• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Você sabe o que é ser um lar de apoio para cães e gatos? (ou casa de passagem, casa de apoio etc.)

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 21 de maio de 2012
    O texto abaixo foi escrito e publicado por mim em setembro de 2008, mas não tem “validade” e na verdade vou passar a chamar atenção para ele de tempos em tempos porque o assunto é atemporal e sempre pertinente.

    Além disso, buscando o assunto na web, praticamente não achei textos falando sobre ele, apenas o meu e mais um, do Cachorro Verde, o “Ofereça um lar temporário a um bichinho carente!”, que você lê clicando aqui. Bem, vamos ao texto:

    A importância dos Lares de Apoio!

    Muita gente talvez não entenda o que é ser voluntário como Lar de Apoio. Como eles são fundamentais para a ajuda a cães e gatos abandonados e/ou resgatados de maus-tratos, resolvi fazer um post só sobre o assunto.
    Ser Lar de Apoio significa abrigar e cuidar de um cão ou um gato até que ele seja adotado.
    E nem precisa ser numa casinha como as das fotos ao lado, hehehe.
    Se você lidar com um(a) protetor(a) consciente e correto(a), ele(a) te entregará o animal limpo e sem pulgas/carrapatos e fornecerá alimentação adequada durante todo o período em que ele estiver em sob seus cuidados. Assumirá tratamento veterinário, se necessário, e também te entregará um enxoval para que o animal fique bem: cobertores, casinha (se for o caso), coleira com placa de identificação, potes de água e comida, remédios que sejam necessários etc.
    O voluntário que servir de Lar de Apoio só precisará garantir a segurança do animal, fornecer água limpa em abundância, o alimentar de acordo com as instruções do protetor responsável, manter suas instalações limpas e administrar os remédios que ele possa precisar tomar durante o período em que estiver sob seus cuidados.
    Caso um interessado em adotar queira ver o cão/gato o responsável pelo Lar de Apoio pode decidir se abre sua residência para a visita ou se quer que o(a) protetor(a) responsável busque o animal e o leve a outro local.
    A pessoa responsável pelo Lar de Apoio também deverá estar à disposição para entregar o animal quando ele for adotado, junto com todo o enxoval que recebeu do(a) protetor(a).
    Se mais e mais pessoas abrissem suas residências para serem usadas como Lares de Apoio, mais e mais animais de rua e/ou resgatados de maus-tratos poderiam ser ajudados e doados, já que os protetores teriam muito mais tempo livre para dedicar-se às ações de doação e não precisariam arcar com os altos custos de hospedagem. Isso para não mencionar o impacto na redução do número de animais nas casas dos próprios protetores, que gastam horas limpando e tratando de inúmeros animais, que poderiam estar espalhados em lares de apoio.
    Categoria: Adoção, Lar de apoio
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    11 Comentários:

    1. Thaís Barcelos disse:

      17 de março de 2014 às 17:53

      Eu quero participar do lar temporário. Aceito cadela fêmea de porte pequeno.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        21 de março de 2014 às 17:05

        Oi Thaís, mas você mora ONDE? Tens que falar isso para ONGs e protetoras da tua cidade, querida.

    2. Fernanda disse:

      17 de dezembro de 2013 às 18:29

      Preciso de uma ajuda.
      Preciso de um lar temporário para 2 cães de porte médio, por aproximadamente 30 dais.
      Esses cães são de meus sogros e eles estão mudando de casa, porém ainda sem um local definido e não tem condições de deixa-los num hotel, por ser muito caro.
      Eles não querem abandoná-los, querem ficar com eles, mas não sabem o que fazer e não consigo ajudá-los.

      Por favor, se alguém souber de um lugar barato, ou um lugar provisório, para este período eu agradeço muito.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        21 de dezembro de 2013 às 11:29

        Fernanda,

        não tem com ajudar sem nem saber onde vocês moram.
        Abandonar não é opção pra quem é responsável, me desculpe. A pessoa enfia o bicho até no banheiro se for o caso. Dá pra sair pedindo pra TODO mundo, até pra manicure, ALGUÉM sempre pode ajudar.

    3. Vilma Bijoti disse:

      1 de junho de 2013 às 21:41

      Eu moro em uma casa com dois quintais relativamente espaçosos.
      Hoje estou dando LT para um macho, mas tenho disponibilidade para abrigar outro cão.
      Basta entrar em contato
      Moro em Santo André – ABC Paulista

      • Danielle disse:

        9 de setembro de 2013 às 12:39

        Olá Vilma tudo bem? Nossa vc não sabe como eu fiquei feliz em ver seu comentario… estou adotando uma cachorra, labradora 1 ano e a pessoa que está doando não quer mais deixar ela na casa dela, preciso de um lar temporario… tambem moro em santo andre e irei arcar com tudo relacionado a ela, ração, vacina, banho, ajudo na limpeza do local e tudo mais, ela ainda não é castrada mas irei castrar o quanto antes… precisaria de um lar ate novembro mais ou menos, eu gostaria de saber se vc ainda tem a possibilidade de pegar mais um dog… =/
        estou desesperada…
        muito obrigada pela atenção

    4. Mariana disse:

      22 de maio de 2012 às 07:42

      Ai Ana, só quem recolheu um peludo sabe o drama que é não ter aonde deixar!
      A ultima vez paguei um LT por 7 dias, mas era tipo canil, os animais ficavam presos. Ela só ficou lá por 1 semana e porque nao podia se movimentar muito! É muito dificil achar até hotelzinho a preços “sociais”!!!

      Com toda certeza o LT ajuda muitoooo!!!
      Belo texto!
      Beijos

    5. Emmanuelle Moraes disse:

      5 de fevereiro de 2011 às 15:56

      Muito bom o post!
      Muitas vezes a maior dificuldade para os protetores de animais é justamente "onde colocar o animal depois de resgatá-lo e tratá-lo. Tem gente que tem o dinheiro, outros tem o tempo, outros os contatos para adoção, e outros podem ajudar hospedando os peludos até serem adotados. Outra vantagem para os animais em ficar num lar de apoio é poder contar com atenção, carinho e cuidados especiais. Desta forma, juntando o que um e outro pode fazer cria-se uma rede em prol dos peludos. Viva os ativistas!!

    6. Ana Corina disse:

      3 de fevereiro de 2011 às 13:39

      hehe Nem me fala! Eu até nem precisava morar aí, bastava ter dinheiro pra ir de vez em quando, né? hehehe

      Beijo e que bom que vcs gostaram do texto!
      Isabela, obrigada por compartilhar!

    7. Gigi e Lola disse:

      3 de fevereiro de 2011 às 13:31

      Tiaaaaaa…o texto é perfeito!!!
      Mas vamos mudar de assunto pois eu ia adorar a idéia de você mudar para Sampa City ia ser divertido pra cachorro…iamos causar…auauau

      Você ia viver lambuzada de lambeijokas
      Faltou você no niver do Zé…

      Lambeijokas Lambuzadas

      Lola

      http://www.caotinhodalola.blogspot.com

    8. Isabela Nascimento Agrasso disse:

      3 de fevereiro de 2011 às 12:13

      Adorei o texto! O trabalho que vcs fazem é maravilhoso.Infelizmente moro c/ meus pais e não tenho permissão para trazer meus amigos patudos para casa…mas faço o que posso para ajudar,inclusive já compartilhei o texto por facebook,orkut e twitter. Bjão

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados