• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Guia de Raças: Maltês

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 29 de Maio de 2012

    maltes

    Eles são pequenos, adoráveis, caros e… abandonados tanto quanto qualquer outro peludo! Sim, o Guia de Raças do Mãe de Cachorro continua trazendo o perfil do temperamento e os cuidados e doenças sobre os quais ninguém fala das raças puras que são encontradas disponíveis para adoção. Acesse o menu “Sites/blogs de adoção” e procure ONGs perto de você.

    –> Quer conhecer o verdadeiro temperamento de outras raças disponíveis para adoção? Confira o Guia de Raças Mãe de Cachorro clicando aqui.

    Raça de hoje: Maltês

    Texto: Michele Welton- Tradução e adaptação: Ana Corina – Todos os direitos reservados. A reprodução é expressamente proibida.

    Um dos mais espertos e gentis dos cãezinhos toy, o Maltês é extremamente brincalhão e adora jogos e brincadeiras inteligentes que exigem raciocínio.

    Este pequeno curioso e rápido não precisa de muito exercício fora de casa, mas adora aprontar pelo quintal (cercado!) e acompanhar humanos em suas caminhadas. Cães maiores podem olhar para um Maltês como se ele fosse um “petisco”, então ele precisa estar sempre protegido para evitar acidentes com animais maiores. Ou seja, nada de caminhar com ele solto, sem coleira e guia. E mantenha as cercas e muros bem fechados e sem buracos por onde ele possa escapar.

    O Maltês geralmente é pacífico com todo mundo, embora algumas linhagens (e indivíduos) possam ser mais confiantes e extrovertidos, há alguns que podem ser mais desconfiados e cautelosos com estranhos e novidades.

    Uma boa socialização e adestramento também dirão muito do que um Maltês será. Se for tratado como um bebê e indefeso, sendo mimado e sem limites, ele provavelmente será um cão excessivamente dependente, inseguro e/ou travesso e encrenqueiro. Mas se um Maltês for tratado como um cãozinho inteligente e for treinado para ser obediente e educado isto o tornará confiante.

    Muito sensíveis a treinamentos positivos e que não usem de força física, muitos Malteses são ótimos em competições de obediência e agility. Entretanto, há uma tendência a não aprender facilmente a usar o banheiro fora de casa. Latidos em excesso também precisam ser controlados.

    Se você quer um cão que…

    • Seja pequeno
    • Seja muito inteligente e brincalhão
    • Seja educado com pessoas e outros animais
    • Tenha uma carinha linda e um olhar expressivo
    • Solte pouco pelo (geralmente o Maltês é uma boa opção para quem sofre de alergias)

    Um Maltês pode ser bom para você.

    Se você NÃO quer um cão que…

    • Seja frágil
    • Precise ser tratado com cuidados por causa do tamanho, mas sem ser mimado para não ficar inseguro e mal educado
    • Tenha tendência a sofrer da síndrome de ansiedade de separação
    • Tenha dificuldade para aprender a fazer as necessidades fora de casa
    • Precise de constante escovação e cuidados com a pelagem ou então de tosas frequentes para manter o pelo baixo

    Um Maltês pode NÃO ser bom para você.

    Se você está pensando em adotar um Maltês considere as questões abaixo seriamente:

    1. Cuidados com o pelo – Sem escovações frequentes e cuidados específicos, o longo e fino pelo do Maltês pode virar um tapete de nós. Se você não se comprometer em escová-lo regularmente ou em manter seu pelo sempre tosado curto, limpo e saudável, esqueça a raça.
    2. Fragilidade – Muitas pessoas adotam/compram cães de porte pequeno sem entender nada sobre eles e sua fragilidade. Você pode ferir gravemente ou matar um Maltês ao pisar ou sentar nele, algo não tão difícil já que ele estará geralmente escondido por baixo de um cobertor ou almofada, onde gosta de dormir. E Malteses podem se ferir gravemente ou morrer ao pular de colos e de lugares mais altos que tenham conseguido escalar. Um cão maior pode quebrar o pescoço de um Maltês com uma sacudida rápida. Ter um cão de porte pequeno requer supervisão constante e fiscalização do que está acontecendo em redor do seu pequeno. Malteses devem sempre usar guia porque são muito rápidos e podem parar embaixo de um carro ou na boca de um outro cão em segundos.
    3. Treino do banheiro – Se você mora em uma cidade com clima frio/chuvoso/úmido, ensinar um Maltês a usar o banheiro no quintal pode ser difícil porque a raça detesta frio/umidade/chuva. Um banheiro coberto ou dentro de casa é altamente recomendável [gente, este texto é uma tradução e a adestradora que o escreveu mora nos Estados Unidos, onde muitas pessoas moram em casas e seus cães não são acostumados a usar jornais e outras alternativas de “banheiro”, ou seja, na nossa realidade não dá para afirmar que Malteses têm dificuldade para aprender a fazer as necessidades no lugar certo, ok?].
    4. Ansiedade de separação – Mais do que muitas outras raças, o Maltês precisa de muita companhia e atenção e não gosta de ficar muito tempo sozinho. Eles tendem a expressar sua tristeza e tédio através de latidos em excesso e destruição de objetos. Eduque seu cão para que seja mentalmente saudável e não sofre com ansiedade de separação!
    5. Latidos excessivos – Malteses podem ser rápidos para latir fazendo alarme. Você deve ser igualmente rápido para parar com os latidos excessivos antes que esta tendência transforme-se em hábito e comportamento estabelecido. Se o treino for bem sucessido, seu Maltês aprenderá a respeitar quando você diz que ele pode parar de latir. Você deve ensinar seu Maltês a respeitar você. Um cão que nos respeita parará o que quer que esteja fazendo quando lhe dissermos “Não” (ou “Chega”, ou qualquer que seja o comando que você lhe ensinou). [OBS. 2 –> Acesse a Série Filhotes – "Antes e depois de adotar um" para ler sobre educação canina]
    6. Problemas de saúde – Malteses geralmente sofrem de alergias crônicas e problemas de pele que provocam coceira, além de terem problemas nos joelhos a ponto de precisarem de cirurgias caras. Outros problemas de saúde incluem doenças oculares e cardíacas, epilepsia e outas.

    Adote um Maltês adulto!

    Quando você adota um filhote, você está adquirindo potencial do que ele um dia pode se tornar.  Mas quando você adota um cão adulto, você está adquirindo o que ele já é e pode decidir se é o melhor cão para você baseado em sua rotina e realidade. Há vários Malteses adultos que já provaram não ter as características negativas típicas da raça. Se você encontrar um cão assim, não deixe que elas preocupem você. Fique feliz que você encontrou um indivíduo atípico e aproveite!

    Salve uma vida. Adote um cão.

    *Lembrando: Estou traduzindo as descrições de temperamento das raças (que já vi disponíveis para adoção) apresentadas pela autora norte-americana Michele Welton, que obviamente leva em conta que a maior parte de seus leitores mora nos EUA e sempre tendo em mente cães dentro do padrão comportamental de cada raça. Não adianta um cão ter "cara" de uma raça, isso nem é tão difícil, um cão realmente "de raça definida" tem, mais do que qualquer outra coisa, a personalidade, o comportamento e os instintos da raça a que pertence.

    Sobre a autora: Michele Welton tem mais de 35 anos de experiência como educadora canina e tem mais de 17 livros publicados, sendo 15 deles sobre cães.

    Categoria: Guia de Raças
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    24 Comentários:

    1. Ana Santos de Souza disse:

      27 de Janeiro de 2014 às 23:46

      Tenho um maltês(fêmea),vai fazer dois anos em março. Muito carinhosa brincalhona. Só tem um probleminha, late muito, principalmente quando chega visita, quando passeia, ou seja quando ver pessoas. Late sem parar. Por favor gostaria de uma dica que fosse batata. Amo minha cadelinha !

    2. monique disse:

      29 de julho de 2013 às 18:32

      ola, eu tenho um maltes de 2 anos e meio, ele è lindo, brincalao, como um bebe, acordo querendo brincar ta sempre agarrado comigo, ele è muito compreensivo, fica sozinho em casa quando eu saiu e nao apronta nao destroe nada, os pelos dele da mto no pq eu nao tenho muito tempo pra escovar, mais eu toso corto os nos e dou banho nele uma vez por semana, td mundo fala q ele è mais xeroso do que gente, ele quer sempre fazer xixi fora de casa, mais quando eu nao levo ele, ele faz dentro de casa no lugar q ele quer, eu coloco a fraldinha mais ele nao faz la quase nunca… a unica coisa q tenho a reclamar dele pq de resto, ele dorme na sua caminha sozinho è um amor eu amo ele

      • Cássia disse:

        16 de agosto de 2013 às 19:02

        Monique gostaria de saber se o seu cãozinho é castrado, e se castrou foi com que idade?

    3. Aline disse:

      6 de Abril de 2013 às 07:02

      Gostaria de adotar um maltês.

    4. Marília disse:

      3 de Abril de 2013 às 15:36

      tenho um maltes de 1 ano e meio, tenho problema com os olhinhos dele, que sempre mancham muito o pelo, já comprei alguns produtos para limpar mas não vi resultado, e uso a ração própria da raça da Premier, não sei se poderiam me dar com alguma dica!!

    5. mylena disse:

      11 de Janeiro de 2013 às 18:08

      lindo magnifico chique

    6. Juliana Ramos disse:

      12 de dezembro de 2012 às 22:31

      Acabei de adotar Átila… Um maltês de pouco mais de um ano e estou muito feliz. Ele é um excelente companheiro, brincalhão. Mas também fica valente e late muito quando vê outros cães ou ouve latidos. Como é a terceira casa dele, ainda está aprendendo a usar o banheiro. Quando saímos, ele sempre faz fora do jornal, mas se estivermos em casa, só faz fora se quiser atenção. Só agora entendi o que amor por um cão… E olha que criticava muito as pessoas.

    7. Carolina disse:

      27 de novembro de 2012 às 00:00

      Gelson, mas tenha em mente que um cachorro doado tem chances de vir doente também.
      Foi o que aconteceu com o meu primeiro maltês, que pegue doado, e acabou que tinha leucemia.
      O segundo foi comprado, e tem colapso de traquéia, o que, para mim, derrubou o mito de que cachorro comprado é saudável…
      E, se você alega que não tem dinheiro para comprar, vai ter dinheiro para cobrir alimentação, possíveis emergências médicas?

    8. gelson pimentel disse:

      26 de novembro de 2012 às 19:57

      eu gostaria mto de adotar uma maltes pq a minha morreu com uma doença rara gastei mto no tratamento dela agora não posso comprar outra por isso q gostaria mto de ter outra pq eles são mtos carinhosos se alguem puder atenter meu pedido agradeceria mto um gde bju a tds q ver meu anuncio

    9. Carolina disse:

      13 de novembro de 2012 às 02:11

      Tenho um maltês de dois anos, o Lui, e ele é um amor.
      Pela minha experiência, posso dizer que ele não teve problemas para aprender a usar o banheiro (mesmo quando mudei de casa, ele aprendeu rapidinho), embora, em alguma ocasiões, ele ainda faça xixi dentro de casa (geralmente quando eu saio e quando o quintal está fechado e/ou está chovendo, mas nesses casos nem dá para culpar o bichinho).
      Ele sofre de uma doença genética (colapso de traquéia), apesar de ter sido comprado num canil e possuir pedigree (comprei porque tinha a ilusão de que um cão comprado seria saudável – perdi uns 2 cães com menos de 1 ano de convívio antes do Lui, por doenças). Então, é sempre bom reforçar né, considere essa questão antes de adotar um cãozinho – ele pode ficar doente (no meu caso, o Lui vai precisar tomar medicação para o resto da vida…)
      E ele TEM um olha muito expressivo!

    10. Maria Aparecida Bessa disse:

      16 de setembro de 2012 às 20:53

      Gostaria de ganhar uma cachorrinha ou uma filhote femea Maltês pois é meu sonho e de minhas filhas ,

    11. alexander silva negrao disse:

      9 de setembro de 2012 às 12:23

      como faço ara adotar uma maltes

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        10 de setembro de 2012 às 22:56

        Tens que procurar ONGs e protetores da tua cidade e dizer pra eles da tua intenção. TODOS são doados CASTRADOS.

    12. priscila disse:

      4 de setembro de 2012 às 14:46

      gostaria de adotar a maltês,como faço… sou de morro agudo são paulo.

    13. Fabio Magalhães disse:

      11 de junho de 2012 às 19:35

      Adorei o post, parabéns. Em breve vou fazer a castração do Flock. Ana, preciso que me indique uma ração com bom custo x benefício para o maltês e o lhasa. Estava usando a Cibau mas as fezes ficavam pastosas. Já a royal canin acho muito cara aqui na região. Qual indica? Obrigado.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        12 de junho de 2012 às 11:10

        vou te responder com a melhor opção possível, tanto em termos econômicos quanto em matéria de saúde real para o teu peludo: http://www.cachorroverde.com.br CAIA FORA da ração… Se quiseres mesmo continuar usando, nenhuma das baratas eu indico… Gosto da Guabi Natural, da Tutano (Nutron) e da Premier Pet.

    14. Marina disse:

      31 de Maio de 2012 às 15:24

      Amei a reportagem sobre a raça Maltes. Eu tenho uma que fez 1 ano e ja teve o primeiro cio. Antes disso nao parava um minuto sequer, sempre latindo, mordendo … sempre brincando.
      Agora ela ja està mais calma, quase nao late e ama carinho !!!! Minha medica que me receitou, porque estava em uma depressao clinica muito grave e a minha maltes veio para me salvar a vida!!!!

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados