• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

      –> Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Bichon Frisé: o pompom gente fina! Texto: Michele Welton Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles O padrão da raça no AKC (American Kennel Club) diz que o Bichon é “um cão de pompom branco cujo temperamento feliz é evidenciado por sua cauda emplumada portada alegremente sobre o dorso e pela expressão inquisitiva de seus olhos negros”. O Bichon Frisé é um cão fácil de se conviver, um cão de companhia agradável e alegre que adora brincar, se aconchegar em colos e travesseiros e subir no encosto do sofá para espiar pela janela. Suas necessidades de exercício são fáceis de suprir: uma ou duas caminhadas diárias mais um quintal pequeno no qual ele possa trotar e esticar as pernas. Bichons são pacíficos com todo mundo, inclusive com outros animais de estimação. Há uma certa timidez em algumas linhagens, então começar a socialização cedo é importante para desenvolver sua confiança. Embora ele tenha uma veia independente, o Bichon Frisé não é um cão dominante e responde bem a um treinamento leve. Ele prefere aprender truques ao treinamento tradicional de obediência e fica especialmente interessado quando petiscos são usados como recompensa. Crueldade/severidade apenas fazem com que ele reaja mal. Os três problemas de comportamento no Bichon Frisé são: Dificuldade para aprender a urinar/defecar no local escolhido por você Ansiedade de separação: a maioria dos Bichons é tão social e dependente da companhia humana que não fica bem quando deixados sozinhos por longos períodos Alguns Bichos são barulhentos e latem em excesso – e alguns têm um latido estridente. […]

    Guia de raças no Mãe de Cachorro: Bichon Frisé

    Semana passada, quando cheguei no veterinário com o Shoyo passando mal, havia um Bernese de 3 anos esperando para consultar também. Lindo de morrer, Jimmy era imenso, peludíssimo e amigável. Mas não consigo deixar de ficar agoniada com um cão que ama neve morando no Brasil, um país com tão pouco inverno. E vejo cada vez mais deles. Lembram da fêmea que minha amiga adotou do babaca que ia matá-la porque a deixou tão gorda que ela não conseguia mais caminhar? Pois é, no fim das contas (aliás, conta$ mesmo, porque a minha amiga só gastou e gastou tentnado salvá-la) a pobrezinha morreu. –> Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui.   Raça de hoje: Bernese Mountain Dog – Perfeito para climas (muito) frios! Texto: Michele Welton Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles O Bernese Mountain Dog é um cão de temperamento estável e calmo. Contudo, sua calma e disposição para o sossego não significam que ele pode ser mantido sem exercícios. Na verdade, o Cão Bernês ama sair, especialmente no tempo frio – com sua pelagem preta e densa ele não vive bem em climas quentes (BRASILLL!!!). Brincar na neve é a forma preferida de recreação deste raça dos Alpes, e puxar carroças e trenós é uma fonte maravilhosa de exercício para ele, principalmente se envolver crianças na brincadeira. Sua atitude perante estranhos varia de amigável a indiferente, mas um Bernês deve ser mantido bem equilibrado e contido. A falha de temperamento mais comum é a timidez excessiva, às vezes com todo mundo, às vezes focada em um grupo de pessoas, como homens com barba, por […]

    Guia de raças no Mãe de Cachorro: Bernese Mountain Dog (Cão Bernês da Montanha)

      Fui obrigada a pesquisar um pouco o blog para fazer este post, porque conforme eu traduzia a raça de hoje, lembrava de posts mostrando o quão fujões Beagles podem ser… Abaixo, três exemplos: Missão impossível? Nem tanto… Última do ano Beagle sobrevive 98 dias em ilha deserta e outras coisitas… –> Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Beagle: o pequeno que precisa de muito exercício. Texto: Michele Welton – Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles Os Beaglês têm um tamanho conveniente, são bonitos e fáceis de tratar. São amigáveis com pessoas, pacíficos com outros pets e com sua expressão simpática é perfeitamente natural que muitas pessoas os considerem como um cão de estimação em potencial. Entretanto, os Beagles foram desenvolvidos para ser cães de caça e têm muitos instintos de caçadores profundamente arraigados em seus genes. Eles precisam de muito mais exercício do que a maioria das pessoas dá a eles, é por isso que você vê tantos Beagles acima do peso ideal e sofrendo com problemas de saúde. Embora eles sejam geralmente mantidos em apartamentos e condomínios, eles não deveriam ser! Beagles precisam de longas e frequentes caminhadas e de um quintal cercado onde eles possam esticar as pernas soltos. Sim, quintais cercados, porque Beagles são exploradores e perseguidores que seguirão seus faros onde quer que os fascinantes cheiros e visões os levem. E desde que os Beagles são dotados de uma surdez seletiva, raramente voltam quando você os chama. Além do mais, você não pode deixá-los sozinhos fora de casa sem supervisão porque os Beagles são inclinados a correr o […]

    Guia de raças no Mãe de Cachorro: Beagle

    15 de setembro de 2010Adoção, Guia de Raças

    Ô pecado, mais um cão deformado pela mão do homem… E vou dizer, todos os que conheci pessoalmente eram exatamente como descrito abaixo, impressionante. Inclusive no quesito “fuga”, o que mais me apavora quando penso que as pessoas os têm sem castrar e sem levar em consideração as características tão específicas deste cão, tão querido e, ainda assim, tão abandonado/repassado por falta de conhecimento de quem o compra/adota sem estudar a raça. –> Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Basset Hound – Amigável e fujão!   Texto: Michele Welton – Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida.   Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles O Basset Hound está entre as raças mais agradáveis e amigáveis de todas. Alguns exemplares da raça têm um porte nobre, mas a maioria é deliciosamente desajeitada. Quase todos são bem humorados, sociáveis e pacíficos com todos – estranhos, crianças e outros animais de estimação também. Em uma exposição de cães você pode esperar ver muitos rabinhos balançando animadamente na área dos Basset Hounds. Entretanto, esta não é necessariamente a raça mais fácil de se conviver ou educar/adestrar! Muitas pessoas ficam bastante surpresas ao encontrar um Basset Hound pessoalmente no quão pesada e grande este cão realmente é. Eles podem ter as pernas curtas, mas os Bassets pesam entre 20 e 30kg e precisam de uma quantidade moderada de exercícios físicos para ficar em forma, mesmo que pareçam felizes roncando em frente à lareira. Tutores preguiçosos têm Bassets obesos, com todos os problemas de saúde que isto implica. Ao sair para passear com seu Basset Hound você precisa mantê-lo na guia ou soltá-lo apenas em áreas […]

    Guia de Raças no Mãe de Cachorro: Basset Hound

    8 de setembro de 2010Adoção, Guia de Raças

      –> Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: American Staffordshire Terrier – vítima do homem Texto: Michele Welton Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles Geralmente é algo que surpreende as pessoas que este cão, tão extremamente musculoso, com uma presença tão segura de si, seja tão calmo e tranquilo. Um American Staffordshire Terrier de verdade (leia-se fiel às características da raça, coisa rara de se encontrar uma vez que viraram cães da moda e foram largamente procriados sem preocupações genéticas etc.) é uma companhia segura, bondosa e leal. Atlético e ágil, com reflexos bem sintonizados, este cão deve ter exercícios diários moderados para mandar sua esplêndida musculatura em forma. Ter companhia é ainda mais importante e muita socialização também é imprescindível. Seu comportamento perante estranhos varia de lambidas exuberantes no rosto a modos reservados e educados, e seus instintos de guarda variam de fortes a nulos, com algumas linhagens sendo muito mais bem humoradas do que outras. Seu comportamento perante outros cães, entretanto, é uma outra história. Seu histórico ancestral como cão de briga determina um temperamento enérgico, do tipo que não tolera ser desafiado por outros cães agressivos. Se confrontado, reagirá imediatamente. Embora alguns indivíduos da raça convivam pacificamente em uma casa cheia de animais de estimação, sempre haverá o risco de instintos de caça adormecidos possam aflorar provocando combates mortais. Staffordshires podem ser teimosos, mas ainda assim respondem bem a tutores confiantes que saibam como estabelecer e reforçar regras que ditem que tipo de comportamento é esperado deles. Por culpa do preconceito criado, todo American Staffordshire Terrier deveria ser treinado pelo menos com […]

    Guia de raças no Mãe de Cachorro: American Staffordshire Terrier

    1 de setembro de 2010Adoção, Guia de Raças

    –> Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Gostaria de fazer uma observação na raça de hoje: novamente temos um cão que foi largamente comercializado nos Estados Unidos, país da autora dos textos. Com isso, particulares e comerciantes, muitas vezes de fábricas de filhotes, cruzaram seus cães de maneira irresponsável e, com isso, tornaram bastante difícil alguém encontrar um verdadeiro Cocker Spaniel Americano para adoção (ainda mais no Brasil, onde a raça não é popular). Nada disso impede que estes animais mereçam amor, cuidados e um lar amoroso, só vale lembrar que o intuito dos textos da Michele Welton é descrever o comportamento característico de exemplares o mais próximos possível da raça original. Raça de hoje: Cocker Spaniel Americano – O Cocker que não é “O Cocker” Texto: Michele Welton- Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles O American Cocker Spaniel (cocker spaniel americano) de boa linhagem é doce, feliz, gentil e brincalhão. A menor das raças de esporte precisa de exercícios regulares, mas caminhadas diárias e brincadeiras serão suficientes. Quando bem socializado o Cocker Spaniel Americano é amigável e pacífico com estranhos e outros animais, embora haja timidez e submissão excessiva em algumas linhas de sangue da raça. O Cocker Spaniel Americano é um cão que responde a um treinamento de obediência persuasivo e animado que inclua agrados e recompensas com petiscos. E estas são todas as boas notícias. As más notícias são… O Cocker Spaniel Americano precisa de muitos cuidados com sua pelagem, que envolvem de escovação à tosas específicas. Eles soltam muito pelo e geralmente têm um odor bastante característico “de cachorro” em sua pele […]

    Guia de raças no Mãe de Cachorro: Cocker Spaniel Americano

    Traduzi apenas três raças desde que comecei o Guia de Raças Mãe de Cachorro e o sentimento que me assola é de que eu deveria ter começado esta seção muito antes. Estudando e conhecendo melhor as raças disponíveis para adoção, sejam puras ou evidentemente mestiçadas, fica ainda mais forte a certeza de que  adotar um animal simplesmente porque o acha bonito ou por qualquer outro critério que não leve em consideração sua verdadeira natureza, é no mínimo irresponsável. Outro ponto que salta aos olhos e que me deixa simplesmente apavorada é o papel de quem quer ter o direito de se intitular um “criador”. Lendo as características positivas e negativas do cão de hoje fica clara a responsabilidade que é criar qualquer raça. Pensem em um Akita, um cão poderoso, capaz de matar uma pessoa, sendo procriado apenas para gerar dinheiro ou para perpetuar características físicas (tamanho, beleza, porte), sem levar em consideração o lado psicológico do animal (temperamento) e o imenso poder que a socialização – seja ela mal ou bem feita – terá em sua personalidade e já não há o que discutir. Nessas horas, fico ainda mais fã do cachorro que não tem absolutamente nenhuma raça definida e vejo o quão perfeito e maravilhoso ele é, principalmente para quem tem filhos e não pretende ler e estudar muito sobre comportamento canino e características da raça em questão. A socialização de um filhote começa no momento em que ele nasce, mas atinge sua fase mais importante muito cedo – entre 8 e 12 semanas de vida – e deve ser bem feita não importa se o cão tenha raça definida ou não ou seja do porte que for. Nos cães com potencial para ferir gravemente ou matar outros animais e pessoas, esta questão é das mais urgentes e […]

    Guia de raças no Mãe de Cachorro – Akita inu

    18 de agosto de 2010Adoção, Guia de Raças

      O cão de hoje mexeu comigo de duas maneiras distintas. Esteticamente, acho absolutamente lindo, lindo, lindo. Elegante, grande, atlético e com cara de vira-lata, hahaha. Mas ao fazer a tradução e aprender o quão ativo e cheio de energia um Airedale é, percebi ainda mais a importância desta nova seção do blog. Afinal, as pessoas precisam ter bastante consciência ao adotar um animal para evitar novas doações que só desgastam o peludo. Estude bastante a raça do cão disponível para adoção que você está considerando trazer para a família e, no caso dele não ter raça ou mestiçagem claramente definidas, visite-o diversas vezes no abrigo ou casa de apoio onde aguarda um lar para que seja possível conhecer ao máximo sua personalidade e comportamento. Lembrem-se: nós erramos, mas quem sempre termina pagando a conta são eles! Estudar é amar! –> Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção?Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Airedale Terrier – O atleta impetuoso Texto: Michele Welton- Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução sem autorização é expressamente proibida. Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles Um bagunceiro de mão cheia enquanto filhote, o Airedale Terrier quando fica maduro transforma-se em um adulto digno, confiante e corajoso. Este cão atlético brinca e joga duro. Sem exercícios vigorosos e muita intereção pessoal, ele fica facilmente entediado e pode se tornar destrutivo ao procurar divertir-se sozinho. Airedales Terrier jovens são especialmente impetuosos e podem transformar seu jardim em uma paisagem lunar cheia de buracos e plantas destruídas. Estímulos mentais (treinos de obediência, agility, jogos) são essenciais para esta raça “pensante”. Você simplesmente não pode deixá-lo sozinho o dia inteiro ou largado para fora de casa e esperar que […]

    Guia de raças no Mãe de Cachorro – Airedale Terrier

    11 de agosto de 2010Adoção, Guia de Raças

    Não costumo falar em raças porque sou uma eterna ‘puxa’ dos cães sem raça definida (SRD), mais especificamente dos vira-latas, aqueles que viviam nas ruas e que são, a meu ver, os melhores cães possíveis. Mas também não compartilho da patrulha que tenta denegrir os animais de raça quando na verdade só há um único bicho que mereça algum tipo de crítica: o bicho homem. Cachorro é cachorro e é tudo de melhor, tenha ou não “raça definida”. Cães ‘de raça’ existem há milênios e continuarão a existir. Muitos auxiliam os humanos em atividades honradas, como na procura por pessoas desaparecidas ou vítimas de desastres, na ajuda a deficientes visuais e físicos etc. São cães com caracterísiticas definidas, muitas delas verdadeiras aberrações provocadas pelo homem, mas que precisam ser estudados a fundo quando alguém decide adotá-los para que surpresas desagradáveis não aconteçam e amanhã ou depois o peludo não precise achar um novo lar. Passarei a falar de raças específicas aqui no MDC por dois motivos: 1- Hoje o número de animais de raça abandonados no Brasil não só é imenso, como cresce absurdamente. Assim, a adoção deles também é uma realidade; 2- Conheci um site muito bom que traz o lado positivo e negativo de diversas raças e que incentiva a adoção de cães adultos, então passarei a traduzir pra gente informações deste site sobre as raças que já vejo disponíveis para adoção no Brasil. Farei as traduções em ordem alfabética, dentro das raças citadas no site e, como já mencionado, traduzirei aquelas que você já pode optar por adotar, porque seus exemplares já estão sendo abandonados e largados em abrigos etc. –> Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Afghan Hound – O […]

    Guia de raças no Mãe de Cachorro – Afghan Hound

    4 de agosto de 2010Adoção, Guia de Raças
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados