• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Dogão, uma homenagem.

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 20 de novembro de 2013

    dogo

    Quem lê o blog desde o início já conhecia a história de adoção do Dogo. E é com muita tristeza que compartilho sua passagem com vocês. Mas como a mãe dele escreveu uma homenagem tão bonita, que bem ilustra o papel que estas criaturas divinas representam em nossas vidas, resolvi postar, pois sei que vocês têm a sensibilidade necessária para se emocionar com as palavras da Emiliana.

    Posts sobre o Dogão:

    Dia 11 de outubro de 2013 enterrei meu grandão

    Com o coração apertado, um sabor de impotência e de quero mais, enterramos o Dogão com seus 7 anos. É difícil deixar imperar o sentimento de gratidão para que ele faça uma passagem tranquila, pois foi um acidente trágico e perdê-lo assim, faz a tristeza tomar conta. 

    Em pouco mais de 6 anos juntos, muitas aventuras, travessuras e real amizade foram partilhadas. Ele sempre encantou pelo porte, beleza e, principalmente, por sua docilidade em estar presente. Era um cachorro extremamente agradecido por ter encontrado sua família e nos demonstrava essa gratidão diariamente.

    Essas perdas nos fazem refletir quanto um ser pode nos potencializar virtudes durante essa convivência. Mais do que educar, me preocupar com saúde, desde a epilepsia, até uma boca inchada com picada de vespas, ele me ensinou a ser mais tolerante, onde as travessuras de cão davam lugar a um amor que se desenvolve por saber que a arte e a travessura eram oportunidades de nos tornarmos mais próximos e desenvolvermos um profundo amor.

    O Dogão me ensinou a ser mais generosa, mas não apenas no sentido de querer dar pra ele a melhor comida (alimentação natural), o melhor veterinário, remédios e tratamentos apropriados. Com ele eu perdia minhas madrugadas de sono, eventualmente um turno de trabalho (quando o pai estava em viagem), pra estar junto dele nos momentos de crise. E como era compensador gastar essa energia com esse amigo! Os dias posteriores de sono e cansaço eram nada, quando comparados com a oportunidade de aguentarmos juntos mais uma noite de luta contra uma doença que o acometia mensalmente. E que laço de amor, de respeito e gratidão (todos mútuos), criamos durantes todos esses anos!

    Ter um amigo assim, me tornou mais humana. Me fez exercitar tantos atributos dessa condição que vim a este mundo (mulher, dama), que fazem dessa despedida algo realmente doloroso. Pois por mais mágico que tenha sido, o vazio que ele deixou na casa vai demorar um pouco para acalentar nossos corações. É bonito pegar meu pai com uma lágrima no olho e uma frutinha pra Luma (minha outra filha de patas) e outra pro falecido Dogo ter energia pra passagem.

    Que meu branquelo guarde saldos positivos na conta cármica canina para que numa próxima existência traga com ele tantas oportunidades quanto as que tivemos juntos. E que isso torne ele e as espécies que estiverem juntas a ele (humanas e animais), melhores. Assim como essa nossa existência material e nosso tempo juntos. Levarei isso em minha alma pra sempre.

    Obrigada meu filhão!

    Categoria: Ponte do arco-íris
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    Nenhum Comentário:

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados