• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    LEISHMANIOSE visceral: índice de posts importantes sobre o assunto

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 14 de junho de 2012

     

    SUPER DICA: A querida Vivi Vieri está mantendo uma página no Facebook lotada de informações sobre Leishmaniose Visceral: curta e acompanhe –> https://www.facebook.com/pages/Vivi-Vieri/322861197789550

    Para acessar todos os posts sobre a Leishmaniose visceral no Mãe de Cachorro, clique aqui.
    Atenção: há diversas alternativas de prevenção. Algumas exigem bastante cuidado porque são tóxicas (coleira de deltametrina, gotas de cipermetrina, gotas de produtos para cães contra pulgas etc.) e outras são naturais, mas exigem aplicação diária.
    ***************************************************************************
    Por favor, estudem com atenção todo o material disponibilizado nos posts abaixo! Lembrando: NÃO use nenhum medicamento sem orientação médico-veterinária! Tudo que cito aqui no blog serve de referência para que os leitores conversem com veterinários de confiança. NÃO façam “consultas” com balconistas, vendedores ou qualquer outra pessoa que não esteja inscrita no CRMV de seu Estado como um médico veterinário formado.
    Categoria: Leishmaniose
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    3 Comentários:

    1. Vivi Vieri disse:

      25 de junho de 2012 às 01:19

      Bom dia Aninha e Roberta
      a cipermetrina tem a vantagem de ter um preço bom, principalmente para quem tem muito cães, 1litro custa em torno de 12 a 15 reais, evita carrapatos, além de proteger contra a Leishmaniose.
      Como todo repelente é tóxico, tem que ter cuidado ao usar nos cães e ao manusear. (gatos não podem usar)
      Tem que ser passado SOMENTE no DORSO e no pelo, numa altura em que o cão ao se virar não vá lamber, na parte externa da orelha (pelo) do início até a ponta Passe com o cotonete para não encharcar o pelo e atingir a pele e a cada sete dias.
      Se der alguma reação, dê banho com água e sabão até retirar o produto.
      A liberação é mais rápida que a coleira. Se já usa a coleira, continue e passe a cipermetrina em um cão, observe e aos poucos vá passando em todos.
      O que ocorre é que as pessoas passam no corpo todo do cão (lembrar somente no dorso) e em excesso e o animal ao lamber, intoxica e passa mal.
      Passamos nos cães que cuidamos e nunca aconteceu nada, mas tem que ter esses cuidados acima.
      Os veterinários que não conhecem o uso da Cipermetrina no cão são contra mesmo, pois é um produto para passar em boi, mas para os cães, é um excelente repelente do inseto da leishmaniose.
      A qui no blog tem informações excelentes sobre isso.
      Bjs
      Vivi

    2. Roberta Santos disse:

      20 de junho de 2012 às 21:05

      Gostaria de saber a experiência de quem usa a cipermetrina pour on em cães, quanto ao risco de intoxicação ,pois com a coleira temos garantindo a liberação lenta da substância e a aplicação no pêlo já pode levar uma absorção rápdida? quem pode dividir a experiência será ótimo.
      A VET da minha cachorra não apoio a aplicação .

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados