• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Castrações x Eleições!

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 5 de setembro de 2012

    selo_castracao

    Sou assinante do site Olhar Animal, recebi via e-mail deles o texto abaixo (que também está no site) e achei SUPER interessante! Veio elucidar uma pergunta que venho me fazendo muito ultimamente: “Se tem tanta gente castrando aqui em Floripa(Prefeitura, ONGs, particulares, protetores independentes, veterinários), como ainda há tantas e tantas ninhadas?”.

    Um do temas mais abordados por candidatos a prefeito em relação aos animais são as castrações e o atendimento assistencial a cães e gatos.
    Quantas castrações são necessárias em um projeto sério de controle populacional? Quantas seu candidato a prefeito diz que vai realizar?
    A OMS – Organização Mundial de Saúde estima que nas cidades existam 1 cão para cada 6 habitantes humanos e que a população felina seja 25% da canina.
    Tomando Florianópolis/SC como exemplo, o cenário estimado é este:

    População humana (estimativa IBGE para 2011): 427.298 habitantes
    População estimada de animais: Canina – 71.216 cães / Felina – 17.804

    TOTAL: 89.020 animais
    Fêmeas (50% da população de cães e gatos): 44.510 animais

    Ainda segundo a OMS, por analogia com outros métodos, o controle populacional se dará quando 50% a 80% dos animais não puderem se reproduzir.

    O projeto dos Postos Veterinários de Proteção aos Animais prevê, para o caso de uma cidade como Florianópolis, esterilizações iniciais de ajuste de 80% das fêmeas caninas e felinas (35.608 animais), em um prazo de, por exemplo, 6 meses, reduzindo os nascimentos a um número que possa ser absorvido por adoções.
    Esterilizações iniciais de ajuste:

    • Tempo para execução: 6 meses
    • 127 dias úteis (estimado), sendo 27 dias para levantamentos e 100 para esterilizações
    • 35.608 animais / 100 dias para esterilizações = 356 esterilizações por dia

    Portanto, para um cidade com a população de Florianópolis, seriam necessárias 356 esterilizações diárias de fêmeas neste prazo para que houvesse impacto na população animal. Números inferiores a este representam desperdício de dinheiro público e perpetuação do problema, pois todos os recursos empregados não resolvem a questão da superpopulação de animais e dos maus-tratos decorrentes dela. Iniciativas que não levem estes números em consideração não resolvem o problema.

    Faça as contas para saber quantas castrações seriam necessárias para que o problema seja equacionado em sua cidade. E não acredite em promessas de ações que prescrevam número de castrações inferior a este.

    Cuidado com as propostas enganadoras!

    Categoria: Castração
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    15 Comentários:

    1. Karina Griggio Hotz disse:

      15 de setembro de 2012 às 23:40

      OBRIGADO PELOS ESCLARECIMENTOS MAURÍCIO.

    2. Mauricio Varallo disse:

      15 de setembro de 2012 às 19:32

      Olá, todos. O texto refere-se ao CONTROLE POPULACIONAL e para ESTE objetivo as castrações em número inferior não resolvem, são inócuas, pois a procriação ocorre em progressão geométrica. Mas de forma alguma isto quer dizer que estas castrações não tenham valor ou que devam deixar de ser feitas. Por razões de saúde e comportamentais, elas são importantíssimas para os animais que são esterilizados. E, claro, para os que deixam de nascer e quase fatalmente são condenados ao abandono e outras formas de maus-tratos. Mas, para evitar a superpopulação, é necessário um número mínimo de esterilizações, para que os nascimentos possam ser absorvidos pela adoção.

    3. Karina Griggio Hotz disse:

      15 de setembro de 2012 às 00:30

      TAMBÉM PENSO ASSIM ANA.

    4. Karina Griggio Hotz disse:

      14 de setembro de 2012 às 10:51

      Fiquei com um dúvida. Se para resolver o problema é necessário um número elevado de castrações diárias, sendo que números inferiores a esses é deperdício de dinheiro. Então castrações em números inferiores não valem a pena ser feitas? Ou é possível amenizar o problema, ainda que não se resolva?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        14 de setembro de 2012 às 21:51

        Oi Karina, eu achei as contas muito interessantes, mas NÃO concordo com esta parte do texto, sinceramente… Acho que TODA castração é válida e ajuda muito. Beijo.

    5. Erika Schloemp disse:

      10 de setembro de 2012 às 10:21

      Entre no site da SEPDA do Rio de Janeiro. Veja se eles tem algum posto próximo….

    6. thaiane disse:

      9 de setembro de 2012 às 03:52

      eu queria saber se em belford roxo ou entao em nova iguaçu tem lugar pra castra gatos, pq eu tenho duas gatas eu preciso muito castra elas

    7. Mariana disse:

      8 de setembro de 2012 às 20:26

      Ola meninas,

      eu não gosto muito de castrações tão precoces tambem, mas é melhor castrar com 2 meses do que ter um monte de animal morrendo por ai né?

      Ana, será que algum dia chegaremos ao controle da populãção animal? 🙁

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        9 de setembro de 2012 às 23:07

        Também não gosto, Mariana, mas é visando um futuro sem animais sofrendo nas ruas que castramos até filhotes… Se um dia chegaremos ao controle? Acho que sim, estamos lutando por isso, mas demora…

    8. Erika Schloemp disse:

      6 de setembro de 2012 às 08:49

      Sou admiradora da técnica do gancho. Ainda mais porque ela possibilita a castração de filhotes já com 2 meses de vida. Mas é importante que mais veterinários se especializem nesta técnica por aqui. Infelimente castrar filhotes ainda sofre muita discriminação. Para piorar existem grupos de cachorreiros por aqui que divulgam que esta técnica é criminosa…

    9. Mauricio Varallo disse:

      5 de setembro de 2012 às 10:58

      Erika, numa cidade como Manaus penso que a estratégia deveria ser um pouco diferente, alongando o tempo de execução das esterilizações iniciais de ajuste, o que faria o número de castrações diárias serem menores. Pela técnica “do gancho”, um veterinário bem capacitado chega a realizar até 40 castrações diárias (número ao meu ver excessivo para um profissional, mas cito só para dar uma idéia das possibilidades). Um equipe de, digamos, uns 30 veterinários em Manaus talvez desse conta das castrações diárias previstas no projeto dos Postos Veterinários. Claro, estou fazendo estes cálculos por alto, não conheço a realidade da sua cidade.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        5 de setembro de 2012 às 18:16

        Sei de veterinário que usa a técnica do gancho e chega a fazer 60 castrações em um dia! Claro que com ajudantes que o possibilitem só abrir, castrar, fechar.

    10. Erika Schloemp disse:

      5 de setembro de 2012 às 08:33

      Estou fazendo os cálculos para Manaus!!!!

      São 305.404 cachorros e76.351 gatos
      381,755 animais
      190.878 fêmeas de animais

      Aaaaaaaaaah! 2000 esterilizações diárias!!!! (1.908 femeas)

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados