• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Primeiro Finais Felizes de 2012!!!! Conheçam três meninas lindas, que ganharam uma nova chance de serem AMADAS! De: Rita Laise Para: anacorina@maedecachorro.com.br Enviadas: Segunda-feira, 21 de Novembro de 2011 12:18 Assunto: Minhas princesas Olá! Ana Corina, A Branquinha estava morrendo na rua com seus filhotinhos mortos no útero e com muita dor, quase não sobreviveu a cesariana isso foi em 2000. A  Preta era pele e osso literalmente, tinha bicheira , faminta quando via a panela de comida em minhas mãos pulava em cima,  muito,muito sofrida…  , trouxe 4 filhotinhos pra minha casa, já faz 6  anos. São minhas filhinhas adoradas. ********************************* De: Jaqueline Para: Mãe de Cachorro – Ana Corina <maedecachorro@yahoo.com> Enviadas: Terça-feira, 29 de Novembro de 2011 11:11 Assunto: História da Victoria Bom dia Ana! Segue em anexo a história da Victoria irmãzinha da Miley, seguem também as fotinhas. Beijo, boa semana! Oi pessoal, Meu nome é Victoria e eu gostaria de contar para vocês a minha história. Quando eu era bem pequenininha, não entendo bem o que aconteceu, mas minha mamãe, eu e meu irmãozinho fomos abandonados em uma estrada onde havia bastante trânsito de veículos, minha mamãe sempre procurava comida para poder ficar forte e cuidar de nós, só que um dia um carro atingiu ela quando ela cruzava a rua para nos encontrar e depois disso ela não acordou mais, o meu irmãozinho fugiu muito triste e assustado, e eu fiquei pertinho do corpo da minha mamãe tentando acordar ela, só que ela já tinha ido pro céu e eu fiquei lá, pertinho dela até que o pessoal da APPA da cidade onde eu nasci me achou e me levou pro canil local, no dia seguinte conseguiram encontrar o meu maninho também, que estava muito triste pela perda da nossa mamãe. Foi assim que eu […]

    Finais Felizes: Branquinha, Preta e Victoria!

    7 de Janeiro de 2012Finais Felizes

    Como hoje é véspera de Natal, vou fazer um pedido especial ao Universo: que a Adriani consiga ter suas filhas caninas de volta para sua família ficar completa! E também que todas as pessoas que estão com seus filhos perdidos nas, peludos ou pelados, os reencontrem. Agora um pedido especial a cada um de vocês: IDENTIFIQUEM seus animais e reforcem suas casas em noites de fogos de artifício. Evite fugas! Leia: Placa de identificação: não é frescura, é necessidade! De: Adriani Hass Para: anacorina@maedecachorro.com.br Enviadas: Sábado, 19 de Novembro de 2011 10:10 Assunto: finais felizes Olá querida eu tenho várias experiências com finais felizes ou não tão felizes… rs Atualmente tenho dois gatos em meu apto e estou tentando resgatar minhas duas cadelas, que ficaram na casa do ex… briga judicial… o mesmo blablabla de sempre.. Minha história atual é com o Pudim e o Mancha. O Pudim é um gato meio persa que foi resgatado de uma apreensão enorme aqui no DF. Segue o link da Proanima sobre o assunto: http://www.proanima.org.br/noticias/ibama-recolhe-caes-e-gatos-por-maus-tratos-no-lago-oeste/ Eu nem morava aqui no DF nesta época. Eu sei que o Pudim foi adotado por um rapaz desde então. No entanto, o Pudim não gostava de ficar só e andou destruindo a kitnet do rapaz, que optou em devolvê-lo, em caso do pessoal achar um novo lar. Não sei o que me chamou atenção no Pudim, eu gosto de todos os bichos, mas me preocupo mais com os que não têm teto algum do que os que têm um, mas não tão acolhedor assim… sei que olhei a foto dele e me deu um enorme peso no coração… estava me separando, no meio do furacão e aqueles olhinhos dele me cativaram… me identifiquei mesmo com ele… Veja o Pudim na página da ProAnima: http://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=227872843894893&id=135973149782432 Assim, o Pudim […]

    Finais Felizes: Pudim e Mancha!

    24 de dezembro de 2011Finais Felizes

    Turma, só tenho mais três Finais Felizes… Se vocês quiserem que a seção continue, por favor enviem mais relatos e fotos e peçam a seus amigos para fazer o mesmo, ok? Mandar tudo para anacorina@maedecachorro.com.br Lembrando que são relatos sobre adoções de cães e gatos adultos ou especiais (animais que dificilmente são adotados por terem alguma limitação física etc.). Obrigada e ótimo restinho de sábado a todos. De: Mariana Bergamo Para: anacorina@maedecachorro.com.br Enviadas: Terça-feira, 15 de Novembro de 2011 2:30 Assunto: Final feliz! Oi Ana! estou te escrevendo para contar um final feliz! A história do Grandão. Ele é meu primo-cão rsrsrsrsrs Ele foi resgatado na Av. dos Estados em Santo André. Meu tio, trabalhava aqui perto na época e viu um cachorrão grandão, meio magro, e machucado. Ele parou o carro e tentou pega-lo. O cachorro era muito bravo e ele não conseguiu! Resolveu ir pra casa e "deixar pra lá". Quando ele chegou em casa, contou sobre o cachorro para a minha tia, e pensando no sofrimento do bichinho, resolveram tentar de novo. Desta vez minha tia levou uma cordinha e assim conseguiram "amordaçar" e resgata-lo. Foram direto para um hospital veterinário (já era tarde da noite). Quando fizeram um raio-X viram que ele estava com uma pata quebrada e com um corte. A conta do hospital ia ficar imensa, mas como o animal havia sido resgatado, o hospital fez um descontão, e a cirurgia pode ser feita. Foram colocados pinos na pata dianteira, feitos suturas nos cortes e a castração. Na internação, fico registrado como Anonimo, pois minha tia não queria se apegar a ele! Quando ele foi resgatado, estava bem magro, com 38kg! Ele ficou em recuperação na casa da minhá vó por alguns meses. A intenção era doá-lo, mas ele era muito bravo e só […]

    Finais Felizes: Grandão!

    17 de dezembro de 2011Finais Felizes

    A Catarina mandou a história do Victor em um arquivo .doc tão fofo que preferi transformá-lo em .jpg para conseguir mostrar a vocês tal qual recebi. Um ótimo sábado a todos, que com certeza será melhor depois deste relato! Basta clicar nas imagens para aumentá-las e ficar mais fácil de ler. Ah, estou só com mais umas 4 histórias para a seção Finais Felizes, então para que ela não termine preciso que vocês mandem mais, ok? Enviar para anacorina@maedecachorro.com.br De: Catarina Pierangeli Para: Mãe de Cachorro Também é Mãe! <anacorina@maedecachorro.com.br> Enviadas: Domingo, 16 de Outubro de 2011 18:25 Assunto: Finais Felizes_Victor Trapp Ana, tudo bem com vc? Vi em seu último post que vc pede histórias de resgatados para a sua Coluna Finais Felizes, do Mãe de Cachorro. Fiquei animada e sentei aqui para escrever a históira do Victor (veja anexo). Espero que curta.  Fique à vontade para editar, se necessário. Bjs e uma ótima semana pra vc! Saúde e amor! Catarina Pierangeli jornalista Olhei para os animais abandonados no abrigo… os renegados da sociedade humana. Vi em seus olhos amor e esperança, medo e horror, tristeza e a certeza de terem sido traídos. Eu me revoltei e rezei: – “Deus, isso é horrível! Por que o Senhor não faz nada a respeito?” E Deus respondeu: -“Eu fiz. Eu criei você.” (autor desconhecido)

    Finais Felizes: Victor Trapp!

    10 de dezembro de 2011Finais Felizes

    Um ótimo sábado a todos, que com certeza será melhor depois de ler estes dois lindos relatos de adoções exemplares! De: Marina Victal Para: anacorina@maedecachorro.com.br Enviadas: Segunda-feira, 31 de Outubro de 2011 17:33 Assunto: MEL ( PARA FINAIS FELIZES) MEL Quem vê a enorme cadela mestiça de fila brasileiro atrás da porteira do sítio latindo forte não imagina de onde vem um nome doce como o dela: Mel Foi minha mãe, Creusa, quem a conheceu primeiro e a batizou. A Mel havia sido recolhida da rua e estava sendo cuidada pela manicure dela, que é protetora dos animais. Era uma cadela enorme, porém muito magra e com um ferimento grande atrás da cabeça. Minha mãe sempre foi uma apaixonada por animais e se lembrou do espaço enorme do sítio em que mora na zona rural de Divinópolis, onde já tínhamos dois cães. A Mel foi levada para o sítio magra, triste, medrosa. Segundo o veterinário tinha cerca de um ano e meio. Boa ração, cama quentinha, cuidados veterinários pós-castração e principalmente muito amor a transformaram. Ela se tornou uma cadela forte, alegre, carinhosa. Convive bem com o Alfredo, um dachshound e com a Joyce, uma boxer no sítio. A Mel não se cansa de demonstrar sua gratidão e seu carinho com a família. Há alguns anos foi a doação do sangue dela que salvou o dachshound da minha mãe, que estava gravemente doente. Hoje, com 12 anos, já velhinha, pelos brancos, com artrite, continua a latir forte avisando sempre quando alguém se aproxima da porteira do sítio. Dorme logo abaixo da janela dos meus pais e é nela que confio pra cuidar dos meus queridos que moram longe..lá na zona rural… Quem a conhece sabe que o nome não veio só do tom dos pêlos. Veio também da doçura daqueles […]

    Finais Felizes: Bianca e Mel!

    3 de dezembro de 2011Finais Felizes

    A seção Finais Felizes é apenas para adoção de peludos adultos ou portadores de deficiências físicas, justamente as adoções menos comuns. Daí minha ideia de estimulá-las com a seção. Quando comecei a ler o relato da Isabella já me preparei para responder  a ela “Olha, não vai dar para publicar”, mas a história tem tantos elementos interessantes que achei que merecia vir ao ar. Primeiro, pela Cookie, cujo comportamento feral realmente dificulta a adoção muitas vezes mais do que idade avançada ou problemas físicos (assim como extrema timidez e medo). Segundo, pela adoção tríplice. Terceiro pelo sumiço da Kiara, que nos mostra como é importante manter gatos indoors mesmo quando moramos em casas. E por último, pela prenhez da Cookie, que ensinou à Isabella sobre castração e doação responsável. A vida é assim, ninguém nasce sabendo, ninguém nasce protetor ou tutor responsável. Quem terá essa realidade de consciência sobre castração etc. já desde criança é essa geração que está vindo que já está nascendo em lares de pais e mães que praticam guarda responsável ou que são engajados na causa animal. Boa leitura e um ótimo sábado a todos. De: Isabella Basso Para: anacorina@maedecachorro.com.br Enviadas: Sexta-feira, 14 de Outubro de 2011 22:08 Assunto: Relato de final feliz Oi Ana! 🙂 Vou contar a história dos meus gatinhos para a seção Finais Felizes… Isso aconteceu há um ano atrás. Certo dia, acordei às 7 da manhã para ir para a escola e escutei um miado de filhote vindo de fora de casa. Abri a janela e vi um gatinho apavorado e minúsculo no quintal, com aproximadamente um mês, gritando por socorro. Fui tentar pegá-lo, mas ele se escondeu em uns arbustos. Fui para a aula, e a minha mãe prometeu que ia pegá-lo. Quando voltei, surpresa: eram dois irmãozinhos! Uma gatinha […]

    Finais felizes: Cookie, Tom, Kiara, Abby, Simbad e Jack.

    26 de novembro de 2011Finais Felizes, Gatos

    Teco lindo passou 7 anos em um abrigo, à espera de um lar que finalmente chegou. Acho que ele representa a esperança de que há, sim, a chance real do grande dia chegar para todos. Já vi cães e gatos com um perfil que diminuía as possibilidades de adoção serem escolhidos e finalmente podendo viver seus Finais Felizes. Este é o grande motivo desta seção existir no blog, contar relatos de animais que num primeiro momento foram preteridos por outros, mais novos, menores, mais calmos etc. Como a Viviane caprichou no relato e nas fotos, hoje temos somente o Teco por aqui, ok? Gostaria apenas de fazer mais um comentário: que diferença de tamanho tem o Teco para um Cocker Spaniel? As pessoas que optarem por não adotar um cão, por favor, sejam honestas o suficiente para admitir que preferiram outro, mas não nos irritem com desculpas bobas do tipo “mas eu moro em apartamento” para logo em seguida adotar ou comprar outro cachorro que muitas vezes é até maior do que preterido e que sempre termina tendo uma raça definida. Quer adotar um peludo “puro”? Sem crises, vá adiante, adotar é o que importa! Mas não gaste o latim fingindo uma compaixão e uma intenção inexistentes. O relato da Viviane me lembrou muito da adoção da minha Javinha, também idosa e também renegada sob a desculpa de não ser boa para apartamento. Pois digo em alto e bom som, ela não é boa pra apartamento mesmo, É PERFEITA para qualquer tipo de lar que a ame. Faz as necessidades no jornal ou no quintal, nunca incomodou com nada, não solta pelos em excesso, não late em excesso, não destrói nada dentro de casa.  É gêmea de perfeição do Teco e de tantos outros peludos maravilhosos que só precisavam de […]

    Finais Felizes: Teco

    19 de novembro de 2011Finais Felizes

    Os relatos de Finais Felizes aqui no blog têm mostrado os dois lados do ser humano: enquanto existe quem maltrata e abandona, também existe quem cuida e acolhe. Que possamos ajudar o mundo a ser um lugar onde o time do Bem cresça cada vez mais! Parabéns a todos os que fazem a sua parte. De: Monique França Para: anacorina@maedecachorro.com.br Enviadas: Segunda-feira, 10 de Outubro de 2011 13:12 Assunto: Série Finais Felizes. A história da Ceci! Bom dia! Meu nome é Monique França, tenho 24 anos, moro em Belo Horizonte e espero que ainda dê tempo de contar a história da Ceci, uma cachorrinha de 13 anos que minha mãe adotou há poucos meses. A história da Ceci é simples e bonita. Ela é uma Cocker de 13 anos que foi adotada pela minha mãe recentemente. Durante anos viveu com sua dona em uma casa grande, cheia de espaço. Há menos de um ano se mudaram para um apartamento, mas a Ceci não se adaptou. Sua dona saía para trabalhar e ela chorava e latia muito. Então veio a decisão de doar a Ceci para alguém que tivesse mais espaço. Gostaria de deixar claro que a Ceci não era maltratada, nem foi abandonada. Ela somente não conseguiu se adaptar emocionalmente ao seu novo espaço. Minha mãe se interessou e ficou ela, mesmo sabendo que ela já era uma cadelinha idosa. Não é fácil adotar um cachorro adulto, acostumado com outra família, outra casa, outros hábitos. Para o animal é ainda mais difícil. Ela chegou assustada e morrendo de medo de todo mundo. O mais importante dessa história é que nós achávamos que a Ceci não sobreviveria. Pensamos que ela estava entrando em depressão, porque além de latir e chorar 24 horas por dia, ela não comia nada. Estava claro que […]

    Finais Felizes: Ceci e Miley

    12 de novembro de 2011Finais Felizes

    Mais duas belas histórias de resgate para alegrar nossa vida e incentivar outras pessoas a adotar cães e gatos adultos e/ou portadores de necessidades especiais. Você também tem um relato para a seção Finais Felizes? Envie-o com fotos para anacorina@maedecachorro.com.br Um ótimo fim de semana a todos! De: Roseli Lino de Jesus Para: anacorina@maedecachorro.com.br Enviadas: Domingo, 9 de Outubro de 2011 17:42 Assunto: Adocao feliz. Brenda era uma cachorra muito magra, tinha suas orelhas comidas pelas moscas, seu pescoco sem pelos, pois era amarrada em corda de cizal pelo seu dono, que a amarrava em sua carroca de catar papelão. Quando a vi pela primeira vez, meu coração partiu de ver tamanho sofrimento. Pela ignorância de seu dono, ela quase não se alimentava. Mal coseguia dormir a noite pensando nela. Descobri onde ela morava e comecei a dar comida e água sem o dono saber. Aconteceu que começamos a criar um vínculo muito forte de amor e eu não conseguia mais ficar longe dela. Quando descobri que ela estava grávida fiquei preocupada com o destino da família. Esperei que seus filhotes nascessem dia 12 de outubro, justo no dia das crianças, para tomar uma providência. Seu dono não permitia mais a minha aproximação. Entrei em contato com a veterinária que cuida dos meus animais, e com uma moça que trabalha em uma ONG e com um advogado conseguimos regatá-la. Ficamos surpresos, pois a Brenda tinha dado a luz a dez filhotes. Brenda aumentou bastante a nossa família.O que nos deixou mais emocionados, foi que no segundo dia, encontramos a Aika, uma braco alema, que nunca tivera filhos amamentado os filhotes da Brenda. Foi uma relação muito bonita das duas mães, que se revezavam para amamentar. Eram tantos filhotes fartos de leite. Foi muito bonito. Dos dez filhotes, doamos quatro. Fizemos […]

    Finais Felizes: Brenda e Dinho

    5 de novembro de 2011Finais Felizes
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados