• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    A Otávia Mello escreveu um texto bastante realista que acho que todos os que dizem amar tanto a cães e gatos deveriam ler, refletir sobre e divulgar. É a mesma “ladainha” de quem prega – desesperadamente – as noções de guarda responsável. Mas é um discurso que precisa ser internalizado e repassado para que um dia possamos ter uma nova realidade onde ninhadas até possam vir a ser programadas e esperadas, com consciência, responsabilidade e cuidados. Pode parecer chato, mas amar MESMO requer que tomemos atitudes responsáveis, que digamos “não” e que exerçamos nossa fama de “animal racional” na relação homem-cão/gato. Reproduzo abaixo um dos cartazes da Otávia e o texto vocês conferem no blog Amor e Miados, clicando aqui.

    Filhotes e seu futuro incerto, um post do blog Amor e Miados.

    23 de Abril de 2012Guarda responsável

    Pedi pra minha querida amiga Emmanuelle fazer um texto nos ensinando como evitar acidentes fatais com cães e piscinas por que toda hora alguém me conta a triste história de um afogamento… Espero que ajude muitos peludos! Como o assunto abordado neste texto é “ensinar o cachorro a sair da piscina”, é possível vir à mente que eu vá explicar como ensinar o cão a subir a escada, ou sair pela borda, porém não é sobre isto que falaremos aqui. Morte de cães por afogamento em piscinas residenciais é algo mais comum do que imaginamos. Basta um descuido por parte do tutor para que aconteça um acidente. Eu mesma já soube de um caso em que uma ninhada inteira morreu afogada. Quando os tutores acordaram no outro dia, não havia mais nada a ser feito. Assim como uma criança sozinha e piscina não combinam, com cães a regra não é diferente. Filhotes não devem ter acesso à parte da casa que tem piscina sem supervisão. A regra é simples: “Se não possui tempo de supervisioná-lo, então não permita o acesso”. Já com os cães maiores é possível tomar algumas medidas para impedir acidentes. Abordarei um tema que é indicado em tais casos e até em outras tantas situações do convívio com o cão. Já escutou falar em GESTÃO DE AMBIENTE? Gestão de ambiente é adequar o local onde o cão vive em prol de algum benefício específico ao animal, de forma a evitar que um comportamento indesejado seja reforçado,  que seja criado ou que um acidente venha a acontecer. No caso do assunto tratado aqui, o objetivo é evitar que um acidente ocorra, para isto vale adaptar algumas coisas no ambiente em que o cão vive, de forma a garantir a sua segurança. As opções são as seguintes: Suporte para […]

    EXCLUSIVO: Como ensinar um cachorro a sair da piscina?

    texto originalmente postado em 12/12/2010 E por falar em sonhos… A querida Cássia, do Para quem gosta de Cachorros, abordou um tema que me interessa e que está em pauta aqui em casa. Já faz um tempinho que o Shoyo foi banido da cama (pra tristeza dele e minha) e hoje ele dorme na caminha dele, oras ao lado da minha, oras fora do quarto (mas daí nunca por vontade própria)… Tomei a decisão porque ela está enquadrada em um “pacote” de ações que a educadora canina (e fofa!) Emmanuelle Moraes me passou para reduzir a ansiedade de separação do meu “sombra” amado… Com a morte do Sushi no fim do ano passado, ficamos todos não só profundamente deprimidos, mas meio pirados por aqui, e o Shoyo virou o centro das atenções e cuidados, algo que pouco depois já comecei a perceber não estar fazendo psicologicamente bem a ele. Em outra ocasião voltarei no assunto e farei um post só sobre ansiedade de separação, mas agora deixo a indicação do post da Cássia pra nós, que você lê na íntegra clicando aqui e tem uma amostrinha abaixo: O cão é um animal social que está intrinsecamente inserido na rotina de sua “família humana”. Se pensarmos nos ancestrais lobos, eles costumam dormir juntos, aninhados, pois assim conseguem se proteger melhor, ficando menos vulneráveis, além de se manterem aquecidos. Para os cães, dormir próximo aos humanos equivale a estar próximo de sua família! Alguns já se manifestam favoravelmente a esta proximidade na hora de dormir, alegando que trata-se de um fator que aumentará o vínculo afetivo entre cão e seu dono. Mas, por outro lado, a análise desta situação tão cotidiana hoje em dia deve levar em conta consequências importantes, relacionadas a saúde e ao comportamento do cão. Em geral, cães que […]

    Dormir junto ou não? Eis a questão!

    A Ana Rayssa me escreveu com um problema que na verdade já foi tratado aqui no blog, mas mesmo assim achei interessante pedir mais uma opinião profissional sobre o tema, então pedi à Sara Favinha, da Tudo de Cão, que o comentasse. Sobre brigas de cães, leia também: Dúvida do leitor: Uma das minhas cadelas atacou a outra, e agora? Muito prazer, também sou um cachorro! –-> Como apresentar cães evitando brigas! Como evitar brigas na hora das refeições? Como separar uma briga de cães? Ana, tudo bem? Eu estou com um problema sério aqui em casa… eu tenho atualmente em casa, 7 cachorros, desses 7 tenho 4 machos e 3 fêmeas. Por causa de um abacate que caiu do pé, dois deles que eram super amigos, o Tuco (não castrado) e o Nino, já castrado, se pegaram pra valer, eu não estava em casa, mas se minha Mãe não tivesse pedido ajuda de um vizinho, os dois iriam morrer. e hoje, aconteceu de novo… eu fico triste com isso, porque os dois eram super amigos e agora nem podem mais se ver Os dois estão super feridos, principalmente o Nino, que por ser gordo e pesado, leva a pior, mas não deixa de provocar o Tuco, que é inteiro e é mais leve e ágil. O Tuco tem 5 anos e o Nino tem 4. Nunca brigaram. Mas o Nino sempre rosnou pro Tuco. O Tuco é o maior de todos, é o líder e não aceita desaforo de outros cachorros da casa. de nenhum. Porque os dois mudaram de comportamento? A resposta da Sara: Provavelmente seus dois cães que brigaram já vinham mostrando sinais há um tempo, e no momento da disputa pelo abacate isso veio à tona de forma mais violenta. Muitas vezes os sinais (o rosnado […]

    Comportamento: Briga de cães que já conviviam juntos.

    A ASPCA® (Associação Americana de Prevenção à Crueldade contra Animais®) revelou sua lista das substâncias que mais envenenaram peludos em 2011, com base em mais de 165 mil ligações de pedidos de socorro (foram 25 mil ligações a mais do que em 2010). Conheça as 5 mais comuns, compare com a lista do ano passado e pratique a guarda responsável, sempre! Remédios para humanos! Os casos vão desde cães que engolem rapidamente pílulas que caem no chão a ataques a caixas de remédios deixadas ao alcance dos peludos. Os campeões? Remédios para o coração e para síndrome de déficit de atenção (olha a ironia!). Conselho que salva vidas: NÃO tome remédios com seus animais por perto e se alguma pílula cair, não sossegue enquanto não a encontrar e jogar fora, ok? Inseticidas. Somaram 11% das ligações. Estão na lista de inseticidas produtos usados no quintal, na casa E NOS CÃES E GATOS para tratamento de pulgas e carrapatos! Gente, há cada vez mais e mais relatos de casos de animais envenenados por produtos anti-pulgas e carrapatos. Que tal conhecer alternativas naturais e mais saudáveis para mantê-los longe dos parasitas externos? Leia o RESUMÃO do combate a pulgas e carrapatos usando alternativas saudáveis de controle e prevenção! Remédios de uso cotidiano para humanos oferecidos pelas pessoas para os peludos. Quase 18 mil ligações eram referentes a medicamentos considerados “parte da paisagem” em nossas casas e que as pessoas decidem dar aos pets por conta própria. ATENÇÃO especial para analgésicos, antiinflamatórios e vitaminas, os remédios que mais usamos em nós mesmos sem estar sob cuidados médicos e que terminamos achando certo dar também para eles! Comidas de humanos. O chocolate continua o número 1 nos casos de intoxicação alimentar em pets e não custa repetir: sua ingestão pode matar! O segundo maior […]

    5 substâncias que mais envenenaram peludos em 2011!

    5 de Março de 2012Guarda responsável, Saúde

    Genteeee, eu sempre brinco que para ter filho, cachorro e/ou gato deveria ser preciso passar em concurso. Principalmente filhos, já que um ser humano vive anos e anos, muitos dos quais pode passar fazendo besteiras tão absurdas que afetarão negativamente a vida de muitas outras pessoas, mas enfim… Preciso dizer que ADOREI esta notícia que li no site da revista Exame? Cidade em Taiwan exige aulas para quem quiser animal de estimação – A medida visa diminuir os casos de animais abandonados Taipé – A cidade mais populosa de Taiwan, Nova Taipé, anunciou que os moradores que quiserem ter um animal de estimação precisarão assistir antes a duas horas de aula, devido ao aumento de casos de animais abandonados. A medida visa ainda contribuir para que os donos de animais domésticos aprendam a cuidar de seus bichos de estimação e se responsabilizem por eles, de acordo com nota oficial divulgada pela prefeitura nesta quarta-feira. O prefeito local, Eric Chu, prometeu também criar uma equipe policial especializada em casos de maus-tratos de animais domésticos, e anunciou que equipes de veterinários utilizarão três veículos para oferecer serviços de vacinação, esterilização e implantação de chips para identificação.

    O máximo: cidade exige curso para quem quer ter um pet!!!

    23 de Fevereiro de 2012Guarda responsável

    A Renata, do Canina Blog, faz uns posts concisos e super úteis sobre assuntos variados. Achei este da escovação bastante interessante e útil. Botei um trechinho pra nós aqui e as dicas em si vocês leem por lá, basta clicar aqui. Recomendo também que deem uma olhada nos posts que ela menciona no fim do texto, principalmente o que fala como escolher a melhor escova para seu peludo. Boa leitura! “NESTA época do ano é comum a cachorrada espalhar montes de pêlos pela casa e quintal. A razão, muitas vezes, não tem relação com a saúde do cachorro ou da pelagem, mas sim uma causa natural chamada de queda fisiológica pelos veterinários. O que acontece é que esse pêlo todo cai simplesmente por envelhecimento do próprio fio ou do seu folículo (raiz) e aos poucos é substituído por outros pêlos. CÃES costumam trocar de pelagem no mínimo duas vezes ao ano. “A natureza é muito sábia e, independente do tipo de pelagem, todos os cães perdem pêlo no verão para poder aguentar o calor com mais facilidade e ganham pêlo no frio para se protegerem”, explica o esteticista animal Sérgio Villasanti da República dos Cães.”

    Você sabe escovar seu cão?

    13 de Fevereiro de 2012Guarda responsável, Produtos pet

    Ano Novo, vida nova! Que tal incluir o peludo nas resoluções da virada? Tudo bem, já entramos na segunda semana de janeiro, mas todo dia é, na verdade, uma oportunidade nova para mudarmos para melhor! Coisas que farão a vida do seu cachorro e do seu gato melhor! Já faz várias delas? Parabéns!! Leve-o para passear mais! Mas a pé, para se exercitar mesmo. Botar dentro do carro e dar voltinha não vale! O exerícicio físico previne até contra o "alzheimer canino" e é ótimo contra a ansiedade de separação. Gato também pode passear, aprenda como ensiná-lo a andar na guia clicando aqui. Faça um checkup anual! Converse com o veterinário para pedir um hemograma completo, bem como um perfil renal e outro hepático. Dar uma olhada na urina também é ótimo! Como anda o peso do peludo? Costelas facilmente apalpáveis e cintura aparente? Dieta e reeducação alimentar já, caso ele esteja com sobrepeso ou obeso! As informações dos identificadores do seu filho de patas estão em dia? E no microchipe dele? Atualize tudo! Veja se alguma medalhinha precisa ser trocada etc. Ofereça ossos carnudos e crus com regularidade para manter a saúde bucal em dia! Leia mais sobre quais são estes ossos e como oferecê-los clicando aqui. Para conhecer ossos recreacionais (devem ser oferecidos e depois retirados), clique aqui. Gatos também podem e devem manter a boca saudável desta maneira, conheça o fio dental natural clicando aqui. Escove seu cachorro! Faça massagens, o examine, toque-o com regularidade! Use alternativas naturais contra pulgas, carrapatos e vermes e não abuse dos venenos aplicáveis ou ingeríveis. Bicho nenhum precisa tomar vermífugo todo santo mês! Clique aqui para saber mais. Educação, sempre! Ensine novos comandos e continue praticando e revezando sempre os antigos. É importante manter o cérebro dos cães exercitado. Dê uma […]

    Resoluções de Ano Novo: 10 coisas fáceis que todos nós deveríamos fazer por nossos peludos em 2012 (e sempre!).

    10 de Janeiro de 2012Guarda responsável, Saúde

    A Denise Dechen, do ótimo Dicas Peludas, está tão preocupada com o assunto que chegou a me ligar para eu ajudar na divulgação. Realmente a preocupação prossegue, pois é no verão que mais vemos cães sofrendo com a falta de bom senso de pessoas que insistem em achar que eles são máquinas de correr ao Sol… Se você gosta de pedalar e de levar o cachorro junto, seja no chão ou na cesta da bicicleta, por favor leia com atenção! Se você estava cogitando a possibilidade, atenção também! Para os que não se animam com a ideia (como eu!), as informações são válidas para que possam ser repassadas e disseminadas. Abaixo um trecho do post pra nós e a íntegra vocês conferem clicando aqui. DE BICICLETA, MAS COM SEGURANÇA! Essa prática exige cuidados extras com seu animal. Em primeiro lugar um checkup,tenha a certeza de : – ele não tem problemas cardio respiratório (cuidado todo especial com braquicéfalos ) – Problemas articulares (lesão de patela,displasia coxo femural …) – Sobre peso ( que pode coloca-lo em risco tanto com sobre carga nas articulações como para o coração) – Não é recomendado para animais de grande porte,principalmente antes de completar 1 ano de idade pois podem comprometer as articulações desenvolvendo patologias como a displasia,neste caso atenção especial para os da raça Pastor Alemão que já são geneticamente predispostos. Em segundo lugar é importante se conhecer bem o comportamento do animal e que se tenha bom domínio sobre ele para que num movimento brusco ou descoordenado (ao ver um bicho ou se assustar) não venha a causar um acidente em que possam os dois se ferir.Neste caso é fundamental que o animal atenda bem aos seus comandos. Em terceiro lugar, faça adaptação lenta com seu cão,existem inúmeros equipamentos diferentes para essa prática, […]

    Cães e bicicletas: tudo que você precisa saber para desfrutar de um passeio seguro!

    9 de Janeiro de 2012Guarda responsável, Saúde
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados