• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Olá! Estamos em Bariloche e, graças ao meu querido amigo “Foca Man”, que trouxe seu notebook, consegui vir aqui postar e, se a conexão wi-fi ajudar, poderei dar o ar da minha graça todo dia!!! Mas como o que interessa são nossos amados peludos, a situação deles aqui em Bariloche parece ser um tanto pior que em Buenos Aires… Há vários soltos por toda parte, muitos mesmo. Não sei se não têm donos ou se só vivem soltos, mas há, obviamente, uma certa super população canina por aqui… Logo no primeiro passeio, quando saímos ontem para almoçar no centrinho da cidade, demos de cara com dois exploradores de São Bernardo. São pessoas que criam São Bernardos e ficam com eles em lugares de grande concentração turística, cobrando dinheiro para que as pessoas possam bater fotos com eles. Fui direto falar com uma mulher que tinha uma cadela adulta e um filhote, no colo. Ao ver que eu não lhe daria um centavo, foi extremamente grossa. Perguntei o que ela faria com o filhote, ela disse que o venderia e simplesmente saiu de perto de mim. A cadela adulta foi atrás. O outro cara, que também tinha um cão adulto (ENORME, por sinal) e um filhote, mas este estava no colo. Não me animei a ir lá perguntar sobre os cães, sobre a atividade dele com eles etc. etc. por que o cara parecia um marginal, desses que a gente vê e atravessa a rua, e depois da grosseria da mulher, desanimei… Estes São Bernardos são lindos, claro. Mas pergunto-me como deve ser a vida deles, uma vez que eles são, obviamente, a fonte de renda de seus donos… Já os outros cães, bom, estão por toda parte. Todos que vi estavam até bem gordinhos, devem ter quem os cuide. Um […]

    Sobre neve… e cães, claro!

    Oi, oi, oiiiii!!! Estou no mesmo hotel em Buenos Aires em que ficamos em abril, esperando o táxi, então aproveitei pra dar um pulo na net até mesmo por que amanhã vamos para Bariloche e lá não tenho idéia de como será, se terei acesso, enfim… Queria contar que vim do aeroporto batendo papo com o taxista sobre cachorros, ou melhor, perros. Ele disse que aqui há poucos perros de rua, abandonados… A prefeitura não os mata e todas as pessoas gostam deles e acabam ou adotando ou cuidando. Como da outra vez, já vi vários vira-latas, que por aqui parecem ser bem mais aceitos que por nossas paragens… Descobri que um dog-walker ganha em média 100 pesos por semana (embora eu ache que faz mais sentido ser 100 por mes) para CADA perro passeado. NADA mal… Quando Floripa estiver (mais) impossível, acho que vou virar portenha, hummm… Já vi um dog-walker (ou seria um simples maluco com três filhos como eu?) passeando com três cães, dois virinhas pequenos e um dogue alemão GIGANTESCO e maravilhoso, que levava sua própria guia na boca e andava olhando para o moço/dono(?) , SUPER comportado. Claro que eu já fiquei falando no carro “Tá, errado, não pode andar solto assim”, mas enfim… O trânsito é uma loucura, mas todo mundo é, obviamente, acostumando, ao que parece, cães inclusive. Bom, por enquanto, são estas as novas. AUbraços a todos! Saudades imensas dos filhos… Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Perros de Buenos Aires

    Recebi da Denise, uma pessoa querida, pró-ativa e batalhadora da causa animal! Repasso para vocês: Vira-lata é ‘cult’ [por Deborah Giannini] “Adotar um ‘sem-terra’ é superchique. Todo mundo que tem um cachorro de raça deveria também adotar um de rua, acho bacana”, diz a banqueteira Maria Alice Solimene, que já teve dois beagles e hoje é dona de um vira-lata chamado “Sem Terra”, abandonado na esquina de sua casa, na Vila Nova Conceição. Compartilhando filosofia parecida, o artista plástico Rodrigo Bueno, 37, proprietário do antiquário Passado Composto, nos Jardins, diz com orgulho que é dono de cães sem pedigree: Cosme, Damião e Preta, todos sem raça definida, foram retirados de entidades protetoras. “Eles são únicos e muito afetuosos. Você não tem que ficar ensinando, já sabem o que fazer”, conta ele, que já teve pastor e dogue alemão. A glamourização do vira-lata se reflete em números. De acordo com a ONG “Vira-lata é Dez”, que mantém 450 cães e 60 gatos, a procura por adoção aumentou 30% desde o início do ano. “As pessoas estão mais conscientes, às vezes levam até cães velhinhos e com deficiência física, o que não acontecia antes. Pensam: por que vou comprar um cão de R$ 1.000, se há tantos animais em asilos precisando de uma família?”, diz Ana Tancredi, presidente da ONG. A veterinária Andréa Acaui, que organiza feiras de adoção, concorda que ter um vira-lata hoje se tornou “cult”, mas apenas entre os “politicamente instruídos”. “Quem procura por vira-lata é o pessoal descolado mesmo. Isso independe de condições financeiras. Na feira de adoção, as pessoas mais pobres geralmente querem bichos de raça”, conta. O lado bom dessa “moda”, segundo ela, é que incentiva as pessoas a tirar os animais das ruas.E com uma vantagem para os donos: os cães adotados de entidades protetoras […]

    Cães sem raça definida caem nas graças dos descolados,

    31 de agosto de 2007Adoção, Animais e nós, Notícias

    Dizem por aí que uma imagem vale mais do que mil palavras, pois eu digo que um cão vale mais do que muitos humanos e suas vãs promessas…Reflita e repasse. Isto sim é que é FIDELIDADE! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Quando todos te abandonarem, quando ninguém mais restar….

    29 de agosto de 2007Animais e nós

    Recebi o comentário abaixo no blog e, ao invés de publicá-lo no respectivo post, decidi escrever um post inteiro sobre ele. Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem “Recorde total de acessos!!“: Aqui em Belém o que não falta é criança precisando de ajuda também. Crianças sofrem com a miséria, passando por todo tipo de privaçoes e que também precisam ser adotadas. Eu pergunto: o que vale mais, a vida de um cachorro ou a vida DE UMA CRIANÇA?Pense nisso! Publicar este comentário. Recusar este comentário. Moderar comentários para este blog. Postado por Anônimo no blog Mãe de cachorro também é mãe em Quarta-feira, Agosto 01, 2007 3:46:00 PM Pois bem, vamos lá… Primeiramente, gostaria de sugerir à pessoa Anônima que me escreveu que faça, ela mesma, um blog, um site ou qualquer outro tipo de iniciativa que possa tomar, em prol das crianças carentes de Belém. O que esta pessoa poderia ter pensando antes de escrever me (nos) acusando é que o AMOR é um sentimento só, válido para TODAS as formas de VIDA, sendo, portanto passível de ser demonstrado por e para todos. Quem ama e não tem coragem de maltratar um animal jamais será insensível com a dor humana. As crianças de Belém sofrem? Sim, as de lá, as aqui de Floripa e, infelizmente, as do mundo todo. Mas uma dor invalida a outra? Porque as crianças sofrem lá, cá e acolá devemos fechar os olhos para todos os outros tipos de dor? Para a dor dos animais, que são desumanamente tratados e escravizados desde que o mundo é mundo, para a dor das mulheres, que apanham, são abusadas e subjugadas desde que Eva – ou a primeira macaca que lhe equivala- veio ao mundo, para a dor dos adultos que sofrem por falta total […]

    Reflexão: ajudar crianças ou cachorros?

    Pense comigo: se hoje é dia do amigo, então hoje é DIA DO CÃO!!! E você, já abraçou e beijou seus amigos hoje? Os peludos e os não peludos? Os que estão conosco, e os que já partiram? Já enviou a eles suas melhores intenções? Seu desejo sincero e puro de que eles sejam felizes e estejam sempre bem? Mande a seus amigos este post! Ele vai carregado de amor e amizade, e uma lambidinha carinhosa dos peludinhos! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    FELIZ DIA DO AMIGO!!!

    20 de julho de 2007Animais e nós

    Dia 4 de julho contei a vocês que o labrador havia sido adotado. Pois bem, depois que o conheci pessoalmente, vi que ele não era exatamente um labrador, hehehe, mas ainda assim, era lindo e amoroso, além de muito inteligente e carinhoso. Ele foi adotado por uma menina maravilhosa, de Curitiba, que veio buscá-lo hoje, depois de castrado. Passei parte da manhã entregando-o a ela e ao namorado, que vieram a Floripa especialmente para buscá-lo. Mais tarde, quando ela mandar novas fotos do fofo, posto para vocês. Ah, o nome dele agora é CHE e seus dias de cão esquecido em um canil acabaram, vai morar em um sítio e será muito amado e bem cuidado, como merece!!! Fico muito feliz por este animal ter encontrado uma família através do blog!!!! E hoje de manhã também vi a Bebel, bem linda esperando para tomar banho, na Planeta Pet, onde o Che estava hospedado. Ela também foi adotada através do Mãe de Cachorro e não poderia estar melhor! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    E já que estamos falando em finais felizes…

    Acabo de chegar da Cão Terapia. Tive que vir embora antes de todo mundo porque hoje recebi as vacinas doadas e elas não podiam ficar muito tempo dentro do isopor com gelo. Em homenagem aos queridos cães da Cão Terapia, peço a você para dar uma passeada no blog da Sozed na seção “Finais Felizes“.Recomendo a todos que leiam os depoimentos lindos de pessoas que optaram por adotar um animal que estava longe de ser um cãozinho fofo e adorável, mas que viram seus adotados melhorarem a cada dia e transformarem-se nas maravilhas que nasceram para ser mas que os humanos haviam corrompido. Depois dê um pulo na seção “Antes e Depois” deles! Você também pode ajudar os animais da Cão Terapia! Seja madrinha ou padrinho de um deles e ajude-o a encontrar um lar especial! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Finais felizes

    Durante minha viagem em abril último (ver postagens de abril), passamos por inúmeras igrejas católicas. Apesar de não ser católica, adoro visitar as igrejas, pois gosto da energia e da arquitetura das mesmas. Cachorreira que sou, durante toda a viagem via cachorros onde ninguém nem reparava… Em quadros nos museus, estátuas, fotos na casa de Pablo Neruda em Valparaíso…. Até no cemitério da Recoleta achei uma foto de cachorro em um mausoléu, ao lado de uma caixinha onde, imagino, estejam seus restos mortais. Voltando ao santo: em várias das igrejas visitadas reparei nas imagens de São Roque, sempre com um cachorro perto dele, com um pedaço de pão em sua boca e geralmente voltado para o santo.Como nem conhecia este personagem da igreja católica, fui pesquisar uma vez que fiquei muito intrigada com a presença do cão em todas as imagens e já simpatizei de cara com o santo.Quem gosta de animais está acostumado a associar São Francisco à causa animal. Resumindo: São Roque, nascido provavelmente em 1.295, herdou uma boa fortuna ainda jovem e logo a distribuiu entre os pobres e enfermos e, livre de vínculos, seguiu em peregrinação a Roma. Ao cuidar de leprosos, contagiou-se com a doença e foi obrigado a isolar-se em um bosque, onde recebia a visita de um cão, que todos os dias lhe trazia um pedaço de pão. O dono do bosque, um homem muito rico, um dia resolveu seguir o cão e descobriu São Roque, converteu-se e ajudou a partir de então a causa de São Roque. Não vou entrar nos detalhes da santidade da figura de São Roque.O que basta é sua vida, de homem dedicado a viver o mandamento “Ama a teus próximos como a ti mesmo“.Qualquer pessoa que viva desta maneira, em qualquer época, merece nossa admiração e respeito, […]

    Já conhece a história de São Roque e do cachorro que o ajudou?

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados