• Instagram do Mãe de Cachorro

    Instagram
  • Receba os posts por e-mail:

    Estressado(a)??? Você conhece a Doga, a Ioga praticada com cães??

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 24 de maio de 2012
    O post abaixo é de 12 de abril de 2009, mas toda hora alguém ainda toca no assunto. Lembrei dele hoje por que resolvi deixar o Shoyo e a Java no quarto enquanto fazia minha prática de ioga hoje de manhã e AQUI EM CASA NÃO DEU CERTO, hehehehe. Foi um tal de ioga misturada com beijinhos e lambidinhas… Era eu fazendo cachorro-olhando-pra-baixo e a Java me dando lambeijocas nas mãos, enquanto o Shoyo deitava no tapetinho abaixo de mim só pra ter que sair correndo em seguida quando eu subia pro cachorro-olhando-pra-cima… Olha, pra mim não deu. hehehe Mas tentem e me contem. Queria era ter filmado, ficou meio hilária a situação toda. E a minha concentração foi pro espaço. Ioga com mais amor e carinho, com certeza, mas acho melhor não misturar as coisas daqui pra frente =D
    Bem… Há um tempo, fiz aulas particulares de Pilates em aparelhos e massagens relaxantes e confesso que levei o meu amado Shoyo junto algumas vezes porque eu simplesmente queria passar mais tempo com o meu filho querido.
    Ele é tão quietinho e perfeito que durante os exercícios ficava deitado na minha barriga ou ao lado da minha cabeça e nas massagens ficava deitadinho ao lado da minha cabeça, todo emboladinho e tão quieto que parecia um bibelô. Vez ou outra, eu ainda ganhava umas beijocas no rosto (no rosto pode, lembram?).
    Então confesso que lendo a reportagem do The New York Times sobre aulas de ioga com a presença de cães, tanto acho uma maldade usar os animais como peso durante os exercícios, quanto entendo o desejo das pessoas de simplesmente passarem mais tempo com seus peludos.Na verdade, acho que o bom senso deveria estar presente em todas as ocasiões de nossas vidas e o limite aqui é saber o que realmente é bom para o animal e não para o humano. Se o bichinho está visivelmente à vontade e desejoso de participação e a prática não oferece absolutamente nenhum risco a ele, por quê não? O Sushi ama usar roupinhas, por exemplo, enquanto o Shoyo detesta, faça o frio que for. O Sushito também jamais ficaria quietinho curtindo uma massagem comigo, já o Shoynho não quer mais nada da vida além de ficar comigo tanto tempo quanto possível (bem, na verdade ele também gosta muiiito de mandar nos irmãos, mas isto é outro papo…).Só fazendo mais um comentário à matéria:
    Quando li que “Nem todo mundo na comunidade da ioga está confortável com isso. “A doga corre o risco de banalizar a ioga, transformando uma prática de 2.500 anos em mania”, disse Juli Lawrence, 60 anos, instrutora e proprietária de uma academia em Portland, Oregon.” fui obrigada a discordar. Muitas “academias de ioga” transformaram a prática em “mania” há tempos e ninguém parece se importar. Fazer ioga e ter que ler tal e tal livro para avançar de nível? Precisarcomprar o uniforme da academia pra praticar ioga? Fala sério! Enquanto houver cavalo, São Jorge não anda a pé.Para quem lê em inglês, clique aqui. Quem quiser ler a tradução do Terra, clique aqui.
    Seja em que língua for, leia a reportagem até o fim (é grandinha) e depois use os comentários para nos dizer o que você acha do assunto.
    E Namastê!

    Categoria: Animais e nós, Notícias, Saúde, Terapias Alternativas
    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    Nenhum Comentário:

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados