• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Eles são pequenos, adoráveis, caros e… abandonados tanto quanto qualquer outro peludo! Sim, o Guia de Raças do Mãe de Cachorro continua trazendo o perfil do temperamento e os cuidados e doenças sobre os quais ninguém fala das raças puras que são encontradas disponíveis para adoção. Acesse o menu “Sites/blogs de adoção” e procure ONGs perto de você. –> Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Maltês Texto: Michele Welton- Tradução e adaptação: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Um dos mais espertos e gentis dos cãezinhos toy, o Maltês é extremamente brincalhão e adora jogos e brincadeiras inteligentes que exigem raciocínio. Este pequeno curioso e rápido não precisa de muito exercício fora de casa, mas adora aprontar pelo quintal (cercado!) e acompanhar humanos em suas caminhadas. Cães maiores podem olhar para um Maltês como se ele fosse um “petisco”, então ele precisa estar sempre protegido para evitar acidentes com animais maiores. Ou seja, nada de caminhar com ele solto, sem coleira e guia. E mantenha as cercas e muros bem fechados e sem buracos por onde ele possa escapar. O Maltês geralmente é pacífico com todo mundo, embora algumas linhagens (e indivíduos) possam ser mais confiantes e extrovertidos, há alguns que podem ser mais desconfiados e cautelosos com estranhos e novidades. Uma boa socialização e adestramento também dirão muito do que um Maltês será. Se for tratado como um bebê e indefeso, sendo mimado e sem limites, ele provavelmente será um cão excessivamente dependente, inseguro e/ou travesso e encrenqueiro. Mas se um Maltês for tratado como um cãozinho inteligente e for treinado para ser obediente e educado isto o tornará confiante. Muito sensíveis a treinamentos positivos […]

    Guia de Raças: Maltês

    29 de maio de 2012Guia de Raças

    Ah… Nada como um bom filme de sucesso para atrapalhar a vida de milhares de cães mundo afora e para acabar com uma raça… Bastou Marley & Eu explodir por todos os lados em livros e filmes para que a venda de labradores aumentasse desenfreadamente. Com isso, a raça sofre com comerciantes de vidas que revendem filhotes que foram postos no mundo sem o menor planejamento de linhagens de sangue, sem a menor preocupação com os problemas de saúde inerentes à raça. Ainda há mais um grande número de particulares, pessoas que compraram ou ganharam labradores e que acham que criar cães é só botar fêmea com macho para procriar e sair vendendo ou distribuindo filhotes… Com isso, os labradores (e todas as outras raças da moda, na verdade) estão pagando um alto preço: estão cada vez mais doentes. Isso pra não falar no abandono, já que aquele filhotinho fofo cresce e dá trabalho e gastos, então logo lá vai ele, para a rua ou para a casa da primeira pessoa que o aceitar. Anos depois do boom de popularidade da raça e os labradores ainda são “sonho de consumo” de muita gente que não entende nada sobre eles, mas que os quer só por serem bonitos, famosos ou por estarem por todos os lados… Na tentativa de ajudar pessoas (principalmente protetores, que vivem de recolher labradores abandonados ou retirados de maus-tratos) e cães, segue mais um post do Guia de Raças do Mãe de Cachorro. –>Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Labrador, o cão da família!* Texto: Michele Welton- Tradução e adaptação: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. O Labrador é um excelente cão de […]

    Guia de Raças no Mãe de Cachorro: Labrador

    6 de março de 2012Guia de Raças

    O motivo de eu traduzir o Sharpei antes de outras raças que estavam na frente da fila para entrar no Guia de Raças é bem triste: recebi um pedido da protetora Annita Petry, que usa meus textos para ajudar a informar candidatos a adotantes. Como há vários sendo abandonados, ela está precisando das informações com urgência. Espero que seja útil e que ajude pessoas a só adotarem estes cães se realmente puderem mantê-los em suas vidas para sempre! –>Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Shar Pei* Texto: Michele Welton- Tradução e adaptação: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Este cão sóbrio, de aparência digna, com sua pele enrugada, sua cabeça “de hipopótamo” e sua expressão emburrada, mantém-se firme no solo, com uma postura calma e confiante. Naturalmente limpo e fácil de ensinar a usar o banheiro, quieto e bem comportado dentro de casa, o Shar Pei é um companheiro impressionante se você puder estabelecer com ele uma relação de admiração mútua, como por exemplo, admirando seu temperamento independente enquanto reforça com consistência as regras da casa, para que ele lhe respeite também. Isto pode ser um desafio, entretanto, já que esta raça pode ser dominante e obstinada. Definitivamente o Shar Pei não é a melhor escolha para pessoas que nunca tiveram um cão antes. Shar Peis precisam apenas de exercício moderado (várias caminhadas curtas por dia), então eles podem viver bem em cidades e subúrbios. Na verdade, a menos que estejam seguros por uma cerca ou muro, eles não são a melhor opção de cachorro para uma fazenda ou área rural, já que têm fortes instintos de caça. Indiferente com estranhos, o Shar Pei deve ser […]

    Guia de Raças no Mãe de Cachorro: Shar Pei

    23 de novembro de 2011Guia de Raças

    Sempre brinco que Poodles são cachorros de velhinhos e que quando eu precisar de um cãozinho perfeito, que entenda tudo que eu disser e que não fique pelo caminho me predispondo a tombos (nunca bons para velhinhos), adotarei um Poodle. Depois de traduzir a raça hoje, só fiquei mais apaixonada por ela. E também preocupada e triste com a realidade de tantos e tantos Poodles que não recebem os cuidados psicológicos que a raça precisa: muita atividade intelectual e um lar harmonioso e pacífico, cheio de amor e companhia. –>Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Poodle Miniatura: só falta falar! Texto: Michele Welton- Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Muitas pessoas têm uma concepção errada sobre os Poodles, a de que eles parecem e agem como cães “pompons”. Este é um dos maiores mitos no reino dos cães! Primeiro, ignore as tosas exuberantes das pistas de competição. Poodles podem ser tosados de maneira a parecer cães normais! Poodles também têm a vantagem de serem a que menos solta pelos e a mais “hipoalergênica” dentre todas raças de cães peludos. Em segundo lugar, Poodles Miniatura são atletas em miniatura. Eles sobressaem em competições avançadas de obediência – onde habilidades com saltos e para trazer objetos aos tutores são requeridas – e em competições de agility (corrida com obstáculos), onde voam acima, por baixo e através de obstáculos com tanta força e graça que pode ser emocionante de assistir. Entretanto, preciso mencionar as duas constituições físicas da raça. A correta, que é “quadrada”, o que significa que suas pernas são longas o suficiente para que sua altura seja aproximadamente igual a seu comprimento. Estes Poodles Miniatura são […]

    Guia de Raças no Mãe de Cachorro: Poodle Miniatura

    29 de setembro de 2011Guia de Raças

    Como o Brasil está cada vez mais parecido sob alguns aspectos com as culturas norte-americana e europeia, temos visto surgir por aqui uma série de novidades que por aqueles lados são antigas, entre elas a crescente presença de diversas raças de cães e gatos que antes só apareciam por aqui em livros, jornais e revistas. Embora o cão “salsicha” seja velho conhecido dos brasileiros, as variedades da raça, com suas cores e pelagens diferentes, são novidade para a maioria de nós. São simplesmente nove “variedades” da raça, com três pelagens diferentes (curta, dura/arame e longa) tendo três tamanhos cada uma (mini/toy, anão e standard)! Na Alemanha, país de origem dos Dachshunds, e em outros países com tradição de criação séria, a reprodução entre as diferentes pelagens e os diferentes tamanhos é proibida! Ou seja, nada de cruzar Dachshund Anão de pelo curto com Dachshund Mini de pelo duro (arame), por exemplo. OU SEJA, ABRAM SEUS OLHOS caso alguém queira lhes vender INVENÇÕES. Já basta para este pobres cães o excesso de cruzamento para conseguir cores “novas”, o que tem provocado diversas doenças congênitas. Se ao ler a descrição do temperamento dos Dachshunds você desejar conviver com um, ADOTE! Há inúmeros precisando de um lar, um exemplo é a Vick, uma das estrelas do último post Finais Felizes, encontrada nas ruas!! –>Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Dachshund, Teckel ou simplesmente Salsicha! Texto: Michele Welton- Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Curioso, cheio de vida, charmoso e corajoso, o Dachshund é similar a um terrier com sua necessidade de participar de tudo. Este cãozinho adora brincar e tem um ótimo senso de humor. O Dachshund é […]

    Guia de raças no Mãe de Cachorro: Dachshund, Teckel ou simplesmente Salsicha!

    23 de agosto de 2011Guia de Raças

    –>Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Shih Tzu, o cachorro “de apartamento”* Texto: Michele Welton- Tradução e adaptação: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Com seu jeitinho elegante e comportado, embora ainda assim feliz e bem-humorado, o Shih Tzu é a menos demantande e menos “barulhenta” das raças de companhia (as chamadas de toy). Embora ele seja um cão com estrutura sólida (não é frágil) e adore brincar no quintal, ele não precisa de muito mais exercício além deste. Um amante do conforto e da atenção de humanos, o Shih Tzu adora ganhar colo ou dormir em almofadas fofas e travesseiros, sendo um excelente cão para pessoas idosas. A maioria dos Shih Tzus é amigável (ou pelo menos educada) com estranhos, embora a socialização seja necessária para desenvolver um temperamento confiante. Shih Tzus também são pacíficos com outros animais de estimação. Embora a raça tenha um comportamento “aristocrático” e alguns traços de teimosia que definem o que eles gostam ou não, o Shih Tzu não tem tendência a se meter em apuros, mesmo que não seja muito rápido para obedecer algo. Treinamentos serão eficientes se forem baseados em consistência (das aulas, dos comandos, da interação homem-cão), elogios e recompensas com petiscos. Geralmente, o mais difícil de se ensinar a um Shih Tzu é o treino do banheiro e muitos tendem à coprofagia (comem fezes). Se você quer um cão que… Seja pequeno, ainda que robusto e forte Não precise de muito exercício fora de casa Seja mais silencioso (ou menos barulhento, você decide!) do que outros cães de companhia Seja geralmente amigável (ou ao menos educado) com estranhos Seja pacífico com outros pets Solte pouco pelo […]

    Guia de Raças no Mãe de Cachorro: Shih Tzu

    19 de julho de 2011Guia de Raças

    Sim, esta é uma das poucas raças que tem três padrões de tamanho, com características diferentes. Como já vi todos os três portes para doar, cada um deles terá sua tradução do temperamento, Schnauzer Miniatura (o mais comum), Schnauzer Standard (o menos comum) e Schnauzer Gigante (o tamanho mais comum depois do miniatura).  Quando eu ainda não tinha a menor noção sobre adoção via protetores (sempre peguei meus cães diretamente da rua), um dia decidi que precisava de um cão pequeno, que não precisasse de muito exercício e que não destruísse o apartamento alugado onde eu então morava. E pra mim não tinha cachorro mais lindo que um Schnauzer Miniatura, com sua carinha barbuda e inteligente. Por um lampejo de sanidade, passei uma madrugada inteira estudando a raça na internet e concluí: não era o cão com o temperamento que eu precisava. Exatamente na mesma época uma amiga do trabalho comprou um machinho para dar para os pais e eu virei a madrinha. De lá para cá, conheci pessoalmente vários alguns mini Schnauzers absolutamente manipuladores, que levam seus humanos de estimação na rédea curta, meu afilhado inclusive. E fiquei com essa imagem da raça na cabeça. Achei super interessante traduzir a descrição do temperamento deles, o que me faz entender não só o número de schnauzers mini abandonados, mas a necessidade de realmente estudarmos o temperamento de um cão, tenha ou não raça definida, antes de o colocarmos em nossas vidas. Pessoas que mal mandam em si mesmas, que não têm nenhuma disciplina e rotina deveriam passar longe da ideia de adotar um Schnauzer Miniatura típico. Os Schnauzers agradecem ;o] –>Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Schnauzer miniatura, o barbudo inteligente* Texto: Michele […]

    Guia de Raças no Mãe de Cachorro: Schnauzer Miniatura

    29 de junho de 2011Guia de Raças

    Ok, ok! Falei que traduziria as raças que vejo para adoção para Guia de Raças em ordem alfabética, mas vários dos cães mais populares estão lá para o fim do alfabeto, hehe. Estou cheia de mães de yorkie, de schnauzer, de poodle pedindo o perfil comportamental dos filhos delas e fico só no “calma, vai chegar a hora deles”. Então… Para agradar vocês, vou continuar com a ordem alfabética, mas vez ou outra vou escolher essas raças mais pedidas, e que consequentemente são as que mais tenho visto para adoção. Vou estrear com o Yorkshire, não por ser a raça dos meus amores Sushi (estrelinha no céu desde 2009) e Shoyo, mas por ser o último do alfabeto, hehe. Os últimos serão os primeiros, aquela coisa… Rapidinho antes de entrar na descrição do temperamento da raça: só esta semana me ofereceram pra adotar: uma yorkshire de 6 meses, um golden retriever de 6 anos, um casal de lhasa apso de 1 ano e pouco e uma labradora adulta (esqueci a idade). Em menos de 5 dias! E ainda tem gente que não quer castrar seus cães e gatos e que insiste em tirar cria porque são “de raça” (sendo que a maioria é a maior mistura fora do padrão, mas tudo bem…) e que teima que cães e gatos de raça definida não são abandonados, não sofrem maus-tratos e que o problema da superpopulação de animais de rua é toda dos vira-latas… FALA SÉRIO!!! Só na rua principal do meu bairro tem TRÊS yorkshires criados soltos por seus (ir)responsáveis. Todos têm casas, todos vivem dando suas voltinhas. Todos podendo cruzar com outros cães/cadelas que vivem em condições iguais ou em abandono. E essa gente que cria seus cães assim não é diretamente responsável pelo problema dos animais de rua? Tá […]

    Guia de Raças no Mãe de Cachorro: Yorkshire Terrier

    17 de junho de 2011Guia de Raças

    Antes de tudo, peço a todos que, por favor, leiam com atenção todas as RAZÕES PARA NÃO TER UM bulldogue francês, muito bem lembradas e explicadas pela Camilli Chamone, criadora justamente de… bulldogues franceses! Cada vez mais populares, o número de frenchies para adoção já está ficando significativo, principalmente por um motivo simples, totalmente ignorado por quem jura amar e querer tanto um exemplar da raça: eles não são cães fáceis de manter e, caso seus responsáveis não fiquem muito atentos à alimentação e cuidados específicos e adequados, a saúde dos bulldogues franceses exigirá constante atenção. Digo mais, são poucos os veterinários realmente aptos a lidar com a raça, bem como com outros com os mesmos problemas por conta das pregas e dos focinhos achatados. Leia também: Cuidados com cães de focinho curto/encurtado/achatado. Leitura obrigatória para todo mundo que quer ter ou que já tem um Frenchie: http://www.seubuldoguefrances.com.br/ –>Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro* clicando aqui. Raça de hoje: Bulldogue francês, Frenchie para os íntimos! Texto: Michele Welton- Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Apesar de sua expressão carrancuda, o bulldogue francês é um cãozinho cômico, amigável, dependente do afeto humano e divertido. Podendo viver tão confortável em um apartamento quanto em uma fazenda, ele tem mais vida e disposição do que você pode supor ao julgar sua aparência troncuda e corpulenta. Os filhotes do bulldogue francês são especialmente brincalhões e ativos e correr atrás de bolas é uma de suas paixões. Os adultos podem até ser mais tranquilos e adorar um sofá, mas também amam brincar e fazer caminhadas no tempo mais frio. Muitos Frenchies são amigáveis com todo mundo, enquanto alguns são educadamente reservados. O bulldogue francês latirá […]

    Guia de raças no Mãe de Cachorro: Buldogue Francês

    8 de junho de 2011Guia de Raças
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados