• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    10 truques para seu gato beber mais água!

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 19 de agosto de 2013

    A maioria dos gatos não bebe água suficiente. E porque eles são tão (aparentemente) independentes, acabamos achando que eles sabem sozinhos o que é melhor para sua saúde, como beber bastante água, por exemplo. Mas a falta de hidratação do organismo pode trazer sérias consequências para a saúde dos felinos, principalmente para os que alimentam-se exclusivamente de ração seca, que contém apenas 10% de umidade. Infecções urinárias, cálculos renais e outros problemas nos rins, uretra e bexiga são, infelizmente, cada vez mais comuns nos gatos, resultado de um estilo de alimentação bem longe do ideal para o que nossos bichanos são: carnívoros estritos (deveriam alimentar-se apenas de proteína animal).

    Se seu gato não consume uma alimentação biologicamente adequada e faz uso de rações secas, por favor, adote o máximo possível de medidas para fazer com que ele beba mais água diariamente.

    Ajudar seu gato a aumentar o consumo de água trará vários benefícios: ´

    mais água = mais xixi = gato mais saudável = todo mundo feliz!

    Links úteis sobre alimentação de felinos:

     

    Estratégias para fazer seu gato beber mais água

    Mude para uma dieta mais rica em água

    Ração em lata contém mais água e pode ser a maneira mais fácil de fazer seu gato consumir mais água. Leia prós e contras desse tipo de ração clicando aqui. Se seu gato alimenta-se exclusivamente de ração seca (por favor, reveja isto!!!), tente adicionar água ou caldos naturais de carnes (receitinha no fim do texto). Mas esta opção não vale para quem deixa ração à vontade o dia inteiro, hábito, aliás, não recomendado. Gatos, como os cães, podem e devem comer toda a porção assim que for servida.

    Pedacinhos de gelo

    Este recurso adiciona umidade à ração seca e serve como ‘petisco’. O gelo acaba pegando o sabor da ração e os bichanos costumam gostar de lambê-lo, o que os hidrata. Adicionar cubos de gelo à água também pode torná-la mais interessante para o gato, que passará a bebê-la mais.

    Sirva porções menores e mais frequentes de comida

    Comer dá sede! Então porções menores e mais frequentes de comida também podem ajudar seu gato a beber mais água.

    Deixe vários potes com água fresca e limpa espalhados pela casa

    Facilite a hidratação do seu gatinho fazendo com que ele encontre água fácil por todos os lados! Gatos costumam amar tomar água em copos, fica a dica 😉

    Onde está a água?

    Mantenha os potes de água e comida sempre longe da caixa de areia.

    Sempre fresca!

    Gatos gostam de comida e de água sempre frescas. Troque a água ao menos uma vez por dia, mantendo as vasilhas (preferencialmente de vidro, inox ou louça esmaltada) sempre limpas.

    Torneira, a amiga dos gatos!

    Se seu gato adora beber água diretamente de água corrente, use a oportunidade para fazer com que ele beba mais. Abra a torneira para ele por um tempinho algumas vezes por dia, sempre evitando o desperdício, claro! A ideia é hidratar seu gato, não jogar água fora, né?

    Gostinho na água

    Teste maneiras sutis de dar um gostinho saboroso à água e veja se seu bichano toma gosto pela novidade. Que tal tentar um pouco de caldinho de carne feito por você (receita no fim do texto) ou um pouco do caldo de sardinha ou atum enlatados em água?

    – Use fontes de água (existem algumas específicas para gatos!)

    Muitos gatos gostam de beber diretamente de fontes de água (ou de torneiras), o que facilita muito sua vida e economiza água também. Em uma busca rápida sobre fontes à vende, consegui vários resultados.

    Experimente diferentes tipos de vasilhas

    Teste recipientes saudáveis, que não liberem resíduos tóxicos na água. Quer saber mais sobre o assunto? Leia o post “Onde seu filho peludo come e bebe?”. Assim você pode vir a descobrir que seu gato até esnoba água servida no pote de vidro, mas ama a água servida no recipiente de inox.

    Receita de caldo natural de carne:

    Ferva a carne escolhida e os ossos por 12 a 24 horas em água filtrada com um pouquinho de vinagre de maçã ou suco de limão (2 colheres de sopa para cada 5 litros de água). Ao final do período de cozimento, passe o caldo por uma peneira. Armazene separadamente o líquido dos sólidos em potinhos com porções individuais (1 ou 2 xícaras cada porção) e congele. Remova os ossos da parte sólida e descarte-os.

    Informações: 1

    Categoria: Gatos, Rins / Doença renal, Saúde
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    6 Comentários:

    1. carol disse:

      5 de dezembro de 2013 às 11:09

      comprei uma fonte no pote de barro, foi a que melhor funcionou, ate mesmo sem o motor, eles bebem , eles gostaram do pote de barro ,o unico problema da fonte é que entope toda hora, então vou fazer as minhas adaptações!

    2. Elisangela Kintschner disse:

      2 de setembro de 2013 às 23:39

      Tenho duas gatinhas adotadas, a Mamãezinha que é cega e a Linda que sofreu maus tratos quando filhote, ambas bebem água nos potes dos seu “irmãos caninos” 6 diga-se de passagem, adorei as dicas e vou mudar alguns hábitos para dar uma melhor qualidade de vida para minhas filhas felinas.

    3. Marizete Assis Alves disse:

      27 de agosto de 2013 às 18:48

      Faço de um tudo pra os 21 felinos tomarem água, até fontes, torneiras, potes de louça, trocas muitas vezes por dia, copos, criei um hábito de fazer caldo, latinhas, pratos favoritos, sardinha cruas duas vezes por semana, afe, amei todas as dicas, vou compartilhar, pois gosto mto de repassar algo que ensine como tratar seu felino. Gostei das informações, porém não tenha nada no conteúdo das dicas que já não faço, rss. Obrigada Ana.

    4. Estela disse:

      23 de agosto de 2013 às 17:09

      Aqui a minha estratégia é disponibilizar água em vários lugares da casa, em vários potes diferentes (cores, tamanhos e profundidades diferentes, cerâmica, vidro, plástico, alumínio). Para descobrir qual o tipo de prato que eles mais gostam. As vezes eles ficam desestimulados com um pratinho pequeno do lado da ração. Com os meus, inclusive, descobri que eles bebem mais da água que fica perto da caixinha de areia do que a que fica perto da ração, e gostam mais do pratinho de cerâmica, acho que a água fica mais fresca por mais tempo. No inicio, eram pratos diferentes em tudo quanto era cômodo da casa, agora já sei qual que eles gostam mais e só deixei esses. É vivendo e aprendendo, tudo depende da preferência do gatinho.

    5. Heidi Valquíria Ponge-Ferreira disse:

      19 de agosto de 2013 às 14:46

      Sou adepta das teorias de Dennis J. Chew, professor emérito do
      Department of Veterinary Clinical Sciences da
      Ohio State University:
      recipiente transparentes ou translúcidos que fiquem em local com iluminação natural ou tenham iluminação dirigida, eventualmente até com espelhos de fundo, e com o nível de água até a borda, para estimular o comportamento lúdico do gato. (qualidade de água, quantidade e disposição dos recipientes em alturas variáveis são condições preexistentes e determinantes também. bjs

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados