• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    6 dicas felinas para diminuir nosso estresse e ansiedade!

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 5 de setembro de 2013

    Pare um pouco e pense. Você passa um dia sequer sem falar ou ouvir a frase “Pois é, correria…”? Seja sincero. Duvido que a resposta seja não. A usamos para nos desculpar perante outros e até perante nós mesmos o tempo inteiro, explicando porque não demos aquele telefonema, não voltamos pra academia, não lemos aquele livro que tanto queremos e por aí a coisa segue…

    Pois pensando no que os gatos têm a nos ensinar, seguem 6 dicas para aliviar as tensões e encarar a vida de maneira mais leve e agradável. Boa leitura e… relaxe!

    1 – Respire! – Bem… isso eu precisei literalmente tatuar em mim pra lembrar: respire! Mas basta observar um gatinho para lembrar de respirar, alongar e praticar um pouco de meditação. Sejamos justos com os cachorros, eles também nos ajudam neste ponto. Só no quesito “meditação” é que deixam um pouco a desejar, pois as posturas calmas e quietas são mais comuns aos felinos, não é mesmo? A cachorrada geralmente cai no sono ao ficar quietinha, hehe.

    2 – É só uma ‘coisa’ – Botar as situações, principalmente as que consideramos “problemas”, em perspectiva, é um grande passo para uma vida mais relaxada e feliz. E nos ajuda a tirar o foco do que não podemos controlar. O gato fica lá, de olho na lagartixa (salvem a lagartixa, por favor!), por exemplo… Ela se manda (ou você a salva) e o que faz o bichano? Nada. Aceita que já era e paciência. Por que não aprender tanta sabedoria com ele? Há muito em nossas vidas que simplesmente foge do nosso controle. E tudo bem.

    3 – Cochile! – Está ansioso? Olhe pro gato! Gatos passam pelo menos 3 quartos do dia dormindo. Você não precisa dormir tanto, claro, mas às vezes parar tudo, nem que seja por 5 minutinhos, fará toda a diferença no estresse do seu dia e na sua ansiedade. E, se der, deite junto ao bichano, para o descanso ser ainda mais prazeroso!

    4 – Brinque! – Diversão tem o poder de aliviar qualquer estresse. Assim como uma boa risada. O “brincar” pode ser buscar qualquer forma de prazer, inclusive sozinho, como lendo um livro ou fazendo uma caminhada revigorante, por exemplo. É difícil ficar ansioso e focado nos problemas quando há algo divertido acontecendo por perto. Observe seu gato brincando e seja feliz!

    5 – Mais um  pouco! – Gatos não param de brincar/interagir conosco até que decidam parar. Algo assim como um cachorro brincando de buscar a bolinha. Nós até queremos parar tudo e voltar ao que estávamos fazendo, mas eles não. E esse “mais um pouco” pode ser uma oportunidade para aprender a relaxar e a viver o momento, a parar de tentar controlar algo incontrolável: a vida!

    6 – O mundo gira em redor do meu umbigo, não do seu – Este, na verdade, é sem dúvidas o melhor exemplo que os gatos podem nos dar. Afinal de contas, é o universo felino que importa a eles, não o nosso, com seus horários, neuroses e complicações. E ao girarmos em redor do umbigo deles – limpando caixas de areia, alimentando-os, escovando-os, brincando com eles etc., conseguimos desfocar do nosso mundinho e suas complicações. Ao nos doar ao gatinho, esquecemos um pouco de nós mesmos e, com isso, relaxamos e desestressamos quase sem perceber.

    Categoria: Animais e nós, Gatos
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    8 Comentários:

    1. Olga Marianno disse:

      23 de fevereiro de 2014 às 21:49

      olá….ameeeeeeeiii esse blog!!!!tenho uma gatinha de 17 meses….aos 8 meses foi castrada….desde então pegou tremenda aversão a ir ao veterinário…qdo completou 15 meses chamei um outro veterinário em casa pra tomar a segunda dose da RAIVa….ela tb foi hostil. Gostaria muito de uma orientação..Obrigada. abraço.

    2. lisa disse:

      3 de fevereiro de 2014 às 00:14

      adotei um gatinho que foi resgatado da rua com cerca de tres a quatro meses.Levei ao veterinario para avaliar e vacinar. Ela ja aplicou duas doses de vacinas e marcou para dar uma quadrupla agora. Aplicou no dorso. Sera que ele esta dando vacinas demais para meu bichinho? a anti rabica deve ser dada agora ou apos um ano?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        4 de fevereiro de 2014 às 00:57

        Lisa, nunca deve-se aplicar vacinas em gatos no dorso! A incidência de câncer por conta do excesso de vacinas é tão grande que a praxe é aplicá-las nas extremidades dos membros, caso precisem ser amputados! Existem chances REAIS dele contrair raiva? Eu aplicaria uma dose só, após 1 ano de vida. E se quiseres mesmo dar a última dose da polivalente, exija uma tríplice. Vc já leu os textos sobre os malefícios do excesso de vacinação em nossos peludos? LEia comentários também: http://www.maedecachorro.com.br/category/vacinacao

    3. Juliana Pereira Valadão Corgosinho Silva disse:

      16 de setembro de 2013 às 11:52

      Bicho é tudo de bom, principalmente cachorro e gato. Esses nossos pequenos grandes amigos nos ensinam todos os dias como a vida pode ser mais leve. Adorei as dicas.

      • Luiz Carlos disse:

        14 de janeiro de 2014 às 03:52

        Oi Juliana,
        vi seu comentário sobre esses bichinhos lindos e concordo com você.
        É maravilhoso poder tê-los por perto.
        Aprendi a gostar cada vez mais de gatos depois que tive o primeiro.
        Sempre tive cachorros e gatos não eram bem vindos.
        Hoje tenho gatos (02) e cachorros que convivem muito bem.
        Sempre bom dar dicas boas

    4. saranda Urio disse:

      6 de setembro de 2013 às 09:23

      Adorei o post….
      Vc está inspirada mesmo.
      adoro gatos,mas ainda estou muito triste pelo sumiço pou roubo da minha gata, mas ainda tenho a recompensa de ter mais dois amores..

      Vou refletir sobre o assunto e tentar relaxar.

    5. lucia moura disse:

      5 de setembro de 2013 às 15:13

      COMO AMO FELINOS E CÃES TB. gosto de jeito elegante e zen dos gatos, vou seguir as dicas dos gatinhos.

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados