• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

        Por favor, se você notar alguns dos sintomas mencionados na coluna de hoje, não corra para a internet ou para qualquer outro lugar que não seja o consultório de um médico veterinário. Infecções urinárias Infecções urinárias estão entre os motivos mais comuns para que um gato seja levado a um bom veterinário com urgência. Note, por favor, que eu disse “veterinário” e “urgência”. Atendente de balcão de agropecuária, vizinhos, amigos e internet não são veterinários e “urgência” não é “se o gato não melhorar sozinho ou com o remédio que alguém disse que faria bem”.  Infecções no trato urinário não tratadas correta ou prontamente podem levar à obstrução das vias urinárias e à morte. E a obstrução das vias urinárias é uma das piores doenças possíveis para um gato ter. Sintomas Gatos que sofrem de problemas no trato urinário, seja por motivos de estresse, infecções ou cristais/pedras na urina/bexiga, apresentam sintomas bastante estranhos. Eles podem correr para a caixa de areia com frequência, mas urinar pouco ou nada. Podem miar ao tentar urinar. E não é raro que lambam seus genitais em excesso após cada tentativa fracassada de urinar corretamente. Se o gato for macho, pode ser que a parte interna do pênis fique visível. Dor aguda Conforme os rins continuam a produzir urina que não sai, a bexiga vai enchendo e esticando, o que causa dor intensa. Um gato pode responder a esta dor se escondendo ou agindo de maneira estressada e anormal. Além disso, ele reagirá ao ser pego no colo ou tocado no abdômen. Ou seja, mais atenção se um gato reagir mordendo ou arranhando, pois ele pode estar com dor e precisando de ajuda, não de bronca. Continue a ler clicando na imagem, ou aqui.

    Obstrução das vias urinárias e falência renal em gatos.

    Seu cachorro tem caspa? Então a coluna de hoje é perfeita para você saber como lidar com este problema. Clique na imagem para continuar ler o texto, ou neste link. A caspa pode ser um problema também para os cães e pode ter várias causas, desde pele seca a infestações de parasitas. Causas Troca de estações do ano, mudanças bruscas na temperatura, redução da umidade do ar e exposição a substâncias alergênicas ou a produtos de limpeza são alguns dos fatores ambientais. Desidratação e falta de gorduras saudáveis na alimentação estão ligados à dieta. Na manutenção da pelagem os fatores seriam: escovar pouco os pelos, dar banho em excesso ou deixar o cão em más condições gerais de higiene. Pele seca ou descamando pode ser o resultado de banhos em excesso. Para que a oleosidade natural da pele seja preservada, o ideal é dar um ou dois banhos por mês. Parasitas Causas menos comuns são as infestações por fungos ou ácaros. A seborreia é um exemplo e ocorre quando a pele produz óleo em excesso. O fungo comumente associado à caspa canina relacionada com a seborreia é o da Malassezia. Já o parasita associado à caspa é o ácaro Cheyletiella, que afeta especialmente os filhotes e cães com baixa imunidade. Assim como os ácaros que causam sarna, o Cheyletiella está presente naturalmente na pele dos cachorros, mas quando alguns fatores saem do controle, a imunidade do animal não consegue impedir a reprodução excessiva dos ácaros, que podem sobreviver por vários dias longe de um hospedeiro. Seus ovos podem permanecer muito mais tempo na cama, em roupas e panos dos cães, um exemplo da importância do animal viver em um ambiente limpo. É melhor lavar o enxoval do que os cães toda semana! Sintomas Conhecer os sintomas pode ajudar a prevenção. O sintoma mais […]

    Tudo sobre caspa em cães.

    Para mim, os cães e gatos sem raça definida são os melhores e não se discute. Mas se você precisa de razões para optar pela adoção de um vira-latas, a coluna de hoje é para você. Vira-latas Vira-latas é um estado em que o cão ou gato se encontra, abandonado nas ruas, não uma característica física. Eles estão vira-latas, não são. Mesmo um cão de raça definida, como um poodle, por exemplo, se estiver abandonado nas ruas será um “vira-latas”. Mas o significado mais popular do termo é o que designa como vira-latas todo cão ou gato sem raça definida, ou SRD. Também há os mestiços, aqueles animais em que uma ou mais raças são percebidas em suas características físicas e ficam com aquela cara de pastor alemão com qualquer coisa, poodle com pinscher e por aí vai. Agora, vamos a alguns motivos pelos quais você deveria considerar seriamente a adoção de um SRD ou mestiço, ou ainda, se preferir o termo, um vira-latas. Saúde Com um vira-latas você tem os benefícios das várias (ou poucas) raças das quais ele descende. Cães e gatos de raças definidas (ditas puras) são mais propensos a doenças genéticas resultantes dos cruzamentos entre familiares e linhagens, prática comum entre fabricantes de filhotes. Um animal mestiço tem muito menos tendência a desenvolver doenças hereditárias. E essa mistura de genes interfere no temperamento, inteligência e saúde geral do animal. Surpresas Você gosta de surpresas e pode arcar com elas. Ao adotar um filhote sem raça definida, você aceita descobrir aos poucos como será aquela bolinha peluda quando crescer. Ele terá porte pequeno, médio, grande? A pelagem mudará? Será mais agitado ou mais calmo quando adulto? Assim, se você prefere uma vida mais programada, tem problemas com espaço onde criar o peludo etc., opte em adotar animais […]

    5 bons motivos para adotar um vira-latas!

    Cães e gatos estão sendo roubados, inclusive com pedidos de resgate para devolver o animal. Para minimizar as chances de ser vítima dessa nova modalidade de crime, siga as dicas da coluna de hoje. Quintal Não confie em um quintal cercado. Deixar seu cão sozinho sem supervisão por longos períodos deixa-o vulnerável para ser roubado, principalmente se o ladrão puder enxergá-lo e atraí-lo para receber carinho ou comida. Durante a noite, mais vale deixar os animais dentro de casa, onde estarão a salvo de envenenamentos e de ladrões. Se a tentativa de invasão for à residência, um cão dentro de casa latindo para tentativas de arrombamento será muito mais eficiente. Também há o fator surpresa, inclusive com cães pequenos de latido forte parecendo animais maiores, prontos a defender o lar. O cão no quintal durante a noite pode ser facilmente silenciado, facilitando a entrada dos bandidos. Continue a ler clicando na imagem, ou aqui.

    Seis dicas para evitar que seu cão ou gato seja roubado.

    Lembram do 1º Max Encontro Nacional de Apoio a Protetores de Animais ? Participei a convite da empresa como imprensa em 2012 e contei tudo neste post aqui. Pois o evento já vai para a 3ª edição e recomendo a todos os que puderem participar. Infelizmente, como minha vida mudou muiiito de lá pra cá (agora trabalho e faço mestrado, zero tempo livre), não poderei comparecer, mas se pudesse, adoraria estar lá! Participem e divulguem! Total Alimentos cria programa para atender animais necessitados em todo o Brasil Programa MAX em Ação conta com mais de 800 ONGs cadastradas. Para participar basta recortar selos de doação nas embalagens dos produtos da empresa e entregar para a instituição que deseja ajudar, além de participar do 3º Encontro Nacional de Protetores de Animais, no dia 31 de agosto, em São Paulo.  O programa MAX em Ação é uma iniciativa da Max – Total Alimentos – indústria que atua desde 1974 no mercado de alimentos para animais – criado com o objetivo de levar ajuda aos animais necessitados de todo o Brasil, por meio de ONGs, protetores e simpatizantes à causa. Atualmente, o programa conta com mais de 800 instituições regulamentadas e cadastradas. Para participar, basta recortar o selo de doação que se encontra nas embalagens de produtos Max e entregar para a ONG que deseja ajudar, inserir o selo nas urnas disponíveis em diversos Pet Shops apoiadores da ação ou enviar via correio para a Total Alimentos, Caixa Postal 51, CEP 37410-000, Três Corações. “Agora, toda vez que você alimentar seu amigão em casa, poderá ajudar os animais que não tiveram tanta sorte ainda de ter um lar e uma família”, afirma a Coordenadora do programa, Natália Miranda. Mais ações Outra causa que a Total Alimentos apoia é a guarda responsável por meio do Programa Max Identidade, como foco na […]

    Total Alimentos cria programa para atender animais necessitados em todo o Brasil.

    22 de julho de 2014Destaques, Eventos

      Pesquisas nos campos da neurociência e da psicologia têm demonstrado que os peludos não apenas sonham, mas que seus sonhos são muito similares aos nossos. Cães sonham? Eles movimentam as pernas, o rabo e chegam até a latir, chorar ou rosnar. Ainda assim, fica a dúvida: será que os cães sonham? Saber a resposta é mais do que uma curiosidade e pode ajudar a melhorar a saúde humana. O começo do século XXI trouxe muitas pesquisas feitas e publicadas nos campos da neurociência e da psicologia, buscando entender a existência e o impacto dos sonhos na cognição dos animais. Estudos de instituições como a Universidade British Columbia e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts sobre os sonhos de animais comprovaram ser úteis no entendimento de doenças humanas complexas e graves, como Alzheimer e insônia. Estudos Os resultados demonstraram que muitos animais (humanos, ratos, cães, gatos e até alguns pássaros) compartilham semelhanças na estrutura do cérebro e em padrões de atividade elétrica cerebral, estejam acordados ou dormindo. Isto sugere não apenas que os cães sonham, mas que é quase certo de que seus sonhos revivem as atividades do dia e os ajudam a processar aprendizados, assim como os nossos. Semelhanças Porções análogas da estrutura cerebral que produzem imagens visuais e criam memórias parecem ter um funcionamento similar entre as espécies mamíferas. Os sonhos começam dentro de vinte minutos para os cães e podem variar de duração ou número dependendo de fatores como o tamanho ou a idade do cachorro. Peludos de porte maior parecem sonhar por mais tempo, mas com menor frequência. Independentemente do porte, os filhotes, que ainda estão aprendendo muito sobre o mundo, tendem a ter mais sonhos do que cães adultos ou idosos. Continue a ler o texto clicando aqui.

    Será que cães e gatos sonham?

      Tudo bem que as férias do meio do ano costumam ser mais curtas, mas qualquer viagem, mesmo que durante um final de semana, pede cuidados especiais com cães e gatos da família. Conheça alguns deles na coluna de hoje. Férias  Vêm aí as férias do meio do ano e se a família for viajar, é sempre bom planejar como ficará o cão ou gato no período. Se optarem por levá-lo junto e a viagem for de carro, o mais seguro é fazer o trajeto dentro de uma caixa de transporte bem posicionada dentro do veículo. Só o alimente até três horas antes de embarcar e pare eventualmente para ele beber água, urinar e esticar as pernas. Nunca saia do carro sem que ele esteja usando coleira e guia, o que também vale para gatos. Providencie um atestado veterinário, que é obrigatório e precisa ser expedido no mínimo oito dias antes do embarque. Se ele for junto de ônibus ou avião, consulte com antecedência a empresa de transporte escolhida para saber suas exigências. Em casa Se preferir deixar o peludo em casa, contrate um profissional especializado ou um amigo/vizinho/parente para cuidar dele diariamente. Esta opção é boa principalmente se você tiver gatos, pois eles geralmente ficam melhor no lar do que em hotéis. Com estas visitas diárias até sua casa fica mais protegida. Dependendo das condições e do temperamento do animal, os benefícios de permanecer em casa superam as desvantagens de ficar sozinho. Mas se ainda assim você preferir contratar uma hospedagem, escolha com calma, apareça de surpresa no estabelecimento para ver como os animais são tratados, fique de olho na higiene e assine um contrato. Qualquer opção em que o animal saia de casa propicia fugas.Todo cuidado é pouco e ninguém quer viajar e saber que seu melhor amigo […]

    Como cuidar de seu bichinho de estimação durante as férias do meio do ano.

    Quer ajudar animais abandonados sem precisar adotar ou ser voluntário em uma organização não governamental? Abra sua casa e ofereça um lar temporário para ajudar protetores e ONGs a salvar vidas. Salve Abrigar um animal pode não fazer diferença na imensa massa de cães e gatos necessitando de ajuda, mas faz toda a diferença naquela vida que você está ajudando a salvar. E só isto já deveria bastar. Oferecer um lar temporário permite que protetores e organizações não governamentais ajudem a milhões de animais todos os anos no mundo, pois libera vaga em abrigos e casas de protetores, sempre superlotados. Assim, eles podem recolher outros bichos de situações de maus-tratos ou abandono, pois terão onde abrigá-los. A parte mais cara de ajudar a um peludo costuma ser o pagamento de hospedagens. E quando o peludo que você abrigou for adotado, você estará pronto para ajudar novamente, salvando mais vidas. Experimentar Tem gente que não pode ou não quer se comprometer com responsabilidades em longo prazo, algo que a adoção exige, já que teremos mais de uma década de convívio com o cão ou gato adotado. Ao oferecer um lar temporário, você ficará com o animal sob seus cuidados por um período de tempo apenas, até que seja adotado. A solução também é ótima para pessoas idosas, que têm medo de falecer e deixar seus bichinhos desamparados, pois todo animal em lar temporário é responsabilidade de um protetor ou ONG. Conhecimento Pense na experiência de oferecer um lar temporário como um curso intensivo sobre cães ou gatos. Ao ajudar oferecendo sua casa e cuidados, você conviverá com vários deles ao longo do tempo, verá como se comportam, notará suas diferenças de comportamento e aprenderá muito com eles, o que será útil para você ajudar a outras pessoas com os conhecimentos adquiridos […]

    Seis motivos para oferecer um lar temporário para um cão ou gato.

    Florais Os florais de Bach são essências vibracionais de flores provenientes da Inglaterra e podem e devem ser utilizadas em qualquer ser vivo. Eles agem equilibrando as emoções, como por exemplo, equilibrando raiva em amor, hiperatividade em tranquilidade, carência em paz no amor etc. Os florais de Bach possuem 38 essências, sendo 37 retiradas de flores e uma de água em pedra. Na formulação o especialista em terapia floral poderá associar até 37 essências. Preparo As essências florais são retiradas da natureza através de dois métodos, o Método Solar e o Método de Fervura, e depois são embaladas e distribuídas para todo o mundo. Os florais no Brasil são manipulados em farmácias de forma diluída para seres humanos a 30% de veículo alcoólico e para animais a 10% de veículo alcoólico. Os florais devem ser armazenados longe de aparelhos elétrico e celulares e sempre à temperatura ambiente. Um bom lugar para guardar florais e homeopatias é dentro de caixas de isopor. Indicação Florais são muito utilizados em cães e gatos para equilibrar sentimentos como raiva, hiperatividade, agressividade, medos, traumas, depressão, saudade, perda de controle, dominância etc. Não possuem contra indicações, inclusive podem ser utilizados em tratamentos junto com alopatias e com homeopatias. Para animais com medo de fogos de artifício os florais podem ser muito úteis, mas devem ser usados com critério e regularidade. Para continuar a ler, clique na imagem, ou aqui.

    Terapia com florais: uma alternativa no tratamento de cães e gatos, inclusive contra medo de fogos.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados