• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Ótima notícia! Decisão para ser seguida pelo Governo Federal!!! Por Caroline Stinghen para o jornal ANotícia. A lei que vai obrigar a implantação de microchips em animais domésticos será regulamentada em Joinville por meio de um decreto até o final do mês de maio, quando deve entrar em vigor. A elaboração está em fase final pela Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema), e vai obrigar que todos os animais, filhotes, adultos, de raça ou sem, sejam identificados eletronicamente com a implantação do microchip – que tem o tamanho de um grão de arroz. — O chip trará a vantagem de identificar todos os animais em caso de perda ou ainda de responsabilizar o dono em caso de abandono. Esperamos que o abandono de animais diminua com a iniciativa —, explicou a diretora executiva da Fundema, Raquel Migliorini. Com menos animais nas ruas, problemas como acidentes e transmissão de doenças poderão ser evitados. E quando um animal abandonado ou perdido for encontrado na rua, ele deve ser levado ao Centro de Bem-estar ou a uma clínica veterinária que tenha o leitor do microchip. O aparelho é portátil. Assim que o número do cadastro do animal for identificado, o veterinário irá procurar pelo tutor em um banco de dados. Em Joinville, estima-se que existam mais de 100 mil animais. A implantação de microchips em cães, gatos, cavalos e burros não é uma ideia nova em Joinville. O projeto de lei foi criado ainda em 2011 pelo vereador James Schroeder (PDT), que incluiu na proposta a obrigação da microchipagem e da aplicação de multas para quem deixasse os dejetos de animais no chão. Antes mesmo do novo decreto entrar em vigor, alguns joinvilenses já comemoram a iniciativa. O vira-lata Wally, da massoterapeuta Antônia Aparecida Trindade, 55 anos, é um cão fujão. Não pode […]

    Lei do microchip: Prefeitura de Joinville, SC, torna obrigatória a identificação de cães, gatos e cavalos por meio da implantação de um microchip!

    19 de abril de 2013Guarda responsável

    (post de 2010) Que os seres humanos têm empurrado suas paranoias goela abaixo de cães e gatos é fato e não é recente. A mania hipocondríaca infelizmente reflete nos animais da mesma maneira que os hábitos alimentares, com isso vemos pessoas e animais cada vez mais obesos e entupidos de remédios não só absolutamente desnecessários, mas nocivos. Falei disso por aqui em 2007, quem quiser reler, clique aqui. Se eu estivesse conversando sobre isso com meu pai, ele com certeza diria rindo, “Ah, minha filha, relaxa, que de alguma coisa as pessoas e bichos têm que morrer“, mas como não acho graça em suicídio em doses homeopáticas (que é o que fazemos ao entupir nossos peludos de comida e remédios desnecessários e prejudiciais), vai mais um alerta para aumentar a qualidade de vida e bem-estar de nossos amorecos de patas. Pode parecer que falar em estresse de cães e gatos é frescura humana, mas não é. O assunto é sério e na verdade qualquer ser vivo está sujeito ao estresse, palavra que ficou mais conhecida nas últimas décadas (antigamente a culpa era dos “nervos”), mas que na verdade é só uma denominação nova para um problema antigo. Como adoro um dicionário, segue a definição no Michaelis: es.tres.se s. m. Med. Conjunto de reações do organismo a agressões de ordem física, psíquica, infecciosa, e outras, capazes de perturbar-lhe a homeostase; stress. Achei um texto muito bom sobre sinais de estresse no Canto dos Bichos, onde caí por dica da Fúlvia querida, autora do Mães com Cães. Vai um pedacinho abaixo e o resto vocês terminam de ler clicando aqui. Porque desestressar ajuda Existem muitas razões que tornam importante o fato de procurar por sinais de estresse, incluindo: O estresse é a principal causa universal de agressão. O estresse pode ter um […]

    Estresse não é exclusividade humana! Saiba como proteger seu peludo deste mal!

    2 de abril de 2013Guarda responsável, Saúde

    Artes Mãe de Cachorro e Mãe de Gato para vocês usarem à vontade! Beijos e ótima Páscoa! Amanhã tem mais post, com participação especial da Javinha e do Shoyo!  

    Nesta Páscoa, fique de olho: chocolate mata e bichinhos de presente, só de pelúcia!

    Adote um gato, salve uma vida! Oh my God, vivendo e aprendendo!!! Gatos arranham para se comunicar e não para afiar as unhas! Essa eu não conhecia! Achei lá no Gatitude dois textos legais que queria recomendar a vocês. Abaixo um trechinho de cada um deles e logo após o link para os dois. “Que gatos arra­nham é fato, todos sabem disso. E não, eles não fazem isso de pir­raça só pra des­truir o seu sofá novi­nho. Faz parte da sua natu­reza, e negar-lhes esse direito é o mesmo que negar aos pás­sa­ros o direito de voar. Ao con­trá­rio do que mui­tos pen­sam, o motivo prin­ci­pal que leva um gato a arra­nhar qual­quer super­fí­cie não é afiar as unhas, e sim se comu­ni­car. A super­fí­cie arra­nhada é uma marca visí­vel que pode ser facil­mente vista por outros gatos. Além disso, as patas dos gatos con­têm glân­du­las exó­cri­nas (odo­rí­fe­ras), então eles tam­bém estão dei­xando para trás um odor que pode ser sen­tido por outros felinos.” fonte: Arranhar pra quê? A “(…) remo­ção das gar­ras dos gatos é feita para con­ve­ni­ên­cia das pes­soas, única e exclu­si­va­mente. O gato não ganha abso­lu­ta­mente nada com isso, muito pelo con­trá­rio. O dono do gato resolve que está can­sado de ter seu sofá des­truído pelos arra­nhões, e  ao invés de pro­cu­rar outras solu­ções decide eli­mi­nar o pro­blema na fonte: eli­mi­nando as gar­ras. Essa prá­tica na Inglaterra é con­si­de­rada “desu­mana” e uma “muti­la­ção des­ne­ces­sá­ria”, e feliz­mente no Brasil a linha de pen­sa­mento é a mesma. Existem alguns pon­tos muito impor­tan­tes que a pes­soa deve saber antes de con­si­de­rar uma cirur­gia dessa. A remo­ção das gar­ras NÃO é como uma mani­cure! A garra do seu gato não é sim­ples­mente uma unha, ela está inti­ma­mente conec­tada ao osso. Tão inti­ma­mente que para remo­ver a garra, o último osso dos […]

    Sobre gatos, suas unhas, onicotomia (cirurgia para retirada de unhas) e arranhadores…

      Muitos preferem fugir da folia, mas vários esperam um ano inteiro para curtir as festas do feriadão de Carnaval. Aqui em casa, somos fãs do sossego total, mas em respeito a quem pula, seguem algumas dicas de leitura para que os peludos tenham um Carnaval tranquilo e os foliões também. Um ótimo feriadão a todos! Para eles: Carnaval: pelado é mais legal! — Cuidados com os peludos no feriadão! Especial CUIDADOS de verão! RESUMÃO do combate a pulgas e carrapatos usando alternativas saudáveis de controle e prevenção! Você sabe o que é hipertermia e como ela pode afetar os cães? Cuidados a tomar com cães e gatos de focinho achatado ou encurtado Cuidados com os peludos no tempo quente e seco! Para nós: Papo de mãe – Saúde: Carnaval com cuidados é mais legal ;-D

    Carnaval: cuide do seu peludo durante as festas!

    Sombra e água fresca. É disso que nossos peludos mais precisam no verão. Confira algumas dicas para melhorar as “férias” do seu bichinho. Clique na imagem acima para ler a coluna de hoje.

    Coluna de hoje: Curtindo a estação mais quente do ano? E seus pets, como estão sendo cuidados neste calor?

    Todos os posts sobre cuidados contra Fogos de Artifício você confere no link http://www.maedecachorro.com.br/category/fogos-de-artificio   Amores, correria monstra e material muito bom já existente no blog, então aí vai um repeteco (de novo!) do Especial de Cuidados de Verão, ok? Confiram os ÓTEEEMOS posts do Barbas e Bigodes: Raios, trovões e fogos de artifício e do Esquadrão Pet: Sol é vida. Mas, calor intenso pode matar. Atenção especial também para o Resumão do combate a pulgas e carrapatos usando alternativas saudáveis de controle e prevenção! Segue o “requentado”: Mais um ano ficou pra trás em nossas vidas… E já está mais do que na hora de colocar no ar outro Especial Cuidados de Fim de Ano do Mãe de Cachorro, porque não só temos que prestar atenção à exposição ao Sol, tosas, parasitas, frequência de banhos e outros assuntos “quentes”, mas também precisamos estar atentos aos cuidados com fogos de artifício e acidentes com comidas e situações típicas desta época do ano. Verão é época de alegrias e, para muitos, de descanso, certo? Mas para os peludos é época de identificação reforçada 100% do tempo, cuidados na escolha de hospedagens e muito mais! Vamos lá, leia as dicas e curta as férias numa boa! E não esqueça de ler também sobre a leishmaniose visceral, afinal, você não quer sair de férias e voltar com esta doença chata na mala, não é mesmo?! Seja solidário(a): Mantenha água fresca para os animais de rua! Até os passarinhos te agradecerão ;-D Aproveitei grande parte do material do Especial do ano passado e acrescentei novidades nos textos indicados, ok?   ********* Textos úteis: Raios, trovões e fogos de artifício Sol é vida. Mas, calor intenso pode matar Resumão do combate a pulgas e carrapatos usando alternativas saudáveis de controle e prevenção! Cuidados especiais nas férias Parasitas de verão Choque de […]

    Cuidados de verão!

    Conheça dicas para manter a temperatura do seu amigo de patas sempre constante, sem perigos para sua saúde. Leia a coluna clicando na imagem acima.

    Coluna de hoje: Calor pede muita sombra e água fresca para os peludos!

    Fazer o blog é muito bom, pois com ele já ajudei a literalmente milhares de pessoas e animais ao longo destes quase 6 anos de Mãe de Cachorro. Isso sem falar nas amizades construídas, nas oportunidades que aparecem, na experiência que eu tive com a loja virtual etc. Mas muitas vezes é absurdamente desesperador. Se vocês soubessem a quantidade de pessoas que colocam cães e gatos em suas vidas sem a menor noção do que é cuidar de um ser vivo e pelas razões mais equivocadas… Dá vontade de parar tudo e nunca mais receber um e-mail, um comentário, nada. O que fica é a impressão de que só uma minoria tem cães e gatos em suas vidas para conviver com um animal por amor puro e simples, desinteressado e sem paranoias. A maioria parece querer apenas um boneco pra descontar suas frustrações, uma válvula de escape que não pode reclamar e nem se posicionar. Ah, se os nossos pets falassem… Com certeza muita gente não estaria preparada para o que eles teriam a dizer. Recebo cada dúvida absurda, cada reclamação sobre os peludos que me dá vontade de ter uma varinha mágica que retirasse os animais das vidas destas pessoas para NUNCA mais voltar. Nem eles, nem outros, né? Por que há os que matam seus pets pra em seguida pegar outro. É matam, de matar sem ser “intencional”. Bem fácil, sabe como? Deixando o bicho explodir de gordo, não fazendo checkups a partir de uma certa idade (o que limita as chances de descobrir alguma doença grave a tempo de ser curada), sem castrar, sem usar o mínimo de raciocínio e ver que aquele tanto de remédio/pipeta/vacina/banho/petisco simplesmente não pode fazer o bem prometido, deixando o bicho numa vida de tédio eterno, muitas vezes sem sequer deixar o […]

    Bicho pra quê?

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados