• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Dúvida do leitor: Parar de latir sob comando, é possível?

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 10 de junho de 2013
    Este e-mail foi postado em 2010, mas quero chamar a atenção de todos não só para o assunto, mas principalmente para os links indicados ao fim, sobre enriquecimento ambiental, pois distrair nossos cães enquanto eles ficam sozinhos em casa é fundamental para a saúde física e mental deles, assim como para evitar 90% das reclamações que recebo das pessoas sobre comportamento de seus animais.
    Continuarei a usar algumas das dúvidas que leitores me enviam via e-mail ou através mensagens de Twitter/Facebook/Orkut para fazer perguntas a alguns educadores caninos que desenvolvem trabalhos que considero interessantes. Quem responde hoje é a querida Sara Favinha, da Tudo de Cão. Sara, muito obrigada por aceitar participar!
    Vamos logo ao que interessa? A pergunta é:
    Como faço para que meus cães que moram no quintal parem de latir quando eu pedir? Gosto que eles façam alarme, mas queria que parassem de latir sob comando. Tenho medo de que os vizinhos fiquem com raiva de tanto que eles latem em certas ocasiões, como vinda do carteiro e até urubus nas árvores. Trabalho em casa e tenho como pedir que parem de latir na maior parte da vezes. Obrigada.”

    A resposta da especialista:

    EXCLUSIVO: “Primeiramente é importante lembramos que os latidos sempre têm uma causa. Existe uma Lei de Comportamento que diz que ‘todo comportamento que é recompensado aumenta em intensidade e quantidade’. Partindo deste princípio, é importante que você consiga visualizar quais são as recompensas envolvidas para que seus cães latam tanto.

    Pelo que você escreveu já consegui identificar duas: Presença de outros animais (presas) e presença de pessoas estranhas. No caso dos carteiros, lixeiros, entregadores, a maioria dos cães que têm visão da rua acabam aprendendo a latir e mostrar agressividade. Isto ocorre pois cada vez que a pessoa vai embora depois que o cão começou a mostrar agressividade, o comportamento é reforçado e vai aumentando cada vez mais. Os lixeiros então saem correndo, o que mostra aos cães que eles realmente ficaram com “medo”.

    Outra coisa que aumenta muito a quantidade de latidos é o excesso de energia acumulada. Latir é uma forma de extravasar energia e, caso seus cães estejam com muita energia acumulada, podem estar tensos, super excitáveis e reativos. Sempre recomendamos atividade física para os cães, eles relaxam, se acostumam melhor aos estímulos e passam a confiar muito mais nos donos. Outro recurso que utilizamos muito é o Enriquecimento Ambiental, ajuda muito!

    Dicas para diminuir os latidos:
    * Vetar o acesso à visão da rua casa isso aconteça
    * Aumentar a atividade física dos cães, jogando bolinha por cerca de 1 hora por dia, passeando por mais de 30 min por dia etc.
    * Procurar inserir os animais na rotina da casa, permitindo que eles possam desfrutar da sua companhia dentro de casa (isso acalma-os demais!)
    * Caso os cães tenham acesso visual ao vizinho, fechar o muro ou aumentá-lo
    * Identificar as recompensas envolvidas em cada situação para cada cão, e tratá-las individualmente. Por exemplo, no caso de carteiros. Já sabendo o dia e horário que ele vem, pegue um de seus cães na guia e saia para a garagem. Quando o carteiro chegar, ele ganha petiscos e carinho caso não mostre agressividade. Fazendo isso algumas vezes, conseguimos mostrar ao cão que este estímulo é agradável, ao invés do contrário. Peça para outras pessoas te ajudarem, cada uma com um cão.
    * Você pode ensinar seus cães a sentar com o barulho da campainha, por exemplo. Primeiro ensine-os a sentar (um de cada vez), e depois peça para alguém tocar a campainha em intervalos regulares (10 segundos) e cada vez que ela toca, você pede para seus cães sentarem e os recompensa com petisco ou com a própria ração caso eles comam bem. A tendência é ocorrer uma dessensibilização ao som da campainha e, se feito com consistência, eles aprendem a sentar quando ouvem, ao invés de latir!

    Evite utilizar punições como extintor de incêndio, borrifar água ou biribinhas [bombinhas]. Todas essas punições deixam os cães extremamente inseguros e ansiosos. Na hora pode parecer que funciona, mas depois de algumas semanas os comportamentos pioram muito e seu cão não confiará nem mesmo no ambiente em que fica!

    Caso seus cães corram risco de envenenamento, recomendamos fortemente que você contrate um especialista em comportamento para te ajudar.”
    Leia mais sobre Enriquecimento Ambiental nos textos abaixo:
    Categoria: Adestramento, Latidos
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    8 Comentários:

    1. Michele disse:

      11 de setembro de 2012 às 14:39

      obrigada!!

    2. Michele disse:

      10 de setembro de 2012 às 20:35

      oi me ajudem….tenho uma pitcher de 4 anos…ela late demaisssssssssssss, por tudo….dai faz 3 meses que adotei mais uma cadelinha pra ver se amenizava, nao mudou nada…
      moro em um terreno com duas casa…qdo meu cunhado e cunhada que ja sao conhecidos passam e ela ve….meu deus….late mto…o terreno é todo repartido….mais mesmo assim….late e late…quer ver entao se alguem vai visitar eles…nossa é chato…
      Foi um pouco culpa minha, pq ela ficou dois anos so dentro de casa e nem conhecia o mundo la fora….e agora nao sei oq faço….tenho medo que possam fazer mau a ela alguem… me ajudem? algum remedio pra stress? alguma coleira?…. ;-( amo tanto ela e eu queria que gostassem ela….mais ela so deixa 4 pessoas encostar nela…o resto jamais encostou nela…..rs

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        10 de setembro de 2012 às 23:13

        Michele, VC vai ter que mudar isso… Leia sobre comportamento animal, leia este texto, que fala exatamente do que precisas… O ruim é que é uma característica do pinscher latir tanto mesmo… Tens que ter paciência, NUNCA GRITAR
        (ele vai achar que vc está LATINDO JUNTO) e estudar bastante pra mudar isso.

    3. Ana Corina disse:

      28 de dezembro de 2010 às 03:56

      Dani, espero que as dicas ajudem vcs 2! Beijo.

    4. Sara Favinha disse:

      27 de dezembro de 2010 às 21:04

      Aline, o Leo é baiano também!!!! Veio prá São Paulo com 15 anos e quando falei do seu comentário ele deu risada… rs

    5. Dani disse:

      27 de dezembro de 2010 às 18:48

      Achei bacana as dicas.
      Sou mãe de um latidor e ser o quanto é dificil tirar esse habito.

    6. Ana Corina disse:

      27 de dezembro de 2010 às 17:22

      Broca? hahahaha Adorei, mas ainda bem que vc explicou que é coisa boa. Beijo!

    7. Aline disse:

      27 de dezembro de 2010 às 16:43

      adorei esse texto e principalmente os textos sobre enriquecimento ambiental.
      como se diz aqui na Bahia a Sara Favinha BROCA. ahhahaha (isso é coisa boa, tá gente?)
      adorei de verdade.
      e vc Ana, sempre tão solícita para ajudar seus leitores.. muito bacana!!!!
      vc n faz sucesso atoaa

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados