• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    A doença não tem cura, mas pode ser prevenida e controlada. Diabetes felina O número de casos de diabete em gatos está aumentando, especialmente adiabetes mellitus do tipo 2, a mais comum entre os bichanos. A doença não tem cura, mas pode ser prevenida, ou controlada. A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que ajuda a converter comida em energia, a ser absorvida e usada pelas células. Na diabetes do tipo 1, o pâncreas não produz insulina suficiente. Na do tipo 2, o corpo é incapaz de usar a insulina produzida. Quando não tratada, oo tipo 2 pode desenvolver para o tipo 1, muito mais arriscado. Magreza Um gato diabético pode ser bem alimentado e cuidado e ainda assim parecer que passa fome, pois a comida que ingere não é convertida na energia que seu corpo precisa. Embora qualquer gato possa ficar diabético, os machos com sobrepeso/obesos e mais velhos são os mais propensos a desenvolver a doença. Sobrepeso Independentemente do gênero, gatos obesos ou com sobrepeso correm mais risco de desenvolver diabetes.  O excesso de peso em si não causa a diabetes, mas cria as condições em que a digestão e os sistemas de filtragem do corpo são sobrecarregados. A pancreatite (inflamação do pâncreas) em gatos pode limitar ou inibir a produção de insulina e é ainda mais comum nos animais gordinhos, ou obesos. Sintomas Mudanças no apetite, urina frequente, aumento da sede e variações de peso são os sintomas mais evidentes. Não importa quanto ou quão bem o gato coma, quando o nível de insulina não está adequado, o corpo não obtém a energia necessária. Em estágios iniciais da doença o animal tenta compensar a falta de energia comendo mais, mas com o tempo, o corpo começa a converter músculo e gordura na energia que não está […]

    Aumentam os casos de diabetes em gatos.

    O diagnóstico da diabete não precisa ser sinônimo de sofrimento e morte rápida. Com dieta adequada seu cão pode viver muito e saudável. Para ler a coluna, clique na imagem.

    Coluna de hoje: Seu cão é diabético? Controle a doença com uma dieta natural e específica.

    Sem querer ser chata, mas há coisas que são o que são e ponto. E está mais do que comprovado que sobrepeso e obesidade fazem mal e matam. Podem até não matar rapidamente, na maioria das vezes, mas vão matando em doses leves, provocando uma doença aqui, outra ali, sugando a saúde e gastando energia e dinheiro. Isso sem falar no sofrimento, muitas vezes silencioso, mas não menos real. Portanto, meus amores, é do fundo do meu coração que peço encarecidamente: cuidem do peso dos seus filhos, sejam cães, gatos ou crianças. Se você não quer cuidar do seu, ok, é um direito, uma escolha, mas faça um esforço e zelem pela saúde de quem depende de você e que não tem escolha, vai comer o que e quanto for oferecido… Fofo ou gordo? Bichanos: mais sobre “fofos ou gordos?” (Mães e pais de cachorro, também leiam, por favor). Dieta especial para peludos acima do peso ideal Peludo gordo é peludo morto: emagreça seu amigo, a saúde dele agradece! + Apanhado de links sobre obesidade em cães e gatos Quando o SEU sedentarismo reflete na saúde do seu peludo… Um post sobre diabetes em cães e gatos! Meu cão é diabético, e agora? Rapidinhas: 3 brincadeiras para ajudar a manter seu cão em boa forma! Saiba quando seu cachorro deve entrar na dieta

    ESPECIAL Xô gordurinhas! Posts sobre a importância do peso ideal na vida de cães e gatos.

    11 de Janeiro de 2012Diabetes, Obesidade, Saúde

    Doenças crônicas costumam apavorar as pessoas, mas muitas delas podem ser mais facilmente controladas se a pessoa adotar um estilo de vida mais saudável, o que sempre passará por rever a alimentação. Com nossos peludos não é diferente. Diagnósticos não são o fim, ou muito menos sentenças de morte certa e sofrimento. Muito do tratamento depende da maneira como o encaramos, com determinação para seguir em busca da cura ou do controle, ou negatividade e oportunidade para vestirmos a capa de vítimas. A boa notícia é que cães não têm a menor ideia do que palavras como diabetes e câncer significam. Já que não racionalizam, respondem de maneira maravilhosa a tratamentos ditos “alternativos”, mas que se pararmos para pensar, são os primeiros tratamentos, tão antigos quanto o bicho homem e sua relação com tratamentos usando ervas e outras terapias naturais. Leia também: Lista de veterinários holísticos no Brasil! Homeopatas, acupunturistas etc.–> Divulguem muito! Portanto, se você quer tornar sua vida e a do seu cão diabético em uma situação que até pode não ser a desejada, mas que ainda assim pode ter qualidade de vida e saúde, leia o texto abaixo com carinho e estude o post de onde ele foi extraído, no blog Homeopatas. A leitura pode até ser um pouco longa, mas salve o link e leia com calma. Afinal, é a vida e a saúde do seu filho de patas que estão em jogo, você com certeza tem interesse no assunto, certo? Bons estudos e não deixe de conferir as 3 opções de cardápio para cães diabéticos no fim deste post! Observação importantíssima: se você possui um animal diabético, procure o médico-veterinário, realize os exames solicitados, obedeça à regularidade de retornos e procure seguir à risca as orientações. O diabetes mellitus, seja tipo I ou tipo II, é […]

    Meu cão é diabético, e agora?

    Nunca gostei de praticar exercícios físicos e cresci em meio a livros e animais. Já tentei de tudo, natação, vôlei, handball, basquete, hidroginástica, caminhada, yoga, pilates (sim, eu já tive emprego e dinheiro na vida, hahaha), musculação e aulas de ginástica em academia… Quando estou lá, praticando, até acho super legal. Mas entra mês e sai mês de prática ativa, começo a faltar hoje, amanhã e cá estou, sedentária novamente…Então não pensem que quando posto algo como o texto abaixo estou dando uma de gostosa e superior e dizendo que o resto dos mortais não faz o que tem que fazer e eu faço. Coisa nenhuma!!! Só estamos magros, Shoyo e eu, porque controlo nossas dietas, já que realmente acho que excesso de peso não contribui em nada para uma vida saudável. Mas estou com a culpa do sedentarismo me corroendo faz tempo. Agora a desculpa maior é estar pobre, não ter dinheiro pra pagar nada. Mas eu podia muito bem botar meu único par de tênis e sair por aí caminhando com meu pequeno. Enfim… Vamos ver se ler a matéria da Fernanda Aranda para o portal iG me ajuda a tomar vergonha na cara! Trechos abaixo, para acessar a íntegra clique aqui. Dono sedentário, pet diabético Diabetes em cães e gatos aumenta até 32% em cinco anos, um reflexo dos hábitos dos donos com a própria saúde A massa de pizza que sobra no prato é “gentilmente” cedida ao cachorro. A preguiça de andar com o mesmo cão naquela manhã mais fria também leva o sedentarismo humano ao animal de estimação. E a combinação dos dois fatores de risco acaba como pano de fundo para a ampliação dos casos de diabetes nos pets, fenômeno registrado pelos veterinários. “Sem base científica contundente, podemos relacionar o comportamento dos homens ao […]

    Quando o SEU sedentarismo reflete na saúde do seu peludo… Um post sobre diabetes em cães e gatos!

    24 de Maio de 2011Diabetes, Obesidade, Saúde

    Olha, vocês vão me desculpar, mas há assuntos que precisam ser repetidos. Principalmente quando tratam da saúde de nossos queridos amigos/filhos de patas. Nem vou entrar no mérito de que não cuidamos tão bem assim de nossa própria saúde porque nós temos o livre arbítrio para fazer com nossos corpos e nossas vidas o que bem entendermos. Mas isto não impede que tenhamos um mínimo de respeito e preocupação com a saúde de quem juramos amar tanto e tanto. Não consigo deixar de pensar quando vejo um pet gordo de alguém que se diz apaixonado por ele, que tanta ‘paixão’ não passa na verdade de uma válvula de escape para vazios emocionais próprios, obviamente descontados nos animais. Preocupada com o perceptível aumento  de cães e gatos obesos, peço a todos que releiam os links abaixo. Quem ama, cuida! Pelo amor do amor que vocês dizem sentir por seus peludos: os mantenham magros e saudáveis! Cachorro gordo é cachorro doente. Gato gordo é gato doente. E só questão de tempo até que a palavra “doente” seja substituída por “morto”. Fofo ou gordo? Bichanos: mais sobre “fofos ou gordos?” (Mães e pais de cachorro, também leiam, por favor) Gordurinha, gordurão, vai saindo de montão!!! Dieta especial para peludos acima do peso ideal Cachorro comendo farofa e tomando refrigerante? Tsc tsc tsc… Outra ‘de matar’… Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Peludo gordo é peludo morto: emagreça seu amigo, a saúde dele agradece! + Apanhado de links sobre obesidade em cães e gatos

    13 de setembro de 2010Diabetes, Obesidade, Saúde

    Encontrar textos perfeitos sobre assuntos que gostaria de trazer pra vocês é algo que me facilita a vida incrivelmente… Direto do Cachorro Verde, aqui vai um pedaço de um destes textos sensacionais que fazem a minha alegria, principalmente quando estou caindo de sono, cheia de coisas pra fazer e de e-mails pra responder e preciso programar um post pra entrar no dia seguinte… 😉O assunto? Novamente a saúde de nossos peludos, que pode ser diminuída ou aumentada de acordo com o tamanho da cinturinha dos fofos… Ou seria dos gordinhos? A obesidade canina já é a doença nutricional mais freqüente nos países desenvolvidos, com uma prevalência na faixa de até 44%. Mesmo no Brasil, em capitais como São Paulo, o índice de cães gordinhos é alarmante. (…) Aliás, é curioso que em relação ao ser humano todo mundo reconheça que manter o peso ideal não é apenas uma questão de estética, mas de saúde. Paradoxalmente, permitimos que nossos cães engordem, mesmo sabendo que assim eles estão sujeitos às mesmas doenças dos humanos gordinhos: diabetes, artroses, etc. Se você tem um cachorro que está acima do peso, não encare esse artigo como um puxão de orelha. E sim como uma oportunidade de reconhecer e encarar esse problema de frente, de entender os motivos que levaram seu amigo a engordar e, finalmente, de fazer algo a respeito. Os animais de estimação têm uma grande vantagem: eles não sabem abrir a geladeira. Em outras palavras: é muito mais fácil fazer um cão gordo atingir o peso ideal do que fazer o mesmo com um ser humano. Motivos que levam as pessoas a engordar, como estresse profissional, frustrações pessoais, TPM, ansiedade, baixa auto-estima, não valem para os cães. Tire proveito disso! Você tem total controle sobre a dieta e sobre o peso de seu […]

    Dieta especial para peludos acima do peso ideal

    Ontem postei mais material sobre os malefícios do sobrepeso e da obesidade para cães. Hoje é a vez dos bichanos queridos, afinal, eles também são engordados por seus tutores tanto quanto, ou às vezes até mais, do que os cães. Cachorro gordo não é fofo, gato gordo não é bonito. Com saúde nós simplesmente não brincamos e ponto final. Da mesma maneira que fico triste e enraivecida quando vejo crianças obesas, quando as vejo tomando coca-cola na mamadeira ou comendo junk food e afins, experimento os mesmos sentimentos de tristeza e desespero profundos quando vejo animais de estimação acima do peso e mais ainda quando escuto argumentos do tipo “Mas se eu sou gordo, meu cachorro não poderia ser magro“. Realmente não poderia, ele deveria!Lembre-se: você pode escolher o que come e se estiver fora do peso considerado saudável para um ser humano, seja para mais ou para menos, a decisão de estar/continuar assim é única e exclusivamente sua. Mas seu animal de estimação, aquele a quem você chama de melhor amigo de patas, de filho, de amordasuavida, infelizmente não pode escolher o que come, então depende do seu bom-senso e da sua responsabilidade para ser saudável. E não adianta querer esquecer ou disfarçar: peso sobrando mata e quando seu animal ficar doente, não tenha a menor sombra de dúvida: a culpa será toda sua. Não sei quem está me lendo, não sei se o ‘chapéu’ servirá para você ou não, mas não me importo minimamente se serei odiada, meu compromisso é com os animais e bicho não é brinquedo e isso também é aplicável à maneira como você alimenta seu peludo e como mantém sua saúde. Não é muito melhor cuidar da cintura dele agora e economizar dinheiro e sofrimento depois, quando você precisará tratar de ossos e órgãos […]

    Bichanos: mais sobre "fofos ou gordos?" (Mães e pais de cachorro, também leiam, por favor)

    Já falei sobre obesidade canina aqui no blog, mas nunca é demais repetir e esta matéria curtinha que achei na net pra gente traz um teste legal . Estudando sobre alimentação de cães e gatos aprendi uma coisa muito simples e séria: não faremos mal a nossos peludos se os alimentarmos um pouco “de menos”, mas faremos muito mal a eles e podemos matá-los se os alimentarmos um pouco “de mais“. Então corra e clique aqui para ler dicas simples sobre pets acima do peso e clique aqui para fazer o teste para você descobrir se seu peludo está comendo além da conta. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Fofo ou gordo?

    22 de Fevereiro de 2010Alimentação, Diabetes, Obesidade, Saúde
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados