• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

      Hoje, infelizmente, teremos muitos fogos de artifício pipocando e outras barulheiras irritantes e perigosas para os peludos.   Acessem, por favor, o Especial Copa do Mundo e seguem abaixo algumas sugestões da Annita Petry para quem passar pelo pior e precisar procurar algum peludo perdido: Sugestões para localizar  SEU CÃO ou  GATO DESAPARECIDO  1. Fazer um cartaz colorido com informações e foto e OFERECER RECOMPENSA (informar o valor) e afixar em locais públicos e em todas as vets e agropecuárias das localidades  (cuidar quando for encontrar, pois podem só querer o dinheiro, combine sempre em local público e nunca vá só buscar o animal) 2. Conversar pessoalmente com os AGENTES DE SAÚDE que atuam na região, pois eles entram em todas as casas onde há crianças, doentes etc. 3. Fazer uma faixa (custa cerca de R$30,00) com as informações e valor da recompensa e fixar num local próximo de onde ele desapareceu de maneira bem visível. 4. Fazer cartazinhos em tamanho reduzido e espalhar 5. Se tiver escola próximo, entregar cartazinhos no final da aula (crianças observam cães) 6. Avisar todas as pets e agropecuária das redondezas, pessoalmente. 7. Fazer um orkut especialmente para ele: AJUDE A ENCONTRAR (nome) DESAPARECIDO em (nome da cidade) 8. Enviar mensagem para todos os contatos de email com o cartazinho – fazer em JPG para colocar no orkut/blogs/sites/facebook/twitpic etc. 9. Avisar todas as ONGs e entidades ligadas a animais de sua cidade 10. Colocar anúncio nos classificados de domingo dos jornais (os mais lidos) BOA SORTE! E eu gostaria de acrescentar algumas: Colar os cartazes de desaparecimento em locais bastante frequentados, como farmácias, padarias, supermercados, postos de gasolina, escolas etc., não apenas em locais frequentados por quem tem animais; Anunciar o desaparecimento em sites específicos sobre animais desaparecidos; Microchipar seus animais!!!! e Contratar aquelas motos […]

    Jogo do Brasil: hoje tem! Já identificou e protegeu seu peludo?

    Todos os posts sobre cuidados contra Fogos de Artifício você confere no link http://www.maedecachorro.com.br/category/fogos-de-artificio Como no “Especial de fim de ano“, deixo pra gente mais um post com dicas de como amenizar o sofrimento e os efeitos indesejados (fugas e acidentes) de uma das épocas mais barulhentas que os cães enfrentam… O que fazer com os fogos de artifício da Copa do Mundo no Brasil Terapia para enfrentar o medo de barulhos (com vídeo dando dicas de dessensibilização) Fogos de artifício x Animais: atenção redobrada na Copa do Mundo (com receitas de florais) A Copa está chegando. E os fogos também! (com receitas de florais) Cuidados com fogos de artifício e animais domésticos. O que fazer se meu cão tem fobia de fogos de artifício? Danos causados aos animais pelos fogos (com receitas de florais) Placa de identificação: não é frescura, é necessidade! (post de 28 de maio de 2010 – atualizado em 11 de junho de 2014)

    Especial Copa do mundo (fogos de artifício = fugas e acidentes por medo de barulhos!)

    Fazia tempo que eu não dava entrevistas e repassa os convites para ONGs e protetores independentes, mas o grupo RIC Recordo SC está com uma campanha linda, chamada Sou Bem Floripa, e nela está tratando também da questão dos cuidados com cães e gatos.

    Entrevista sobre guarda responsável para o programa Ver Mais, da RIC Record SC.

    Algumas situações são mais propícias a acidentes com cães. Neste período de festas, ceias, visitas, comemorações, encontros e casa cheia, melhor ficar de olho. Chocolate mata! – O consumo do chocolate é, segundo entidades médico-veterinárias norte-americanas, de longe o maior vilão das comemorações durante o ano inteiro, pois está sempre presente. E a maioria dos cães é louca por chocolate. Eles amam e conseguem farejar o perigo de longe, mesmo que esteja embaladíssimo e disfarçado. Além da substância tóxica para cães presente no cacau, a teobromina, chocolates ainda podem conter outros perigos, como uvas passas (mais sobre elas abaixo) e macadâmias. Fora a gordura, o açúcar etc. Sugestões para evitar acidentes: não deixe nenhum chocolate à vista e em locais em que possam ser alcançados pelos cães, mesmo que a possibilidade pareça remota; não dê chocolates de presentes para pessoas que tenham cães (ou lembre-as de que chocolate pode matar um cachorro); impeça o acesso do cachorro ao local onde os chocolates estão expostos (árvore de Natal, decoração de Páscoa etc.); deixe seu cachorro cheirar os pacotes que ficarão à vista, fazendo parte da decoração, e retire aqueles pelos quais o cão demonstrar interesse em abrir/brincar. Aperitivos e afins – Roubar comida é outra arte desenvolvida com excelência pelos nossos amigos de patas… Em festas e recepções então, tudo fica mais fácil, pois até as lixeiras estão recheadas de guloseimas e a vigilância está baixa, com os humanos entretidos entre si e crianças ou até mesmo adultos sem noção oferecendo todo tipo de comida para os cães. Resultado? Intoxicações, problemas gastrointestinais sérios, sufocamentos, pancreatites, gastroenterites hemorrágicas etc. Sugestões para evitar acidentes: mantenha o cão em outro cômodo, alimentado e com distrações para ficar bem sozinho; instrua hóspedes e convidados sobre o que NÃO oferecer ao cachorro sob hipótese alguma; reforce […]

    Perigos de fim de ano para cães

    27 de dezembro de 2013Guarda responsável, Saúde

    Este texto é uma tradução/adaptação de um artigo do site Animal Humane Society. Tradução e adaptação: Ana Corina. A popularidade dos parques para cães tem aumentado bastante as oportunidades para cães e seus tutores brincarem: alguns vão a parques com seus peludos, outros organizam encontros em grupo, há quem opte por “creches caninas” e também os que fazem saídas em turma, mas com números menores de cães que já se conhecem para que possam interagir e brincar. Por conta de tanta popularidade, muitos tutores acham que seus cães precisam ficar soltos nestas oportunidades para que possam estar felizes e mentalmente saudáveis. A questão é: o que o cachorro acha disso tudo? Brincar faz parte de uma importante parte da vida de cães jovens, especialmente dos filhotes. Além de gastar energia de maneira saudável e segura, a brincadeira ensina a eles como se comportar com diferentes tipos de cães. Brincando, filhotes e cães jovens aprendem regras de “educação”, como controlar a força da mordida e como brincar apropriadamente e serve como “vacina” contra comportamentos agressivos quando forem cães adultos. Cães no período da adolescência continuam a ser educados quando estão na presença de cães mais velhos e bem socializados, que ensinarão limites sem lhes causar mal. Sem essa experiência de convivência, cães adolescentes podem brincar de maneira agressiva demais quando ficarem adultos, o que pode resultar em brigas. Em geral, cães socialmente maduros demonstram interesse mínimo em brincar. Sempre há as exceções, algumas raças (como as de cães de esporte) podem ter uma adolescência prolongada, com um comportamento brincalhão durando mais do que os dois ou três primeiros anos de vida. Em geral, entretanto, cães maduros – principalmente as fêmeas – não precisam e nem gostam de muito tempo brincando fora da guia. Como já citado anteriormente, cães adultos bem socializados […]

    Prós e contras de deixar cães brincando sem guia em parques caninos e outros locais seguros.

    Você acha que só por morar em apartamento está livre de vários perigos que rondam os pets de quem mora em casas ou outros tipos de residência térrea? Não é bem assim. Conheça 10 perigos comuns a todos e fique de olho. Sempre é bom ter facilmente encontráveis os telefones de mais de um plantão veterinário próximo de casa, bem como de veterinários de confiança. Leia também: 5 substâncias que mais envenenaram peludos em 2011! As 10 maiores fontes de intoxicação de cães e gatos! 1 – Pegue leve nos produtos “para cães” – Ao administrar produtos como carrapaticidas e antipulgas, tidos como “indispensáveis” e muitas vezes literalmente empurrados por veterinários e vendedores, a regra “menos é mais” vale ouro. Busque alternativas naturais, use o bom senso para ver se o estilo de vida do cão realmente demanda as medicações e use apenas produtos indicados para cães. Não use produtos de gatos em cães e vice-versa. Algumas substâncias são bem toleradas por uma espécie e tóxicas para a outra. Leia também: Verme do coração (dirofilariose): informações sobre tratamento e prevenção. 2 – Tranque a farmacinha de casa – Mantenha medicamentos, principalmente aqueles de uso mais comum, bem longe dos peludos. Ibuprofeno, vitamina C, vitaminas, Tylenol, antidepressivos, remédios para o coração, remédios para dormir etc., geralmente ficam por cima de pias, prateleiras, armários e criados-mudo e são todos perigosos para cães, podendo ser fatais. Clique aqui e conheça uma lista de medicamentos tóxicos para cães e gatos. 3 – Tranque os produtos de limpeza – Outra “turma” que provoca intoxicações e mortes em pets e crianças… Nada de deixá-los embaixo de pias, tanques etc. Às vezes basta cheirar produtos fortes como soda cáustica para ficar com problemas estomacais e respiratórios. 4 – Lugar de moeda é no cofrinho – Quando engolidas, […]

    10 dicas para evitar acidentes com pets em casa

    4 de setembro de 2013Gatos, Guarda responsável, Saúde

    Não consigo nem contar quantas pessoas maravilhosas os cães e gatos e a internet trouxeram à minha vida. Os laços vão sendo formados, alguns afrouxam, outros dão até nó, de tão intensos. E nisso a vida vai acontecendo, as pessoas vão mudando de estado civil, de idade, de idade, vão tendo filhos e também seguem criando blogs! Graças ao Mãe de Cachorro fiquei amiga da amada Pri, do Amo Cachorros. E graças a ela conheci outra amadica, a Aline. Que é mãe de cachorro. E de blog. Ela é uma das colaboradoras do Corre Mulherada, um blog obrigatório para quem já pratica ou pretende praticar corrida e que sigo fielmente, sempre de olho nos posts das meninas (são 10!). Pois o que encontrei lá e trago para nós? Um post sobre cães x corrida, o Correr é bom pra cachorro! A Anni, autora do texto divertido, conta um pouquinho da sua experiência de correr com seu pequeno Pannetone, um shih tzu agitadinho que equilibra a energia correndo com a mamãe, mas também dá dicas legais sobre corridas e nossos amores de patas, como estas que você confere abaixo, mas por favor não deixe de ler a íntegra do texto lá no Corre Mulherada, pois ele rende boas risadas e há outras dicas sobre os peludos. Pedi à Aline para elas fazerem um texto sobre como escolher um tênis de corrida adequado, para preservar nossa saúde. Se você também tem interesse, fique de olho, pois o texto vai pintar logo, logo. Enquanto ele não sai, andei procurando promoções na web e descobri um novo site de descontos, o Cuponation. Também vale conferir. 1 – Em primeiro lugar o saquinho do cocô do cachorro. Ele é distribuído gratuitamente na maioria dos parques que aceitam cachorros. Às vezes não tem, por isso antes […]

    Papo de mãe: Corre mulherada! E com a cachorrada junto!

    Quando minha amada Moira ainda era viva, costumava caminhar com ela toda exibida. Afinal, uma jamanta negra e imensa sempre chama atenção e eu caía fácil no meu papinho pró-adoção – “Pois é, adotei quase adulta, linda, né? Você pode adotar um também” – e daí pra falar castração e outros assuntos da guarda responsável era um pulinho que eu dava sem esforços, hehe. Ao pensar em um cão de porte gigante e aparência imponente, medo não é exatamente um assunto que venha a nossa mente. Pois bem… Uma vez estávamos caminhando no calçadão de uma avenida movimentada à beira mar e a Moira, que seguia junto a mim pelo lado de dentro da calçada levou o susto com um simples saco plástico que voou inesperadamente a nossa frente e, assustada, deu um pulo tão grande, mas tão grande, que foi parar do meu lado esquerdo, ficando então entre a avenida movimentada e eu. A partir de então, passei a usar o episódio para ilustrar a necessidade de levarmos nossos cães sempre na guia para evitar acidentes, mas ao ler o post “Medo” do blog “O mundo do seu pet“, impossível não lembrar da situação toda. Queria então sugerir que vocês assistissem ao vídeo abaixo para depois ler o post já citado acima sobre medo, o que você faz clicando aqui. (post de novembro de 2010)

    Medo: fique de olho neste sentimento!

    A Emmanuelle Moraes iniciou um trabalho excelente no blog dela. Segue o resumo do primeiro post da Série. Continue a ler clicando aqui. Quer ler os outros posts da Emmanuele aqui no blog? Acesse: http://www.maedecachorro.com.br/category/emmanuelle-moraes Decidi iniciar a Série de Posts: “Bem-estar animal dentro de empresas do ramo Pet”, chamando a atenção para a qualidade das hospedagens que estão à disposição no “mercado”. Quando você decide viajar e precisa hospedar o seu animal de estimação como é o alojamento que escolhe para deixar o seu melhor amigo? Pensando em alertar tutores de cães para que não apenas não sejam lesados, mas também evitem deixar o seu cão em um local onde, na verdade é um “campo de concentração” e não um hotel. Quando for visitar uma clínica, Pet Shop, Hotel ou qualquer outro estabelecimento que ofereça o serviço, atente para os seguintes detalhes: ESPAÇO ONDE O PET IRÁ FICAR TEMPERATURA AMBIENTE TEMPO DE CONFINAMENTO HIGIENE DO LOCAL ESTÍMULO MENTAL A melhor opção é pegar referências de outros clientes acerca do local. Mas pegue referências de pessoas que cuidam de um cachorro assim como você cuida do seu. Mesmo assim, atente para todos os detalhes acima. Evite deixar o seu cão em um “campo de tortura” enquanto viaja! Emmanuelle Moraes Educação Canina (48) 9994-8603 (Florianópolis/SC) www.educadoracanina.com.br Facebook: Educadora Canina – Emmanuelle Moraes

    Segurança de cães e gatos junto a profissionais do ramo pet!

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados