• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Glaucoma em cães: conheça melhor a doença para saber como manter saudáveis os olhos do seu cão

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 9 de Maio de 2014

    A coluna de hoje trata de uma condição séria de saúde e será continuada na semana que vem. O glaucoma é uma doença grave e um desafio para a oftalmologia até mesmo em pessoas. Fique por dentro do assunto e cuide da saúde do seu melhor amigo de patas!

    Glaucoma

    O glaucoma em cães é um grave problema de saúde ocular que frequentemente causa cegueira no olho afetado. Basicamente, acontece quando os fluidos do olho não circulam ou não são drenados corretamente, ficando então acumulados e causando pressão dentro do globo ocular. Mais da metade dos cães que desenvolve glaucoma em um dos olhos, mesmo quando tratados correta e eficazmente, tende a desenvolver sintomas no outro olho.

    Como afeta os cães

    Em condições normais de funcionamento ocular, o fluido, chamado de humor aquoso, escorre lentamente entre a íris (a parte colorida) e a córnea (a capa transparente que cobre a íris e a pupila) e é quem dá aos olhos a aparência arredondada. O humor aquoso também regula e mantém estável a pressão intraocular. Quando ele é produzido mais rápido do que o olho consegue circular ou drenar, aumenta de volume e gera um grande aumento de pressão intraocular, afetando a retina (a parte do olho que processa a luz) e também podendo desgastar o nervo ótico.

    Dois tipos

    Existem dois tipos de glaucoma em cães: o primário e o secundário. O primário pode ser mais fácil de prever, já que é majoritariamente uma condição de herança genética (por isso também é chamado de glaucoma congênito). Embora o glaucoma primário em cães possa ser encontrado em quase todas as raças, afeta a algumas mais do que a outras. Alguns exemplos são os akitas, pugs, basset hounds, beagles, bullmastiffs, chow chows, dálmatas, dogue alemães, poodles, schnauzers, shar peis, shih tzus, huskies siberianos e cocker spaniels.

    Tendência

    Estas são algumas raças com tendência ao glaucoma primário já são comuns no Brasil, encontradas disponíveis para compra e para adoção. Cães mestiços ou sem raça definida, mas que descendem de uma ou mais raças com tendência ao glaucoma primário, podem apresentar a mesma tendência à doença. Todos esses animais citados (de raças puras ou cruzadas entre si) têm mais chances de desenvolver glaucoma, então é importante que nas consultas periódicas ao médico veterinário, o profissional inclua um exame nos olhos para acompanhar possíveis mudanças na saúde ocular. Como poucos fazem este acompanhamento, cabe a nós, responsáveis pelos animais, pedir que realizem os exames para prevenir ou diagnosticar o problema precocemente.

    Continue a ler clicando na imagem ou aquiLeia a segunda coluna, que continua a falar sobre glaucoma, clicando aqui.

    Categoria: Colunas Jornal Notícias do Dia, Destaques, Saúde
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    Nenhum Comentário:

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados