• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Câncer de mama é uma doença comum e muito agressiva em gatas não castradas.

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 30 de janeiro de 2015

    Clique na imagem para ler a coluna na íntegra.

    Mamas felinas

    Gatos têm oito glândulas mamárias divididas em duas cadeias, com quatro de cada lado. Cada cadeia de glândulas é conectada por dutos linfáticos e veias de sangue. Cada glândula mamária tem seu próprio mamilo e produz seu próprio estoque de leite.

    Fatores de risco

    Os hormônios sexuais têm um impacto profundo no risco do desenvolvimento do câncer de mamas. Fêmeas não castradas são muito mais propensas a desenvolver a doença do que as castradas. De acordo com um estudo da publicação norte-americana Journal of Veterinary Internal Medicine, a incidência dos tumores mamários é reduzida em 91% em gatas castradas antes dos seis meses de vida e em 85% nas castradas antes de um ano de vida. Gatos siameses e persas são os que mais desenvolvem a doença, o que pode refletir também nos que têm estas raças misturadas em seus genes.

    Sintomas

    Caroços nas glândulas mamárias, ou perto delas, nunca são normais. Fique de olho em secreções saindo dos mamilos (claras, leitosas ou sanguinolentas), atenção para feridas que não cicatrizam e para tecidos mortos ou úlceras no lugar do tumor. Continue a ler clicando aqui, ou na ilustração.

    Categoria: Câncer, Colunas Jornal Notícias do Dia, Destaques, Gatos
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    Nenhum Comentário:

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados