• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Dúvida do leitor: Como lidar com cães que urinam por medo ou ansiedade?

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 12 de novembro de 2012
    Ai, gente, recebi o pedido de ajuda abaixo na página do blog no Facebook, mas agora não estou achando mais quem estava com o problema e ao colá-lo no e-mail onde pedi pra Emmanuelle Moraesresponder, não veio o nome da pessoa. Então espero que a pessoa leia o blog para poder achar a resposta a seu problema…Leia também: Como lidar com xixi por medo e por excitação?

    “Oieee preciso de um conselho… minha filha menor tem em torno de 6 meses adotamos ela da rua em um estado assim que nao a explicaçoes.. o pessoal dissse que ela apanhava etc.. so que ela quando a gente vai pega no colo se mija sempre.. isso passa? Brigadu”
    EXCLUSIVO: Olá! Infelizmente o seu relato está muito simplificado, e isso limita não só a compreensão do caso, mas também a capacidade de ajudar-lhe melhor. Mesmo assim, faço um “apanhado” da situação e deixo algumas dicas de como lidar com a sua “pequena” de maneira que ela sinta mais segurança ao ser manejada por você e para que com o tempo aprenda que você não é uma ameaça e sim alguém em que ela pode confiar.
    Como se trata de um cão resgatado das ruas e vítima de maus-tratos fica claro que ela deve ter alguns traumas decorrentes da vida que até então levava. Normalmente, os cães oriundos da rua, quando ganham um Lar e tudo que vem junto nesse “pacote”, como: comida, lugar quentinho para dormir, abrigo do sol e chuva, e principalmente o carinho humano, acabam “super” valorizando isso tudo, o que pode fazer com que, no futuro, tornarem-se cães muito dependentes do humano envolvido. Sendo assim, já indico que comece a acostumar a sua cadelinha a ficar só, por alguns períodos, desde já.
    Junto a isso é importante analisar, ou melhor, tentar supor o que esse indivíduo já passou e quais as associações que criou-se com o contato humano.
    O comportamento de urinar ao ser pega no colo pode ser por medo, ansiedade, e outras coisas mais que fica muito difícil falar com o pouco de informação que você dispôs.

    Também existem aqueles casos em que o cão urina quando pessoas chegam em casa ou quando recebem uma bronca.
    Para o caso dos cães que urinam por excitação com a chegada de pessoas é importante observar qual a reação das pessoas – e não do cão – ao chegar em casa.

    Fazem muita “festa” com o cão? Falam muito alto? Interagem com o cão quando ele está muito excitado? Tais atitudes são “recompensas” ao comportamento entusiasmado do peludo. E possuem como conseqüência o aumento da sua ansiedade do animal, podendo provocar a micção indesejada. Isso não é saudável para o cão e nem agradável para o seu tutor.
    Sendo assim, não fale com o cão na chegada, não lhe faça mimos e nem interaja com ele enquanto estiver excitado. Aguarde que o cachorro se acalme para então interagir com ele, e assim, reforçar o comportamento tranqüilo. Para tanto, espere em média de 15 a 20 minutos. Quando o peludo estiver calmo, você pode lhe fazer mimos à vontade.
    Para os cães que urinam quando recebem alguma bronca é importante compreender que tais “corretivos” não são eficazes e que ainda podem comprometer a confiança do animal em relação ao tutor. Muito mais eficaz é não dar atenção ao comportamento indesejado, ou seja, não recompensar tal ação. Melhor é sair de perto do cão ignorando a atitude dele e trabalhar os exercícios abaixo para fortalecer sua confiança. Continuar a dar as “broncas” só irá aumentar o medo do cachorro.


    Seguem algumas dicas que podem melhorar a situação da sua pequena, se seguidas com atenção.

    Quando for necessário pegá-la no colo, e enquanto o processo de dessensibilização não estiver concluído, faça da seguinte forma:

    1. Quando for em direção a ela, ande calmamente.
    2. Não olhe diretamente em seus olhos e aproxime-se de lado. Ao invés de andar em linha reta na direção do cão, vá em curva.
    3. O ideal é deixar ela se aproximar e evitar pegá-la até que o processo esteja concluído e a sua confiança esteja fortalecida.

    Para acostumar sua cachorrinha a ser pega no colo sem sentir medo ou ansiedade:
    1. Sentada no chão, de lado para o cão, deixe que ela aproxime de você e dê um petisco bem gostoso. Saia devagar e sente-se um pouco mais distante, deixando que ela se aproxime outra vez e quando o fizer, recompense-a novamente. Faça várias vezes ao dia esse exercício. Sugestão: 6 vezes ao dia, sendo 3 repetições em cada vez que praticar.
    2. Para fazer com que sua ela venha até você sob comando, repita parte do primeiro exercício, mas desta vez a chame pelo nome e quando ela se aproximar, recompense. Com o tempo, quando notar que o comando já está estabelecido, passe a recompensar com carinho ao invés de comida. Sugestão: 6 vezes ao dia, sendo 3 repetições em cada vez que praticar.
    3. Aproveite a hora da refeição da sua cachorrinha para alimentá-la com a mão. Sente no chão, e vá dando a comida aos poucos. Isso ajudará a aumentar sua confiança em você.
    4.Generalize o exercício pedindo que as demais pessoas da casa também o execute.

    Lembre de usar um tom de voz calmo e de não olhar diretamente nos olhos do cão, deixando que ela se aproxime de você e recompensando sempre de maneira positiva.

    Com o tempo, ela passará a ir cada vez mais em sua direção, a atender o seu chamado e se tornará mais confiante, o que deverá resultar na extinção do comportamento de urinar quando pega no colo.
    Espero ter ajudado!

    Emmanuelle Moraes

    Categoria: Adestramento, Emmanuelle Moraes, Xixi e cocô no lugar certo
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    21 Comentários:

    1. Marina disse:

      21 de março de 2014 às 18:56

      Olá Ana! Tenho uma maltes fêmea de quatro meses e meio e ela veio aqui pra casa tem 20 dias. Ela faz xixi toda vez que chego em casa ou quando eu a repreendo. Já tentei ignorar, falo baixo, tento nao deixa-la muito excitada. Mas ela faz xixi mesmo assim e minha casa fica toda suja. O pior é quando chegam as visitas, ela faz xixi e fica pulando em todos. Tenho medo dela ficar assim quando adulta. Isso é normal? Ela corre esse risco de fazer xixi de alegria quando adulta? O que posso fazer pra ela ficar menos agitada e ansiosa? Outra coisa, eu trabalho o dia inteiro e queria saber se tem problema deixar ela sozinha em casa e como faço pra ela nao se sentir muito sozinha e entediada por conta disso. Obrigada!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        26 de março de 2014 às 11:10

        Oi Marina, você leu o texto e os comentários?

        Cães precisam ser ensinados a usar o banheiro, há vários textos no blog: http://www.maedecachorro.com.br/category/xixi-e-coco-no-lugar-certo

        Você precisa dividir os problemas e lidar com cada um deles.
        1) ensinar a usar o banheiro
        2) lidar com a ansiedade
        3) buscar alternativas para ela não ficar entediada sozinha (brinquedos, creche, LONGOS passeios para queimar a energia dela antes/depois de voltar do trabalho, adotar outro bicho etc.)

    2. andrea disse:

      14 de fevereiro de 2014 às 09:30

      Oi Ana.

      Sou Andrea, somos uma família com 5 crianças, 2 humanas de 9 e 5 anos e 3 caninos, 1 de 12 anos e dois irmãos de 5/6 meses, que pegamos de uma cadela (meio que do mato) que habita nossa rua. A avó deles foi abandonada em nossa rua mas era tão arisca que não conseguimos sequer cuidar dela quando ficou doente, ela tinha tido 3 filhotes que também ficaram como ela, dessa leva 1 morreu picado de cobra, um estava com bicheira e meu vizinho consegui pegar e a outra sumiu na mata que temos atras do nosso condomínio. Ano passado ela reapareceu prenha e passamos a cuidar dela de longe, so aceitando comida.
      Teve seu filhotes num terreno sem moradia que estava com o mato alto e ficamos monitorando-a, nesse meio tempo o dono do terreno mandou limpa-lo e mobilizamos o rapaz para que começasse pelo outro lado dando tempo para que ela pudesse transporta-los, mas nesse processo de transporte dos 4 filhotes (ai sim descobrimos quantos eram) no final do dia, pois ela se afastou quando viu muita gente circulando pelo local, ela “perdeu” esses dois no que poderia chamar de “um dia de cão total”, pois estava um temporal e eles estavam no meio da rua ela desesperada e pegamos os 2 trouxemos pra casa com a intenção de pela manhã ajuda-la a leva-los pro novo ninho mas no dia seguinte eles não foram com ela e virou quase uma novela. Por fim decidimos ficar com eles que estavam com aproximadamente 3 semanas, meus filhos amaram e nisso chegaram Benjamim (mais dominante) e Raul, que depois descobrimos ser na verdade Julia, mais dócil e medrosa.
      Nosso primeiro cão, Tibor, já um senhor de 12 anos se adaptou bem pois não é dominante mas usou de toda sua experiencia para mante-los no lugar.

      Contei tudo isso so pra falar que gostei muito das dicas sobre xixi por medo e como conseguir ganhar a confiança deles pois por incrível que pareca eles mantem os mesmos hábitos da mãe de receio em se aproximar das pessoas.

      Vou vir sempre aqui. Bjhs e felicidades no seu trabalho.

    3. Viviana Carneiro disse:

      17 de setembro de 2013 às 07:05

      Ola. Eu Portugal e tenho alguns problemas com os meus dois cães. Procurei na Internet algo que me pudesse ajudar a educar os meus dois amigos e então encontrei blog que adorei… Eu vivo num apartamento pequeno e a nove anos que tenho uma pincher que é muito dominante, principalmente em relação à minha mãe. o único problema com esta cadela é o fato de ela rosnar, por exemplo: quando ela esta a dormir e chego perto dela para lhe dar mimo, quando ela às vezes está no colo da minha mãe e eu vou lhe dar mimo. A cadela fica junto à sua comida no fim de comer para guardar a mesma e rosna a quem se chegar perto dela. A nove meses deram me um cão podengo que estava abandonado e eu trouxe-o para casa para ver como a minha cadela se comportava com o cão. O cão ficou cá em casa e é um adorável menino, só quer mimo e brincadeira. O problema e que ele esta sempre a fazer xixi devido ao medo ou a excitação, por exemplo quando chega alguém a casa. Isto esta a tornar-se muito complicado, porque não paro de limpar o chão, almofadas, carpetes além da minha mãe estar a ficar sem paciência para isto. Vejo que o cão fica aterrorizado e não consegue evitar de perder urina. até quando o chamo para vir dormir ele faz xixi. Ele dorme aos pés da minha cama e faz sempre xixi ou fica encostado a um canto da porta cheio de medo. Passados alguns minutos ele vem para os pés da cama. De manhã é a mesma coisa quando me levanto. Já não sei como agir para ajudar o cão.Li as dicas que deu e vou coloca-las em pratica, pois para levar o cão a uma consulta de psicologia canina fica-me muito caro. Ate calmantes já dei ao cão e não resultou. A cadela também rosna ao cão quando ele se chega perto dela, ela não deixa o cão se chegar à sua comida e não gosta de brincar com ele, mas nunca lhe ferrou. Quando não estou em casa, eles ficam sozinhos e juntos na cozinha e nunca existiu nenhum problema, só que gostaria que a cadela deixa-se de ser tão má para o cão. Ter o cão aqui em casa com a cadela foi me muito útil, pois ele aprendeu a fazer as suas necessidades em apenas uma semana, pois aprende tudo com a cadela. Será que me pode dar alguns conselhos tanto para o comportamento da cadela como para o comportamento do cão? Como é que devo agir com eles? Muito obrigado pela atenção e muitos parabéns por este blog com conselhos tão úteis. Beijinhos de Portugal.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        25 de setembro de 2013 às 08:30

        Viviana, leia o texto com atenção e siga as recomendações. E leia sobre ansiedade de separação: http://www.maedecachorro.com.br/category/ansiedade-de-separacao

        Deixe que os cães se acertem. Ela está defendendo a comida, é natural e ele não vai sofrer por ter limites, pelo contrário. Ela não é “má”, eles não percebem a situação assim. Você está humanizando a relação deles. Com o tempo vão ficar mais à vontade na companhia um do outro. Meu Shoyo demorou 1 ANO pra “gostar” da Java depois que a adotei. Hoje até se “beijam”, mas nenhum dos dois é muito de brincar.

        Dá uma estudada em sites de comportamento canino também. Este é aí de Portugal: http://caosciencia.blogspot.com.br/

    4. Renata disse:

      19 de agosto de 2013 às 12:50

      Olá,

      A minha SRD Sophia de 1 ano que adotamos há 1 mês não acerta o jornal de jeito nenhum. Já o irmão dela faz certinho e mesmo copiando td o que ele faz, isso ela não copia.

      O Joca foi mega fácil de adestrar c pipi dog. Como devo faezr com Sophia?

      Obrigada
      Renata

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        20 de agosto de 2013 às 13:16

        Renata,
        você precisa fazer o treino de banheiro com ela. E ver se ela não está com algum problema de saúde também seria bom, pois de repente ela tem uma infecção urinária que afeta o controle da bexiga.

        O Joca vai bonitinho no jornal e a Sophia faz pela casa toda? Ou ela faz pertinho do jornal e só erra a mira? Será que a área de banheiro está grande o suficiente para dois cães?

    5. Maria José Nunes disse:

      9 de fevereiro de 2013 às 21:49

      Olá minha querida, eu tenho um PUG,que quando veio pra mim, ele fazia xixi em tudo, mordia meus móveis, aí eu chamei o Dr.PET que me enviou uma adestradora, fiz o que ela mandou,mas antes castrei ele, e faz anos que ele nada faz em casa, mudei os moveis todos tudo novo, e vc não vai acreditar, ele fez xixi no meu sonha novo,fui na casa de minha filha quando voltei todas as poltronas estavam carimbadas com urina, lavei as capas e enxaguei com vinagre de alcool e e borrifei vinagre na espuma, pergunto porque ele fez isso depois de 3 anos todo lindo fazendo no jornal e na rua? Meu filho de 23 anos desculpe falar aborrece ele dimais, aliás qualquer um não imagina, o quanto ele perturba, será que tem influencia isso.. desde já agradeço, beijos no seu coração, mande a resposta se puder no meu e-mail.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        13 de fevereiro de 2013 às 23:29

        Querida Maria,
        creio que tenha sido mudança demais para o seu cãozinho… E mesmo castrado ele quis dar uma “marcada” no território, deixando tudo com o cheirinho dele. Seria legal teu filho não aborrecê-lo, mas não creio que seja isto… Beijo.

    6. Camila Bastos disse:

      9 de janeiro de 2013 às 19:18

      Olá, meu filhotinho já tem 2 anos e não consigo educá-lo a fazer xixi e cocô no lugar certo. Tenho ele há 6 meses e ele resolveu usar a casa toda de banheiro, estou desesperada. Tem alguns pontos específicos que ele usa então gostaria de saber se um eliminador de odores e um pipi dog ajudariam no meu caso.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        9 de janeiro de 2013 às 23:43

        O melhor eliminador de odores é o vinagre de álcool. Use todo santo dia nos locais onde ele NÃO deve usar como banheiro. E o melhor pipi dog é o cheiro do xixi do próprio animal. Deixe sempre uma folha de jornal suja com cocô e xixi no meio das folhas limpas.

    7. silvana almeida disse:

      6 de dezembro de 2012 às 16:01

      Olá,Ana!! tenho um Lhasa Apso de 5 meses, lindo e muito levado,mas está sendo a minha vida atualmente!! meu problema com ele é que sou enfermeira,faço plantão de 12h de 3/3dias, e neste período ele fica sozinho,então faz o apto(apertamento!!!rsrs) de “banheiro”!! mas com as suas dicas EU CONSEGUI EDUCÁ-LO!!!OBRIGADA!!! Ele tem feito xixi no tapete higiênico tem 2 dias, houve somente um acidente,que agi como você ensinou e deu certo!!! ESTOU MUITO FELIZ, EU JÁ ESTAVA DESESPERADA!!! Só o cocô que ele não faz no tapete, tenho que levá-lo para fora, se não ele faz onde estiver, só faz no tapete quando o deixo confinado na área de serviço mas tenho dó de deixá-lo tanto tempo sozinho e preso!!Obrigada!! todo trabalho está sendo recompensado!!ah, vou mudar para uma casa que tem uma varanda grande e coberta, posso deixá-lo nela quando eu estiver trabalhando? tenho medo dele não usar mais o tapete, fazer a varanda toda de banheiro!! na varanda ele pode adoecer? Grata, Sil

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        6 de dezembro de 2012 às 16:52

        Oi, que legal! 🙂

        Olha… não tem risco dele ser roubado? Eu deixaria a porta pra varanda aberta, mas o acesso para a casa inteira e faria mais de um banheiro pra ele, um na sacada, outro no lugar que você já usa. Se ele já aprendeu a ir até o tapete higiênico, é para ir atrás dele em qualquer lugar da casa, entendeu?

        Vc pergunta “Na varanda ele pode adoecer?”, mas adoecer de quê??? Não entendi… O local não é protegido de frio/vento/sol? Se for, não vejo razão dele adoecer, não…

    8. antonio disse:

      13 de novembro de 2012 às 13:26

      MUITO BOA AS DICAS…FIQUEI FÃ…BJS

    9. Priscilla disse:

      12 de novembro de 2012 às 14:51

      Levei minha Frida que só tem 3 meses na casa da minha mãe esta semana durante 3 dias seguidos, e nunca vi ela mais feliz da vida ao interagir com tanta gente! A casa estava cheia de pessoas da família e ela amou. Porém ao ver meu padrasto ela ficava muuuuuuuito animada, e queria porque queria subir na cama pra brincar com ele e todas as vezes que ela ia fazia um pouquinho de xixi de tanta alegria e euforia que estava sentindo.
      Levamos ela no Pet pra vacinar e a veterinária foi muito carinhosa com ela, brincou, beijou e ela amou, ficou suuuuper feliz e também fez xixi na mesa de atendimento.

      Espero que isso passe!!! rsrsrsrsrs…

    10. Emmanuelle Moraes disse:

      12 de julho de 2011 às 23:20

      Olá Fourdogs!

      Procure ajuda de um profissional que siga a mesma linha de trabalho, pois nem sempre os tutores conseguem trabalhar sozinhos um caso assim. Um profissional saberá te ajudar!

    11. FourDogs® disse:

      11 de julho de 2011 às 20:24

      Ahhhh tenho o mesmo problema com relação aos meus dois "filhotes", a fêmea, que infelizmente sofre de diversos traumas e ansiedades, é bem difícil de lidar… E ela faz xixi por qualquer motivo, seja ansiedade ou medo… Só que infelizmente ela é tão inquieta e ansiosa que fica praticamente impossível fazer esse treinamento (q ja tinha visto parecido em outro lugar), só mesmo a parte de que quando ela vem até a gente…
      Ela deve ter sofrido muito e ter sido muito mal tratada, ela e o irmão… Só que ela é muito mais arisca e ansiosa que ele… Ele é bem dócil, calmo e mais fácil de lidar… Ela já não…
      Só há meio de se aproximar dela sem urinar se eu sentar no chão (tomo sol com eles de vez em qd) e ela vier se aproximando devagar, ela encosta em mim… E quando sente q está mais confiante chega perto. E até no colo.
      Ele não tem problemas com isso…
      A minha filhota mais velha, faz xixi de excitação quando me vê, então aqui em casa foram abolidos os cumprimentos de chegada e saída. Funciona, se não dá atenção ela se acalma rápido!
      Emmanuele, comigo funcionou bem no caso dessa que, a Monica, que fazia xixi na chegada e se ela fizesse algo errado ignorar o comportamento… às vezes eu precisava pegar ela de qualquer forma (como qd ela se sujava toda de fezes brincando) e a saída foi cama impermeável… Conforme foi passando o tempo que ela viu que eu pegava ela não pra dar bronca e sim pra limpar… Ela parou!
      Hj com qse 2 anos não tem mais.

    12. Mell Nasgon disse:

      10 de julho de 2011 às 23:58

      Obrigada, vou lá ler!

      😉

    13. Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

      10 de julho de 2011 às 02:11

      Oi Mell,

      leia http://www.cachorroverde.com.br e largue a ração!
      ;oD

    14. Mell Nasgon disse:

      10 de julho de 2011 às 02:09

      Olá! Meu filhinho João, gosta de comer algumas frutas ( sem sementes, claro) e alguns legumes! Estou preocupada pois das rações q comprei ele não gostou de nenhuma?! o que eu faço?!

    15. Anonymous disse:

      8 de julho de 2011 às 12:20

      A minha cadela fazia xixi por excitação… Quando a minha avó vinha cá a casa, primeira ela saltava, depois aprendeu a sentar, mas quando sentava fazia xixi! A solução foi que passei a levá-la à rua sempre antes da minha avó vir cá a casa. Hoje já consegue estar mais calma, infelizmente ainda fica histérica, mas lá está, mais difícil é educar as pessoas…eh eh… pois quando ela começa a "chorar" a minha avó não lhe resiste e vai lá consolá-la… -.-

      Sofia Pimenta

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados