• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    E nem sou eu dizendo… Vejam o ótimo texto que a Baiana me mandou (em janeiro!) e eu achei agora perdido no meu inbox… Ele corrobora tudo que sempre prego sobre castração e foi retirado na íntegra do site da Fundação Alexandra Schlumberger. A castração de animais, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é uma forma de mutilação. Não existe, ainda, melhor método anticoncepcional que a castração uma vez que ela representa um benefício à saúde do animal e uma importante aliada no combate ao crescimento populacional de cães e gatos. Existem muito mitos sobre a castração. Procuraremos demonstrar que este procedimento é, na verdade, um ato de amor, pois aumenta a expectativa de vida do animal além de proporcionar uma melhor qualidade de vida. A castração é uma cirurgia rápida, feita com auxílio de anestesia e medicamentos anti-inflamatórios sendo que o melhor período para a sua realização é aquele entre os 6 e 8 primeiros meses de vida do animal. Entretanto, não há prejuízo algum se ela for realizada em animais adultos. Na fêmea, a castração é chamada de OSH (Ovário-Salpingo-Histerectomia) e consiste na retirada do útero e dos dois ovários. Se castrada antes do 1º cio, a fêmea) tem reduzida a quase a zero a possibilidade de desenvolver tumores de mama (que são os mais comuns em cadelas idosas). Além disso, fica livre de tumores de ovários e de útero além da piometra, tipo de infecção uterina que pode se manifestar em cadelas de qualquer idade. Além de prevenir o câncer, a castração elimina todos os sintomas do cio como o sangramento, a gravidez psicológica, o inchaço da vulva e o incômodo por ser, no período do cio, ‘perseguida’ por machos. Além de todos esses benefícios, a castração evita que a cadela desenvolva diabetes e, também, […]

    Castração é SAÚDE!

    A nota que ilustra este post saiu no jornal Notícias do Dia do dia 28 de julho, na coluna do Miltinho Cunha. Não dá para ler algo que diz respeito diretamente a tudo que defendo e batalho e não fazer nada… Enviei ao colega colunista o texto que reproduzo abaixo como mais um post para conscientizar as pessoas sobre a importância da castração não só para a saúde dos animais, mas para um mundo melhor, menos cruel e até mesmo mais saudável. Só adicionando algo que esqueci de comentar no e-mail para o Miltinho: as invés das pessoas procurarem um “magarefe (açougeiro)” qualquer, deveriam aprender sobre o absurdo que o corte de orelhas e a retirada de cordas vocais representam na vida dos animais e simplesmente NÃO PRATICAR nenhum deles, até porque são ILEGAIS. “Caro colega, Nos conhecemos brevemente na sessão de fotos para a divulgação do Notícias do Dia, na última semana.Com tristeza leio tua opinião na coluna de hoje sobre uma decisão que deveria ser aplaudida e incentivada: a proibição de corte de orelhas, caudas e retirada de cordas vocais de cães. Esclarecendo: o corte de caudas e de orelhas em nada contribui para a saúde e bem estar dos cães, somente existe por questões estéticas, para obedecer a padrões de raça que já foram mudados nos associações cinófilas mundiais. Um dia, cães mutilados não participarão mais de exposições, nem concorrerão a prêmios. Sobre a extração das cordas vocais não preciso nem comentar, né? É simplesmente absurdo, cruel, insano. Pessoas mutilam seus animais em nome de um silêncio que só não existe porque elas não têm a menor capacidade de educar seus cães, quem dirá de tê-los (mas comprar é tão fácil, né?). Fico imaginando como andam educando seus filhos… E enquanto isso, o mundo segue e assistimos […]

    Êpa, êpa, êpa! Castração, SIM! Mutilação, NÃO!

    Retirar animais das ruas para depois não trabalhar a doação responsável deles não é proteção animal, é colecionar cães/gatos. O resultado são canis e abrigos superlotados, sem qualidade de vida efetiva para os animais. Gatos vivem em gatis lotados, cães vivem presos a correntes ou em canis pequenos e lotados. Tudo isto só os deixa estressados e, muitas vezes, doentes em virtude da baixa imunidade que tem muito a ver com a saúde psicológica. No fim, cães e gatos terminam tendo cada vez menos chances de adoção, já que novos animais chegam com freqüência e, sem ações efetivas de doação a bola de neve só cresce. Para ver como é possível fazer diferente, clique aqui e conheça o projeto da Prefeitura de Americana, onde eles trabalham a doação dos animais resgatados e utilizam, desde dezembro último, microchips para controle das doações, além de focar intensamente na instrução e divulgação sobre Posse Responsável. Adotou e abandonou? O microchip do animal ‘denuncia’ o malfeitor, que é multado!A Prefeitura também castra gratuitamente cães e gatos da população. Achei interessante que o cadastro é preenchido nos postos de saúde da prefeitura, que depois encaminha as fichas preenchidas para o Núcleo de Controle de Zoonoses (que não tem canis lotados, só doa animais castrados e trabalha ativamente as doações!), demonstrando parceria entre os centros de saúde da prefeitura. Pena que aqui em Floripa os agentes de saúde não estejam autorizados nem ao menos a entregar folhetos explicativos sobre a causa animal e controle de zoonoses. E mais pena ainda que a maioria absoluta das prefeituras nem sequer tenha política de proteção animal. Leia notícia sobre o projeto de Americana clicando aqui. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Prefeitura de Americana: conheça este belo exemplo de inclusão social de cães e gatos!

    Mais um site no ar para ajudar os peludos, além de ser também mais uma ONG lutando por eles!!!E aproveite para comprar uma camiseta da Cão Terapia através do site! O dinheiro será revertido para castração de animais de rua ou de pessoas de baixa renda de municípios da Grande Florianópolis que não possuem programa de castração gratuita. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    OBA! OBA! OBA!

    Objetivo é provar que cirurgia de vasectomia foi malsucedida.Labrador teve nove filhotes ‘não planejados’ com pastora alemã. A dona do labrador realmente fez certo: ao saber que seu cão tem uma doença hereditária, optou em não deixar que ele procriasse. Só lamento não ter castrado seu amigão de vez. Ela alegou que optou pela vasectomia por que a castração mexe com os hormônios, MAS É JUSTAMENTE ESTE um dos maiores benefícios da cirurgia: o animal não fica mais ESCRAVO do impulso sexual.Não vai fugir atrás de cadelas no cio, não vai ficar agressivo/irritado/eufórico quando sentir fêmeas no cio nas redondezas (e o focinho dele sente o cheiro de loooonge!), não vai ficar montando em outros animais e em humanos de tanto ‘tesão’, não vai sair fazendo xixi por tudo para provar que ele é o machão do pedaço etc. etc. etc.Clique aqui para ler a reportagem e entender o caso e aqui para ler mais sobre castração. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Labrador vasectomizado é pai de nove filhotes e tutora vai fazer DNA para provar paternidade!

    5 de Maio de 2008Castração, Notícias

    O Governador de São Paulo, José Serra, sancionou o Projeto de Lei 117/08, de autoria do Dep. Feliciano Filho (PV). Segundo texto do próprio Deputado que circula pela internet: “A partir de agora os CCZs, Carrocinhas, Canis Públicos e Congêneres de todo o Estado de São Paulo, ficarão proibidos de sacrificar animais sadios, sendo apenas permitida a eutanásia em animais que apresentem males ou doenças incuráveis, ou enfermidades infecto-contagiosas que coloquem em risco a saúde pública, devendo ser justificada por laudo técnico que ficará à disposição das entidades de Proteção Animal e de todos.O poder executivo poderá desenvolver programa que vise o controle reprodutivo de cães e gatos e outras medidas como identificação e registro dos mesmos.” É uma ÓTIMA notícia, mas que exige outra medida fundamental: o encaminhamento dos animais salvos. Qualquer pessoa que já foi a um abrigo super-lotado sabe que só salvar não basta, é necessário dar uma vida digna e encaminhar para adoção quanto antes (está aí também o post sobre o canil da Dona Olga, que mostra bem essa realidade de canil lotado).Engraçado que ontem mesmo postei sobre o CCZ de Ubatuba e sua bem-sucedida campanha de doação de animais. Se o título de ontem era “Exemplo para todas as prefeituras” o de hoje poderia muito bem ser “Exemplo para todos os Estados”. Clicando aqui você lê um ótimo texto sobre o controle populacional de cães e gatos.Como sempre, a saída é a dupla ‘castração – educação‘.Veja este trecho: Nos EUA, a política de eliminação durou até o início dos anos 1970, quando os primeiros programas de controle animal, tanto nos Estados Unidos quanto no Canadá tiveram início, com campanhas de castração, leis e conscientização. Três décadas dessas iniciativas nos EUA reduziram o número de mortes em mais de 50%, além de praticamente acabar com […]

    Governo de SP proíbe sacrifício de cães e gatos nos CCZs DO ESTADO!!!

    Lembram do Théo? O cãozinho que jura ser um pescador contemplativo? Pois vejam a mensagem que recebi esta semana do pai dele. Achei um BARATO a saída que ele arrumou para justificar o que as pessoas ignorantes consideram como um ato maldoso e que na verdade, é um ato de amor, pois só traz qualidade de vida ao animal: a CASTRAÇÃO! Uma excelente saída para lidar com gente ignorante, contra quem simplesmente não há argumentos. Até eu vou passar a usar a ótima sacada do Carlos quando ouvir as besteiras de “Ai coitados dos teus cachorros, por que castrar os pobrezinhos?”. foto: Théo! “Boa tarde!!!! Bem, venho aqui para relatar a nossa experiência, minha e de meu filho canino, Theófilo Antônio. Sempre escutei sobre os benefícios da castração e, como normalmente, tive medo e preconceito. Mas de tantas matérias a favor da castração e vendo a situação dos cães abandonados em minha cidade comecei a pensar se conseguiria dar os filhotes de meu Théo sem saber se seriam prováveis cães de rua! Então, por estes motivos e mais alguns decidi castrá-lo neste último sábado, dia 8 de março.foto: Théo dormindo de barriga pra cima, todo tosado, bem fresquinho! LINDOOO! O Veterinário foi de uma gentileza incomum, pois já tinha procurado outro que se recusou alegando que eu estava castrando um filho de 20 anos! Este veterinário da Clínica Campo Verde do bairro Ingleses foi em minha casa buscar o Théo e o devolveu dentro de duas horas e meia. Hoje meu Théo está um pouco diferente, surpreendentemente mais calmo, ainda não fez xixi dentro de casa como de costume e está um grude comigo. Creio que valeu a pena e espero que meu bebe viva com saúde por muito tempo ainda. Justificando a ignorância!!!! Esta eu tenho que contar: me […]

    ÓTIMA história sobre castração!

    15 de Março de 2008Castração

    Ontem almocei rapidinho com a Fabi Bast. Daqui a pouco chega uma senhora vizinha dela com um sobrinho e começa a perguntar do Neto. Papo vai, papo vem, a senhorinha diz que o sobrinho tem duas yorks e que vai botar uma delas para cruzar. PRONTO, lá vou eu conversar com o cara sobre castração, totalmente sem sucesso. Realmente, contra a ignorância não há argumentos… Isso que a york que ele quer cruzar está mais para rato que para york: tem 1,5kg! E ele nem sabia que os yorks originalmente tinham de 6 a 7kg e foram criados para caçar ratos e outros animais de toca. Como o almoço era rápido e a senhora boa ouvinte, falei TUDO que eu queria para ela, sem nem olhar mais para o sobrinho, que só ouvia. Paciência, não havia nem tempo para fazer mais e o cara já não me deu bola de cara (grrr!). De noite, eu e o namorido fomos no Nigiri comer um sushi básico (ai, tadinhos dos peixes… Um dia ainda tomo vergonha na cara e viro vegetariana… Ao menos os polvos eu não como mais, mas o salmão, as lulas, os camarões, os atuns… Tá difícil!) e o Alex, gerente de lá e colega nosso desde que a casa abriu e começamos a freqüentá-la, já veio direto me contar as novas peripécias do labrador de 5 meses dele, o Paco. E lá fui eu com o papo da castração novamente, que aliás toda vez que vou ao Nigiri o Alex já sabe que vai ouvir minha campanha “Castre o Paco!“. Sinto muito resistência à castração nos homens. Há um tabu besta e infantil, uma identificação de ‘machos’ que em nada ajuda a triste vida dos animais que teriam uma melhor qualidade de vida se fossem castrados e libertados […]

    Sempre o mesmo papo… Castrar, castrar, castrar!

    6 de Março de 2008Castração

    Que, sinceramente… Só prendendo e cassando a licença… Os dois últimos casos: há um monstro no bairro Bela Vista aqui em Floripa que já matou vários animais por pura incompetência técnica, e ele, além de operar sem alvará, ainda mantém uma pet shop que quase matou uma cadelinha durante a tosa, deixando-a com feridas enormes, em pele viva, e ainda tiveram a cara de pau de oferecer à cliente dar uma outra cadela no lugar da dela! Outro: tenho um leitor muito querido que me escreve direto e que marcou a castração de seu cãozinho, de uma raça incomum aqui em Floripa, para começo de dezembro. E QUE “conselho” me dá o INFELIZ do veterinário a ele? Que não castre o animal, que é como um ‘rapaz de 20 anos’ e por que vai procurar uma cadela da mesma raça para cruzarem…CÉUS, santa ignorância! Isto numa cidade com MILHARES de animais abandonados e outros tantos vítimas de maus tratos. Abaixo, minha resposta ao rapaz, pai do cachorro, que depois de me contar tudo isso e que a ‘vizinhança’ não queria que ele castrasse seu cão, me perguntou “E agora, o que você me diz?”: “Eu digo: esse veterinário pode ser competente, mas é totalmente ALIENADO com relação ao ENORME problema de animais abandonados e dos que sofrem maus-tratos mesmo tendo pessoas responsáveis por eles, que o cachorro é teu e não da tua vizinhança, logo, é você quem decide e, se amanhã ou depois ele morrer atropelado por que fugiu para cruzar atrás de uma cadela de rua no cio, VOCÊ é quem sofrerá horrores com isso, que o veterinário pode até achar uma fêmea igual ao seu cão agora AGORA, mas e depois? ele sente desejo TODO SANTO DIA em que sente o cheiro de uma fêmea no cio, […]

    Tem cada veterinário por aí…

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados