• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Turma, mais um relato de nos lavar o rosto de tanto chorar… Novamente, mais um exemplo do pior e do melhor do ser humano. Beijo grande e ótimo fim de semana. De: Rosana Garcia Sttippe Para: ana corina <maedecachorro@yahoo.com> Enviadas: Quarta-feira, 25 de Abril de 2012 12:55 Assunto: FW: História Fofinho Ana segue história do Fofinho, para seu finais felizes, já te enviei a da Cyndi, estes relatos são da minha filha mais velha a Renata, se necessário edite, estou te enviando como ela escreveu. Bj Rosana Garcia Sttippe.   From: resttippe@xxx.com To: rgsttippe@xxx.com Subject: História Fofinho Date: Fri, 19 Aug 2011 05:57:19 +0300 Fofinho – Foi em um entardecer de um sábado no litoral de São Paulo, que escutei um cachorro ganindo! Na verdade, acho que tenho um ouvido meio “biônico” para escutar latidos e “barulinhos” de cachorros!!! Pois bem, o ganido vinha de muito longe, o som era muito baixo, quase que imperceptível, mas eu estava ouvindo um cachorto claramente ganir!!! Com o passar dos minutos o ganido começou a ficar mais forte, mais nítido momento em que eu (que naquele momento estava quase caindo da varanda de tanto me debruçar procurando o barulho) vi uma mulher de rua – mendiga mesmo (que na verdade no final desta história você vai achar uma verdadeira criminosa), toda suja, puxando um carrinho de feira cheio de tralhas dentro e com um cachorro pendurado em suas costas!!! Falando assim, parece que a cena era tranquila, mas não era não!!! O cachorro que eu ouvia ganir estava com um fita daquelas que fazem fardo de papelão, bem grossa  amarrado em volta de seu pescoço e a tal mulher, havia “pendurado” o cachorro em suas costas e o segurava apenas pela fita, ou seja, o cachorro estava sendo enforcado!!!! Naquele momento, quando vi […]

    Finais Felizes: Fofinho, salvo do enforcamento!

    2 de junho de 2012Finais Felizes

    Aiiii, como AMO os relatos de vocês (todos!). Desculpem por sábado passado eu ter furado, felizmente estou com várias histórias lindas novamente, graças a vocês, meus amores, e à internet, que nos une. Um excelente fim de semana a todos. Paz e luz! De: Eliana Simões Para: anacorina@maedecachorro.com.br Enviadas: Terça-feira, 24 de Abril de 2012 15:06 Assunto: Minha história Oi Ana Corina, Atualmente, sou mãe de seis cachorras e oito gatos. Todos eles foram encontrados na rua e são muito queridos. A última cachorra foi a Donatela. Ela passou por mim na rua e me chamou a atenção por seu tamanho. Na hora achei que estava passeando com um rapaz que andava mais ou menos junto a ela, mas depois percebi que não. Fui fazer uma série de coisas e quando voltava prá casa, cruzei com ela novamente, desta vez sentada na porta de uma oficina. Como conheço o dono, perguntei se a cachorra era dele, mas ele disse que não e que ela tinha parado para um descanso. Tinha umas bisnaguinhas na sacola e dei uma a ela, que prontamente pegou e devorou. Percebi que ela estava com fome e como tinha somente estas bisnaguinhas, comecei a dar uma a uma a ela. Quando acabaram, eram umas seis, fiz um afago nela e fui embora.  Quando caminhava pela calçada, senti uma presença ao meu lado e, ao olhar, adivinhe, a cachorra caminhando um pouco atrás de mim. Ela me acompanhou até minha casa e, quando cheguei, disse a ela para esperar do lado de fora que eu iria buscar água. Ao abrir o portão, ela me empurrou, entrou e logo foi deitando na garagem. Como a tarde estava fria e com chuvisco, deixei-a ficar. No dia seguinte, o cheiro dela me incomodou, afinal, não devia tomar banho há muito […]

    Finais Felizes: Donatela,a vovó grandona!

    26 de Maio de 2012Finais Felizes

    O relato de hoje é curtinho, mas a lição nele contida tem vida longa! Poucas são as pessoas que dariam um lar a uma gata adulta e prenhe. E muitas são as pessoas que podem aprender pelo EXEMPLO e passar a agir como a Renata e o marido, abrindo sua casa e seus corações para ajudar os bichanos! Bom fim de semana DAS MÃES para todas nós! Amanhã é nosso dia! Beijoca! De: Renata Dantas Bacellar Para: anacorina@maedecachorro.com.br Enviadas: Segunda-feira, 23 de Abril de 2012 12:33 Assunto: Finais Felizes Oi Ana, bom dia! Estou escrevendo pra contar a história de nossa linda gatinha Isis. São as fotos dela q estão em anexo. Em 2009, eu e meu marido morávamos numa casinha alugada de fundos com nossos 2 gatinhos vira-latas e nos preparávamos pra mudar pro nosso próprio apto. Um dia do mês de junho, apareceu uma gata adulta no nosso quintal e começou a miar pros meus gatos pela porta da sala. Abri a porta e a gata foi logo entrando, como se a casa fosse dela…risos. Mas não gostou nada da idéia de ficar presa em casa e fazia de tudo pra fugir quando abríamos a porta… por isso, coloquei agua e comida no quintal e deixei q ela ficasse saindo e entrando conforme estavamos em casa. Passou um mês e agora a gatinha já ficava mais tempo dentro de casa com a gente do q no quintal… e começamos a notar q a barriguinha dela crescia muito rápido… ela estava prenha. Eis q chegou o dia da mudança e, mesmo sem saber se a gata aceitaria bem a idéia de morar dentro de um apto telado, não pensamos 2 vezes e a levamos conosco. 18 dias depois da mudança, nasceram 5 lindos gatinhos rechonchudos e a mamãe estava […]

    Finais Felizes: Ísis, a gata!

    12 de Maio de 2012Finais Felizes, Gatos

    Amores da minha vida, resolvi me dar dois um final de semana de FOLGA e com isso desliguei o computador na 6ª e só religuei agora, domingo de noite. Só que estava agoniada sem postar um final feliz pra nós, então mesmo fora do dia usual e já no fim de domingo, aí vai mais um relato para aquecer nossos corações. Como sempre nos Finais Felizes, temos o PIOR e o MELHOR dos seres humanos. Que o MELHOR possa tomar conta das nossas energias e ser MULTIPLICADO. De: Luanna Medeiros Para: anacorina@maedecachorro.com.br Enviadas: Domingo, 22 de Abril de 2012 20:53 Assunto: Adoção Vi no site mae de cachorro que quem tivesse adotado um cao ou gato adulto era pra mandar email pra ti. Aqui vai meu relato: a 4 anos atras adotei um viralatinha muito fofo que se chama Chuck Liddell (por causa de um lutador de MMA), ele foi resgatado pela minha amiga Livia e logo eu fiquei com ele. Até hoje não sabemos a idade dele, mas na época, ela me disse que ele tinha uns 2 aninhos…. não tão adulto assim. Hoje ele é meu pequeno grande amigo! Esse ano, em Fevereiro, acabei adotando mais um cachorro. Uma hotweiller que ia pra eutanásia. Ela tem 6 anos e seus “donos” irresponsaveis, passaram a vida toda dela maltratando ela e berrando com ela. Ela é uma cachorra muito medrosa, mas muito carinhosa e querida. Eles a levaram pra eutanasia, pois compraram uma york e ela, com toda confusão da casa, acabou matando a york. O veterinario dela de 6 anos disse que a família era muito louca e que ela vivia presa, só era solta a noite pra cuidar da casa. Quando ela matou a york, o caseiro tentou mata-la com um facão, mas graças a Deus, não […]

    Finais Felizes: Lua: da eutanásia para um lar!

    6 de Maio de 2012Finais Felizes

    Quando comecei a ler o relato da Jussara, achei que fosse mais um dos e-mails sobre adoção de filhotes que recebo e que não vêm para cá já que a seção Finais Felizes é apenas para contar adoções de cães e gatos adultos ou especiais. Mas não, o querido Beco é cego. Então este é exatamente o lugar para que todos leiam seu final feliz e animem-se para abrir o coração para um peludo especial ou adulto! Boa leitura e bom fim de semana a todos. De: jussara nascimento Para: "anacorina@maedecachorro.com.br" <anacorina@maedecachorro.com.br> Enviadas: Sábado, 31 de Março de 2012 12:39 Assunto: Final Feliz do Cabeçudo Beco Bom dia!!!! Era uma sexta de carnaval, à noite. O ano, 2001. Chegando em casa, após mais um dia de trabalho, avistei ele. Pequeno (+- 03 meses), assustado e miando muito. Me doeu ver as pessoas passando e nem se importando com aquela situação. Causou-me estranheza o fato dele se mexer pouco. Ao me aproximar, percebi o motivo. Sua visão estava completamente afetada por uma infecção. Ele não enxergava, nem sei como foi parar ali. Aliás, sei sim, foi um pequeno presente dado por Deus. Imediatamente corri em casa e peguei uma caixa. Como ele estava brabo! Até parece que me assustava. Mas, bastou um pouquinho de leite pra virarmos os "mais novos melhores amigos"! Levei-o ao veterinário e a notícia de que ele nunca mais enxergaria me partiu o coração. E agora? Nunca havia criado um animal deficiente. Como seria? Quanto da minha atenção e cuidado seria exigido? Tudo isso passou pela minha cabeça, mas não tinha mais jeito. Já havia me apaixonado completamente por ele. Imagina um filhotinho, principalmente de gato, que adora correr e subir nas coisas, com essa limitação? Mas a natureza é muito sábia, tudo é questão de adaptação. […]

    Finais Felizes: Beco, o gatinho cego.

    28 de Abril de 2012Finais Felizes

    Não são poucas as pessoas que, no desespero, terminam “sequestrando” cães e gatos para ajudá-los. Conheça a história com final feliz da Roberta e do Costelinha, um relato de descaso (da ex-família, claro) e de RESGATE e amor! TURMA: tenho só mais duas histórias para os próximos sábados, do gatinho Cabeçudo Beco e do cãozinho Bidu. POR FAVOR, se quiserem que a seção Finais Felizes não termine, mandem mais relatos e fotos para anacorina@maedecachorro.com.br, ok? Ótimo fim de semana a todos! De: Roberta Méa Para: “anacorina@maedecachorro.com.br” <anacorina@maedecachorro.com.br> Enviadas: Domingo, 18 de Março de 2012 11:14 Assunto: Costelinha Olá! Fazia tempo que queria compartilhar com vocês essa aventura! Espero que gostem. Bjos e obrigada, Roberta Della Méa. A história é a seguinte: meu vizinho tinha um cachorro branco de porte grande, preso por uma corrente (sem coleira) numa árvore, sem casinha para se proteger do inverno tenebroso de Santa Catarina, do calor, da chuva. Como é cidade pequena, os vizinhos do lado da casa dele comentavam que ele “usava” esse cachorro para caçar, da seguinte maneira: deixava ele sem comida para que no mato encontrasse um animal, pegasse e então seu dono tomava a caça dele! Que crueldade, não?! Como eu moro com meus pais e sempre tinha um ou outro cachorro de rua na minha casa, temporariamente, isso talvez tenha dificultado uma atitude minha antes. Mas tudo se ajeitou. Numa noite, eu e meu namorado estávamos indo pela rodovia, de moto, na casa dele e vimos um cão magro, branco, numa entrada de estrada de chão. Aquilo me comoveu muito, mas como era à noite e ali tinha casas, achei que era de algum morador. No outro dia de manhã cedo, voltando pelo mesmo lugar, o cachorro estava ainda lá! Ah, não pensei duas vezes! Vim chamando ele, empurrando minha […]

    Finais Felizes: Costelinha

    21 de Abril de 2012Finais Felizes

    Mais uma belezura adotada adulta para animar mais e mais pessoas a adotar cães e gatos que não sejam mais filhotes. Digo e repito sempre, sempre e sempre: pra mim, não há melhor cachorro do que o adotado adulto, seja ele qual for. Beijo grande e ótimo fim de semana! De: Sandra Veríssimo Para: anacorina@maedecachorro.com.br Assunto: Finla Feliz Samanta Enviada: 01/01/2012 16:54 Oi Ana! Envio a história da minha querida SAMANTA, tentei resumir mas são muitos anos de conviviência. Agora por causa do coração e do calor, ela está toda tosada, teve que retirar seus lindos pelos longos. Segue também a sua hiostória escrta separadamente . Abraços Sandra Há aproximadamente dez anos atrás, em meu horário de almoço, após socorrer uma cadela que eu havia doado, fui levá-la de volta até a casa de sua nova mãe.A ao retornar encontrei um animal doente, feio, sujo, machucado e sem qualquer pelo no corpo. Cheguei perto e senti um odor horrível. Era a Samanta (NOME QUE EU COLOQUEI ALGUNS DIAS APÓS) uma cadela magra (só pele e osso) vítima de abandono, maus tratos, fome, sede e todo tipo de humilhação. Estava tomando água com produtos de limpeza de uma garagem que pessoa lavava, cabeça muito baixa e rabo entre as pernas, de seu corpo caia sangue, de tanto que ela mesma se coçava, deitou em um monte de areia e saiu toda suja daquela areia que face o sangue grudava em sua pele. Vi algumas senhoras sentadas na calçada e crianças brincando, perguntei de quem era aquele pobre animal, e me responderam que não sabiam, que havia um ano alguém a abandonou ali perto e ela vivia ali, mas ninguém cuidava, as crianças ainda brincavam com ela. Resolvi ir embora, porque não sabia onde deixá-la, morava em apartamento e não poderia levá-la […]

    Finais Felizes: Samanta!

    14 de Abril de 2012Finais Felizes

    Mais um caso legal de adoção graças à internet! Um ótimo sábado de Páscoa a todos. Parabéns, Tereza, por abrir seu coração a DOIS cães idosos de uma vez! De: Tereza Falcão Para: anacorina@maedecachorro.com.br Enviadas: Segunda-feira, 12 de Março de 2012 8:56 Assunto: Finais felizes: Meus Anjos da Guarda velhinhos Angel e Daddy – meus boxers adotados velhinhos No começo deste mês, vi este apelo na Internet: CCZ/SP – PUDIM, UM BOXER SOFRIDO ! Pudim passou quatro dias dentro de um buraco, foi resgato pelo CCZ e hoje se recupera. Depois de apena alguns dias no CCZ-SP, já mostrou sinais de melhora. Quando entrei no seu canil pela primeira vez, me deu uma angustia imensa, não acreditei como o ser humano conseguiu passar por ele e nada fez. Ainda mais em São Paulo, onde há fartura, onde pessoas jogam comida no lixo, onde se gastam com coisas supérfluas (porcarias), passar por um animal e não comprar nada para ele comer ?! Deixaram o Pudim chegar nessa situação. Quando eu olhei pra ele pensei " Graças a Deus ele caiu em um buraco", porque assim alguém o notou ! Me abaixei e ele veio, todo caquético, caindo dos quadris, andando todo tortinho, sua pele com feridas, sarna e cheirando mal, e veio me pedir um abraço. Meu Deus, impossível não sentir dó, abracei o Pudim, era isso que ele queria, um carinho, apenas isso. Eu queria mesmo outro boxer velhinho, sinto tanta falta do meu Sol, que me deixou em setembro 2011, aos 11 anos! Mas o ideal seria achar também uma CADELA boxer velhinha pra fazer companhia pra ele (a cachorra até poderia ser vira). E apareceu outra boxer magrinha no CCZ. Falei com a Keké para ver como fazer. Eles ocuparão o espaço separado onde ficavam meu boxer Chorão […]

    Finais Felizes: Angel e Daddy

    7 de Abril de 2012Finais Felizes

    Mais um Final Feliz DELICIOSO para encher nosso fim de semana de energias peludas positivas! Você também adotou um cão ou gato adulto ou especial (cego, trípede etc.)? Envie seu relato e fotos para anacorina@maedecachorro.com.br! De: Danielle Sorto Data: 15 de fevereiro de 2012 14:44 Assunto: Final feliz de Hanna Montana! Para: anacorina@maedecachorro.com.br Como toda história de cinema tem um início triste, a minha não poderia ser diferente… Vivi por algum tempo morando num matagal, passando fome (cheguei até a me alimentar com fezes de um cavalo que vivia nesse terreno comigo), sede, frio e sendo maltratada pela dona do terreno que gostava de me bater com vassoura… 🙁 Esta senhora infeliz me batia sempre que me via e dizia em alto e bom som que se ninguém me tirasse do terreno dela, ela ia me matar!   Até que dois anjos da guarda resolveram me resgatar das ruas e me dar os primeiros socorros… eu estava com muito medo, com fome, suja, descuidada… Tinha +- 1 ano de idade e fui apelidada de Zezé Costela, porque minhas costelinhas estavam um tanto quanto aparentes! Depois de um belo banho, comi, recebi muitos cuidados e já me sentia BEM MELHOR!!! Não queria saber nunca mais de voltar para aquele mato de onde eu vim! Mas, um dos anjos que me resgatou (agora minha madrinha), morava em um "apertamento" e não tinha como ficar comigo porque eu sou muito grandona e espaçosa, então ela me levou para o Abrigo São Francisco de Assis! Lá no abrigo eu fui MUITO bem tratada, assim como todos meus aumiguinhos! Ganhei peso e fiquei muito linda! Mas como nosso orfanato está bem cheio, eu e meus cãopanheiros resolvemos fazer um pedido para irmos para uma casa só nossa! Fiquei sempre com as orelhas bem ligadas pra […]

    Finais Felizes: Hanna Montana!

    31 de Março de 2012Finais Felizes
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados