• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    A Marília Andrade é uma jornalista aqui de Floripa que tem um quadro sobre cães no programa Tricotando no canal 4 da NET. Já fui lá dar entrevista uma vez, na estréia do quadro dela, lembram? E ela também tem uma coluna sobre animais no site Do que elas gostam. Fuçando nas colunas da Marília, achei um texto bem legal, que indica alguns livros sobre cães.Clique aqui e vá lá ler! E deixo como minha dica de leitura, mais vez, o Adestramento Inteligente, do Alexandre Rossi. —Quer mais? Clique aqui Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Para quem gosta de ler…

    Ontem fui na mesa da Fabi Bast (sim, trabalhamos na mesma empresa) e ela estava toda eufórica com umas gralhas azuis, blábláblá, e ficou de me mandar tudo para eu entender e colocar no blog. Só que ela escreveu tão bonitinho que resolvi simplesmente colar aqui tudo que ela mandou.É mais um daqueles relatos onde paramos para refletir sobre a confiança que os animais depositam em que lhes cuida e protege, sobre a pureza dos animais, que não têm malícia e que, justamente por isso, muitas vezes acabam sofrendo nas mãos humanas, o que, felizmente não é o caso nesta família. Com vocês, as gralhas azuis de Santo Amaro! “Ana, História das gralhas: dois filhotes de gralha azul caíram do ninho, feito em cima de um jacatirão gigantesco, naquela chuvarada/enchente de janeiro no sítio de um casal amigo, Simone e Gardel, em Santo Amaro. Eles deixaram as bichinhas no chão pra ver se a mãe vinha pegar, ficaram de tocaia, ouviram os gritos da mãe, mas ela não veio resgatar os bebês. Com receio dos lagartos e cobras (predadores naturais) e do Guri, vira-lata adotado da Antonia (predador artificial de gralhas e filhotes de pato), o Gardel colocou os filhotes num ninho de plástico e depositou numa árvore perto de onde tinham caído. A mãe ficou silenciosa e nunca apareceu. Então colocaram os filhotes numa gaiola e passaram a alimentá-los com pasta para bebês-aves, minhocas, frutas e todo o arsenal de nutrientes que o Gardel pesquisou na internet. As aves cresceram rapidamente, ganharam penas e logo ficaram soltas. Mas passados quase 3 meses, elas se recusam a ir embora. Acompanham o Gardel por onde ele vai; reconhecem a voz a dele desde os primeiros dias; ficam na maior euforia quando ele chega perto delas; pousam nos ombros e pedem carinho […]

    As gralhas de Santo Amaro: uma adoção diferente!

    Adoro quando cai na minha mão um texto perfeito como o abaixo e que casa tão bem com tudo que tenho dito aqui no blog desde sempre. Assino embaixo 100% nos argumentos da autora. Faz tempo que estava querendo escrever sobre os estereótipos que as pessoas fazem das pessoas que ajudam os animais. Quem cuida de gente (idosos, crianças, drogados etc.), tem vida, é socialite, tudo bem. Quem cuida de bicho é um ser humano ‘anormal’, não tem vida própria e logo é rotulado com muita ignorância: é maluco, é de esquerda, é sujo, é vadio, é obeso, é desempregado, é comunista, é solteirona, não gosta de gente, não tem marido etc. e por aí segue a lista politicamente incorreta. Entretanto, o que quem gosta de bicho realmente é, é um ser humano compassivo, ciente da sua presença nesta Terra e, principalmente, alguém que não se considera, por sua simples condição de humano, um ser supremo, superior e com direitos divinos de destruir tudo o mais a seu redor. Outra parte do texto que me chamou atenção e que a autora coloca muito bem é a questão das pessoas sempre se aproveitarem desta consciência dos que ajudam os animais para lhes aumentar ainda mais a longa lista de deveres, sempre querendo direcionar a estas pessoas animais que poderiam, tanto quanto um ‘protetor’, ajudar. Engraçado como funciona o inconsciente coletivo. O nome do site da Maria é justamente o nome que dei para o seção no Mãe de Cachorro em que mostro animais à espera de um lar: “Anjos para adoção”. Boa leitura! Nós e os Animais: o mundo de ponta-cabeça Muitas vezes acho que o mundo está de ponta-cabeça. Eu observo algum fato e espero determinadas atitudes das pessoas, mas tudo acontece ao contrário. Gosto de animais e não consigo […]

    Texto PERFEITO sobre responsabilidade, proteção etc.

    Infelizmente, fiquei sabendo em cima da hora, mas hoje o pessoal do Cão Sem Dono estará no programa da Ana Hickmann na Rede Record às 9:15 da manhã. Assistam e me contem, que estarei no trabalho e não tenho como ver. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Cão sem dono na Rede Record às 9h!

    11 de Março de 2008Blogs e Sites, Eventos

    Recebi o texto abaixo da Fabi Bast, mãe do Neto. O título do e-mail era “Texto legal”. Depois, só o texto mesmo, sem nem referência. Mas nada que o Google não me resolva: clique aqui e veja o blog da autora, Vanessa Ornella. Ah, estou em uma semana para lá de superhipermegamaxi ocupada, então talvez eu não apareça por aqui todos os dias, ok?Inté! “Ozzy Maria Eu não sei explicar porque os animais me emocionam tanto. Talvez sejam os olhos, que falam mais que mil palavras; talvez seja pela confiança que eles depositam na gente, tanto pro bem quanto pro mal — os animais, infelizmente, estão à nossa mercê, e muita gente abusa desse poder pra praticar todo tipo de crueldade. Eu não tenho mais verbo pra falar de crueldade, e nem é disso que quero falar, e sim da Ozzy Maria, a cadela que mudou minha vida pra sempre e me ensinou que amar bicho é uma coisa, e ser veterinário é outra bem diferente. Ozzy era a pitbull do filho da ex-esposa de um ex-cliente que tinha recém se separado. Na separação de bens afetivos e materiais, ele ganhou a cadela. Há divórcios que vêm para o bem, e esse gerou um lucro e tanto: a Ozzy era o touro Ferdinando sob a pele de um cão: contemplava flores, tinha amigos peludos que caberiam em sua boca, mas ficava com o peite cheio de leite só de encontrá-los na praça da esquina. Seu olhar era doce e lânguido, e como quase todo pitbull, era um animal extremamente robusto e saudável até apresentar insuficiência renal aguda de causa desconhecida, apesar dos parcos 4 anos de idade. Uma dessas pernadas que o destino prega na gente. Eu, que era veterinária de pele e vacina da Ozzy, passei a importunar meus […]

    Ozzy Maria!

    13 de Fevereiro de 2008Animais e nós, Blogs e Sites, Saúde

    De repente, não mais que de repente, Baiana me manda um site onde encontro simplesmente TUDO que eu mesma venho dizendo às pessoas através do blog (e pessoalmente… por que sou uma cara de pau de marca maior e vivo catequisando as pessoas sobre castração e posse responsável).AMEI o site, por que é sempre muito bom encontrar pessoas que pensam como a gente, não? Está tudo lá no Clube das Pulgas: a importância da castração (eles também chamam de ato de amor!), a responsabilidade da pessoa que encontrou o animal em situação de risco e dele se compadeceu, o perigo dos abrigos, a hipocrisia das ‘raças’ etc. etc. etc. ESTOU APAIXONADAAAA! Corra lá você também! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    SITE PERFEITOOOO!!

    23 de Janeiro de 2008Blogs e Sites

    SE EU PUDESSE FALAR… Não passe tão indiferente só porque eu não sou gente, só porque não sei falar. Também sou um ser vivente, sinto as dores que você sente mas não posso me expressar. Sou um bicho abandonado, pela vida maltratado,quase sempre escorraçado, até mesmo apedrejado! Vivo sedento e faminto, ninguém quer saber o que sinto! Se fico doente e triste vejo logo um dedo em riste. E vem a sentença fatal:-Melhor matar este animal!-Ele deve estar raivoso! Para sua comodidade vive dizendo inverdade, fazendo muita maldade,seu mentiroso. Mesmo que esteja raivoso, já foi descoberta a vacina.Mas para a sua raiva humana, ainda não existe remédio,nenhuma medicação, com toda sua evolução, na história da medicina! Você mata o próprio irmão, faz guerras assalta,mata com ou sem razão, às vezes por ambição! É bem pior que eu, que chamam de vira-lata! Olhe bem pro meu semblante:-Estou triste, apavorado, pois, a qualquer instante,posso ser sacrificado! Mas você não se importa nem com o seu semelhante! -Você sim, está doente, egoísta, indiferente. Mas se algo ruim lhe acontece logo lembra que há Deus, chora, reza e faz prece… mas Deus só ajuda aquele que de todos se compadece. Lembre-se do que escreveu São Francisco de Assis:-Quem maltrata um animal jamais poderá ser feliz! texto: http://www.viralata.orgfoto: http://www.petfriends.com.br/news/news_materia126.htm#4 Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Direto do site Viralata!

    5 de dezembro de 2007Blogs e Sites

    Eu tenho… Na verdade, vou lá todo dia para ver se há atualizações.E quero colar aqui a descrição do blog, que acho deliciosa de ler, além de super verdadeira.Para quem não conhece, a linda da foto é a Dodô, virinha que ‘escreve’ o blog através da sua mamãe Maristela, que assina o texto abaixo. Clique aqui e vá conhecer já o Diário da Dodô. Ah, e leia as primeiras postagens para se divertir com o humor cínico desta cadelinha que mudou de vida através de uma adoção. Boa leitura! O aprendizado da alma Um blog de cachorro? Vira-latas?Sempre tive um destes seres especiais na minha vida. Desde criança. Valente. Lobo. Pepe. Tanger. Morena e Frederico. Pepino. E, agora, Docinho e Occhi.Com eles, aprendi a ser melhor do que sou. A ser menos egoísta. Mais solidária. A buscar entender uma linguagem diferente da minha e, às vezes, tão mais expressiva.Você detesta cachorro? Acha que esse bicho só serve pra largar cocô onde você passa, juntar pulga e fazer barulho?Lamento por você. Experimente buscar um, numa Ong, ou na rua mesmo, na praça, na estrada, na praia.Você vai ter mais trabalho. Provavelmente vai ganhar mais responsabilidades, ou até um vizinho de olho torto pro seu lado.Mas, em compensação, vai crescer como como ser humano. Eu, pelo menos, tento. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Vocês têm ido no Diário da Dodô?

    26 de novembro de 2007Blogs e Sites

    Bom, aumentando nosso acervo de vídeos indicados pelo Mãe de Cachorro, vale citar o belo trabalho da ONG Patas da Rua, que fez todos os vídeos abaixo!Confiram e divulguem! Basta clicar nos títulos para assistir. Chico, um cão de rua Entrevista na TV sobre o Chico foto: Chico Dolly, um cão de luxo Diário de um cão Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Vídeos da ONG Patas da Rua

    31 de agosto de 2007Blogs e Sites
  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados