• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    EXCLUSIVO – O cachorro está ali, o brinquedo também. É questão de tempo até que de um lado do brinquedo esteja você, o segurando, e do outro o cão, o segurando com a boca. Pronto, está criada a brincadeira que só deve perder para jogar bolinhas para serem trazidas de volta por nossos peludos maravilhosos. Com o detalhe de que se dois cães tiverem um brinquedo que possam usar para fazer cabo de guerra e uma bolinha, não preciso dizer qual das distrações eles escolherão… Só que a brincadeira divide a opinião de educadores mundo afora. A revista Fido perguntou a dois educadores caninos e traduzo pra nós: O educador canino europeu, Vladislav Roytapel, acha que tudo bem, desde que saibamos como brincar de cabo de guerra. Ele discorda de muitos outros profissionais que dizem que a brincadeira é sempre uma má ideia. Um “cabo de guerra correto” seria aquele em que o cão NÃO sabe que pode ganhar de você fisicamente (o que qualquer cachorrinho pequeno consegue, basta nos meter um boa mordida que não estejamos esperando, por exemplo). REGRAS para o sucesso: VOCÊ começa a brincadeira. VOCÊ decide quando ela termina. VOCÊ ganha. Sempre. Não deixe a brincadeira chegar em um ponto em que o cão não quer mais ceder o brinquedo e recompense-o sempre que ele o fizer. Brincar de cabo de guerra serve como uma ótima ferramenta para aumentar a confiança de um cachorro naturalmente inseguro. Nos cães mais emocionalmente estáveis, a brincadeira aumenta o companheirismo. Para filhotes, pode ser ótima para aliviar as coceiras e dores da troca de dentes e gastar energia. Muitos adestradores europeus usam a brincadeira como a recompensa máxima depois de sessões de treino. ENTRETANTO, há situações em que o cabo de guerra deve ser EVITADO: Perceba se o cão demonstra […]

    Brincar de cabo de guerra com cães: aprovado ou não?

    Quero AGRADECER a você, que participa do Mãe de Cachorro das mais variadas maneiras, seja repassando os conhecimentos aqui compartilhados, seja aplicando-os, seja simplesmente postando fotos de seus peludos na Página do Facebook para declarar seu amor, seja me mandando e-mails contando um pouco de suas vidas e filhos de patas ou me mandando boas energias; Quero AGRADECER a você que segue o blog via Twitter, que curte e que compartilha via Facebook, que acompanha via RSS, e-mail ou Orkut; Quero AGRADECER a todos os que me desejaram Feliz Natal e Feliz Ano Novo e que ainda sequer consegui responder agradecendo um por um; Quero PARABENIZAR a você, que ama, cuida, zela e protege. Seja apenas do seu peludo, seja de vários outros, carentes e necessitados. Muita gente não percebe ou não parou para refletir, mas o maior número absoluto de cães e gatos sofrendo anos e anos de maus-tratos tem um humano que por ele deveria ser responsável. Então, praticar a guarda responsável e cuidar bem "apenas do seu" peludo não é pouco coisa e ainda espalha bom exemplo. Quero HOMENAGEAR a todas as pessoas que trabalham em prol de cães e gatos, seja com educação, com trabalho voluntário, com participação mais ou menos ativa na proteção animal, com projetos que ajudem a aumentar a cultura, com o que quer que seja! Cada um de nós tem sua importância na imensa corrente do bem que vem aumentando no mundo. Quero PEDIR a cada um de vocês que estude, pesquise, informe-se, use o bom senso e não aceite informações e ações referentes à saúde e bem-estar de seus animais sem refletir, sem buscar alternativas que promovam a saúde real. Lembrem-se: nem sempre o que é mais cômodo, prático ou propagandeado é o realmente o melhor para a nossa saúde, de […]

    Neste primeiro post do Ano Novo…

    No calor ficamos todos "arreados" aqui em casa, os pequenos e eu, que tenho a pressão mega baixa. Para não bobear na estação mais quente do ano, que tal prestar atenção os links abaixo? Especial fim de ano: cuidados com nossos peludos nas férias e festas! (atualizado 2011) RESUMÃO do combate a pulgas e carrapatos usando alternativas saudáveis de controle e prevenção!

    Minha turminha lidando com o verão!

    19 de dezembro de 2011Guarda responsável

    Todos os posts sobre cuidados contra Fogos de Artifício você confere no link http://www.maedecachorro.com.br/category/fogos-de-artificio Turma, correria monstra e material muito bom já existente no blog, então aí vai um repeteco do Especial de Cuidados de Verão, ok? As novidades deste ano são os ÓTEEEMOS posts do Barbas e Bigodes: Raios, trovões e fogos de artifício e do Esquadrão Pet: Sol é vida. Mas, calor intenso pode matar. Atenção especial também para o Resumão do combate a pulgas e carrapatos usando alternativas saudáveis de controle e prevenção! Segue o “requentado”: Mais um ano ficando pra trás em nossas vidas… E já está mais do que na hora de colocar no ar outro Especial Cuidados de Fim de Ano do Mãe de Cachorro, porque não só temos que prestar atenção à exposição ao Sol, tosas, parasitas, frequência de banhos e outros assuntos “quentes”, mas também precisamos estar atentos aos cuidados com fogos de artifício e acidentes com comidas e situações típicas desta época do ano. Verão é época de alegrias e, para muitos, de descanso, certo? Mas para os peludos é época de identificação reforçada 100% do tempo, cuidados na escolha de hospedagens e muito mais! Vamos lá, leia as dicas e curta as férias numa boa! E não esqueça de ler também sobre a leishmaniose visceral, afinal, você não quer sair de férias e voltar com esta doença chata na mala, não é mesmo?! Seja solidário(a): Mantenha água fresca para os animais de rua! Até os passarinhos te agradecerão ;-D Aproveitei grande parte do material do Especial do ano passado, mudei o vídeo natalino (ouça com seu cão e depois me conte!) e acrescentei novidades nos textos indicados, ok? Ótimas férias e um excelente fim de ano a todos! Textos úteis: Raios, trovões e fogos de artifício Sol é vida. Mas, calor intenso pode matar Resumão […]

    Especial fim de ano: cuidados com nossos peludos nas férias e festas!

    Vou achando assuntos e textos interessantes e os salvando para postar pra vocês um dia. Só que acabei acumulando vários e não vou postar individualmente sobre todos eles, então alguns eu joguei fora porque eram de assuntos que acabei tratando de maneira mais completa ao longo do tempo e os outros recomendo pra vocês abaixo, ok?  Boa leitura! Por que castrar é a solução? O que significa “criar cães”? Sexto sentido dos cães. Você acredita? Crie um cantinho especial para seu cachorro Saiba quando seu cachorro deve entrar na dieta

    Cesta de textos: de sexto sentido canino a sinais de obesidade nos cães! Leia todos =o)

    “O cachorro deixa na calçada o que seu dono tem na cabeça.” (Anônimo – e ótimo, kkk) A leitora Larissa Domingues passou uma dica que pode ser usada para quem quiser juntar fezes de seus cães sem usar sacolas plásticas, o que seria EXCELENTE para o meio-ambiente. Com um pouco mais de criatividade dá para dobrar outra folha de jornal para servir de pá para ajudar a recolher o cocô do seu peludo pra dentro do seu “cata-caca” ecológico =o) Depois é só fechar bem o pacotinho e colocar em uma lixeira pública ou levá-lo para casa para jogá-lo na sua. Nada de deixar o “presente” em lixeiras particulares. Além de falta de educação, os lixeiros só recolhem o que está devidamente embalado em sacos de lixo. Palavra de quem mora em casa, tem lixeira no muro e precisa ficar juntando as sacolinhas plásticas com seus cocôs, ignorados pelos lixeiros. Só que só usamos a lixeira em dias de recolhimento, então pra não deixarmos aquelas sacolinhas penduradas na nossa lixeira,temos que ficar trazendo pra casa o lixo alheio, para então embalá-lo em sacos de lixo biodegradáveis porque os bonitos e bonitas da vizinhança acham que a consciência do recolhimento vai só até o momento em que as fezes saem da rua, né? Acesse o texto “Faça seu saquinho de jornal” para ler as instruções de como fazer o saco de papel da foto. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Opção feita com jornais para juntar fezes dos peludos!

    26 de setembro de 2011Guarda responsável

    Vejam que legal este post do Vlog TemporadaFora! Brincadeiras a parte, as fezes não recolhidas podem ter muitas consequências negativas para a comunidade, e existem diversas razões pelas quais os donos devem recolher as fezes de seu animal.1 – É a lei. Assim como lixo, é ilegal não recolher as fezes de seu animal, e sua violação está sujeita a multa em praticamente todas as cidades Brasileiras;2 – É cortesia comum. Limpar após o nosso cão demonstra respeito aos nossos vizinhos e nossa comunidade. Apenas os donos de cães irresponsáveis ​​deixam as fezes de seu cão para os outros olharem ou pisarem.3 – Transmite doenças. Cocô de cachorro abandonado pode hospedar doenças e parasitas que podem infectar outros cães que entram em contato com as fezes, ou transmitir doenças para pessoas que acidentalmente pisam nas fezes e as levam para casa. Particularmente em risco, é claro, são crianças que brincam. A eliminação de cocô de cachorro ajuda a todos os cães a se manterem saudáveis e reduz a transmissão de doenças por parasitas encontrados nas fezes.Continue a ler clicando aqui.Leia também: Fazer caca é não recolher!!! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Fazer caca é não recolher – post #2

    Leia também: Vai se mudar? Hora de se preparar para levar o peludo junto! – Parte 1 Vai se mudar? Como acostumar seu cachorro ao novo lar! Antes da mudança Prepare seu cão para a mudança algumas semanas antes dela acontecer. Empacote as coisas ao longo do tempo e tente manter a rotina normal do seu cão. Caso você não use ainda, compre/empreste/aluguel uma caixa de transporte (crate) e comece a acostumá-lo com ela. Acostume-o com a caixa de transporte bem antes da mudança, ela será seu local seguro no novo lar. Apare as unhas do seu cão para evitar que ele as prenda na grade da caixa de transporte ou em algum momento durante a mudança. Assim que você souber seu novo endereço, atualize os dados do microchipe e da placa de identificação do seu peludo e use as duas placas juntas, com os dados antigos e novos, por algum tempo. Durante a mudança No dia da mudança deixe seu cão com água e comida em um local seguro e tranquilo, de onde ele não possa escapar, como um banheiro. Coloque um aviso bem grande na porta dizendo “NÃO ENTRE” e assegure-se de que amigos e profissionais da mudança saibam que não podem abrir o cômodo onde o cão está. Escolha alguém da família para ficar responsável pelo cão durante o dia, vendo se ele precisa de algo (como sair para fazer xixi, se for um cão que só usa o quintal como banheiro). Mantenha fotos recentes e boas do seu cão, para o caso dele se perder (toc. toc. toc.!). Viajando de carro Se vocês vão de carro para a nova residência e seu cão já está acostumado a passear, é interessante que ele acostume-se a ficar dentro da caixa de transporte ou usando o cinto de segurança […]

    Vai se mudar? Hora de se preparar para levar o peludo junto! – Parte 2

    A.d.o.r.e.i. o post novo do Carlos Gabriel, o veterinário especialista em gatos que já escreveu dois posts exclusivos aqui para o Mãe de Cachorro. Poucos veterinários têm coragem de dizer o que realmente precisa ser dito, mesmo que fira os costumes e comodismos dos clientes, pensando no bem-estar real de seus pacientes, os peludos! Nem só de comida sobrando, abrigo e vacinas em dia vivem os gatos! Colo abaixo um trecho do post do Gabriel e a íntegra vocês conferem clicando aqui. “Gatos não precisam somente de água, comida, banheiro e cama! Gatos são seres que exibem inúmeros comportamentos específicos da espécie. Privar os gatos de uma vida plena e limitar a rotina a pequenas incursões ao pote de água, de comida, do banheiro e da cama. Isso não é vida! Obesos, sedentários e privados de uma vida enriquecida, os gatos transformam-se em bibelôs vivos nas nossas mobílias. Isto não está certo! Atenção gateiros! Muita atenção!” Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Casa, comida e roupa lavada? O bem-estar dos gatos passa por bem mais do que isso!

    12 de agosto de 2011Gatos, Guarda responsável
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados