• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Grupos de raças: aprenda mais antes de adotar um cão!

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 17 de setembro de 2012

    A Série Filhotes existe não só para nos ajudar a conviver com os cães, mas a saber qual deles terá mais chances de se adaptar a nossa vida e, com isso, diminuir as chances de ser doado ou abandonado. Como hoje no Brasil já é possível adotar QUALQUER raça, tamanho o abandono ou repasse de cães, este post é fundamental para você escolher seu novo amigo e refletir seriamente se as características dele combinarão com sua vida. Não dá para ter um cão terrier, por exemplo, e ficar com raiva quando ele cavar buracos no quintal ou caçar o gato do vizinho, né?

    Importante: estes textos são traduzidos do livro Puppies for Dummies, transformado aqui no blog na Série Filhotes, mas tanto eu quanto a Fúlvia (minha amiga que ajuda com as traduções) recomendamos firmemente que qualquer pessoa desejando um melhor convívio com seu cão leia diversos materiais sobre técnicas de educação e psicologia canina, principalmente sobre métodos positivistas, que não utilizam castigos/punições.

    Texto: Sarah Hodgson – Puppies for Dummies – 2nd Edition
    Tradução e adaptação:
    Fúlvia AndradeTodos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida.

    Escolhendo um filhote entre sete grupos (lembrando que, aqui no Brasil, são 10 grupos, e não apenas 7 como nos EUA, ver informação no fim do post*)

    Nesta seção, a autora apresenta as raças mais comuns/populares dos EUA.

    Brincalhões: Cães Esportivos

    Proativos, os cães deste grupo foram criados para ajudar o ser humano na caça, seja espantando, recolhendo ou apontando a presa. São cães ativos e estão sempre procurando algo que fazer. Precisam, portanto, de muito exercício físico e mental, e de donos ativos, que possam lhe proporcionar isso.

    Abaixo, os quatro tipos de cães deste grupo:

    Pointers

    • Braco Alemão de Pelo Curto
    • Braco Alemão de Pelo Duro
    • Weimaraner
    • Pointer
    • Viszla

    Retrievers

    • Chesapeake Bay Retriever
    • Golden Retriever
    • Curly-Coated Retriver
    • Retriever do Labrador
    • Flat Coated Retriever

    Spaniels

    • Cocker Spaniel Americano
    • Cocker Spaniel Inglês
    • Springer Spaniel Inglês
    • Clumber Spaniel
    • Irish Water Spaniel
    • American Water Spaniel

    Setters

    • Spaniel Bretão
    • Setter Gordon
    • Setter Inglês
    • Setter Irlandês

    Mesmo que estes cães tenham a merecida reputação de companheiros leais e alegres, precisam de estímulo físico e mental. Não ficam bem quando deixados sozinhos por muito tempo: isso, aliado à falta de exercício, os deixam ansiosos. Um cão deste grupo, quando infeliz, se torna destrutivo, hiperativo e impulsivo. Não é uma boa mistura – principalmente para os móveis. Quando os filhotes são exercitados, educados e incluídos na rotina familiar, não há cão mais alegre que eles.

    Pra onde ele foi? Grupo dos Hounds

    Os cães deste grupo são alegres e com apenas uma coisa em mente: caçar! Mesmo que você não tenha interesse nenhum nisso, ele terá.

    Originalmente criados em pares ou matilhas, cada um tem um instinto para perseguir determinada presa, sem depender do homem. Como resultado, os cães deste grupo gostam da vida em família, mas são mais independentes.

    A seguir, os tipos de hounds e as raças que os representam:

    Sighthounds (a visão é sentido mais apurado na caça)

    • Afghan Hound
    • Basenji
    • Irish Wolfhound
    • Pharaoh Hound
    • Borzoi
    • Saluki
    • Whippet
    • Greyhound
    • Italian Greyhound

    Os cães deste grupo devem ser sempre conduzidos na coleira e na guia, pois você não os alcançará caso eles fujam, e o insinto de perseguir destes cães é fortíssimo! Além disso, devem ser socializados desde cedo com outros animais de estimação (gatos, aves, roedores etc); senão, o confundirão com uma presa e o perseguirão (podendo até mesmo matá-los).

    Scenthounds (o olfato é sentido mais apurado na caça)

    • Basset Hound
    • Beagle
    • Bloodhound
    • Dachshund (Teckel)
    • Petit Basset Griffon Vendén

    Hounds de presas grandes

    • Elkhound Norueguês
    • Rhodesian Ridgeback

    Deixa comigo!: Cães de Trabalho

    As raças deste grupo variam com o tipo de ocupação, mas a paixão pelo trabalho as une. Seja como guardiões, cães de carga, salvamento, proteção ou policiais, amam trabalhar.

    Tenha um cão deste grupo apenas se você souber usar (e apreciar) suas habilidades. Por exemplo, o Cão dos Pirineus e o Kuvasz foram criados para proteger rebanhos. Como sua ética de trabalho segue intacta, são cães de guarda ideais quando treinados. Mas, se deixados por conta própria, levam seus instintos ao extremo, assumindo que você e sua família são seu rebanho e precisam de proteção. Amigos não serão bem-vindos, carteiros, tomem cuidado!

    Os cães deste grupo podem ser grandes mas, se a rotina for mantida, se forem educados adequadamente e exercitados, se adaptam a qualquer estilo de vida com facilidade. Podem, inclusive, se adaptar a viver em apartamento, se forem levados para passeios diários (pelo menos 2, de 1h cada um).

    Abaixo, os tipos de cães deste grupo e as raças às quais pertencem:

    Cães de trenó

    • Malamute do Alaska
    • Husky Siberiano
    • Samoieda

    Com sua pelagem dupla, não se adaptam muito bem a climas quentes. Se você vive em um lugar quente, considere outra raça (ou a mantenha sempre em ambientes frescos, com ar-condicionado, ventilador, sombra, água fresca e passeios apenas nos horários mais frescos do dia – pela manhã bem cedo e no comecinho da noite).

    Cães de carga

    • Bernese Mountain Dog

    Cães de guarda

    • Akita
    • Komondor
    • Kuvasz
    • Bullmastiff
    • Mastiff
    • Dogue Alemão
    • Fila Brasileiro
    • Rottweiler
    • Cão dos Pirineus

    Criar crianças e cães pode ser um desafio e tanto. Raças territoriais podem exagerar em seu trabalho como guardiões, protegendo sua casa e seus filhos contra todos os intrusos – incluindo amigos, familiares, pessoas que trabalham em sua casa, até mesmo outras crianças. Estes cães podem ficar estressados facilmente em casas muito movimentadas. Mas, se você é apaixonado por uma raça territorial, deve se comprometer com educação e socialização desde cedo!

    Cães de proteção pessoal

    • Boxer
    • Dobermann
    • Schnauzer Gigante
    • Schnauzer Standard

    Cães de busca e salvamento

    • Terra Nova
    • São Bernardo
    • Cão D’Água Português

    Pastor ou ovelha? Cães pastores

    Estes cães foram desenvolvidos na época da agricultura, quando suas habilidades de pastorear eram apreciadas por pastores de gado e ovelha pelo mundo. Os homens se esforçaram bastante para aprimorar os instintos de pastoreio quando desenvolveram os cães deste grupo. Mesmo que hoje em dia estas habilidades não sejam mais prioridade, cada comportamento do cão reflete como ele é em casa. Por exemplo: um cão pastor de ovelhas normalmente é visto pastoreando crianças.

    Abaixo os tipos de cães deste grupo e as raças às quais pertencem:

    Pastores de ovelhas

    • Pastor Australiano
    • Border Collie
    • Collie
    • Pastor Alemão
    • Pastores Belga (Tervueren, Malinois, Groenendael e Laekenois)
    • Pastor de Shetland

    Pastores de gado

    • Australian Cattle Dog
    • Briard
    • Welsh Corgi Cardigan
    • Welsh Corgi Pembroke
    • Bouvier des Flandres

    Se não dermos uma “válvula de escape” para estes cães, eles podem desenvolver comportamentos obsessivos-compulsivos, como andar em círculos, perseguir alvos em movimento (bicicletas, motos, pessoas correndo etc).

    Todos eles precisam ser educados, principalmente aqueles hoje em dia adotados como cães de guarda, pois podem tratar seus donos e as crianças como sua propriedade e que precisam ser protegidos de tudo e de todos. Os cães boiadeiro são fortes, de temperamento sólido, e podem desenvolver comportamentos repetitivos, como mordiscar calcanhares.

    Se devidamente educados e exercitados, encontrará nestes cães companheiros extremamente leais. E mais: quando castrados, os machos não tem tendência a fugir.

    Vamos cavar! Terriers

    Os cães deste grupo foram criados para procurar animais daninhos em fazendas ou lutar contra outros animais por esporte. Determinados e obstinados, trabalham de maneira independente e não estão nem aí para as ordens humanas. Como são animados e corajosos, e não são facilmente impressionados ou persuadidos, os terriers não são os cães ideais para pessoas controladoras. Mesmo que eles adorem a companhia humana e uma boa brincadeira, eles precisam viver numa área bem cercada e passear somente com coleira e guia para prevenir fugas e/ou que cace outros animais (ou que brigue com eles).

    Abaixo os tipos de cães deste grupo e as raças às quais pertencem:

    Caçadores

    • Airedale Terrier
    • Schnauzer Miniatura (ele é considerado um Terrier nos EUA, mas, na verdade, é uma raça desenvolvida para trabalho, considerado cão de guarda)
    • Border Terrier
    • Cair Terrier
    • Scottish Terrier
    • Fox Terrier
    • Irish Terrier
    • West Highland White Terrier
    • Lakeland Terrier

    Não fique surpreso se seu terrier lhe mostrar os dentes quando você tentar pegar seu osso ou pote de comida. É uma reação natural, chamada “agressão espacial”, parecida com a de uma criança que não quer dividir seus brinquedos. Outros cães que também apresentam este comportamento são algumas raças de trabalho, hounds e certos cães do grupo toy. Mas, por ser natural, não quer dizer que devamos deixar que isso aconteça. Procure um comportamentalista confiável para que o cão fique tranquilo ao tirarem seu osso, brinquedo etc. Isso evitará muitos acidentes no futuro (evitando também o abandono, ou morte, do cão por ser agressivo). Diz que no capítulo 18 trata deste problema, Ana.

    Lutadores

    • American Staffordshire Terrier
    • American Pit Bull Terrier
    • Staffordshire Bull Terrier
    • Bull Terrier

    Embora tenham história de combate, a maioria das linhagens destes cães teve este instinto extinto (ou muito diminuído). Estes cães devem ser muito socializados para se dar bem com outros cães e animais.

    Algumas pessoas ainda os usam como cães de rinha, o que além de ser crueldade, é crime. Os cães que participam desta brutalidade normalmente são negligenciados, mal cuidados e não castrados. E são acasalados com cães ainda mais agressivos, criando cães cada vez mais bravos com outros cães (e não com pessoas), matando-os se os encontrar.

    Se quiser um cão deste grupo, veja se pertence a uma linhagem de rinha ou de companhia, procure criadores idôneos, e não cães de internet, jornal etc, que podem vir dessas linhagens de rinha (e até mesmo ser filhotes de cães de rinha). Pergunte como é a criação, investigue mesmo.

    Tudo misturado: Grupo Não-esportivo

    É um grupo misturado. Quando a função original do cão é variada demais, ele acaba aqui. Os Dálmatas, por exemplo, foram criados para acompanhar carruagens/carroças por grandes distâncias e, quando estacionadas, se deitavam embaixo delas, guardando tanto seu conteúdo quanto seus cavalos. Os Keeshonds, uma raça norueguesa, foram criados para acompanhar os homens em viagens marítimas, alertando-os para qualquer comoção. Apesar de suas origens diversas, são agrupados juntos devido à sua participação devotada aos humanos.

    Abaixo, conheça os cães que pertencem a este grupo:

    • Bulldogue Francês
    • Bichon Frisé
    • Keeshond
    • Boston Terrier
    • Lhasa Apso
    • Bulldog
    • Shar-Pei
    • Poodle (todos)
    • Shiba
    • Schipperke
    • Chow Chow
    • Dálmata (hoje em dia, se não me engano, o Dálmata foi para a categoria de cães de caça/hounds)

    Para abraçar: Cães Toy

    Os pequenos adoráveis deste grupo foram criados baseados em suas versões maiores. Mesmo podendo ser companheiros de colo, muitos ainda tem suas características raciais firmes e fortes. Vamos tomar o Pinscher como exemplo. Parente distante do Dobermann, é um cão de alarme astuto, que avisa da chegada de um visitante antes mesmo que ele bata à sua porta.

    Abaixo os cães que pertencem a este grupo:

    • Pinscher
    • Affenpinsher
    • Papillon
    • Cavalier King Charles Spaniel
    • Chihuahua
    • Spitz Anão
    • Pug
    • Chinese Crested Dog
    • Shih Tzu
    • Maltes
    • Yorkshire Terrier

    Quando procurar por raças específicas, pesquise seus ancestrais. Mesmo que o tamanho seja bem diferente, seus instintos podem ser muito parecidos. Não deixe de educá-los só porque se parecem com um bichinho de pelúcia. Carinho constante, sem educação, resulta em um cão latidor e agressivo. E o estrago que um cão pequeno faz pode te surpreender!

    Estes cães são frágeis. Mesmo que certas raças pareçam mais fortes (como o Pug e o Cavalier King Charles Spaniel), são todos pequenos – principalmente quando filhotes. Cuidado com o filhote perto de cães grandes e crianças pequenas. As crianças podem facilmente machucar os filhotes, simplesmente por confundi-los com seus brinquedos de pelúcia.

    *NOTA DA TRADUTORA:

    São 10 grupos no Brasil porque seguimos a FCI. O AKC uniu alguns grupos. Vou te passar os grupos da FCI:

    Grupo 1: Formado pelos cães pastores e boiadeiros, com exceção dos boiadeiros suíços.

    • Grupo 2: Formado pelos cães tipo pinscher, schnauzer e outros, molossos tipo montanhês e tipo dogue e boiadeiros suíços.
    • Grupo 3: Formado pelos cães terriers de grande e médio porte, terriers de pequeno porte, terriers tipo bull e terriers de companhia.
    • Grupo 4: Formado pelos cães teckels.
    • Grupo 5: Formado pelos cães pelos cães nórdicos de trenó, cães nórdicos de caça, cães nórdicos de caça e pastoreio, spitz europeus, spitz asiáticos e raças assemelhadas e cães de tipo primitivo.
    • Grupo 6: Formado pelos cães Sabujos, Cães de pista de sangue e assemelhadas.
    • Grupo 7: Formado pelos cães de aponte continentais e cães de aponte britânicos.
    • Grupo 8: Formado pelos cães recolhedores de caça, cães levantadores de caça, e cães d’água.
    • Grupo 9: Formado pelos cães Bichons, poodle,cães belga de pequeno porte, cães pelados, cães do tibete, chihuahua, spaniels ingleses de companhia,spaniels japoneses e pequineses, spaniels anões, Kromfohrländer e molossos de pequeno porte.
    • Grupo 10: Formado pelos cães lebréis de pêlo longo e franjado, lebréis de pêlo duro e lebréis de pêlo curto.

    O site de onde foi tirada a classificação no Brasil e as raças: http://www.seucachorro.com/fci/

    Categoria: Fúlvia Andrade, Série Filhotes
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    7 Comentários:

    1. Isabele disse:

      22 de dezembro de 2013 às 23:19

      Ola, primeiramente parabens pelo site. Tenho uma Lhasa Apso de 3 meses e seu site tem me ajudado muito na educacao dela. É incrivel como as pessoas dizem que shi tzus e lhasas sao parecidos quando na verdade os lhasas sao “Leoes” , como vc mesma mencionou eshi tzus sao caes de colo. Foi aqui que encontrei a definicao mais satisfatoria da raça e seus posts estao pregados nas paredes da minha casa pra me guiar durante essa missao de educar minha pequena leoa. Porem, ja busquei em muitos sites a definicao do grupo da raca lhasa apso e como aqui eles estao sempre perdidos numa categoria sem definicao. Conheco a historia dos monges tibetanos, porem gostaria de saber : um terrier gosta de cavar e um lhasa, gosta do que? O que é exatamente o grupo nao-esportivo??

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        25 de dezembro de 2013 às 20:09

        Oi Isabele,
        pois e agora… Como está escrito no post, eu apenas traduzi um capítulo do livro. Acho que terias a resposta lendo sobre a história da raça.
        Pesquisei um pouco pra te responder e só encontro que surgiram no Tibete, criados por monges (eram pra ser BEM mais zen, não? hehehe).

        Se você souber ler em inglês, dá uma olhada neste site: http://www.lhasadogs.com/LhasaApsosHistory.htm
        Como os monges têm uma postura de respeito por todas as criaturas, não comem bichos etc., talvez essa característica mais ‘independente’ da raça venha daí, de serem criados como individualidades…

        Não sei dessas definições do American Kennel Club, acho que no grupo não-esportivo eles enfiam todos os cães que não tinham mais onde enfiar, hehe. Olha lá, “Quando a função original do cão é variada demais, ele acaba aqui.”

        Também achei que a raça é uma das 14 mais antigas do mundo (http://en.wikipedia.org/wiki/Lhasa_Apso), descendendo de um lobo selvagem da região… Vc já leu este post? http://www.maedecachorro.com.br/2013/01/guia-de-raas-me-de-cachorro-lhasa-apso.html

        Acho que um lhasa gosta de meditar, hehehe. Desculpa não ajudar mais.

    2. simara disse:

      2 de outubro de 2013 às 21:24

      tenho um lindo PUG de 3 anos e 10 meses se Chama Gregório Bob e eu o amo muito e tenho certeza que ele me ama.

    3. paula ferreira disse:

      19 de agosto de 2013 às 20:59

      belas raças, mas em se falando de Brasil….sentir falta do nosso querido vira lata.

    4. Telma disse:

      18 de setembro de 2012 às 12:22

      Não achei as características do dogue alemão.

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados