• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    ATENÇÃO!!! A leitura de hoje e sua parte 2 é obrigatória para todos os que convivem com gatos e estão preocupados com sua saúde real. Leiam com calma, atenção, imprimam e espalhem as notícias para ajudar o maior número possível de bichanos! Alimentação pode ser tanto sinônimo de saúde e qualidade de vida quanto de doenças e morte. O texto de hoje faz um apanhado geral sobre nutrição dos felinos domésticos, como suplementar rações industrializadas (ótimo para protetores com muitos gatos ou pessoas que não conseguem comprar as rações mais caras) e sua Parte 2 nos ajudará a saber escolher a melhor ração industrializada para eles. Aguardem! Leia também: Como escolher uma boa ração para o meu cão? Suplementos naturais para enriquecer a dieta de cães e gatos que se alimentam de rações Texto gentilmente escrito com exclusividade pela médica veterinária, editora do site Cachorro Verde, Sylvia Angélico. EXCLUSIVO – Cães são carnívoros, porém são mais flexíveis com relação à alimentação. Já os gatos, são carnívoros estritos. No ambiente natural, felinos se alimentam quase que exclusivamente dos tecidos de suas presas. Ao longo de sua evolução, a Natureza os sofisticou para esse tipo de alimentação. Quer ver? Os dentes dos gatos não são próprios para mastigar, e sim para morder, arrancar e triturar carnes e ossos. Eles não apresentam uma enzima presente na saliva de onívoros e herbívoros, a amilase. Essa enzima dá início à digestão de alimentos contendo amido. O pâncreas felino também costuma ter baixa produção de amilase. Afinal, pra que ter essas enzimas se não ingerem amido na natureza? O estômago é grande, incrivelmente ácido e o intestino é relativamente curto (mais do que o dos cães); ou seja, próprio para o processamento de carnes, vísceras, ossos. Portanto, proteína em níveis generosos – lembrando que aqui nos […]

    Como escolher a melhor ração para o meu gato? – Parte 1

    7 de novembro de 2011Alimentação, Gatos, Ração

    Vou achando assuntos e textos interessantes e os salvando para postar pra vocês um dia. Só que acabei acumulando vários e não vou postar individualmente sobre todos eles, então alguns eu joguei fora porque eram de assuntos que acabei tratando de maneira mais completa ao longo do tempo e os outros recomendo pra vocês abaixo, ok?  Boa leitura! Por que castrar é a solução? O que significa “criar cães”? Sexto sentido dos cães. Você acredita? Crie um cantinho especial para seu cachorro Saiba quando seu cachorro deve entrar na dieta

    Cesta de textos: de sexto sentido canino a sinais de obesidade nos cães! Leia todos =o)

    Ao nos depararmos com um cão faminto e/ou desnutrido, qual nossa primeira reação? Proporcionar alimento à vontade para que ele possa fartar-se conforme desejar, certo? Mas nossa boa vontade pode na verdade prejudicar quem estamos querendo ajudar. O post “Aprenda a renutrir um cão de rua”, do blog Eu Amo Cães, nos ensina qual a melhor maneira para alimentar com cuidado um peludo que esteja passando fome. Retirei um trecho para nós e a íntegra vocês leem clicando aqui. “Um animal pego nas ruas, certamente devorará uma grande quantidade de alimento de uma só vez, o que pode ser muito perigoso. A ingestão de grande quantidade de alimentos de uma só vez pode provocar, além de vômitos, torção gástrica – em especial em raças de grande porte – sendo esta, uma causa de rápida mortalidade nos animais. Algumas dicas são úteis, quando se faz o resgate de um animal: 1 – Antes de pegá-lo, ofereça uma pequena quantidade de alimento e um pouco de água. A ingestão de alimentos e água pode ser um fator decisivo para o animal pegar confiança em você e isto também irá deixá-lo mais calmo. 2 – Se verificar que o animal está com muita fome, ao chegar em casa, ofereça pequenas porções de alimentos ao longo do dia. Evite sobrecarregar o estômago dele. Desta forma, você estará aumentando adigestibilidade do alimento, nutrindo de forma mais eficaz.” Continue a ler! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Como alimentar um cão desnutrido?

    16 de agosto de 2011Alimentação

    Se a dúvida de hoje não fosse comum, não existiriam alimentos específicos para cães com apetite caprichoso. Como a questão da Babi e da leitora Silvana abrange vários aspectos, achei que a resposta da Cassia pra ela merecia vir para o blog, para que ajude outras mamães e papais de cachorro a lidar com seus peludos um pouco diferentes do normal, já que a maioria dos cães como tudo que lhes derem e mais o que acharem sozinhos. À amiga Cassia, do blog Cão Amor, mais uma vez muito obrigada! Nota: A Cassia fez um post super legal lá no Cão Amor, chamado “Seu cão se recusa a comer ração? Saiba como ajudá-lo!” com mais dicas e considerações sobre o assunto. Confira! Olá, Há muito tempo cuido de animais abandonados, mas somente há 6 meses adotei uma cadelinha da rua, que teve que amputar o bracinho. Ela, que já era muito manhosa, foi muito paparicada. Todos dizem que o problema dela sou eu. No entanto, preciso consertar o que fiz. A Babi era acostumada a procurar comida, parece que na casa onde ela morava havia crianças, muito barulho, quintal e ela aprendeu a comer chips, bolachas, roer ossos, inclusive de frango, enfim estava acostumada a comer porcarias. Ela só come ração se tiver estí­mulo (ou seja, se estiver feliz e felicidade p/ ela é brincar com outros animais). Aqui em casa ela tem ração de boa qualidade, não comemos carne, e conforto, mas ela fica muito tempo sozinha num apto de 49m2. Lá embaixo há 9 cães amigos dela e a levo todos os dias para dar um passeio de 2h30′ na universidade aqui ao lado. Lá ela corre solta e se diverte com os cães abandonados que vivem soltos tbém. Em geral, ela passeia 5 vezes por dia. Infelizmente […]

    Dúvida do leitor: Como ensinar um cão com apetite caprichoso a comer ração?

    14 de junho de 2011Adestramento, Alimentação

    Achei esta “dica rápida” no blog da Emmanuelle Moraes (a educadora canina que tirou nota baixa, pra sorte dos peludos!) e como ela trata do mesmo assunto que falei esta semana (estimulação mental de cães faz com que vivam mais e melhor), não só adorei, como fiz questão de postar pra gente. Valeu, querida! Pode fazer várias outras dicas rápidas que vamos adorar, viu?! Lembrando que você não precisa alimentar seu cão diretamente no chão, pode esconder vários potinhos com comida ou até mesmo colocá-la sobre panos, depois é só limpar tudo para não dar comida às baratas também, né? Leia também: Ensinar autocontrole na hora da refeição Sei que a grande maioria das pessoas alimenta os cães em seus recipientes de comida, mas ter a refeição inteira à disposição é uma grande perda de oportunidade de estimular o seu peludo. Ao invés de oferecer a ração como acima elencado, espalhe a porção do seu cão pela casa toda. Faça esconderijos, montinhos atrás dos móveis… Vale usar a imaginação! Assim, além de estimular o seu cão a buscar a comida e usar o faro, também evita que ele coma muito rápido a refeição e passe mal com isso. Vamos praticar?!! Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe.Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Hora (divertida) da comida!

    Bom dia!!! Terminamos dormindo até tarde, então pra quem quiser ir atrás da programação de hoje de tarde [a da noite vai ter que mudar e posto sobre ela assim que estiver definida]. No começo da tarde almoçarei com a Marli no PetCenter Marginal pra logo em seguida conhecer o Lionel Falcon que estará por lá no evento de adoção [que pelo que entendi acontece todos os sábados no local].  A partir das 15h estarei no espaço Matilha Cultural com o adestrador Gustavo Campelo, a Débora e seu Zé Magrelo e várias outras pessoas legais. Quem quiser nos encontrar durante o dia ou de noite pode ligar no meu celular aqui em Sampa, o (11) 9961-8781. Deixo vocês com fotos das crianças comendo a refeição matinal. Fotos: Yoshi e Arthur comendo pescoço de frango com levedura de cerveja em pó e Oliver [LINDO DE VIVER!] de olho nos pratos da Corah, dele e da Maya! [Vontade de carregar pra casa, haha] Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Agora de tarde…

    13 de novembro de 2010Alimentação, Viagens

    Dani e Frida curtindo a Cãominhada de Goiânia lindas e de bem com a vida! Quem frequenta o blog com regularidade sabe que o Mãe de Cachorro é uma ação voluntária de educação, mas que também é, antes de tudo, um blog pessoal e que costumo não apenas repassar o que acontece por aí com relação a nossos peludos amados. Logo, não há como eu abarcar todos os assuntos que gostaria, até porque as novidades surgem toda hora e mesmo o que já é “batido” precisa muitas vezes ser revisto e lembrado. Então queria indicar algumas leituras que separei para postar, mas que já vi que não conseguirei, ok? Coleira Scalibor entra no Programa-Piloto de Controle da Leishmaniose Visceral a partir de 2011 Muitas perguntas, uma resposta Animal de estimação – Primeiro ou segundo? Como fazer? Cerveja para cachorros (WHAT? Cerveja pra cães? Sair pra caçar com cães?! Arf!!!) Cãominhada em Goiânia Vai acasalar sua cachorrinha? Bebês e Animais de Estimação Animais diminuem pressão alta em humanos (PUTZ, é por isso que a minha pressão é baixíssima? kkk) Toxoplasmose: a presença de gatos é prejudicial à gestante? Vídeo retirado do post “Ida ao veterinário“ Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Cesta (sortida) de notícias!

    Um relatório do governo dos Estados Unidos diz que sim e detalha o que seria o primeiro surto em pessoas contaminadas com alimentação animal. Como? Clique aqui e leia! Mas leia também este outro texto aqui e minhas considerações abaixo sobre o assunto, por favor… De salmonela eu entendo um pouco, afinal, quase morri de salmonelose quando tinha 15 anos!!! 1) A bactéria da salmonela só apresenta risco para cães imunossuprimidos (ou seja, com imunidade baixa) 2) A bactéria da salmonela existe na ração, na carne crua, na lagartixa e no passarinho caçados, no lixo revirado, no solo de parques e na grama do jardim, no cocô dos passarinhos e na água do vaso sanitário… Em resumo, existe na rotina de seu pet e na sua! 3) Já nos humanos… As pessoas são menos resistentes à bactéria da salmonela por ter hábitos de higiene e por consumir carnes cozidas. Mas, teoricamente, também é preciso estar com a imunidade comprometida, e por isso é que crianças e idosos correm mais riscos de contrair a doença, que não é a salmonela e sim a salmonelose. 4) Ter a bactéria da salmonela não é mesmo que desenvolver salmonelose. Salmonelose é a doença, significa que a bactéria colonizou todo o trato intestinal. Ter salmonela significa que tem uma pequena população que está sendo mantida sob controle no trato intestinal. E como estudar nunca é demais e é tãooo bom/necessário/gostoso/útil estar bem informado, sugiro que vocês leiam também este link aqui, que fala de bactérias, nossos peludos e nós! Atualização do post (22/11): Confiram também o post [curto, didático e com mais referências de textos] lá do Ville Chamonix, Salmonela, salmonelose e afins. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Rações para cães e gatos podem contaminar com salmonela (também) as pessoas ?

    12 de agosto de 2010Alimentação, Notícias, Saúde

    Aquela coisa… Estava eu na fila do supermercado morrendo de tédio e pensando que tudo que eu não precisava era gastar dinheiro com mais uma revista, quando vejo na capa da Sou + Eu a chamada sobre a matéria da dieta para peludos, hehe. Bem, ao menos era a revista mais barata de todas. Fuçando o site da revista ainda descobri uma matérias interessantes: Mitos sobre adoção de cães e gatos Casamento de cães com festa beneficente (e sem cruzamento e filhotes, só pela festa mesmo!) Meu cachorro está uma bola – teste! Você entende seu cão? – teste! Sabe mesmo cuidar de seu bichano? – teste! Meu rotweiller é babá dos meus filhos Espero que gostem, pois comprei pra vocês! Beijo! Leia também: Reportagem de capa sobre adoção de animais na revista Sou + Eu (e outras) Clique nas imagens para ampliá-las. Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Matéria sobre obesidade de cães e gatos na revista Sou + eu (com Cesta de Notícias)

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados