• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Como garantir que um filhote seja bem socializado? Idealmente, na fase correta (de oito a 12 semanas de vida) e ainda junto à mãe e irmãos. Clique na imagem acima para ler a coluna ou acesse o link http://cachor.ro/sw2.

    Coluna: Socialização de cães: o que é, qual sua importância e como fazê-la de maneira correta e eficaz.

    Cachorros idosos podem continuar tendo qualidade de vida. Conheça dicas fáceis para garantir saúde ao seu velhinho de patas. Clique na imagem para ler a coluna, ou acesse o link http://cachor.ro/sp9.

    Coluna de hoje: Mantenha seu cão idoso saudável e ativo! E mais: tudo sobre soluço em cães.

    Assim como sempre digo que “quem ama, castra”, digo também que “quem ama, educa”. E educar um cão passa por socializá-lo corretamente. Fico a.p.a.v.o.r.a.d.a. quando alguém me diz que tem um cachorro que nunca sai de casa. Cães precisam interagir, ser expostos a tudo e a todos, enfim, viver! E viver passa por conviver em sociedade com equilíbrio e boa educação. Praticamente todos os pedidos de socorro que recebo relacionados a “adestramento” acontecem por culpa dos humanos envolvidos e de sua quase absoluta falta de conhecimento sobre comportamento canino e suas necessidades especiais. Se você quer conviver com um cão psicologicamente saudável, precisa estudar e conhecer princípios básicos de comportamento canino, não há outro modo. A socialização é o mais importante de todos. Mais um texto exclusivo da Emmanuelle Moraes para o Mãe de Cachorro. Boa leitura! Outros textos da Emmanuelle no blog: http://www.maedecachorro.com.br/category/emmanuelle-moraes Existe uma regra de ouro na educação canina, chama-se: SOCIALIZAÇÃO. Invistam em socialização! Normalmente, as pessoas querem saber como melhorar o comportamento do seu cão, como resolver certo problema, ou como educá-lo corretamente diante de determinada situação. O ideal não é trabalhar na resolução de problemas comportamentais, mas na prevenção. Se desejar que a relação com o seu cão seja como sempre sonhou, terá que prepará-lo para isto. Por muito tempo, associou-se a ideia de que para se ter um bom cachorro era necessário adestrá-lo. O animal poderia ser enviado a uma “escola” ou ser treinado por um adestrador e, ao fim, ambos iriam entregá-lo “pronto” com os “comandos de adestramento”. A ideia era quase como ter um “robô programado”. O adestramento tradicional ocupou-se de ensinar os famosos “comandos” ao cão. Ensiná-lo a andar junto do condutor, a “dar a pata”, a rolar, a fingir estar morto e à usual posição de “cumprimentar”, sempre foram o […]

    A receita para o cão perfeito: socialização!

    Textinho bem pertinente da Emmanuelle. Aqui em casa vario. Se o Shoyo simplesmente pula, mando descer. Só deixo dormir comigo quando eu chamar. E é batata, se ele dorme demais comigo, fica um grude, chora quando saio, a ansiedade por separação ataca forte. Então, para que ele seja mais psicologicamente equilibrado – e feliz – vou dosando e alternando. Às vezes pode, às vezes não. Já a Javinha (Javalicious!!!) não dá bola e é a rainha absoluta do sofá, então só dorme muito raramente, quando quer. O Shoyo, se deixo, cola em mim. Depois, fica tremendo quando vê que vou sair de casa, berra desesperado quando volto etc. Ou seja, não dá pra incentivar esse descontrole e ele não poder dormir tanto comigo melhora demais essas crises de apego exagerado. Não há problema em permitir que os cães durmam na cama com os seus tutores quando isto é da vontade dos mesmos. Porém, ter o controle da situação é fundamental. Para aqueles que gostam de tal hábito, é importante que o cão só suba na cama quando permitido, bem como, desça dela quando solicitado. O que não faz sentido é o cão ter o acesso livre e não seguir nenhum ordem\comando do tutor. Existem casos que chegam a prejudicar o casamento, o namoro … É muito importante estabelecer as regras da casa e fazer com que sejam cumpridas. Lidar com a frustração de não poder fazer algo faz parte da vida de qualquer animal, seja ele humano ou não. Percebo uma preocupação exagerada de algumas pessoas em não permitir que o cão “sofra” qualquer limitação. Assim como é mais agradável estar próximo a crianças educadas e, é um tanto desagradável a presença das “mimadas” com os cães também aplica-se a mesma regra. Emmanuelle Moraes Educação Canina (48) 9995 – 0144 […]

    Dica rápida: cães dormindo na cama!

    Mais um texto da Emmanuelle Moraes pra nós! Quero só fazer um comentário: faltou luz no meu trabalho dia desses e todo mundo foi dispensado pra sair mais cedo, menos eu, que fiquei até o final do expediente para atender ao telefone (que nunca tocou, claro). Enquanto eu permanecia entediada, mesmo usando a internet no celular pra me distrair, lembrei dessa questão dos cães que passam horas e horas sozinhos. Acho que todo mundo que tem cães e gatos. deveria experimentar esse tédio de horas a fio em um ambiente sem nada pra fazer… Aposto que em seguida a pessoa arrumaria maneiras de ajudar seu amigo de patas a ter algum entretenimento em suas ausências. Recomendo! Com frequência comento sobre o isolamento social, e qual o reflexo na vida de um cão. Dificilmente um cão que convive com outros, que possui o tutor presente no seu dia-a-dia apresenta problemas. O cachorro é um animal social. Não é da sua natureza permanecer isolado. Cães que ficam sozinhos o dia todo tendem a: estragar objetos na casa,  cavar buracos,  latir excessivamente, uivar, ter depressão, e outra coisas No momento em que optou por trazer um animal de outra espécie para a sua casa, é sua a responsabilidade de garantir que o cão possa desenvolver os comportamentos inerentes a sua espécie. O ritmo de vida tem sido cada vez mais corrido, mas o mercado já oferece serviços que suprim a ausência dos tutores e garante qualidade de vida ao cão, alguns exemplos são: Passeadores de cães, babás de animais de estimação, Day care/ day care home (creche para cães) Não deixe o teu melhor amigo sozinho por mais de 6 horas por dia. Pense antes de decidir ter um cão. Você pode levá-lo ao trabalho ou junto com você nos lugares em que […]

    A solidão e os cães…

    Mais um post MARAVILHOSO, PERFEITO da Emmanuelle Moraes pra nós! Gente, prestem muita atenção, por favor. O fundamental aqui é abandonar velhos conceitos de adestramento e possibilitar ao cão qualidade de vida e prazer nos passeios. EXCLUSIVO: Constantemente sou solicitada a ensinar cães a andar na guia. Mas essa solicitação vem em conjunto com o detalhe de que o cão deve andar lado a lado com o tutor, quase que em uma "marcha militar". As pessoas possuem uma imagem de referência em relação ao passeio onde condutor e cão andam lado a lado, como de costume no adestramento militar/adestramento tradicional, o famoso schutzhund. Para um cão de "trabalho" ou um cão policial, esta forma de condução se faz necessária já que não estão ali "passeando", mas sim, a trabalho. Além disto, acredito que um pouco de "status" auxilia nesta "requisição". Afinal, ter um cão de porte grande, de uma raça considerada "agressiva com estranhos", andando ao lado do "condutor" pode "garantir" a esta pessoa um "status" de segurança. É quase como andar com uma arma na cintura. Entretanto, não vejo necessidade desta forma de treino e normalmente não ensino o cão a andar na guia com o seu tutor desta maneira. Vou explicar a minha posição: É fundamental que o cachorro aprenda a andar na guia sem arrastar o tutor, afinal, o passeio deve ser prazeroso para ambos. Para isto, um bom treino sem o uso de aversivos resulta muito bem. Depois que o cão aprende a andar desta forma, o passeio pode de fato acontecer. Mas, a "hora do passeio" é a "hora do seu cão". Costumo dizer aos meus alunos o que escutei do Dr. Ian Dunbar durante o seminário que participei em Lisboa em 2012, pois como faz analogia a ações humanas, se faz entender com maior […]

    O ponto de vista de um cão sobre a Hora do Passeio.

    7 de Março de 2013Adestramento

    A Emmanuelle Moraes tem postado vários textos curtos, práticos e úteis sobre educação canina na página dela no Facebook. Então, tive a ideia de convidá-la a divulgar este material aqui no Mãe de Cachorro, pois a saúde animal passa pela saúde psicológica e este assunto tem tirado minha tranquilidade já não é de hoje. Divulgarei textos que ela me manda, alguns feitos com exclusividade aqui para o Mãe de Cachorro, outros já divulgados por ela. Esperamos que gostem! EXCLUSIVO – Acostume o seu cão a ser manuseado não apenas por você mas também por outras pessoas. Ensine-o: A ter a boca examinada, os dentes, A ter as patas tocadas e examinadas entre os dedos, as unhas cortadas, A permitir que as orelhas sejam averiguadas e limpas, A permitir que a cauda seja tocada, A ser escovado Peça para todas as pessoas da casa fazerem o mesmo. Amigos, vizinhos, e pessoas desconhecidas, de sexo diferente, cor e estatura. Assim como, pessoas uniformizadas, de chapéu, cadeira de rodas… Não deixe para resolver isto quando tiver um problema em mãos, por exemplo: quando o seu cão estiver doente e precisar tomar uma medicação, ou que seja feito um curativo em alguma das patas. O ideal é que seja preparado desde filhote para que, quando adulto, não seja agressivo ou inquieto quando for preciso manuseá-lo. Emmanuelle Moraes Educação Canina (48) 9995 – 0144 (Florianópolis/SC) (66) 8124 – 0955 (Rondonópolis/MT) www.educadoracanina.com.br Facebook: Educadora Canina – Emmanuelle Moraes

    Ensine seu cão a ser manuseado.

    25 de Fevereiro de 2013Adestramento, Emmanuelle Moraes

    A brincadeira tem sido condenada, mas pode ser uma ótima alternativa de interação com seu cachorro, aumentando a parceria entre vocês. Clique na imagem para ler a coluna de hoje.

    Coluna de hoje: É possível brincar de cabo de guerra com seu cão de maneira saudável e inteligente, basta querer.

    Educar nossos animais é demonstrar respeito para com eles e a vida em sociedade. Novidade: descoberta vacina contra doença do carrapato. Clique na imagem acima para ler a coluna de hoje.

    Coluna de hoje: Aprenda como ensinar seu cachorro a parar de latir sob comando.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados