia e acupuntura antes de correr a nos entupir com remédios que tantas e tantas vezes “consertam” de um lado só para “estragar” de outro. É com muita satisfação que divulgo o Bicho Integral, site da médica veterinária Carmen Cocca, já nossa conhecida através do seu blog, o HomeoPatas. Vejam que delícia o comecinho do texto de boas-vindas do Bicho Integral: Sejam muito bem vindos a este cantinho da Medicina Veterinária Complementar e Alternativa (MVCA). Nossa proposta é a de mostrar formas alternativas e complementares de uma medicina veterinária que considera não apenas a saúde física do indivíduo, mas também seu bem estar, suas relações com outros seres e com o meio em que vive, sua nutrição que vai além da sua alimentação, suas necessidades básicas e complementares, seus afetos e desafetos, suas fobias, ansiedades, assim como a melhor forma de manter o equilíbrio da sua energia vital. Que tal divulgar a novidade para todos os veterinários que você conhece, principalmente para o que cuida do seu peludo? Seções do Bicho Integral: Homeopatia Acupuntura Nutracêutica Comportamento (etologia) Nutrição Medicinas Complementares Biblioteca Fitoterapia Florais Outros Temas Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Bicho Integral, um site pra lá de legAU ;-D

    Medicamento homeopático para tratamento e prevenção da giardíase.  Graças ao post “Giárdia, giardíase… hein?” da amiga Bianca foi que me dei conta de que mesmo tendo uma super dica para o tratamento desse protozoário chatinho eu nunca havia postado especificamente sobre ele pra vocês! Que feio, dona Ana! Que bicho é esse? A giárdia é um protozoário presente no intestino da maioria dos cães – senão de todos. Por queda na imunidade ou mudança brusca na dieta, ela pode se proliferar e causar esse excesso de muco ou eliminação de gordura nas fezes. Solicite exames de fezes (chamados coproparasitológicos), de preferência com amostras de 3 dias consecutivos junto ao médico-veterinário para averiguar se há verminose ou institua a vermifugação para giardíase ou de amplo espectro. fonte: post Presença de Muco nas Fezes, do Cachorro Verde E que raio de bicho é um protozoário? Os protozoários são seres vivos unicelulares, eucariontes e desprovidos de clorofila. Podem viver como parasitas ou ter vida livre, habitando os mais variados tipos de ambiente. Como parasitas do homem e de outros seres vivos, podem causar muitas doenças e (…) foram classificados segundo o tipo e a presença ou não de elementos especiais de locomoção. Dessa forma, os protozoários são divididos em flagelados, rizópodes, ciliados e esporozoários. (…) O tripanossomo, a Leishmania e a giárdia são exemplos de flagelados parasitas (possuem flagelos, longos filamentos que usam para locomoção). (…) Provocada pela giárdia (Giardia lamblia), flagelado que parasita o intestino humano, a doença geralmente causa fortes diarréias, podendo levar o doente à desidratação. É transmitida através de água e alimentos contaminados pelo protozoário. (…) Para evitar essa doença é necessário ferver a água que se vai beber e lavar muito bem as verduras e frutas, além de cuidados higiênicos, como a lavagem de mãos, principalmente antes das […]

    Giardíase a gente trata!

    8 de dezembro de 2010Homeopatia, Saúde

    Já parou para pensar que muitas substâncias comumente usadas e tidas como obrigatórias no cuidado de cães e gatos podem intoxicá-los e até matá-los? Não? Então aproveite o post de hoje pra refletir sobre o assunto e confira dicas quentíssimas para cuidar do seu peludo com mais carinho e menos risco. Pra quem trabalha com doação de animais, vale imprimir e entregar para adotantes! Clique aqui para conferir “7 receitas caseiras para tratar seu cachorro” Muiiito bom!, separei uma delas pra ilustrar o post: Espantar parasitas, como pulgas e carrapatos Remédio natural: arruda Primeiramente, prepare uma infusão com 20g de folhas de arruda em 1 litro de água quente (sem ferver) e use como a última água de enxágue. Deixe secar naturalmente. Galhos da erva-de-santa-maria sob a cama deles agem como repelente. Outros posts sobre parasitas e produtos naturais para mantê-los longe: Sai de mim! Deixe seu pet livre das pulgas, carrapatos e… produtos químicos! Diga ADEUS aos carrapatos (e melhore a saúde do seu cão)! Armadilha caseira para pulgas

    Dicas caseiras para tratar seu peludo (cicatrização rápida, anti-pulgas naturais etc.)

    Preciso comentar o relato abaixo? Provavelmente não, mas a “pessoinha” aqui não resiste: fico pensando em quantos anos de luta por uma condição real de saúde em que não só o Jet sofreu, mas também a Mariana, ao vê-lo mal. Felizmente esta é uma história com final feliz.Leia também: Sarna demodécica: dicas naturais para vencer a doença  Manu e o Monstro da Sarna Demodécica… (com final feliz!) Após ler um post no Mãe de Cachorro sobre sarna demodécica e sua repercursão, resolvi falar um pouco do meu Jet e seu sofrimento com a doença e a mudança com a alimentação natural e tratamento homeopático!! O Jet é um cãozinho da raça Jack Russell Terrier, de 9 anos, com pedigree, nascido em Seatlle, USA, e com sarna demodécica. Morei na Califórnia por quase 3 anos e o adotei lá, após ele ser meu “cliente” em meu trabalho de dog walker. A dona, que o comprou em Seattle, voou ele até a Califórnia e teve ele por 4 anos, não o queria mais, pois era agressivo, com problemas de saúde e latia muito, além do marido o odiar. Ou seja, nos termos que eu conhecia os abrigos de cães da minha cidade e da maioria dos EUA, ele ia ser eutanasiado, principalmente pela agressividade, que nada mais era do que medo. Tinha diagnóstico de alergia e depressão, tomava prozac e anti-histamínicos todos os dias, os quais fui retirando aos poucos. A agressividade praticamente acabou em cerca de 3, 4 meses e ele se tornou cada vez mais social. Quando o levei pra casa, desconfiava até da própria sombra… Quanto aos anti-histamínicos, não estavam fazendo efeito algum, somente prejudicando ele com tanta química para melhora nenhuma! Bom, viemos para o Brasil e aqui piorou ainda mais sua pele. Lá vamos nós pro vet de […]

    Diário de um cão com sarna demodécica

    Todos os posts sobre cuidados contra Fogos de Artifício você confere no link http://www.maedecachorro.com.br/category/fogos-de-artificio Bem, há assuntos que eu simplesmente preciso repetir ano após ano… Na Páscoa, sempre falo dos perigos do chocolate para os animais, no verão, dos cuidados específicos que cães e gatos precisam, assim como também no inverno, tão propício à propagação de vírus mortais, e por aí vamos… Agora, estamos na época de falar sobre os cuidados a serem tomados com cães e gatos que viajam com a família, com os que ficam em casa ou em hospedagens e também sobre os vários perigos que as comemorações de Natal e Ano Novo e até o Sol de verão representam para nossos amores peludos.A coluna de hoje no Notícias é inteira sobre viagens x cães/gatos. As próximas, serão especiais de Natal e Ano Novo. Com o blog, não dá para ser diferente. Então deixo um pedaço de um texto da ARCA Brasil pra gente e alguns links com outros textos úteis e interessantes, ok? Fogos: animais a beira de um ataque de nervos Homeopatia e Florais de Bach são opções que podem ajudar seu amigão a enfrentar os lamentáveis rojões. Para muitas pessoas essa é a época mais esperada do ano. É o momento de presentear, escrever cartões, exagerar na comida, e fazer as malas para curtir a virada do ano. Mas a correria pode ocultar dois itens importantíssimos do check-list para quem tem um bicho de estimação: como atenuar o medo causado pelos fogos de artifício e a “síndrome do abandono” – tão comuns entre dezembro e janeiro. É fato que a audição dos cachorros é muito mais sensível que a nossa. Eles são capazes de escutar sons mais graves e mais agudos do que os humanos. Ou seja, o que pode ser agradável para nós, é […]

    Especial fim de ano: cuidados com nossos peludos nas férias e festas!

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados