• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Pestinhas que amamos: como lidar com cachorros bagunceiros?

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 27 de agosto de 2013

    Minha amiga Mariana Siebert adotou um cão capetinha, daqueles bem bagunceiros, em que cada dia traz uma destruição surpresa nova. Pra sorte dele, ela acha graça, fotografa tudo e até criou a Página do Darci. Mas para o azar de muitos cãezinhos assim, outras pessoas optam pela violência ou pelo abandono como modo de “lidar” com um comportamento que muitas vezes elas mesmas incentivam.

    Este texto é uma homenagem a todos os cachorros que aprontam muita bagunça e traquinagem e também a todas as pessoas que têm paciência e entendimento para lidar com eles.

    Importante: eduque seu cão, pois um animal educado tem menos chances de sofrer rejeição e maus-tratos.

    Você também tem um “Darci” em casa? Deixe um comentário e conte sobre suas peripécias e como você lida com elas!

    Leia também: Cães não sabem o que fizeram de errado!

    Quais as características de um cão bagunceiro?

    1 – Carisma – Ser carismático, no caso do cachorro bagunceiro, consiste em convencer as pessoas de que se está fazendo o que elas querem, mesmo que não esteja. Eu diria até mesmo que alguns cães usam melhor o carisma do que outros, ao menos para se safar quando aprontam alguma traquinagem.

    2 – Desejo de agradar – Cães bagunceiros adoram fazer ‘aquele charme’ para nos distrair e muitas vezes ‘aprontam’ para interagir conosco e nos agradar, ainda que o resultado seja o oposto disso. Se ele quebra um vaso e você acha lindo, dá colo e beijos mil, como ele vai saber que fez errado?

    3 – Vontade de desobedecer – Mais ou menos como nós mesmos fazemos às vezes… entende?

    4 – Senso de humor canino – Sim, cães sorriem! Com suas caudas, olhos e bocas. E sim, de alguma maneira, eles entendem quando sorrimos junto. E como adoram nos ver assim, fazem de tudo para provocar nosso sorriso.

    5 – Senso de humor humano – O que faz com que um cão seja engraçado e fofo ou irritante e “peste” vai depender da nossa percepção do seu comportamento. Se você dá risada e interage quando ele está aprotando algo pela milésima vez, ele continuará a fazer bagunça. Ou seja, ele praticamente te dá material para fazer graça com seus amigos no Facebook, Instagram… Quem não fotografa cada aprontada do peludo e sai correndo pra postar que atire a primeira pedra, né dona Mariana?

    Por que alguns cães são bagunceiros?

    1 – Porque estão entediados – Este é o principal motivo para um cachorro faz bagunça. Ou seja, cabe à parte “inteligente” da equação – nós, humanos – evitar que isso aconteça e ter o bom senso de perceber que só há um culpado depois da passagem do “furacão peludo”: quem não providenciou ao cão as condições para extravasar energia sem destruir a casa.

    2 – Para chamar atenção – Ainda que recebam uma bronca, para cães que estão carentes, qualquer interação com os humanos é bem-vinda.

    3 – Para nos ensinar algo – Se seu cão insiste em fazer algo terrível por vezes seguidas, bem… ele provavelmente está tentando te passar uma mensagem, algo como “estou destruindo a casa porque preciso passear mais!”.

    4 – Para te animar! – Nem todos os cães reagem a nossa tristeza da mesma maneira. Alguns ficam quietinhos ao nosso lado, outros fazem… bagunça! Não sabemos explicar os motivos para cada um reagir de maneiras tão distintas, mas não é um barato eles tentarem nos animar, seja como for?

    Qual a diferença?

    Então, qual seria a diferença entre um cão bagunceiro e fofo e um cão “terrível”? Todos nós sabemos que simplesmente não existem cães terríveis, ruins ou maus. Mas podemos brincar de classificar os bagunceiros que tanto amamos pelo…

    1 – Grau de destruição – O nível de bagunça de um cão que destrói um chinelo ou faz um xixi/cocô fora do lugar uma vez ou outra é diferente do de um peludo que destrói o sofá inteiro numa tarde mesmo sendo de porte pequeno, né?

    2 – Grau de inconveniência – Se seu cachorro destruir sua escova de dentes, você pode mastigar um chiclete até comprar outra. Mas se seu cão fizer algo do tipo, hum… te trancar pra fora de casa, bem, já são outros quinhentos.

    3 – Grau de perigo – Tanto para você, quanto para seu cão. Um peludo que consegue escapar da coleira/guia e sai correndo no meio do trânsito, por exemplo, não é algo agradável e tampouco ele merece a fama de “bagunceiro”. Qualquer comportamento que comprometa a segurança, seja de quem for, não deve ser recompensado, tolerado, incentivado e deve ser tratado o quanto antes, preferencialmente por um bom educador canino.

    O que fazer com um cão bagunceiro?

    Bem… você terminou adotando/ganhando/comprando um cachorro sapeca de marca maior, parente direto do Taz, e agora não sabe como lidar com ele? Ou você acha tudo lindo e quer deixar as coisas como estão?

    A escolha é toda sua! Pois, na verdade, é você quem decide se quer encorajar ou descontinuar o comportamento agitado/bagunceiro/destrutivo do seu cão. Quanto mais você achar graça e quanto mais der atenção (ainda que em forma de broncas dadas de maneira errada), mais reforçará o comportamento. Se você o ignorar e corrigir de maneira eficiente e correta, dando oportunidades de gastar energia de maneira “não destrutiva”, ele aprenderá a parar.

    Enquanto você não decide, que tal deleitar-se com as fotos do Darci Sapeca? 😉    

    Categoria: Adestramento, Comportamento
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    26 Comentários:

    1. Cássia Fidelis disse:

      30 de março de 2014 às 13:34

      Me identifiquei :p
      Tenho uma dalmata de 4 meses que é muuuuito bagunceira roedora, não pode ver nada pela frente que quer pegar e roer, jornal elas faz picadinho… Tem brinquedos e osso pra ficar roendo e brincando, mas não é fácil, eu tenho paciência, mas como trabalho o dia inteiro, quem fica com ela em casa é minha mãe que já não tem paciência com as bagunças delas, revira o quintal inteiro e agora descobriu as roupas no varal… Não posso passear muito com ela ainda, pois ta faltando a ultima vacina das 3 importantes… Ela em geral se interte bastante com os brinquedos dela, mas quando fica sozinha no quintal, larga os brinquedos e ataca. Deixando minha mãe de cabelo em pé, todo dia pela manhã dói água de Melissa misturada na agua, pra ver se acalma, mas não funciona muito! A Cacau é master carinhosa e carente, acredito qe seja por isso a bagunça, pois durante o dia, só a poodle fica dentro de caso, como já tem 12 anos, a lindinha precisa de cuidados. A noite as duas dormem dentro de casa, a cacau dorme a noite toda, um anjo a noite … Mas de dia, vira uma traz mania heheh, o que eu faço? Em casa durante o dia não pode ficar pois faz bagunça. Xixi e coco ela só faz na rua, as vezes escapa dentro de casa. Amo muito minhas duas gordinha!

    2. Luans disse:

      25 de fevereiro de 2014 às 11:10

      Olá! Tenho a minha malú, filhote de beagle com 2 mêses, ela destroi tudo que vê pela frente é muito agitada não fica calma de jeito nenhum
      !muito inteligente já ensinei a sentar, vir pra perto e ficar na caminha (de castigo), o maior problema é que ela não faz côco e xixi no lugar certo sempre…comecei a tentar fazer com q ela fisesse fora de Casa, mais ela não faz e assim que entra faz o xixi e coco….. oq faço????

    3. Edna Brito disse:

      14 de fevereiro de 2014 às 13:48

      Meu Ziah é mais ou menos assim mais eu adoro

    4. Angela Costa disse:

      14 de fevereiro de 2014 às 13:16

      Tenho dois labradores pai e filho, um de quatro anos, calmo, sereno, tranquilo, obediente, amoroso, educadíssimo e silencioso; o outro de 1 ano,baderneiro, bagunceiro, obedece quando convêm, amoroso, sem educação , destruidor e barulhento.
      A forma de educar foi a mesma, o carinho também foi o mesmo, mas o resultado, quanta diferença! Amo de paixão os dois, mas tenho trabalho dobrado com o outro. Porém nada que comprometa minha paixão por ele.

    5. Sandra disse:

      5 de janeiro de 2014 às 00:35

      Ola adotei uma vira lata de aproximadamente 2 meses, ela é muito arteira, pega e morde tudo que vê pela frente mas o problema maior é que quando vou repreendê-la ela me enfrenta, fica latindo e tentando me morder. O que devo fazer?

    6. Bianca Corrêa disse:

      10 de outubro de 2013 às 10:22

      Já falei da Paçoca por aqui, ela é super bagunceira e AMA cavar igual um tatu! Faz buracos enormes na nossa grama…. Mas ela é uma fofa e conforme foi crescendo, foi ficando educada… Eu reuni várias dicas de sites, principalmente daqui, e encho a paçoca de brinquedos, ossinhos naturais, pelucias, ela destrói tudo e a gente repõe e incentiva ela a destruir essas coisas e não nossos sapatos! 😛
      Outra coisa que ela ama são caixas de todos os tamanhos, é destruição/diversão garantida 😉
      Ah! A garrafa pet com petiscos, tb é ótima!

    7. Kristina Oliveira disse:

      17 de setembro de 2013 às 08:34

      Eu tenho um akita que ele só inventa de bricar mais na hora que estou dormindo, estou com varias noites sem dormi direito, pois ele fica baguçando e mexendo no que não deve, eu estou ficando estressada, trabalho os 3 turnos preciso descançar um pouco, o que devo fazer? por favor!!!! 🙂

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        18 de setembro de 2013 às 09:18

        Querida, não é que ele só brinque de noite, é que é quando ele te VÊ! Você trabalha de manhã, de tarde e de noite, é isso? E ele fica sozinho esse tempo todo? 🙁
        Isso não é saudável, cães precisam de distração, de companhia e de estímulos, não importa a idade que tenho. Se ele realmente ficar sozinho sempre, recomendo que penses em uma maneira dela ficar na casa de alguém por um período, em uma creche etc.

    8. Marcele disse:

      14 de setembro de 2013 às 21:03

      Kkkk…..típica traquinagem de Whippets…..minhas magrelas a cada dia deixam uma surpresa para mim….o que elas mais gostam é de roer carregador de IPad e IPhone ….kkk….os carregadores da Nokia (que todo mundo tem aos quilos) elas nem olham….kkkkk

    9. Eline disse:

      11 de setembro de 2013 às 23:04

      Ai minha Sophia (SRD resgatada) me tirava do sério. KKKKKKKKKKKk como aprontou….

    10. Marcia Kawabe – SP disse:

      28 de agosto de 2013 às 09:11

      Eu tenho um pestinha delícia desses em casa chamado Biscoito. Ele fez 1 ano agora em junho e eu até o castrei mais na tentative de melhorar seu comportamento como outra coisa, mas embora ele tenha melhorado um pouquinho, ainda me causa prejuízos absurdos. Comeu meu sofá inteiro, um pedaço do meu colchão, roeu caixas de som, comeu foto que tinha um valor sentimental incrível pro meu marido, sapatos, chinelos e livros mil, mas o grande problema é que ele só faz isso quando fica sozinho, por isso a gente não sabe como lidar. No começo a gente dava bronca quando chegava em casa e via aquela zona, mas com o tempo a gente percebeu que ás vezes ele nem tinha feito nada, mas era só abrir a porta de casa que ele já estava encolhido no chão morrendo de medo, e desistimos desse comportamento. Qdo eu sei que a gente vai sair e passer um bom tempo for a de casa, eu o levo pra passear e tento dar uma boa canseira nele antes de deixá-lo sozinho, mas muitas vezes a impresé que ele fica mais excitado ainda e nem sempre essa minha tática surte efeito. Enfim, honestamente a gente não sabe o que fazer, e enquanto isso eu continuo com um sofá todo comido na sala, com medo de reformar e ter mais um enorme prejuízo! 🙂 O Biscoito é vira lata e também tenho uma daschund que tem fama de ser destruídora, mas é super boazinha 🙂

    11. Mariana disse:

      27 de agosto de 2013 às 21:32

      Minha Tiffany foge para a rua sempre que pode, morro de medo de ela ser atropelada, mas não quero deixá-la amarrada, já tentei de tudo, mas volta e meia ela escapa, e o pior é que ela corre para a frente dos carros, moro em uma avenida bem movimentada e ela só não foi atropelada ainda por Deus…
      Estou desesperada e não sei mais o que fazer… se alguém tiver alguma dica, me avise por favor…
      Já usei a dica da garrafa com pedras, mas ela já perdeu o medo…

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        29 de agosto de 2013 às 10:29

        Oi Mariana, mas ela foge como? Não tens o quintal cercado? Que dica de garrafa com pedras, querida? Não entendi.

    12. Deborah disse:

      27 de agosto de 2013 às 18:55

      Violeta comeu a ponta do tapete, quando viu que eu entrava na sala, sentou na ponta comida, mas ficou com fiapo no canto da boca. Da outra vez, ainda filhote, com uns 5 meses, comeu o controle da TV, e ficou com borrachinhas das teclas presas nos dentes. Ah, também sentou no controle, na tentativa de esconder o flagrante. A forma que achei de mostrar que ela fez errado e que eu não gostei é falar o nome dela alto e ríspido. Ela já sabe. Amei o texto e o Darci.

    13. Solange Carvalho disse:

      27 de agosto de 2013 às 18:34

      Eu não entendo a minha Polly uma linda pinscher de 2 anos, Quase nunca fica sozinha, tem amor e carinho de sobra, e mesmo assim destrói chinelos, sofá, paredes e cortinas, mesmo com a gente em casa! Qual será o motivo dela fazer isso???? Na verdade eu morro de rir com as travessuras dela, e quando eu pego o jornal para fingir que vou bater ela fica correndo pela casa, e ai eu não aguento e agarro, beijo, aperto e adoroooooo!!! Amo esses pestinhas!!!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        28 de agosto de 2013 às 09:04

        Solange, mas a resposta está no teu comentário, meu anjo: você REFORÇA o comportamento =D

    14. Maria do Carmo disse:

      27 de agosto de 2013 às 18:05

      Olá!
      Tenho 3 e já tive 4 cadelas, todas elas sempre foram danadas.
      A mais danada, já faleceu e deixou exemplo para uma que adotei, as filhas dessa nunca destruíram nada, mas uma é hiperativa e a outra come suas próprias fezes. Mas assim mesmo, as amo incondicionalmente e talvez por isso, não me incomode muito com tudo isso. Ainda acho que o animal traz uma alegria e paz tão grande dentro de um lar, que todo o resto é contornável.

    15. elaine disse:

      27 de agosto de 2013 às 16:43

      tenho cinco cães mas uma delas em especial é assim, mas sempre que apronta fica impossivel de dar bronca, faz caras e bocas e eu e meu marido não resistimos, ela realmente é o bebe da casa, porem um bebe de 25 kg, minha querida viradoidinha,

      bjs

    16. Mona disse:

      27 de agosto de 2013 às 16:05

      Nossa Ana… Agora me senti uma dona mais normal. kkk
      Dos meus 3 cães, os dois machos são assim!
      O meu Jhonny quando era menor comia todas as camas estofadas que eu comprava para meus cães, o problema é que era uma cama número 6 e uma número 3, isso começou a ficar caro! Troquei as camas lindas e organizadas por um sofá e alguns edredons, ficou feio, mas foi o jeito! Casinha eles tem uma no fundo do quintal… Mas raramente vejo eles dentro! Eles preferem ficar no sofá na varanda bem perto da sala mesmo!
      Agora que o Jhonny passou de um ano de idade, já é castrado, ele brinca(come/destrói) apenas os brinquedos, ou alguma vasilha que apareça no quintal. Era “fase”.
      Mas o Chorão, meu filhote de American pitbull está de deixando de orelhas em pé!
      Ao menor vacilo pega chinelos, entra no viveiro do rato (enquanto estou limpando, quando as portas ficam abertas) e pega almofadas, tocas do rato, as quais nunca mais servirão ao propósito original. Por sorte ele só estraga a “decoração”, não é?!
      Também começou a pegar roupas do varal. Essa é minha preferida! (#SóQueNão)
      Buracos no quintal? Ele não faz buracos, ele faz crateras que cabem uma pessoa dentro! Estou com medo dele passar por baixo do MURO e ir parar no vizinho!
      Ele tem 6 meses e já é castrado.
      Pensei em enriquecimento ambiental e exercícios. Ele gosta de correr atrás do Kong, enquanto tem petisco dentro, não curte muito outros brinquedos que eu dei, mas o problema maior é que ele não gosta de passear. Ele empaca igual uma MULA!
      Estou tentando acostumar com a guia dentro do quintal, geantle leader… por enquanto ele anda bem na guia dentro de casa,mas do portão pra fora os vizinhos rolam de rir vendo eu carregando um pit marmanjo de quase 6 meses no COLO, sim, ele não se move. É lindo de se ver, desde que não seja com você, obviamente!
      Eu e minha família achamos graça nos mínimos detalhes.
      Tento não falar, óoooin q lindo essa bagunça, fico séria, limpo, e procuro não deixar ao alcance deles nada que eu não queira ver comido. Afinal, fazer o quê?
      Só ficou sério quando ele comeu uma camiseta de time do meu marido, q era a PREFERIDA dele e no dia do jogo!
      Hehe, como castigo NÓS tivemos que colocar o varal dentro de casa.
      O cachorro continua dando a barriguinha pra ganhar carinho, seja lá qual o motivo que eu vá ao encontro dele, então,vou brigar com ele pra quê?
      Vamos aproveitar as estripulias e pronto!

      Bjks!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        28 de agosto de 2013 às 09:06

        A vida deles é tão curta pra ficarmos dando bronca, né? Gosto de bicho educado, mas também não precisa ser ROBÔ, né? Beijocas!

    17. Jéssica disse:

      27 de agosto de 2013 às 15:59

      Olá! Há 1 ano eu adotei um bagunceiro…Mas exatamente como diz o artigo, eu acredito que ele faça isso por estar entediado, pois geralmente destrói alguma coisa quando eu e meu marido o deixamos “sozinho” (ele tem 2 “irmãs” peludas)por muitas horas ou para chamar nossa atenção. Ele já destruiu 2 pares de havaianas, já comeu álbum de fotos, capa de revistas, livros, 1 fone de iPod, revirou a lixeira algumas vezes, quebrou um vaso de cerâmica e roeu o cabo da net. Enfim, como vcs podem ver, ele é um parente direto do Taz. Mas ocorre que, a adoção foi uma escolha nossa e sendo assim, não podemos simplesmente responsabilizar somente ele pelos seus erros! E como somos os “inteligentes” da relação, sabemos o que devemos ou não deixar “a disposição” dele. As vezes ficamos chateados quando ele destrói uma coisa que gostamos muito, mas não adianta “chorar sob o leite derramado”. Quando o pegamos em flagrante, repreendemos seu mau comportamento, mas quando não temos certeza de que foi ele, não temos muito o que fazer. Em relação ao cabo da NET, ele aprendeu que não pode fazer da pior maneira possível: levou um choque!! No caso do Bolt, é como diz o ditado: “ele pode destruir sua casa, mas nunca o seu coração”. Hehehehehe

    18. Alessandra De Corso disse:

      27 de agosto de 2013 às 15:51

      haha! Super me identifiquei! Vc sabe que a Catarina, a minha adotada, faz o gênero “peludo que destrói o sofá inteiro numa tarde mesmo sendo de porte pequeno”. Já te contei alguma dessas artes. Em casa eu tenho as minhas terroristas, a Púrpura e a Catarina. O que eu faço? Bom, tive que comprar um sofá novo… E agora, quando elas estão sozinhas, eu não as deixo mais na sala. Afinal, nem terminei de pagar esse sofá novo ainda….kkkkkkkkkkk. BJS

      • Erika Bruzarosco disse:

        27 de agosto de 2013 às 17:44

        Eu tenho um Pit assim kkk, ele destuiu o sofá, chinelos, rack, cobertas, travesseiros..Pula em todo mundo, quer brincar 24h por dia…terrívellllll, mas eu amo meu Ozzy.

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados