• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Medicamentos homeopáticos e seus usos em cães. Fonte: clique na imagem Sou usuária da homeopatia há anos e com meus peludos não poderia ser diferente. Minha Moira amada talvez seja o cão que mais tempo viveu com qualidade após o diagnóstico de câncer nos ossos, perto de dois anos. Sem cirurgia para arrancar a perna inteira. Sem alopatia. Apenas com medicinas alternativas. E olha que ela não teve a sorte de comer alimentação natural e, infelizmente, foi vacinada em excesso. A demartite atópica (atopia) severa do Shoyo virou passado só com as gotinhas homeopáticas e, claro, a troca da sua dieta para a alimentação natural (AN). Mas mesmo poderosa, só a AN não teria dado conta de mandar as lesões da terrível atopia embora. Leia também: Lista de veterinários holísticos no Brasil! Homeopatas, acupunturistas etc.–> Divulguem muito! Quer mais um exemplo da eficiência da homeopatia? Que tal o e-mail abaixo? De: Mayara Carvalho Para: Mae de Cachorro Enviadas: Terça-feira, 17 de Maio de 2011 8:00 Assunto: Re: resposta! Oi, Ana como vai?! Antes de você tirar férias tinha te mandando um email contando que minha cachorrinha estava fazendo cocô em cima do sofá e tals… Então por aqueles dias contratei um veterinário homeopata, porque como te disse meu marido tava querendo dar uns tabefes nela, e ele foi até minha casa fez muitas perguntas analisou o caso e disse pra gente que ela estava com ansiedade de separação e protestando por algum comportamento nosso que ela não gostou, durante a conversa relembramos que fomo viajar e deixamos ela com minha mãe e foi depois disso que ela começou com este comportamento, ele passou um floral e um rémedio homeopatico em globulos para administração durante 30 dias. Fizemos todo o tratamento e ela ficou ótima, não levou nenhuma palmada, voltou a fazer […]

    Homepatia para cães e gatos: não é preciso acreditar, funciona e ponto!

    Comprei seis revistas sobre cães e gatos vendidas nos Estados Unidos e Canadá e fiquei pasma em perceber que simplesmente todas trazem matérias sobre câncer em cães e gatos. Além disso, outro coisa que chama atenção é a imensa quantidade de matérias e propaganda de alternativas mais saudáveis de alimentação para cães e gatos, mesmo que sob forma de ração seca, mas já sem uso absurdo ou total de grãos e outros componentes. Creio que nunca antes a máxima “você é o que você come” foi tão explorada, ainda mais relacionada à saúde dos peludos. A crescente preocupação mundial em recuperar comportamentos e alimentos mais saudáveis vem atingindo pessoas e, consequentemente, seus animais companheiros. É só uma questão de tempo para que tais assuntos e preocupações passem de papo de maluco para novidade, depois para modismo e finalmente para rotina aqui no Brasil também. E então eu e outras blogueiras (veterinárias entre elas) que tanto temos alertado sobre os malefícios do excesso de vacinação, os benefícios de alternativas saudáveis de alimentação e o uso de medicamentos alopáticos com maior critério deixaremos de ser vistas como malucas irresponsáveis que vêm pregando absurdos para sermos apenas as primeiras a terem tocado nestes assuntos.  Não quero com isso dizer “Viram? Eu avisei…”, lógico que não. Mas é bom saber que é apenas uma questão de tempo para que assuntos tão importantes e fundamentais para uma vida longa e saudável para cães e gatos sejam rotineiros e até banais, largamente divulgados e recomendados pela maioria dos veterinários. Para alguns, tais mudanças já são realidade. Para a imensa maioria, infelizmente ainda levará tempo, talvez um tempo que eles não têm mais pela frente, mas de qualquer maneira as próximas gerações – de cães, gatos e pessoas – com certeza vivenciarão um estilo de vida com […]

    É só uma questão de tempo…

    O assunto é tão novidade para mim quanto para a maioria de vocês. Aliás, quem tiver experiência e quiser relatar nos comentários, já agradeço de antemão. Mais pra frente pretendo fazer uma entrevista com a Taís Pereira, autora do texto abaixo e do blog VeganBeauty: Dicas de moda, beleza e outras frescurinhas para quem respeita os animais, para entendermos mais sobre o trabalho dela enquanto terapeuta ayurvédica de pets. Conheci a Taís porque ela deixou um comentário no post Alimentação Natural: Dicas práticas para economizar!! que chamou minha atenção, então visitei o blog dela e começamos a manter contato. “Ayurveda significa conhecimento da vida, é a ciência da saúde mais antiga da humanidade (que tem oridem na Índia) possuindo mais de 5000 anos de existência na forma escrita. Na tradição oral remonta há milhares de anos. A medicina Ayurvédica é parte da ciência védica e utiliza na sua abordagem terapêutica a fitoterapia (plantas medicinais), dieta natural, massagem, aromaterapia, gemoterapia (tratamento com metais e pedras), cromoterapia, reenergização dos chakras e utilização de mantras. O Ayurveda foi revelado para o alívio do sofrimento das entidades vivas. Ele distribui conhecimento sobre Ayus (vida) e promove longevidade protegendo a saúde. O ayurveda afirma que existem 3 humores biológicos em qualquer organismo vivo, chamados de Doshas: Vata, Pitta e Kapha. É a partir destes 3 humores que se desenvolve um tipo de tratamento para cada indivíduo. Para se descobrir o tipo psico-biológico de cada indivíduo, é necessário responder um questionário com perguntas sobre comportamento, características físicas e orgânicas do animal. Somente a partir do resultado deste questionário é que vai se adequar o melhor tratamento para aquele indivíduo. Por exemplo: O tratamento de uma gripe para um yorkshire não será o mesmo tipo de tratamento de uma gripe para um bulldog. São animais de estrutura […]

    Ayurveda e os cães

    Quem troca, não volta mais atrás. Seja qual for a modadlidade da alimentação alternativa escolhida, o fato é que quem deixa para trás rações comerciais e petiscos cheios de químicas e corantes não quer mais nem ouvir falar em voltar aos hábitos antigos. E as alternativas saudáveis têm crescido graças à melhor das propagandas: o resultado visível em cães e gatos de tutores que decidiram que ter um pouco mais de trabalho para alimentar seus peludos era nada perto da saúde e disposição que eles passam a ter. A Sylvia Angélico fez um post super explicativo sobre quais são os tipos de dieta caseira existentes e achei pertinente divulgá-lo aqui no blog. Clique aqui e boa leitura! Principais modalidades de dietas caseiras BARF, a mais popular Raw Meaty Bones e Prey Model, as mais naturais Alimentação Natural (AN) do Cachorro Verde, a mais abrangente Dietas caseiras sem ossos, as mais diversificadas Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Tipos de alimentação caseira para cães e gatos: alternativas saudáveis que conquistam peludos e seus responsáveis.

    Sookie: melhoras incríveis e rápidas usando apenas alimentação natural e homeopatia. Clique na imagem! Conheci a sarna demodécica em 2003 e desde então vejo as manifestações da doença aumentando, tanto que o post “Manu e o Monstro da Sarna Demodécica” é o mais lido desde que o blog existe. De lá para cá, de uma maneira ou de outra, a sarna demodécica nunca mais saiu de cena na minha vida, seja através deste ou daquele animal que ajudo diretamente e também virtualmente, já que são inúmeros e-mails, mensagens e comentários respondidos sobre o assunto, vários deles de pessoas desesperadas a ponto de considerar sacrificar cães que atingiram o grau máximo da doença. Quando o Mãe de Cachorro nasceu, em janeiro de 2007, eu, obviamente, era outra pessoa, vivendo outra vida. De lá para cá, minha vida foi se transformando em estudar, estudar e estudar mais um pouco sobre assuntos “caninos”. E com tanta pesquisa e estudo terminei caindo em alternativas naturais que promovem a saúde real de nossos cães (e gatos). Nos primeiros comentários e e-mails que respondia sobre sarna demodécica, tudo que eu conhecia sobre a doença era o tradicional: amitraz, ivermectina, cydectin e outros venenos (literalmente) que não são usados em nossos animais sem prejuízo para a saúde deles, por mais que inicialmente pareçam resolver o problema. Conforme fui avançando em meus estudos, a partir de conversas com veterinários e de resultados obtidos com tratamentos bem sucedidos de cães com a doença, aprendi que sarna demodécica a gente trata de dentro para fora. Ao fazermos isto ela toma a proporção que deveria ter: é um ácaro presente na pele de todos os cães, que só vai se manifestar com consequências nefastas se a imunidade cair demais. E cachorro que usa amitraz, ivermectina, cydectin e outras bombas com frequência, jamais terá […]

    Sarna demodécica: dicas naturais para vencer a doença

    Plástico – Alumínio – Cerâmica – Inox (aço inoxidável) – Vidro… De que material são feitas as vasilhas onde você serve água e comida a seu cão ou gato?Rapadura é doce, mas não é mole! E confesso que às vezes me oprime pensar em quantos pequenos detalhes simples deixamos de prestar atenção, principalmente quando eles podem significar uma grande diferença na saúde, seja na nossa, seja na dos nossos amorecos de pata. O post de hoje é basicamente um Ctrl + C/Ctrl + V do ótimo texto “Comedouros e Bebedouros” lá do Cachorro Verde. Mas é que está tudo tão bem dito que não senti necessidade de dar uma pesquisada na web para ler mais sobre o assunto e indicar outras fontes a vocês. Até porque, se pararmos para pensar, a conclusão é um tanto óbvia: superfícies porosas estão mais sujeitas a reter bactérias e afins. Só que nem sempre pensamos no óbvio – e não há problema nenhum isso –, mas agora que você já chegou até aqui… Termine de ler e corre a mudar as vasilhas do seu peludo caso elas possam ser mais fonte de doença do que de saúde, corre! ;-D A maioria das pessoas compra vasilhas para água e comida do pet da mesma forma com que escolhe caminhas, coleiras e outros acessórios: pela aparência, cores, marca. Mas você sabia que um inocente comedouro de plástico pode levar seu cão ou gato a desenvolver intoxicações e alergias? Apesar de pouco orientada por veterinários, a escolha das vasilhas merece atenção. Mas com tanta variedade no mercado, como saber os riscos e vantagens de cada material? Confira (…) as nossas dicas. Clique aqui para ler o texto Comedouros e Bebedouros na íntegra e leia as particularidades de cada um dos tipos de materias descritos no começo do […]

    Onde seu filho peludo come e bebe?

    12 de fevereiro de 2011Alimentação Natural, Saúde

    Qualquer pessoa que leia o Mãe de Cachorro com um mínimo de regularidade sabe que defendo a alimentação natural para cães e gatos em detrimento das rações secas e úmidas comercializadas e vendidas como “comida de cachorro” ou “de gato”. Comida de cachorro e de gato de verdade é a comida que respeita suas naturezas carnívoras e que leva em consideração o que realmente precisam para estar saudáveis: alimentos apropriados e umidade natural proveniente deles. Não é resto de comida humana, não é arroz com carne moída, não é sebo com polenta. É alimentação balanceada, fresca e nutritiva. Ok, estamos todos vivendo em um mundo cada vez mais artificial onde é mais fácil fingir que é “natural” comer produtos industrializados e podemos usar a lógica torta e confortável que vai pelo caminho de racionar que “se eu me alimento mal, então meus bichos também vão pelo mesmo caminho”. Escuto muito também a clássica “não tenho tempo de cozinhar nem pra mim, quem dirá pro cachorro” e sei que há pessoas que cuidam de cães retirados de abandono e maus-tratos, por exemplo, onde realmente a oção da ração facilita tudo. Tudo bem. Oferecer ração para seu peludo é uma opção. Mas isso não quer dizer que seja a mais saudável. Pode ser a mais fácil, sem dúvida. Mas não é a mais saudável. Para quem ainda não está familiarizado com o assunto, só pode ser chamada de alimentação natural aquela que tem na dieta do cão/gato carnes, vísceras e ossos crus, mas qualquer alternativa às rações que seja bem estudada e confeccionada com responsabilidade e cuidado é um largo passo em direção à saúde e ao respeito às reais necessidades alimentares de cães e gatos. Quem quiser praticar alimentação natural ou dietas caseiras cozidas precisa estudar o suficiente para praticá-las com […]

    Hummm, que delícia! Conheça a dieta cozida que está agradando os peludos cariocas (e que me encheu de felicidade só por existir!).

    31 de janeiro de 2011Alimentação Natural

    Postei hoje de manhã o relato da Cris Scalabrin sobre a mudança da alimentação do Joe, o Cachorro Paraguaio, que agora só come alimentação natural. Mais tarde uma leitora deixou uma pergunta bem pertinente que com certeza é a mesma de várias pessoas: mas e quando eu viajar, como fica a alimentação dos meus peludos caso eles passem a comer só a alimentação natural? Como o Cachorro Verde é um site realmente muito completo e responsável, esta questão está super bem respondida por lá no artigo “E quando eu for viajar?”. Um trechinho pra gente, como sempre, e a íntegra vocês conferem clicando aqui.   “Caso seja impossível continuar oferecendo ao animal a dieta natural, ofereça um alimento industrializado seco ou úmido que dispense refrigeração. Escolha uma marca considerada boa e comece re-introduzindo gradualmente pelo menos uma semana antes de viajar. Não se preocupe se durante esse período seu animal não estiver recebendo o melhor alimento. Provavelmente você também não vai se alimentar saudavelmente durante a viagem, não é mesmo? Chegando de viagem, você e o pet podem voltar à rotina normal!” Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

    Viagens x alimentação natural de cães e gatos

    30 de janeiro de 2011Alimentação Natural

    Já faz tempo que estou pra indicar este post da minha amada amiga Cristina Scalabrin. Agora chegou a hora! Como testemunha dos benefícios da Alimentação Natural para cães e gatos, é com alegria que compartilho na íntegra o texto em que a Cris fala da experiência de seu Cachorro Paraguaio, o querido Joe, com a AN. “Sem dúvida nenhuma começar a dar alimentação natural para o Joe foi a melhor escolha que eu fiz para a vida dele neste ano. No início eu tinha muitas dúvidas,  apesar de logicamente saber que alimentação natural é muito melhor do que ração, como já falei no post Geração Coca-Cola (para ler o post clique aqui). Depois de seis meses oferecendo alimentação natural crua sugerida pelo EXCELENTE site Cachorro Verde, me causa o maior estranhamento pensar que algum dia eu já dei ração para o Joe. O tártaro dele disse adeus, os problemas gastrointestinais também, o cheiro de cachorrosaiu para comprar cigarro e nunca mais voltou. O pêlo e a pele estão excelentes e nunca, jamais, em tempo algum sobra comida no prato. Finalmente o óbviou voltou a ocupar o seu lugar: o de óbvio. Ana Corina querida, essa eu vou ficar te devendo. Se tu não tivesse batido tanto nessa tecla o Joe estaria fadado a comer bolacha seca o resto da vida. Há uns dois meses levei o meu paraguaio para a revisão com a veterinária dele que nunca estudou nada sobre alimentação natural, ela olhou, examinou, virou ao avesso e me disse: “Olha, isso não foi o que eu aprendi na faculdade, mas a saúde dele está excelente”. E vocês que ainda não oferecem alimentação natural para os seus peludos,  que tal colocar na lista de resoluções do ano novo a alimentação natural para o seu pet? A saúde deles certamente […]

    A melhor resolução de 2010…

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados