• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Meu cão quase morreu de doença renal comendo ração.

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 17 de setembro de 2013

    lobinho

    Recebi e repasso. Não preciso comentar, o texto fala por si.​

    Sites sobre alimentação natural e veterinárias que fazem consultas presenciais e online:

     

     

    From: Carmen Valls
    Date: 2013/9/15
    Subject: LOBINHO
    To: Ana Corina

    Querida hermanita,

    Estou te escrevendo pq queria que vc divulgasse, se vc achar importante, meu comentário sobre dar comida aos animais, nossos filhotes.

    Como vc sabe o Lobinho  vai fazer amanhã 17 anos, sempre dei a ele ração superpremiun e sempre desconfiei da qualidade e do que eles usam para fazer a ração.

    Ao longo da vidinha dele teve 2 vezes pedra na bexiga e eu sempre achei que tinha a ver com a ração.

    No início de maio deste ano ele teve uma séria crise renal, bastante séria mas começou a comer a ração “XXX renal”, e vi meu amorzinho cada vez mais magro, somente comendo qdo eu forçava e na eminência de ter outra crise, passando o dia prostrado sem ânimo, com frio, etc..

    Qdo vi num post no face de uma conhecida o nome de uma nutricionista veterinária, imediatamente marquei a consulta e em 2 dias ela me passou a dieta balanceada para um cão com a idade dele e o problema renal, comecei a fazer na semana passada, te juro em 2 dias vi o Lobinho se transformar, de apático passou a ficar mais espertinho, parou de sentir frio, passou a dormir a noite toda em vez de chorar, e vc nem imagina a alegria de vê-lo voltar a se alimentar sozinho e comer com apetite a sopinha de legumes, a carne, etc, enfim tudo o que compõem a quantidade que ele tem que ingerir diariamente, agora até lambe o prato.

    Não é difícil preparar a comidinha,não é difícil se organizar, não é tão caro qto a ração e o bichinho está comendo alimentos saudáveis, alimentos sem químicas, e  vc sabendo o que ele está comendo de verdade.

    Na semana que vem, chega a dieta da Lili, abandonarei as rações por mais superpremium que sejam!

    Pois é amiga estou muito feliz com a minha decisão e tenho certeza que meu Binho vai melhorar e superar o momento difícil que passou, ainda mais agora alimentado de verdade.

    Se vc achar importante as pessoas que leem tua página lerem meu depoimento  pode escrever sobre ele.

    Beijos hermanita, sucesso! Carmen

    Categoria: Alimentação, Alimentação Natural, Ração, Rins / Doença renal
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    30 Comentários:

    1. silvana pereira de oliveira disse:

      31 de março de 2014 às 22:31

      Olá Boa Noite…amo os comentarios de vocês…sobre nossos filhos de 4 patas….sera que alguém…pode me ajudar minha cachorrinha…tirou calcúlos renais….e veterinaria aqui..em extrema é fraquinho……qual tipo de comida e fruta …posso dar para ela…..obrigada….

    2. Fernanda Mundstock Raymundo disse:

      12 de março de 2014 às 15:05

      Gente, infelizmente, como em todas as profissões, na veterinária também tem os mercenários. Mas com um pouco de sorte e muita procura, é bem possível encontrar profissionais atualizados, qualificados e DO BEM, que é mais importante.
      Já perdi alguns cães, é sempre um sofrimento. Imaginem a minha surpresa quando eu descobri que o Bento, meu York de 8 meses tinha uma “má-formação renal”. Fiquei louca.
      Com ajuda dos veterinários clínicos gerais que cuidam dele, conseguimos encontrar a Dra. Gabriela, uma nefrologista ótima, que explica, conversa e tranquiliza a gente (ao contrário de muitos, que gostam que o dono do animal entre em pânico, pois assim ele aceita melhor os tratamentos absurdos e caros que serão oferecidos em seguida).
      Graças a Deus o problema do Bento é muito inicial e nos últimos 8 meses não teve nenhuma evolução. Devo muito disso à alimentação natural elaborada pela Dra. Sylvia, do Cachorro Verde. Elaboramos uma dieta com menos proteína e todos os nutrientes necessários, ele ganhou 400g (pra um cachorro de 2,350 é mais de 15%) e desde então os exames dele MELHORARAM. Nem acreditamos. A nefro dele pediu pra repetir, inclusive, porque ela achou que não era possível. Ficamos todos muito felizes.
      Cozinho pra ele quase todos os dias, mas faço a base da comida (uma pastinha de legumes pra misturar no carboidrato e na carne) em quantidade e congelo, pra facilitar e pra ele ter comida sempre fresquinha. Se comida nova, saborosa e feita com amor é boa pra nós, é boa pra eles também. Ele come com vontade, nunca mais tive que me preocupar se ele comeu ou não. Ele sempre topa mais um pouquinho!
      Mais do que esforço e dedicação, é necessário que os proprietários se interessem pelo assunto e pesquisem, pra poder conversar com os veterinários e tirar dúvidas, e pra que possamos nos sentir mais seguros também em relação à tudo que acontece com os nossos filhos.

      Recomendo o http://www.cachorroverde.com.br pra todos! Tudo melhora.
      PS.: E pra quem pensa que o coco do animal é mais sequinho e menos fedido com a ração, engana-se completamente. A comida natural é melhor até nesses aspectos!

    3. rita disse:

      2 de março de 2014 às 15:16

      achei muito interessante esses assuntos sobre a alimentação,tenho um pincher de 1 ano que não consigo que faça engordar um pouco comendo raçao ,dou sempre na mao que dai ele come mais,mas vou começar a fazer comidas com vegetais pra ver se ele engorda um pouquinho as vezes faço um caldo com carne, frango e dou com arroz,tenho medo que de diarreia nele, também tenho uma outra pincher ela ao contrario adora frutas vegetais tudo que de pra ela come obrigado e ate a proxima

    4. Ana Cristina Pereto disse:

      20 de fevereiro de 2014 às 20:44

      Tenho uma pastora alemã que ano passado teve pedra na bexiga, do tamanho de um sabonete, o veterinário proibiu proteina em sua dieta e receitou a ração Urinare. Por favor o que posso dar de alimentação para minha cachorra, para suprir o consumo de proteína? Gostaria de ter uma dieta para que possa seguir, depois da pedra, passei a dar arroz com legumes sem sal e sem óleo, junto com a ração indicada pelo veterinário.

    5. ANA MARIA TANCREDI disse:

      12 de fevereiro de 2014 às 00:34

      BOA NOITE!!
      RESOLVI ESCREVER POIS DEPOIS DE PASSAR QUASE UM MES DE LUTA PARA DESCOBRIR O QUE O MEU PUG TINHA. SENDO QUE ELE TEM 4MESES DE OPERADO DE CAUCULO NA BEXIGA.
      APOS 4 MESES ELE TEVE UMA DOR IMSUPORTAVEL QUE MEDICO NENHUM CONSEGUIL DAGNOSTICAR, VARIOS EXAMES FORÃO FEITO E NADA ACUSAVA ,POR ULTIMO SAIU HOJE O EXAME DE PANCREATITE NEGATIVO E O VITERINARIO FALANDO QUE ELE TERIA QUE COMER ESSA REAÇÃO PARA RESTO DA SUA VIDA.ROYAL CANIN URINARY, DESCONFIEI DA RAÇÃO TIREI A RAÇÃO DEFINITIVAMENTE, ELE CHEGOU A FICAR ENTERNADO NO CTI DURANTE UMA SEMANA COM MUITAS DORES, NEM O TRAMADOL INJETAVEL ESTAVA RESOLVENDO MAIS PENSEI DE PERDER O MEU CACHORRO,POIS BÉM LEVEI A OUTRO VITERINARIO.
      ELE PASSOU UMA OUTRA TIPO DE ALEMENTAÇÃO PARA ELE NATURAL, COM ARROZ INTEGRAL E PEITO DE FRANGO E LEGUEMS EM DOIS DIA MEU BOO SE RECUPEROU, HOJE ESTÁ SEM DOR!!
      NADA ME TIRA DA CABEÇA QUE ESSA RAÇÃO AGRAVOU O SEU QUADRO DE PEDRA NA BEXIGA.
      HOJE ELE ESTA OTIMO.
      COMENDO SUPER BÉM E MUITA FRUTA E SUCO.
      SE PUDER ME RESPONDER FICAREI MUITO GRATA PELA ATENÇÃO!!

    6. Bruno disse:

      20 de janeiro de 2014 às 17:39

      Boa tarde meus caros. Tenho um cão que hoje está com 14 meses. Diagnosticado displasia renal aos 06 meses, e esta cada dia mais difícil de aceitar ração ou patê renal, segue desnutrindo. Tenho tentado contato com cachorro verde, sem sucesso através do formulário do site, pois moro em Santa Catarina. Gostaria de pedir ajuda, para nosso amigao em relação a dieta natural.
      Desde já agradeço.

    7. Mª Valderice F. dos Santos disse:

      6 de janeiro de 2014 às 10:18

      Bom dia!
      Excelente matéria. Pena que não há lí antes. Minha filhinha Sara, uma pincher de 6 anos fará hoje 06/01 uma cirurgia para retirar uma pedra de 2,5cm do seu pequeno rim, se Deus quiser dará tudo certo, e quando ela estiver de novo conosco mudarei drasticamente sua dieta alimenta.

      Obrigada pela informação.

      Valderice.

    8. Marizete Assis Alves disse:

      29 de setembro de 2013 às 17:31

      Que bacana, isso é importante. Qdo tenho um dos cães doente e sobre os cuidados da vet, logo entro no Site do Cachorroverde, é show, infelizmente não posso dar alimentação natural p/30 cães, porém qdo está doente ou velhinho, eu faço. Adorei o relato, interessante. Abço.

    9. Carol disse:

      25 de setembro de 2013 às 23:10

      Para quem mora perto de Rio Claro (SP), quando eu morei lá ia na Andréa http://www.naturalvet.com.br/
      Ela é veterinária homeopática, e pelo que vi também está trabalhando com AN agora.
      Também sei que abriu um consultório em Ribeirão Preto especializado apenas em nutrição para animais, mas não conheço o vet de lá. http://www.petnutri.com.br/#!home/mainPage

    10. Penecy de Figueiredo Ferzola disse:

      18 de setembro de 2013 às 13:58

      Tenho duas mini schnauzers e uma yorkshire. A schnauzer mais velha, 9 anos, Kika, de uns anos para cá apresenta cristais na urina o que provoca infecções urinárias de repetição. Sempre comeram rações superpremium e a ração específica para problemas urinários alcaliniza mais a urina e provoca a formação maior de cristais.
      Ela ingere 2 doses diárias de 500mg cada, de vitamina C e está comendo comida natural.
      A vitamina C foi indicada por veterinário. Reduzi a dosagem para 500mg/dia e troquei a ração complementar porque as outras duas gostam, porém a Kika tem ingerido como complementação e voltou a apresentar cristais.
      Gostaria de saber se tem alguma veterinária nutricionista aqui em Porto Alegre.

    11. Lucia Peixoto da Silva disse:

      18 de setembro de 2013 às 08:29

      Tenho um York de 7 aninhos. Moro em São Paulo, Onde posso encontrar uma nutricionista veterinária. Fiquei preocupada com o que acabei de ler sobre o Lobinho, meu Bill tb já teve problemas renais e superou, será que a ração foi a culpada? abraço

    12. elis rossi disse:

      17 de setembro de 2013 às 19:04

      Bom, eu tenho uma shitzu q não come ração… eu dou frango cozido, sem tempero nenhum,somente agua p cozinhar…
      Q bom q deu certo…
      abçs

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        18 de setembro de 2013 às 08:41

        Elis, ela só come frango cozido? Essa dieta não é apropriada. Por favor, acesse os links que indiquei no texto, ok?

    13. maria aparecida messias disse:

      17 de setembro de 2013 às 13:51

      eu já mandei um comentario falando sobre a obsidade das minhas labradoras como devo fazer a dietas delas uma veterinaria disse naõ de comidas só ração. mas elas foram criadas com comidas vegetais arroz parbolizados de cães ração qdo elas quiser e agora eu devo diminuir as reifeições como eu faço

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        18 de setembro de 2013 às 08:47

        Maria, eu já respondi mais de um comentário teu!

        27/8: “Oi Maria, há vários textos no blog sobre o assunto, estão todos no link http://www.maedecachorro.com.br/category/obesidade
        Leia os comentários também.
        Elas precisam comer menos e se exercitar mais. Não é pq têm espaço que vão correr sozinhas, sabe? Precisam ser incentivadas. A receita passa por duas coisas: o quanto elas comem e o quanto elas gastam…”

        17/9: “Oi Maria,
        essa dieta está desiquilibrada (cadê o cálcio?) e tem muito carboidrato (arroz branco, que é uma caloria vazia e não presta nem pra nós).
        Neste texto tem tudo que precisas pra arrumar a dieta delas e eliminar as gordurinhas. E assim… labrador tem MUITA tendência a engordar. Elas precisam comer mais proteína, menos quantidade no geral, nada de petiscos e o de sempre: exercício físico.
        http://www.cachorroverde.com.br/index.php/dieta-natural-para-perda-de-peso-em-caes/

    14. renata tsukayama kojima disse:

      17 de setembro de 2013 às 12:07

      Olá, minhapoodle tbm já operou 3 vezes para retirada de calculo na bexiga.Ela tbm sempre comeu superpremium desde de bebe.E com a doença passou a comer ração especifica para os calculos.Nenhuma marca resolveu.Depois de 2 meses operada, na ultrassonografia constava novos calculos.Descobri o site Cachorro Verde e tem +- 3semanas que está seguindo a dieta para Calculos que a Dra Sylvia passou especialmente para o caso da Honey.Ela está muito bem, adorando a nova dieta.Estou bastante confiante.Mês q vem vamos fazer nova ultrassonografia e torcer para q a Honey não precise operar de novo.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        18 de setembro de 2013 às 08:55

        APOSTO que não precisará! Beijo.

      • renata tsukayama kojima disse:

        7 de janeiro de 2014 às 13:51

        Fizemos a ultrassonografia depois de 3 meses de dieta e tcharam!!! nenhuma pedrinha! nenhuma poerinha na bexiga! a Honey está bem mais disposta,suas caminhadas são bem mais confortavéis(andava toda torta)e agora corre bastante na praia.Adora a comida natural, devora, engordou algumas gramas, mas a Dra Sylvia já passou outra dieta menos calorica e para continuar mais um pouco c/ o controle dos urólitos.Fizemos a consulta via Skype e não deixou nada a desejar.Estou felicíssima com o Cachorro Verde, a Dra Sylvia, foi uma benção para nós.

    15. Claudia Simoes disse:

      17 de setembro de 2013 às 10:35

      Li a postagem e gostaria muito de saber o nome dessa veterinária! Perdi um york com problemas renais e durante o tempo em que ele esteve em tratamento, fiquei assustada com a quantidade de cachorros que se tratavam do mesmo problema. Questionei então, com o veterinário, sobre as rações que usamos (só uso tb rações premium, caríssimas). Argumentei que antigamente, os cachorros só se alimentavam com comida e viviam 19-20 anos, morrendo de velhice, mas o veterinário me GARANTIU que isso era bobagem da minha cabeça. Claro que seria essa a resposta dele, afinal, um tratamento renal custa um absurdo e veterinários hj nada mais são, do que comerciantes que vivem do nosso desespero. Achar alguém que se dispõe a tratar um pet com alimentação natural, é realmente uma bênção!! Se puder me enviar o neme e o contato dessa veterinária, agradeço.
      Obrigada,

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        18 de setembro de 2013 às 09:25

        Cláudia, as duas veterinárias atendem nos links que botei no começo do texto. A dos meus cães é a Sylvia, do http://www.cachorroverde.com.br e a veterinária do Lobinho é a Sonali, do outro site ali indicado.

      • viviane winter disse:

        26 de setembro de 2013 às 12:50

        Veterinários ganham muito mais com o cliente vivo, nenhum, posso garantir, tem o interesse em prejudicar a saúde de seus pacientes. Acho uma verdadeira estupidez pensar que preferimos recomedar a ração para o animal adoecer. Se fosse assim recomendaríamos a pior possível. As raçoes fornecem nutrientes necessários e facilitam a vida do proprietário. Temos que dar preferencia pelas marcas confiáveis.

        Alimento caseiro balanceado ok. Dar comida por conta própria ao cão do tipo macarrão com salsicha, angu, ele ficara desnutrido, por isso somos contra comida. O animal idoso ficar com mais vigor comendo comida caseira é plausível. A comida macia facilita a ingestão e a umidade do alimento é um grande palatabilizante. Comida seca é menos apetitosa mesmo.

        A questão aqui é que também comemos comida e adoecemos. A doença é causada por uma conjunção de fatores, nós também adoecemos e não vivemos à base de ração. Quanto mais a veterinária evolui, mais tempo os animais vivem. Com isso há maior risco dos problemas da idade.

        Podem pensar como queiram, só não podem se dar a esse direito de ofender a nossa classe.

        V. Winter
        Médica Veterinária

        • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

          27 de setembro de 2013 às 08:34

          Oi Viviane,

          Entendo tua frustração, mas você precisa pensar no que está fazendo TANTA gente reclamar TANTO de veterinários (NUNCA de todos).
          Como talvez você não perceba as coisas ‘do outro lado’, deixa eu te contar, pois tenho um Brasil inteiro me dando feedback há quase 7 anos, fora uma vida como mãe de cachorro: EXISTE SIM UM COMÉRCIO DA DOENÇA. É a doença que gera lucro.
          As pessoas estão cansadas de encontrar médicos (de gente, de bicho) que receitam mil remédios desnecessários, quando um exame barato daria conta de um diagnóstico preciso e evitaria sofrimento no animal e gastos desnecessários, as pessoas estão cansadas de atendimento ruim, as pessoas estão cansadas de perceber falta de informação/estudo/capacitação continuada, as pessoas estão, sim, cansadas de MÁ FÉ.

          Veterinários ganham mais com o cliente vivo, mas MUITOS, infelizmente, praticam a medicina para manter o cliente sempre bem vivo e DOENTE! E ISSO é o que as pessoas têm percebido, ISSO é que estamos rejeitando.

          VOCÊ pode ser uma veterinária comprometida, mas por favor, sejamos honestos, há MUITO veterinário que atua com base na desova de venda de medicamentos, que não estuda nada, que só fica aceitando visita de laboratório com suas “verdades” convenientes etc. etc.

          Nossa, se começar a falar do tanto de erro praticado que vejo ou dos quais recebo relato você com certeza terá mais paciência com quem reclama das más experiências que teve. Vou te dar um exemplo só, que presenciei: um pinscher MINÚSCULO havia sido mordido por outro cão. O casal proprietário era visivelmente carente, mas preocupado em salvar o animal. A veterinária não só empurrou TROCENTOS remédios incabíveis no momento (como anti-pulgas!), que era de recuperação, como ainda dava as opções mais caras. E eu do lado, só de butuca e MORRENDO. Pq daí eu acho uma falta de humanidade até com o cliente, não só com o paciente. CUSTA indicar o remédio que tem o MESMO princípio ativo e que é mais barato? CUSTA dar dicas naturais que ajudarão e que serão baratíssimas? CUSTA deixar a neurose de empurrar pipetas de veneno, vacinas desnecessárias e focar em SALVAR a vida do bicho ali no momento? DEPOIS faz o resto, poxa. O bicho era tão pequeno que DUVIDO que tenha sobrevivido a tanta coisa. Não sou veterinária, vais dizer, mas sou inteligente, estudo, questiono, trabalho com protetores e veterinários há anos, já fui dona de pet shop (que foi quando comecei a ver o ABSURDO que é a exploração do mercado pet) e tenho senso crítico, conhecimento, informação. A veterinária deste exemplo trabalha em uma grande agropecuária, dessas com clínica veterinária e banho e tosa. Ela simplesmente TEM que vender o que o patrão oferece na casa. E foi isso que fez. O preço? A saúde do paciente e do bolso dos clientes.

          NENHUM VETERINÁRIO que trabalhe seriamente com alimentação natural vai mandar a pessoa dar macarrão com salsicha pro cachorro, até pq isso não é dieta nem pra gente (eu mesma não como nenhuma das duas coisas!).

          Dizer que nós comemos comida e adoecemos é muito simplista. Adoece quem come MAL. Simples assim. Comida pode ser tanto um remédio salvador, como um veneno.
          Rações são práticas. Ponto. Por tudo que leio, pesquiso, estudo e converso com veterinários que fazem o mesmo, e até mesmo por uma questão de bom senso (frescor e qualidade dos ingredientes, possibilidade de combinar nutrientes de acordo com as necessidades de aporte nutricional etc.), uma dieta de verdade será sempre não só mais saudável, mas algo que ração NUNCA SERÁ: natural.

          Um beijo e espero que tentes entender o ‘nosso lado’. O lado de cá, o lado de quem paga o que for pra salvar seu animal, que confia no saber do profissional e que ainda assim tem que lidar com erros absurdos e exploração, SIM.

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados