• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Turbine a dieta do seu cachorro ou gato com alguns superalimentos!

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 19 de Fevereiro de 2016

    alimentos

    Rações secas contêm apenas 10% de umidade e ainda costumam ter sódio em excesso, o que pode causar desidratação e problemas renais e urinários, cada vez mais comuns em cães e gatos. Conheçam alguns alimentos que podem ser oferecidos junto com ração.

    Alimentos seguros

    Alguns alimentos podem ser oferecidos para cães e gatos juntamente com a ração seca. A rigor, rações de boa qualidade não necessitam de suplementação, salvo sob orientação do médico veterinário, baseada em exames e histórico do animal, mas esses alimentos ajudarão seu peludo a ter mais saúde e a consumir mais água por meio dos alimentos.

    Proteína

    A proteína de origem animal é sempre bem-vinda na dieta de carnívoros saudáveis. Você pode acrescentar, por exemplo, uma porção (25, 50 ou 100 gramas, dependendo do porte do animal) de fígado (alimento rico em proteína, vitaminas e minerais) de galinha ou de boi à ração, uma a duas vezes por semana. Cozinhe moderadamente para não acarretar grandes perdas nutricionais ou ofereça cru, tomando o cuidado de congelar a peça por três dias, para torná-la livre de parasitas. Caso as fezes fiquem moles, reduza o consumo.

    Ovos

    O ovo também é um superalimento. Fonte de proteína, gorduras, vitaminas e outros elementos benéficos à saúde, ele pode ser oferecido cru (mais nutritivo) ou cozido. A clara cozida é ótima para ajudar cães e gatos com problemas renais. Ofereça de um a dois ovos de codorna ou de galinha (dependendo do porte do animal) por semana, na ração ou como petisco.

    Probióticos

    Probióticos são importantes para a adequada saúde intestinal e promoção da imunidade, pois fornecem as “boas bactérias”. As opções incluem iogurte natural, Kefir ou complementos comerciais que contenham probiótico e prebiótico. Tanto o iogurte natural quanto o Kefir podem ser oferecidos diariamente na ração do animal, de acordo com o porte do animal (uma colher de chá, de sobremesa ou de sopa). Se optar pelo iogurte, leia o rótulo, pois a maioria dos produtos vendidos como iogurte natural é na verdade bebida láctea.

    Vegetais

    Uma grande quantidade de vegetais na dieta pode desbalancear a alimentação, predispondo deficiências protéicas e alterações urinárias por mudanças no pH. Para não cometer erros o ideal é que se ofereça uma miniporção diária desses alimentos, como petisco ou lanche.

    Ossos

    Ossos carnudos (contendo todos os tecidos que envolvem o osso) servidos crus são uma excelente opção para manter os dentes e as gengivas limpos e saudáveis. Ofereça uma vez por semana um grande osso bovino carnudo e poroso, como a rótula (joelho), o osso da bacia, do peito, ou uma vértebra grande. Ossos longos e rígidos, como o fêmur, devem ser evitados, pois podem favorecem fraturas nas pontas dos dentes e são mais propensos a lascar em pontas, principalmente se estiverem descarnados, cozidos ou defumados. Quanto maior a boca do animal, maior o tamanho do osso. Para cães inexperientes e muito gulosos, é melhor supervisionar o momento em que estão roendo o osso.

    Proibidos

    Sementes de maçã, leite, ossos cozidos ou defumados, uvas e passas, macadâmias, chocolate, batatas cruas, cebola, alimentos acebolados e papinhas industrializadas para bebês, doces e alimentos preparados com farinha branca e alimentos industrializados ricos em sódio.

    Fonte: Coluna Mãe de Cachorro no Jornal Notícias do Dia

    Categoria: Alimentação, Colunas Jornal Notícias do Dia, Destaques
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    Nenhum Comentário:

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados