• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Malassezia: uma alternativa de tratamento.

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 25 de março de 2013

    malassezia

    A veterinária dos meus filhos, Carmem Cocca, fez um post bem legal falando como trata Malassezia, essa doença chatinha que só.

    Separei uns trechos do texto dela pra nós, mas, por favor, confiram a íntegra clicando aqui.

    Leia também: Dúvida do leitor: Meu maltês tem Malassezia e mesmo tratando ela sempre volta! E agora?

    No cão, M. pachydermatis pode ser encontrada na pele, ouvidos, sacos anais, vagina e reto. É considerado como patógeno secundário em patologias de pele e otites externas em caninos e felinos, como por exemplo doenças alérgicas de pele, seborréias e doenças inflamatórias de pele crônicas ou recorrentes. Em gatos, surge secundariamente a doenças alérgicas de pele e quando doenças sistêmicas imunosupressvas se manifestam.

    Causas predisponentes em cães:
    1- Doenças alérgicas de pele – principalmente dermatite atópica mas também alimentar, à picada de parasitas, por contato…
    2- Doenças do extrato córneo – seborréias
    3- Doenças crônicas ou recorrentes inflamatórias
    4- Algumas raças são mais predispostas: em São Paulo segundo um estudo retrospectivo de 92 casos na USP, de 1989-1995, as raças mais acometidas foram Cocker Spaniel Inglês, Pastor Alemão e Poodle. Na literatura internacional ainda encontramos Basset Hounds (especial tolerância a colonização assintomática), German Shepherd, West Highland White Terrier, Silky, Maltese, Chihuahua, Dachshund e outros.

    Causas predisponentes em gatos:
    1- Doenças dermatológicas alérgicas – especialmente dermatite atópica e alergia alimentar
    2- Doenças sistêmicas – principalmente as imunosupressivas (Fiv, Felv, neoplasias, diabetes)
    3- Doenças dermatológicas crônicas e recorrentes
    4- Raças predispostas: Devon Rex (especial tolerância a colonização assintomática)
    Sinais e sintomas:
    – eritema (pele avermelhada) , hiperpigmentação (pele enegrecida), alopecia (ausência de pelo), lignificação (pele escura e com aspecto rachado, groseiro), escamação (crostas, caspas) e/ou untuosidade (gordurosa)
    – dermatite exudativa (aquela que mina, úmida) e odor seborrêico rançoso (só sentindo pra saber, às vezes da pra sentir da sala de espera!!!)
    – prurido de moderado a intenso(coceira)– achado mais comum no aspecto clínico
    – As lesões podem ser focais, multi focais ou generalizadas.

    Como eu trato: trato o indivíduo, com homeopatia e o respaldo de suplementos nutracêuticos, boa nutrição, ênfase em bem estar, manejo adequado a espécie e muita, muita paciência!!!! Doenças crônicas como esta não requerem milagres nem mágicas e sim muito trabalho, colaboração e parceria, por longos períodos.

    Categoria: Malassezia, Saúde
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    23 Comentários:

    1. Roseli nascimeto cidade Dourados mato grosso do sul disse:

      29 de novembro de 2013 às 20:02

      OLa meu cachorro thor acabou de ser diagnosticado com essa malassezia, levei ele ao veterinário achando que seria uma sarna, mas no raspado de pele deu malassezia e por precaução já pedi o exame de leischimania, a medicação prescrita foi cefalexina e predinisona e banhos com clorexidina e cetoconazol a 5% e uma injetável de ivermectina. Será que é esse mesmo o tratamento? me ajudem obrigada.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        30 de novembro de 2013 às 12:30

        Oi Roseli,
        só fique atenta, pois animais com malassezia, sarna demodécica, doenças do carrapato etc. podem apresentar FALSO positivo no teste de leishmania, ok? Quanto ao tratamento, bem, como vc pode ler no texto, a veterinária mostrou um tratamento menos alopático.
        Não sou veterinária e não saberia dizer. Ivermectina pra malassezia não justifica! Ivermectina mata ácaros, carrapatos, pulgas e DETONA a imunidade, além de provocar malefícios ao fígado até mesmo a curto prazo. Se quiseres o e-mail da veterinária que escreveu o texto: homeopatas.vet@gmail.com

    2. Lorena disse:

      1 de setembro de 2013 às 11:14

      Olá gente bom dia!!!! Meu nome é Lorena moro em Salvador/BA e tenho uma beagle de 8 anos!!! Sabe ela sempre teve problema alérgico, sempre comeu ração proplan de baixa caloria, apesar de adorar devorar tudo que vem pela frente. Ela é castrada e sempre foi gordinha por isso escolhemos essa ração sabe? Desde de 2007 tenho levado Brenda a vários veterinários alopatas e o resultado é sempre o mesmo banhos com hexadene+ corticoide+ antibiotico por longos períodos. Então eu preferia dar esses remedios mas depois de um tempo a coceira e as feridinhas no rabo, patas e parte interna da coxa sempre voltavam. Foi assim que ela estava no dia 02/08, com um quadro de alergia, quando o médico ortopedista decidiu opera la por conta de um problema no ligamento do joelho esquerdo: resultado a pata piorou, inflamou e infeccionou, pensei que ia perder minha cachorrinha sério mesmo. Logo recorri a dermatologista que já tinha atendido ela em maio, então ela receitou corticoide prednisona por 10 dias + convenia um antibiótico injetável fortíssimo que vale por 15 dias. O convenia ela tomou dia 09 e o corticoide acabou dia 16/08. Depois disso eu notei que apareceram uns cascões nela e de repente as feridas abriram e começou a sair um odor estranho da pele dela… Ela nunca teve isso antes!!! Resultado + corticoide por 3 dias e um anti histemico chamado hexizine só que ela queria que eu desse 3x ao dia 1 comp inteiro imagine!!!! Dia 20/08 ela esteve aqui e me falou que estava com uma levedurazinha e passou itraconazol de 137mg, hexadene e mais 20 dias de antibiótico!!!! Só que não me passou o resultado da citologia no dia, só me passou dia 26 quando eu já tinha iniciado o tratamento sabe? Na citologia deu malassezioze com dermatose bacteriana associada, depois de muita insistência ela me passou o suplemento nutralogic para dar 2x ao dia por 2 semanas e um probiótico pra dar por 10 dias. Tô desesperada pq já iniciei o tratamento e depois que fui ler que o itraconazol faz um mal terrivel pro figado e organismo dela já tá bombardeado com drogas, eu comecei ele dia 23!!! Tentei suspender ele assim que li os malefícios do remédio mas ela voltou a piorar então a médica homeopata que eu entrei em contato mandou que eu mantivesse o remédio até amanhã dia 01/09. Gente o que faço?? Tô tão confusa!!! Quero muito iniciar a homeopatia o mais rápido possível, mas como é o procedimento nesse caso? Primeiro vai limpar o organismo dela? Ela vai piorar da pele de novo? Ela já sofreu tanto!!!!!!!! Por favor alguém me oriente, meus pais acham que estou sofrendo por antecipaçao… na verdade eu peguei o telefone de um dos homeopatas que peguei numa lista me passou o telefone de outra homeopata pois ele só atende animais grandes. Gostaria tanto que vocês me orientassem como eu posso proceder… muito obrigada!!!Meu email: loristarsongs@gmail.com

    3. Greycce santos disse:

      9 de agosto de 2013 às 00:01

      Olá, Minha Cadela está com Malassezia, e o veterinario receitou: Oralguard 50 mg, Prednisolona 5 mg, Itraconazol 80 mg, um de veiculo otologico que contem (clotrimazol, thiabendazole e hidrocortizona) e um shampoo q contem: (sulfeto de selenio, triclosan, hiddroviton. ext. de camomila). Ela ja tinha feito tal tratamento com excessao do antibiotico pois estava com suspeita de gravidez. mas a doença voltou.. estou com receio de refazer esse tratamento e acontecer a mesma coisa… Ah, dessa vez ele tambem fez uma dieta com ela, pela suspeita de alergia alimentar tb. entao com certeza esse tratamento será mais completo. Mas será que voltara a doença de novo? Ela se cosa muito, tanto que chora de dor, e o odor é horrivel.. alem desse tratamento é recomendavel mais alguma precaução? Me ajudem, estou muito angustiada! Ah, mais uma duvida: isso pode passar para nós, ou ate mesmo para meuu outro cao? Obrigada pela atençao, aguardo retorno.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        9 de agosto de 2013 às 15:06

        Oi Greycce, sugiro que faças contato com a veterinária Carmen no e-mail homeopatas.vet@gmail.com, pois ela atende por Skype (se a doença permite).

      • Andrea disse:

        7 de janeiro de 2014 às 22:01

        Adotei uma vira-lata com malassezia generalizada e grave. Passei a dar banhos com shampoo cetoconazol (farmácia humana) duas vezes por semana. Também utilizei comprimido cetoconazol, um por dia durante 3 semanas. Ainda não sarou mas melhorou muito.

    4. rosali c. moreira disse:

      23 de julho de 2013 às 00:27

      ,tenho uma cacchorrinha vira lata ,tem 0ito anos e 4 anos com a doença malassezia,ja fiz de tudo ,mas a doença nunca regrediu, ela tem muita inflamação nas patas inchadas e com muita dor,ouvidos que frequentemente estao cheirando mal e com certeza devem doer,ja tem dificuldade para descer as escadas,pois noto que ja nao desce com tanta frequencia,só para comer e fazer as necessidades, tem uma tosse seca que mais parece de asma,ja passei em oito vet. sendo que os dois ultimos me sugeriram que eu sacrificasse,pois essa “asma” ja era problema no coração devido a doen ça malassezia,estou apavorada sem saberva mais o que fazer,pois tudo o que estava ao meu alcance eu ja fiz,ela nao tem vontade de passear e dorme preticamente o dia inteiro,me ajudem por favor,nao sei o que posso faser mais, espero ajuda,

    5. PASCHOAL LOURENÇO PAIONE disse:

      18 de julho de 2013 às 15:00

      Senhores,
      Tenho uma cadela cocker spaniel com 10 anos completados dia 14/06/2013 muito saudável e ágil. Moro em Santana / Capital e costumeiramente ela é tratada (vacinas, consultas, etc.) na Clínica Veterinária Palmas do Tremembé. Após raspagem nas feridinhas que ela apresentava na face, constatou-se “Positivo para discreta presença malassezia sp”. Já estou fazendo o tratamento há um mês e de nada tem adiantado (pomada local e um comprimido diário). O que vocês sugerem? A homeopatia é indicada? Se for, qual o/a médico/a homeopata veterinário aqui em Santana, ou proximidades?
      Atenciosamente,
      Paschoal L. Paione.

    6. Monica disse:

      7 de julho de 2013 às 05:22

      Eu tenho um gato que tratou a malassezia na derme e ouvido tomando itraconazol (nome comercial ITL) . E ficou curado, faz dois anos.

    7. Talita disse:

      2 de julho de 2013 às 17:28

      Olá!

      Meu cão é um pastor Alemão e tem essa doença e a pele dele está todinha preta por fora em todos os cantos ou seja generalizada, já tentei várias coisas e não consigo sará-lo. É possível me darem algum contato que atenda em São Paulo/SP zona leste.
      ATT.

    8. aline disse:

      24 de maio de 2013 às 15:41

      olá boa tarde, finalmente descobri o que minha cachorra tem… ja deu muito cetoconazol, melhora e depois volta tudo.. muito triste.. tenho muitos animais.. 5 cachorros e 6 gatos, quase todos da rua. Gostaria de saber se há algum medicamento homeopatico que dê fim a esse fungo persistente.. malassezia…algum xampu.. alimentação.. agradeço muito

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        24 de maio de 2013 às 16:12

        Aline, a malassézia é sempre secundária e se você aumentar a imunidade dela as chances de vencer essa chatice são grandes.
        Fígado cru é ótimo pra fungo, solução iodada aplicada sobre as lesões também (povidine). Óleo de neem também é excelente e você pode passar nas patas ou dar via oral (Estibion Plus Neem, um pó pra botar na comida). Mas o bom mesmo seria você fazer consulta com um veterinário homeopata, sabe?

        Fungos, ácaros e bactérias só têm força para prosperar e reincidir porque a imunidade do animal em questão não está 100%.

        Para elevar imunidade eu uso:
        – Óleo de coco extra-virgem (é caro, mas excelente contra bactérias), 1 colher de sopa por dia;
        – Probióticos e prebióticos como Organew (da Vetnil), Estibion Plus (o com Neem é o melhor), Pbiotic etc.;
        – Alho cru picado, uso meio dente para cães pequenos até a doença regredir e um dente inteiro para cães grandes. Quando ficam bons, passo para uma lasca fina por dia, por toda a vida;
        – Cápsula de óleo de peixe (ômega 3) – 1G para cada 5kg de peso do animal
        – 10 gotas de própolis por kg de peso vivo por dia pra cada uma (é bem ruim, mas dou um jeito, boto bem no meio de uma comidinha gostosa, como carne moída crua).

        Fazendo isso você já vai notar uma diferença considerável e todas as 4 dicas são fundamentais. Cerca de 70% da nossa imunidade, e da deles, passa pela saúde dos intestinos e é aí que o probiótico com prebiótico vai agir. O alho cru, a própolis e o óleo de peixe (ômega 3) são excelentes pra combater as infecções bacterianas secundárias e melhoram a pele.

        Recomendo e recomendarei sempre a alimentação natural (leia o site http://www.cachorroverde.com.br), mas se for pra ficar na ração, a Guabi Natural é uma marca interessante, que eu usaria se precisasse. Leia também o post http://www.maedecachorro.com.br/2011/03/suplementos-naturais-para-enriquecer.html para saber como melhorar a ração, seja ela qual for, mesmo as “melhores”.

        Espero ter ajudado!

    9. Gisele disse:

      26 de março de 2013 às 19:00

      Ana, muito, mas muito obrigada mesmo, já deixei uma mensagem no face da Katia Rossi e entrei no endereço, amanha vou entrar em contato com alguns, depois te conto o que aconteceu e se e malassezia mesmo, eu já estava desesperada, obrigada novamente

    10. andrea disse:

      25 de março de 2013 às 17:30

      minha cachorra tem esses sintomas de alergia o pelo cai o odor seboso,ela usa shanphu fitoteterapico.que se chama dermaplux. o ouvido vive vermelho e inflamado. nada da jeito. so melhora, depois volta de novo.qual seria o melhor tratamento pra ela. se puder me dar alguma dica moro em sete lagoas, minas gerais.

    11. ELIANE REMIGIO disse:

      25 de março de 2013 às 15:48

      boa tarde preciso mto da ajuda de vcs,pois tem um caozinho aq na minha rua q sta com essa doença,o pelo todo caido,descamando a pele,me ajudem,qual o remedio p contolar essa doença,me ajudem,pelo amor de Deus.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        25 de março de 2013 às 16:02

        Eliane, por favor leve-o ao veterinário. Não é tão simples diagnosticar doenças de pele, muitas têm sintomas parecidos. Você pode tratar para uma coisa e ser outra.

    12. Gisele disse:

      25 de março de 2013 às 15:19

      Boa tarde!
      Eu li a matéria da veterinária sobre malassezia e fiquei impressionada, pois os sintomas são IDÊNTICOS aos da minha Natasha (poodle) de 15 anos, igual sem tirar nem por, mas até agora nenhum veterinário deu conta e ela já é idosa, eu não quero entrar com medicações pesadas, será que você conhece algum veterinário homeopata em Cotia-SP ou mesmo em São Paulo capital, para indicar, pois não conheço nenhum! Obrigada.

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados