• Receba os posts por e-mail:

    Resultados da pesquisa para: ""

    O material de comedouros e bebedouros pode intoxicar água e alimentos, além de propiciar a proliferação de bactérias e fungos. Recipientes Comedouros e bebedouros para cães e gatos são geralmente escolhidos pelo preço, tamanho e beleza. Mas é bom saber que os diferentes materiais disponíveis à venda escondem perigos que podem afetar a saúde do peludo. As opções de plástico são de longe as mais comuns e justamente os menos indicadas. Estudos que pesquisam os efeitos do plástico na saúde (de todos, inclusive na humana) demonstram que ele libera petroquímicos na água e em outros líquidos. Bactérias e outros microorganismos fazem a festa em seus poros e ranhuras, podendo transmitir falhas de pelo e dermatites em focinhos e bocas. Nos gatos, o plástico pode provocar nos queixos uma doença inflamatória específica. Tóxicos Quando aquecido ou lavado com água quente o plástico libera Bisfenol A, um composto orgânico associado ao diabetes, câncer de mama e a outras doenças crônicas. Potes de alumínio são sabidamente tóxicos por liberar alumínio na água e comida, intoxicando em longo prazo. Os dois materiais apresentam a desvantagem de juntar bactérias e outros micro-organismos quando sofrem arranhões ou mordeduras, muito comuns no caso de serem usados para cães, principalmente filhotes. Poucas pessoas lavam comedouros com a frequência necessária e de maneira correta. Continue a ler clicando na imagem, ou aqui.

    De plástico, vidro, inox ou cerâmica: qual o melhor material para comedouros e bebedouros pet?

    Cães albinos O albinismo é algo raro em animais, inclusive em cães, e muitos confundem cães de pelagem branca ou que exibem formas de albinismo com cães realmente albinos. O albinismo verdadeiro é uma condição genética em que a pigmentação dos olhos, dos pelos e da pele é inexistente. Cães brancos produzem a cor branca, enquanto que os albinos aparentam ser brancos por ausência de pigmentação. Os inteiramente brancos possuem marcadores genéticos cujos pigmentos brancos mascaram, ou mesmo suprimem, outras cores. O albinismo, por sua vez, é causado pela ausência tanto de melanina quanto das enzimas que a produzem. Existem cães que exibem características de albinismo sem o serem realmente. Rosados Sem testes genéticos, a maneira mais fácil de detectar um cão albino é através da inspeção criteriosa de seu focinho e de seus olhos. Como nos gatos albinos, os olhos e o tecido que circunda a cavidade ocular aparenta exibir uma cor rosada, mas que não é verdadeiramente dessa cor, entretanto. O que aparenta ser rosa é na verdade resultado do fluxo sanguíneo na região. Cães e gatos são capazes de processar mais luz disponível no ambiente do que nós, humanos. É por isso que eles têm uma visão noturna superior à nossa e também por isso que seus olhos aparecem vermelhos em fotografias batidas com flash. O que nós percebemos como rosa ou vermelho no olho de qualquer cão normal é simplesmente o excesso de luz refletido através dos vasos sanguíneos em seus olhos. Características A aparência rosada nos olhos, no focinho e na pele de um cão albino, especialmente em redor dos olhos e boca, parecerá bastante pálida. Seus olhos poderão reter um pouco de pigmentação, mas sua coloração será pálida ou mesmo translúcida. A falta de melanina e de pigmentação na pele desses animais os coloca […]

    Cães albinos requerem cuidados especiais. Você sabe reconhecer um?

    Mais um ótimo texto da Emmanuelle Moraes, que divulgo na íntegra a pedido da autora. Boa leitura e fiquem ligados! Uma nova visão sobre os serviços de banho e tosa ocupa a atenção das empresas e profissionais do ramo. Depois de muitos acidentes e problemas ocorridos dentro desses ambientes, e conscientes de que cães e gatos são hoje membros da família humana, a preocupação com o bem-estar dos pets está sendo o diferencial de algumas empresas e profissionais. É fato que o ambiente provoca estresse nos animais que o frequentam. Cães diversos, barulhos dos equipamentos, sons, cheiros e o manuseio necessário provocam um turbilhão de emoções nos animais durante o processo de higienização pelo qual passam. E se considerarmos que muitos dos cães que fazem uso do serviço não são socializados o suficientes, e nem mesmo preparados para o grooming (procedimentos de tosa), é possível ter uma melhor compreensão da situação. Para ajudar o seu cão a não ficar estressado e/ou com medo e a passar pela experiência da melhor maneira possível, siga as orientações abaixo: Deixe o cão no Banho & Tosa apenas pelo tempo necessário para ser realizado o serviço; Nem todos os cães possuem condições emocionais de passar mais tempo do que o necessário em gaiolas à espera de seus tutores. Além disso, pode ser desconfortável permanecer em um espaço pequeno e sem possibilidade de movimentar-se e fazer as necessidades biológicas. As gaiolas, locais onde os cães e gatos permanecem antes e após tomar banho, são espaços pequenos e destinados apenas para acolhê-los durante o processo, não para permanecerem lá por maior período de tempo; O ideal é que entrem na Pet Shop para o banho e saiam logo após estarem prontos. Desta forma, além de minimizar o estresse ainda evitará que a experiência se torne desagradável; Os sons dos […]

    Por quanto tempo você permite que o seu cão ou gato espere no banho e tosa?

    1 de setembro de 2014Denúncias, Destaques, Pet Shops

      As pulgas adultas e que estão visíveis nos cães e gatos representam apenas 5% da infestação real de pulgas. Os outros 95% estão escondidos em nossas casas e quintais na forma de ovos, larvas e pupas. Pulgas Para lutar contra pulgas e suas infestações, o primeiro passo é conhecer bem o inimigo. As pulgas adultas e que estão visíveis nos cães e gatos representam apenas 5% da infestação real de pulgas. Os outros 95% estão escondidos em nossas casas e quintais na forma de ovos, larvas e pupas. Uma fêmea de pulga pode botar até 50 ovos por dia. As larvas de pulga são sensíveis à luz, então procuram se esconder em frestas e cavidades de pisos, móveis e tapetes, onde podem sobreviver por meses. Casinhas de plástico são mais recomendadas para evitar pulgas e carrapatos. Sintomas Picadas de pulga têm características distintas e podem causar coceira imediata no animal. Após cerca de 30 minutos depois da picada, pode surgir um carocinho vermelho. Infecções secundárias causadas pela coceira (com dentes ou patas infectados por bactérias) também são comuns. Lavar as picadas com sabonete antisséptico ajuda a diminuir o risco de infecções. Ciclo O ciclo de vida da pulga inclui alguns estágios: formas adultas, ovos, larvas e pupas (o estágio de casulo). Inseticidas comuns não eliminam as pupas. Pergunte ao veterinário se ele recomenda algum produto que ataca as pulgas em todos os estágios do seu ciclo de vida. Caso você mantenha seu cão sem pulgas, mas perceba que ele trouxe para casa alguma pulga “de carona”, após um passeio, por exemplo, existem produtos que eliminam as parasitas existentes no animal com ação de até 24 horas, mas devem ser usados com critério, não como método antipulgas. São uma boa alternativa para quando recolhemos um peludo das ruas e não […]

    Pulgas: como manter seu pet e sua casa livres delas!

    Mudanças culturais acontecem aos poucos, mas quando são iniciadas, não costumam ter volta. É tão bom ver os peludos tendo boas oportunidades de exposição e nossa cultura mudando rumo a um mundo melhor para pessoas e animais, com o entendimento de que há espaço para que todos sejam respeitados e valorizados! Melhor ainda é ver grandes empresas que já entendem o valor das ações sociais e se envolvem ativamente nas mudanças, envolvendo nossos queridos peludos em seus objetivos e agregando valor não apenas a suas marcas, mas também à decisão de adotar. Leitores de Sampa City querida, fiquem ligados para a 7a edição do evento do MorumbiShopping, dessa vez em parceria com a ONG Clube dos Vira Latas, que acontecerá neste domingo, das 11:00 às 16:00 no estacionamento do piso G4. Para adotar um cãozinho os interessados deverão ter mais de 21 anos, apresentar documento com foto, comprovante de residência e passar por uma entrevista com os responsáveis da organização, que irão instruir sobre os cuidados e procedimentos necessários. Todos os cães do evento estarão esperando por um lar amoroso e responsável já devidamente castrados, vacinados e vermifugados. Haverá recolhimento de doações de ração, acessórios, produtos e itens variados que serão levados por vocês com carinho e aproveitados para manter os cuidados dos animais que vivem sob os cuidados do Clube dos Vira-latas. Serviço – 7a edição do evento de adoção de cães no MorumbiShopping: Data: 24 de agosto das 11:00 às 16:00 Local: Estacionamento do Piso G4, próximo à Cia Athletica Como adotar: Ter mais de 21 anos, apresentar documento com foto e comprovante de residência e comprovante de residência. Av. Roque Petroni Jr., 1089 – São Paulo/SP Sobre o Clube dos Vira Latas Com mais de 13 anos de história, o Clube dos Vira Latas já contabilizou mais […]

    Alô turma de Sampa: Evento de adoção do MorumbiShopping com o Clube dos Vira Latas neste domingo!

    23 de agosto de 2014Destaques, Eventos

      O que conforta nosso coração não é exatamente a melhor opção para o meio ambiente. Saiba o que fazer com o corpo do seu peludo depois que ele morre. Despedida Ninguém gosta de enfrentar a separação física provocada pela morte, mas quando ela acontece somos obrigados a lidar com questões que muitas vezes sequer cogitamos antes. Você já pensou qual a melhor maneira de cuidar do corpo do seu cão ou gato depois que ele morre? Para muitos, a primeira opção que vem em mente é o enterro no próprio quintal. Mas esta alternativa, que parece a mais lógica e a mais carinhosa para com o animal e nossos sentimentos, não é a melhor para o meio ambiente. Contaminação Corpos em decomposição podem contaminar solos e fontes de água. Se o animal tiver morrido de alguma zoonose ou de doenças contagiosas (cinomose, parvovirose, leptospirose etc.), pior ainda. O necrochorume, um líquido viscoso que resulta dos processos de decomposição, contém duas substâncias orgânicas altamente tóxicas, a putresina e a cadaverina, para as quais não há antídoto. O problema acontece quando elas alcançam lençóis freáticos após serem “escorridas” por chuvas, contaminando fontes de água e o solo, podendo atingir hortas e poços artesianos.   Clique na imagem para continuar a ler a coluna, ou acesse este link.

    Como enterrar meu cachorro ou gato?

        Por favor, se você notar alguns dos sintomas mencionados na coluna de hoje, não corra para a internet ou para qualquer outro lugar que não seja o consultório de um médico veterinário. Infecções urinárias Infecções urinárias estão entre os motivos mais comuns para que um gato seja levado a um bom veterinário com urgência. Note, por favor, que eu disse “veterinário” e “urgência”. Atendente de balcão de agropecuária, vizinhos, amigos e internet não são veterinários e “urgência” não é “se o gato não melhorar sozinho ou com o remédio que alguém disse que faria bem”.  Infecções no trato urinário não tratadas correta ou prontamente podem levar à obstrução das vias urinárias e à morte. E a obstrução das vias urinárias é uma das piores doenças possíveis para um gato ter. Sintomas Gatos que sofrem de problemas no trato urinário, seja por motivos de estresse, infecções ou cristais/pedras na urina/bexiga, apresentam sintomas bastante estranhos. Eles podem correr para a caixa de areia com frequência, mas urinar pouco ou nada. Podem miar ao tentar urinar. E não é raro que lambam seus genitais em excesso após cada tentativa fracassada de urinar corretamente. Se o gato for macho, pode ser que a parte interna do pênis fique visível. Dor aguda Conforme os rins continuam a produzir urina que não sai, a bexiga vai enchendo e esticando, o que causa dor intensa. Um gato pode responder a esta dor se escondendo ou agindo de maneira estressada e anormal. Além disso, ele reagirá ao ser pego no colo ou tocado no abdômen. Ou seja, mais atenção se um gato reagir mordendo ou arranhando, pois ele pode estar com dor e precisando de ajuda, não de bronca. Continue a ler clicando na imagem, ou aqui.

    Obstrução das vias urinárias e falência renal em gatos.

    Seu cachorro tem caspa? Então a coluna de hoje é perfeita para você saber como lidar com este problema. Clique na imagem para continuar ler o texto, ou neste link. A caspa pode ser um problema também para os cães e pode ter várias causas, desde pele seca a infestações de parasitas. Causas Troca de estações do ano, mudanças bruscas na temperatura, redução da umidade do ar e exposição a substâncias alergênicas ou a produtos de limpeza são alguns dos fatores ambientais. Desidratação e falta de gorduras saudáveis na alimentação estão ligados à dieta. Na manutenção da pelagem os fatores seriam: escovar pouco os pelos, dar banho em excesso ou deixar o cão em más condições gerais de higiene. Pele seca ou descamando pode ser o resultado de banhos em excesso. Para que a oleosidade natural da pele seja preservada, o ideal é dar um ou dois banhos por mês. Parasitas Causas menos comuns são as infestações por fungos ou ácaros. A seborreia é um exemplo e ocorre quando a pele produz óleo em excesso. O fungo comumente associado à caspa canina relacionada com a seborreia é o da Malassezia. Já o parasita associado à caspa é o ácaro Cheyletiella, que afeta especialmente os filhotes e cães com baixa imunidade. Assim como os ácaros que causam sarna, o Cheyletiella está presente naturalmente na pele dos cachorros, mas quando alguns fatores saem do controle, a imunidade do animal não consegue impedir a reprodução excessiva dos ácaros, que podem sobreviver por vários dias longe de um hospedeiro. Seus ovos podem permanecer muito mais tempo na cama, em roupas e panos dos cães, um exemplo da importância do animal viver em um ambiente limpo. É melhor lavar o enxoval do que os cães toda semana! Sintomas Conhecer os sintomas pode ajudar a prevenção. O sintoma mais […]

    Tudo sobre caspa em cães.

    Para mim, os cães e gatos sem raça definida são os melhores e não se discute. Mas se você precisa de razões para optar pela adoção de um vira-latas, a coluna de hoje é para você. Vira-latas Vira-latas é um estado em que o cão ou gato se encontra, abandonado nas ruas, não uma característica física. Eles estão vira-latas, não são. Mesmo um cão de raça definida, como um poodle, por exemplo, se estiver abandonado nas ruas será um “vira-latas”. Mas o significado mais popular do termo é o que designa como vira-latas todo cão ou gato sem raça definida, ou SRD. Também há os mestiços, aqueles animais em que uma ou mais raças são percebidas em suas características físicas e ficam com aquela cara de pastor alemão com qualquer coisa, poodle com pinscher e por aí vai. Agora, vamos a alguns motivos pelos quais você deveria considerar seriamente a adoção de um SRD ou mestiço, ou ainda, se preferir o termo, um vira-latas. Saúde Com um vira-latas você tem os benefícios das várias (ou poucas) raças das quais ele descende. Cães e gatos de raças definidas (ditas puras) são mais propensos a doenças genéticas resultantes dos cruzamentos entre familiares e linhagens, prática comum entre fabricantes de filhotes. Um animal mestiço tem muito menos tendência a desenvolver doenças hereditárias. E essa mistura de genes interfere no temperamento, inteligência e saúde geral do animal. Surpresas Você gosta de surpresas e pode arcar com elas. Ao adotar um filhote sem raça definida, você aceita descobrir aos poucos como será aquela bolinha peluda quando crescer. Ele terá porte pequeno, médio, grande? A pelagem mudará? Será mais agitado ou mais calmo quando adulto? Assim, se você prefere uma vida mais programada, tem problemas com espaço onde criar o peludo etc., opte em adotar animais […]

    5 bons motivos para adotar um vira-latas!

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados