• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Como enterrar meu cachorro ou gato?

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 22 de agosto de 2014

     

    O que conforta nosso coração não é exatamente a melhor opção para o meio ambiente. Saiba o que fazer com o corpo do seu peludo depois que ele morre.

    Despedida

    Ninguém gosta de enfrentar a separação física provocada pela morte, mas quando ela acontece somos obrigados a lidar com questões que muitas vezes sequer cogitamos antes. Você já pensou qual a melhor maneira de cuidar do corpo do seu cão ou gato depois que ele morre? Para muitos, a primeira opção que vem em mente é o enterro no próprio quintal. Mas esta alternativa, que parece a mais lógica e a mais carinhosa para com o animal e nossos sentimentos, não é a melhor para o meio ambiente.

    Contaminação

    Corpos em decomposição podem contaminar solos e fontes de água. Se o animal tiver morrido de alguma zoonose ou de doenças contagiosas (cinomose, parvovirose, leptospirose etc.), pior ainda. O necrochorume, um líquido viscoso que resulta dos processos de decomposição, contém duas substâncias orgânicas altamente tóxicas, a putresina e a cadaverina, para as quais não há antídoto. O problema acontece quando elas alcançam lençóis freáticos após serem “escorridas” por chuvas, contaminando fontes de água e o solo, podendo atingir hortas e poços artesianos.

     

    Clique na imagem para continuar a ler a coluna, ou acesse este link.

    Categoria: Colunas Jornal Notícias do Dia, Destaques
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    Nenhum Comentário:

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados