• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    As perguntas abaixo foram feitas pelo Instituto Nina Rosa para os fabricantes da Infertile, ‘castração química’ para cães machos. Recebi o material do pessoal do Sentiens Defesa Animal.Faz vários dias que recebo e-mails e mais e-mails de veterinários e até de protetores que estão se posicionando contra a castração química. Esperei até ter algo em mãos de uma fonte confiável. Aí está. Depois que ouvi de um veterinário, cara a cara comigo, que colegas de profissão estão revoltados com o atendimento gratuito da Prefeitura de Floripa oferecido a animais de quem comprova renda abaixo de três salários mínimos, realmente fica difícil dar ouvidos a qualquer veterinário em quem eu não confie ou conheça muito bem. Considerando que a castração química vai afetar os preços exorbitantes que a maioria cobra para castrar cães e gatos, é de esperar uma reação da classe contra o produto. Claro que realmente pode ser que o Infertile tenha defeitos etc., mas ainda estou na fase de ouvir antes de emitir minha opinião. Até porque já falei aqui que nada substitui os benefícios mil da castração tradicional em fêmeas e machos. Acho importante lembrar que a aplicação é feita com aquela agulha de injetar insulina, pequena e fininha. Bom aí vai o material: RESPOSTA INFERTILE Recebemos da equipe Infertile (info@infertile. com.br) respostas aos mais frequentes questionamentos a respeito do esterilizante químico para cães machos. HISTÓRICO DO INFERTILE E PRODUTOS SIMILARES 1. Pela dificuldade de trazer neutersol a um preço popular para o Brasil, surgiu a necessidade de desenvolver o infertile. A idéia inicial era importar o neutersol, entretanto, como o custo deste produto era muito elevado, cerca de 50 dólares a dose, inviabilizaria sua utilização no Brasil, devido a nossa realidade econômica. Iniciamos então em 2003 os estudos para desenvolver uma fórmula nacional, porém diferente do […]

    Instituto Nina Rosa fala sobre a Infertile

    Existe uma música assim no mundo, não? Sei lá. Só sei que para variar eu dou uma viajada boa na hora de achar títulos para os meus posts… E o assunto de hoje é OBESIDADE canina! E para tratar do assunto, não precisei nem escrever minhas considerações, bastou achar ótimos textos em alguns dos blogs recomendados no Mãe de Cachorro. Do excelente Cachorro Paraguaio, colo o trecho abaixo e depois vocês seguem lendo a íntegra ao clicar aqui. “Pois é minha gente, assim como as pessoas no mundo contemporâneo, os cães tem sofrido cada vez mais com o problema de obesidade. O excesso de alimentação e a falta de exercícios fazem com que os peludos sofram com a obesidade, que muito além de uma silhueta mais arredondada (ou quadrada) trazem sérios problemas de saúde. O diabetes, problemas cardíacos, problemas osteoarticulares e de reprodução são os mais frequentes quando se fala em excesso de peso. Além do excesso de ingesta de alimentos, disfunções hormonais podem levar à obesidade, no entanto, esses são apenas 25% dos casos.“ E sobre diabetes, indico um post do Cachorro Verde recomendado pela querida Carmen Cocca, veterinária e autora do blog Homeo patas. De novo, um pedacinho do texto para vocês ficarem curiosos e terminarem de ler clicando aqui. “— Cachorro e gato podem ter diabetes? Jura? Igual a gente? Todo mundo já deve ter ouvido essa pergunta. Sim, cães e gatos podem apresentar diabetes, colesterol alto, neoplasias (câncer), alergias, cálculo renal e muitos outros problemas que também acometem os humanos. Mas quem é que ouvia falar, tão freqüentemente, em cães e gatos diabéticos há 20, 30 anos? Na época de nossos pais e avós, os pets roíam ossos, comiam restos da nossa comida e tinham acesso ao quintal onde se exercitavam à vontade. Com essa dieta […]

    Gordurinha, gordurão, vai saindo de montão!!!

    E nem sou eu dizendo… Vejam o ótimo texto que a Baiana me mandou (em janeiro!) e eu achei agora perdido no meu inbox… Ele corrobora tudo que sempre prego sobre castração e foi retirado na íntegra do site da Fundação Alexandra Schlumberger. A castração de animais, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é uma forma de mutilação. Não existe, ainda, melhor método anticoncepcional que a castração uma vez que ela representa um benefício à saúde do animal e uma importante aliada no combate ao crescimento populacional de cães e gatos. Existem muito mitos sobre a castração. Procuraremos demonstrar que este procedimento é, na verdade, um ato de amor, pois aumenta a expectativa de vida do animal além de proporcionar uma melhor qualidade de vida. A castração é uma cirurgia rápida, feita com auxílio de anestesia e medicamentos anti-inflamatórios sendo que o melhor período para a sua realização é aquele entre os 6 e 8 primeiros meses de vida do animal. Entretanto, não há prejuízo algum se ela for realizada em animais adultos. Na fêmea, a castração é chamada de OSH (Ovário-Salpingo-Histerectomia) e consiste na retirada do útero e dos dois ovários. Se castrada antes do 1º cio, a fêmea) tem reduzida a quase a zero a possibilidade de desenvolver tumores de mama (que são os mais comuns em cadelas idosas). Além disso, fica livre de tumores de ovários e de útero além da piometra, tipo de infecção uterina que pode se manifestar em cadelas de qualquer idade. Além de prevenir o câncer, a castração elimina todos os sintomas do cio como o sangramento, a gravidez psicológica, o inchaço da vulva e o incômodo por ser, no período do cio, ‘perseguida’ por machos. Além de todos esses benefícios, a castração evita que a cadela desenvolva diabetes e, também, […]

    Castração é SAÚDE!

    A nota que ilustra este post saiu no jornal Notícias do Dia do dia 28 de julho, na coluna do Miltinho Cunha. Não dá para ler algo que diz respeito diretamente a tudo que defendo e batalho e não fazer nada… Enviei ao colega colunista o texto que reproduzo abaixo como mais um post para conscientizar as pessoas sobre a importância da castração não só para a saúde dos animais, mas para um mundo melhor, menos cruel e até mesmo mais saudável. Só adicionando algo que esqueci de comentar no e-mail para o Miltinho: as invés das pessoas procurarem um “magarefe (açougeiro)” qualquer, deveriam aprender sobre o absurdo que o corte de orelhas e a retirada de cordas vocais representam na vida dos animais e simplesmente NÃO PRATICAR nenhum deles, até porque são ILEGAIS. “Caro colega, Nos conhecemos brevemente na sessão de fotos para a divulgação do Notícias do Dia, na última semana.Com tristeza leio tua opinião na coluna de hoje sobre uma decisão que deveria ser aplaudida e incentivada: a proibição de corte de orelhas, caudas e retirada de cordas vocais de cães. Esclarecendo: o corte de caudas e de orelhas em nada contribui para a saúde e bem estar dos cães, somente existe por questões estéticas, para obedecer a padrões de raça que já foram mudados nos associações cinófilas mundiais. Um dia, cães mutilados não participarão mais de exposições, nem concorrerão a prêmios. Sobre a extração das cordas vocais não preciso nem comentar, né? É simplesmente absurdo, cruel, insano. Pessoas mutilam seus animais em nome de um silêncio que só não existe porque elas não têm a menor capacidade de educar seus cães, quem dirá de tê-los (mas comprar é tão fácil, né?). Fico imaginando como andam educando seus filhos… E enquanto isso, o mundo segue e assistimos […]

    Êpa, êpa, êpa! Castração, SIM! Mutilação, NÃO!

    Você sabia que já há cães farejando pessoas para descobrir tumores? A eficácia de cães que farejam câncer de pulmão através do hálito das pessoas é de 99%.Não sei se o que acontece neste comercial, do cão reconhecer o órgão doado do dono, é possível, mas o filme é lindo.Seja um doador de órgãos! E aproveite para doar sangue também. Não há nada melhor do que fazer o bem, sem nem saber a quem! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Superfaro!

    9 de julho de 2008Animais e nós, Câncer

    Sei que já postei sobre o assunto, mas sempre é bom relembrar…Fora que é um assunto que não passa santa semana sem que eu tenha que explicar para alguém: os benefícios da castração de cães e gatos!Com vocês, um texto do Vida de Cão, escrito pela Sílvia, que é um amor e super prestativa.Ótima leitura! Mitos e verdades sobre a castração A castração ainda é um assunto bastante polêmico para os proprietários de animais de estimação. Está associada à imagem de cães e gatos gordos e letárgicos, “cirurgia cruel”, “mutilação do animal”, etc.. É preciso desvendar o que há de falso e verdadeiro sobre a castração e entender bem quando ela é recomendada. “A castração deixa o animal gordo”Falso . A castração pode causar aumento do apetite, mas se a ingestão de alimento for controlada e o dono não ceder às vontades do animal, o peso será mantido. Observa-se que animais castrados quando jovens, antes de completar 1 ano de vida, apresentam menos sinais de aumento de apetite e menor tendência a se tornarem obesos. A obesidade pós castração é causada, na maioria das vezes, pelo dono e não pela cirurgia. “A castração deixa o animal bobo”Falso . O animal ficará letárgico após a castração apenas se adquirir muito peso. Gordo, ele se cansará facilmente e não terá a mesma disposição. A letargia é conseqüência da obesidade e não da castração em si. Os animais na fase adulta vão, gradativamente, diminuindo a atividade. Muitos associam erroneamente esse fato à castração. “A castração mutila o animal, é uma cirurgia cruel!”Falso . A cirurgia de castração é simples e rápida e o pós-operatório bastante tranqüilo, principalmente em animais jovens. É utilizada anestesia geral e o animal já está ativo 24 horas após a cirurgia. Não há nenhuma conseqüência maléfica para o animal […]

    Mitos e verdades sobre a castração de cães

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados