• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Eles são uma das raças queridinhas do momento. Particularmente, amo seu aspecto de raposa miniatura e já tive oportunidade adotar alguns! Sim gente, no plural! Como toda raça que ganha fama, o Lulu está sendo reproduzido por fabricantes de filhotes, ‘consumido’ em larga escala e, consequentemente, abandonado ou doado sem critério. Um Lulu é lindo, fofo, inteligente e pequeno mas… Não se engane com seu pouoc tamanho e aspecto frágil, pois um Lulu da Pomerânia agradável de se conviver e emocionalmente saudável é um cão para quem quer estudar muito comportamento canino e com paciência de sobra. Raça de hoje: Lulu da Pomerânia, uma raça para poucos. Texto: Michele Welton Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles* O padrão do Kennel Clube Americano (AKC) para a raça diz que o Lulu, também conhecido como Spitz Anão, é um cão é “ativo, destemido, curioso e com uma personalidade fiel às características da raça”. E ele é mesmo tudo isso. Animado e espirituoso, corajoso e impertinente, o Lulu típico ‘se acha’. Esses cãezinhos adoráveis adoram verificar bem cada nova situação, barulho e atividade e amam nos contar o que acham de tudo isso. Eles são deliciosamente ativos e sempre atentos a tudo o que acontece em seu redor. Ou seja… Quando não são devidamente educados, são cães barulhentos e que tendem a latir em excesso. Alô você que é sossegado, sem tempo, sem paciência e que passa muito tempo fora de casa: esta raça não será feliz participando da sua vida e muito menos passando horas sozinha!!! Extremamente alertas ao se aproximar de estranhos, o Lulu é um excelente cão de alarme. Está ficando mais claro agora por que já há Lulus para […]

    Guia de raças Mãe de Cachorro: Lulu da Pomerânia.

    15 de agosto de 2017Destaques, Guia de Raças

    —>Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Pastor Alemão.* Texto: Michele Welton- Tradução e adaptação: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. O padrão do American Kennel Club diz que o Pastor Alemão “tem uma personalidade distinta, marcada por uma expressão direta e destemida, mas não hostil, é confiante e possui uma certa indiferença que não o inclina a fazer amizades imediata e indiscriminadamente”. Esta é uma ótima descrição do Pastor Alemão ideal/característico. Infelizmente, é muito difícil encontrar um Pastor Alemão ideal hoje. Nos dias atuais, esta raça tem apresentado todo tipo de temperamentos. Linhagens que são cruzadas para trabalhos de guarda e para o esporte schutzhund tendem a ter um temperamento mais rígido e “profissional”. Linhagens exibidas em competições caninas de padrão da raça tendem de calmos e suaves a hiperativos e nervosos ou a absolutamente mudos e “tapados”. E a maioria esmagadora dos Pastores procriados por “criadores” de fundo de quintal e vendedores de filhotes têm temperamentos de risco, além de sofrerem de muitos problemas de saúde graves. Os níveis de energia da raça variam da necessidade de exercícios vigorosos aos cães bastante tranquilos, mas todo Pastor Alemão, sem exceção (a menos que problemas de saúde o impeça), para manter seu porte atlético precisa de uma caminhada rápida todos os dias e de possibilidade para poder correr livre em áreas seguras e, de preferência, cercadas, sempre que possível. Exercícios mentais (aulas avançadas de obediência, aulas de agility, schutzhund, pastoreio, farejamento etc.) é ainda mais importante para o Pastor Alemão do que os exercícios físicos. Esta raça é muito inteligente, pensa por si só e tanto talento é geralmente desperdiçado por pessoas que não sabem lidar com […]

    Guia de Raças no Mãe de Cachorro: Pastor Alemão

    3 de abril de 2014Destaques, Guia de Raças

    Raça de hoje: Dálmata Texto: Michele Welton Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles* Um bom dálmata é um cão confiável e praticamente um “gentleman”, embora também seja brincalhão. Um bom dálmata. O problema é que há muitos dálmatas mal cruzados/procriados e estes cães podem ter sérios problemas de temperamento. (O dálmata, como outros cães que viraram “moda”, sofre com a procriação indiscriminada e com os fabricantes de filhotes. Nota da tradutora). Mesmo um bom dálmata precisa de muito exercício físico e companhia. Confinamento e solidão em excesso (especialmente a falta de companhia da família humana) e pouco estímulo mental levam a raça ao tédio, à hiperatividade e aos comportamentos destrutivos. Este cão atlético e vigoroso é bastante resistente e tem uma herança de cães de trabalho e deve ser levado para correr, escalar, fazer trilhas ou brincar livremente em áreas cercadas e seguras com bastante regularidade. Atividades caninas desafiadoras, como treinamento avançado de obediência e agility (circuito com obstáculos) também são altamente recomendáveis. Alguns dálmatas cumprimentam estranhos com pulos entusiasmados, enquanto outros são mais reservados. Alguns podem ter instintos moderados de proteção/guarda. Infelizmente, nervosismo e/ou agressividade são encontrados em algumas linhagens (fruto da má procriação/cruzamento) e muita socialização é necessária para promover um temperamento estável. Geralmente bons com outros bichos da família, os dálmatas são especialmente apaixonados por cavalos. O cão dessa raça é um “pensador independente”, mas nas mãos certas é capaz de aprender e fazer qualquer coisas. Pessoas que não entendam sobre comportamento/adestramento canino acharão o dálmata um cão difícil de lidar. Se você quer um cão que… Tenha um tamanho médio e porte atlético Tenha pelagem curta e fácil de escovar Precise de muito exercício físico e […]

    Guia de raças Mãe de Cachorro: Dálmata

    10 de dezembro de 2013Guia de Raças

    —>Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Husky Siberiano, um cão de trabalho!* Texto: Michele Welton- Tradução e adaptação: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. O padrão da raça descrito no American Kennel Club diz que o Husky Siberiano “não apresenta a possessividade comuns às raças de cães de guarda, nem é extremamente desconfiado com estranhos e agressivo com outros cães.” Na verdade, o Husky Siberiano é geralmente bem-humorado com todos. Ele também é muito brincalhão, atlético, ágil e delicado ao caminhar. Huskies amam o ar livre e exige exercícios vigorosos, especialmente em clima frio e devem ser levados para correr, fazer caminhadas e/ou andar de bicicleta todos os dias, sempre na coleira, pois são independentes e nasceram para correr. Se algo chamar seu interesse, um Husky típico larga tudo e vai embora. Ensinar um Husky a puxar carroças e trenós lhe dará um propósito na vida e o fará feliz. Sem tanto exercício, atividade mental e muita companhia, a raça pode tornar-se inacreditavelmente destrutiva. A maioria dos Huskies é sociável com outros cães, mas eles têm um forte instinto de caça e podem destroçar gatos e outros pequenos animais se não forem criados com eles desde muito cedo. Esta raça não deveria ser mantida perto de coelhos, ferrets ou pássaros. Huskies também são ótimos na arte de fugir, especialmente se quiserem ‘caçar’ algo. A castração evita fugas por instinto de procriação. O treinamento pode ser um desafio, pois o Husky é um cão cheio de ‘vontade’, inclinado a usar a inteligência de maneira muito esperta e que sirva a seus próprios desejos. Use petiscos como recompensa e treinamento inteligente, já que tentar forçar a barra com […]

    Guia de raças no Mãe de Cachorro: Husky Siberiano

    11 de julho de 2013Guia de Raças

    —>Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Pit Bull, o injustiçado!* Texto: Michele Welton- Tradução e adaptação: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. As pessoas geralmente ficam surpresas ao saber que este cão extremamente muscoloso, com uma presença tão confiante, seja na verdade tão amigável. Um verdadeiro Pit Bull Terrier é um cão confiável, com uma boa índole e um companheiro leal. Atlético e ágil, com ótimos reflexos, ele precisa de uma quantidade moderada de exercícios diários para manter seu esplêndido tônus muscular. Ter companhia é ainda mais importante e uma bem feita e constante socialização é imprescindível. Sua atitude com estranhos varia de beijos exuberantes no rosto a uma polida reserva e seus instintos de guarda podem varia de altos a nulos, com algumas linhagens tendo um temperamento mais forte do que outras. Sua atitude com outros cães, entretanto, é outra história. Seu passado de cão de rinha acabou deixando-o com um temperamento forte, o tipo de cão que não aceita ser desafiado por outros cães agressivos. Quando confrontado, o Pit Bull reagirá imediatamente. Embora alguns indivíduos da raça convivam pacificamente em casas cheias de outros pets, sempre há o risco de seus instintos adormecidos aflorarem em um combate mortal. Pit Bulls podem ser teimosos, mas ainda assim respondem bem a tutores confiantes que saibam como estabelecer e reforçar regras do comportamento esperado. Por culpa do prejuízo/preconceito causado pela mídia, todo American Pit Bull Terrier deve ser treinado ao menos com os comandos mais básicos de obediência e só pode sair às ruas com coleira e guia. Cada Pit Bull bem comportado, obediente e calmo visto nas ruas ajuda a contrabalançar o sentimento que foi criado […]

    Guia de raças no Mãe de Cachorro: American Pit Bull Terrier

    7 de maio de 2013Guia de Raças

    Raça de hoje: Weimaraner Texto: Michele Welton Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles* O super enérgico Weimaraner, foi criado para caçar o dia inteiro e precisa de um tutor atleta, que possa corresponder a sua alta necessidade de exercício físico através de corridas, trilhas, trabalho de campo etc. Confinamento gera nesta raça hiperatividade e destruição, assim como ficar sozinho por muito tempo. Um Weimaraner entediado latirá excessivamente, demolirá sua casa e quinta e tentará fugir em busca de aventura. Reservados com estranho, dominantes com outros cães e predatórios com animais pequenos como gatos e roedores, a maioria dos Weimaraners precisa de um tutor que tenha experiência e que seja capaz de providenciar socialização e treinamento acima de um nível iniciante. Embora esta raça seja cabeça dura, nas mãos certas ela é capaz de aprender e de fazer praticamente qualquer coisa. Na verdade, um tutor correto achará que o Weimaraner é um cão leal, praticamente um cavalheiro aristocrata de grande presença e com bom temperamento. Já um tutor novato no convívio com cães – especialmente os grandes – achará que a raça é teimosa, difícil de lidar e de ser controlada. Se você quer um cão que… Seja um verdadeiro atleta e que tenha uma estrutura física grande, poderosa e musculosa, Tenha uma pelagem que quase não precisa de cuidados, Tenha uma aparência pouco usual, com uma pelagem prateada e olhos claros meio fantasmagóricos, Tenha muita energia, demandando exercícios vigorosos e atividades atléticas, Quando bem adestrador tenha um comportamento quase aristocrático e uma forte presença de espírito, Seja cuidadoso com estranhos (o que faz dele um ótimo cão de alarme com um latido poderoso)… Um Weimaraner pode ser bom para você. […]

    Guia de raças Mãe de Cachorro: Weimaraner

    10 de fevereiro de 2013Guia de Raças

    Ao fazer a tradução de hoje, mais uma vez vejo como a procriação desenfreada de raças que entram na moda faz com que nós sequer conheçamos um verdadeiro exemplar da raça em questão. Aposto que a maioria das pessoas que comentará este post dirá “Mas meu Lhasa é um amor”. Ok, ótimo para vocês dois, mas sou obrigada a lembrar a todos de que simplesmente não se trata de um temperamento 100% característico do verdadeiro Lhasa Apso. Sinceramente? Por mim acho até melhor, já que cães de temperamento forte costumam sofrer muito mais de maus-tratos e abandono. Raça de hoje: Lhasa Apso, o pequeno leão. Texto: Michele Welton Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles* Muitos adotam ou compram um Lhasa Apso baseados na sua carinha travessa e um tanto cômica, esperando que ele será um cachorrinho fofinho de colo. Na verdade, o Lhasa Apso adulto é uma das raças de porte pequeno mais resistentes, fortes e de temperamento difícil. Existe um ditado que diz que “quando um Lhasa Apso se olha no espelho, enxerga um leão”. Embora ele certamente possa ser brincalhão, o Lhasa adulto carrega uma dignidade “real”. Um tanto calmo e ponderado por natureza, ele será um cão de casa bem educado SE você conseguir estabelecer uma relação de respeito mútuo. Por exemplo, admirando seu temperamento independente enquanto reforça consistentemente as regras da casa, para que ele respeite você tanto quando você o respeita. O padrão o American Kennel Club, sendo bastante contido, diz que o Lhasa Apso é “cauteloso com estranho”. E realmente ele é. Com seus sentidos apurados, suas habilidades aguçadas de observação e sua natural desconfiança a tudo que é novo ou diferente, os Lhasas […]

    Guia de raças Mãe de Cachorro: Lhasa Apso

    23 de janeiro de 2013Guia de Raças

    Raça de hoje: Golden Retriever Texto: Michele Welton Tradução: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. Temperamento – O que é bom e o que é ruim sobre eles A expressão adorável do Golden Retriever já diz tudo. Este é um dos melhores cães “de família” do mundo: alegre, expressivo, confiável com todo mundo e ávido a perdoar erros cometidos por tutores inexperientes (oh, pobrezinhos!). Ofereça a um Golden Retriever duas boas caminhadas por dia (ativas, não aquela voltinha na quadra), brinco um pouco de jogar algo para ele buscar e leve-o para uma boa corrida uma vez por semana e o Golden será um cão adaptável a quase todo e qualquer estilo de vida dos humanos com quem conviver. Amigável com todos (estranhos, crianças, cães, gatos, animais menores), seu latido é mais de boas-vindas do que de proteção. Você deverá controlar sua tendência para mastigar objetos e para morder suas mãos — providencie vários brinquedos pela casa para que ele possa carregá-los na boca pela casa . Um Golden Retriever será um “filhotão” por muitos anos, então é necessário começar o treinamento de obediência desde cedo para acostumá-lo a ser mais calmo e bem educado. Ávido por agradar e extremamente responsivo, ainda assim ele é facilmente distraído por sons e visões excitantes, então você deve ter paciência e perseverança ao treiná-lo. A mente e o coração de um Golden são doces e gentis, mas seu corpo é grande e robusto — até que ele seja bem ensinado a usar a guia e a passear calmamente você precisará de ótimos bíceps para sair com ele… O uso da coleira Gentle Leader é excelente. Leia também: Como ensinar um cachorro a passear na guia? Se você quer um cão que… Tenha um porte grande, atlético e […]

    Guia de raças Mãe de Cachorro: Golden Retriever

    27 de novembro de 2012Guia de Raças

    —>Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui. Raça de hoje: Pinscher, o pequeno grande cão!* Texto: Michele Welton- Tradução e adaptação: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida. O padrã oficial da raça no American Kennel Club diz que os traços característicos do Pinscher são “entusiasmo destemido, presença de espírito e presença corajosa”. Os cães desta raça elegante, de pelagem macia e lustrosa e de passo saltitante e rápido talvez sejam os mais “ocupados” e intensos de todos os cães das raças toy. Assertivo e orgulho, atlético e ágil, o Pinscher é convicto de ser um cão muito grande. Ele parece estar em constante movimento e adora brincadeiras e jogos interativos, vigorosos e rápidos. Ele também demanda um bom colo e precisa quase que ser removido cirurgicamente dos seus braços ou colo quando você quer levantar do sofá ou da cama e… ele não! O Pinscher é um amante do conforto e geralmente aquele lugarzinho confortável embaixo do cobertor é seu local favorito na casa. Quando sai na rua, o Pinscher deve ser mantido na guia e na coleira e, caso fique no quintal, este deve ser totalmente desprovido de buracos ou outras possibilidades de fuga, pois este cãozinho é extremamente curioso e rápido, além de ser muito perspicaz. A menos que seja muito bem treinado, um Pinscher NÃO voltará ao ser chamado após sair vagando por aí e geralmente não fica onde foi deixado. Pinscher são ótimos mestres de fuga! Ótimos observadores e bastante territoriais, os Pinschers levam muito a série a arte de ser cães de alarme (e, na cabeça, deles, de guarda!), geralmente mostrando aos estranhos o quanto não são bem-vindos (podendo até morder e atacar). Socialização bem […]

    Guia de Raças no Mãe de Cachorro: Pinscher

    23 de julho de 2012Guia de Raças
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados