• Receba os posts por e-mail:

    Comportamento: Briga de cães que já conviviam juntos.

    Mãe de Cachorro - Ana Corina | 15 de março de 2012

    briga de cães

    A Ana Rayssa me escreveu com um problema que na verdade já foi tratado aqui no blog, mas mesmo assim achei interessante pedir mais uma opinião profissional sobre o tema, então pedi à Sara Favinha, da Tudo de Cão, que o comentasse.

    Sobre brigas de cães, leia também:

    Ana, tudo bem? Eu estou com um problema sério aqui em casa… eu tenho atualmente em casa, 7 cachorros, desses 7 tenho 4 machos e 3 fêmeas. Por causa de um abacate que caiu do pé, dois deles que eram super amigos, o Tuco (não castrado) e o Nino, já castrado, se pegaram pra valer, eu não estava em casa, mas se minha Mãe não tivesse pedido ajuda de um vizinho, os dois iriam morrer. e hoje, aconteceu de novo… eu fico triste com isso, porque os dois eram super amigos e agora nem podem mais se ver Os dois estão super feridos, principalmente o Nino, que por ser gordo e pesado, leva a pior, mas não deixa de provocar o Tuco, que é inteiro e é mais leve e ágil. O Tuco tem 5 anos e o Nino tem 4. Nunca brigaram. Mas o Nino sempre rosnou pro Tuco. O Tuco é o maior de todos, é o líder e não aceita desaforo de outros cachorros da casa. de nenhum. Porque os dois mudaram de comportamento?

    A resposta da Sara:

    Provavelmente seus dois cães que brigaram já vinham mostrando sinais há um tempo, e no momento da disputa pelo abacate isso veio à tona de forma mais violenta. Muitas vezes os sinais (o rosnado é um deles, porém muito mais “explícito”) podem ser quase impercetíveis para quem não está acostumado a lê-los.

    A castração do Tuco é altamente recomendada, mas em casos de agressividade é importante o acompanhamento de um profissional capacitado para avisar à família quais as situações que devem ser evitadas e fazer um trabalho consistente de associações positivas de um cão com o outro. Essas brigas tendem a aumentar, podendo diminuir ou cessar com a castração do Tuco. Porém para ter certeza eu necessitaria vê-los interagindo e acompanhar as evoluções após a castração.

    Não é aconselhável o uso de qualquer tipo de punição quando os dois estão se estranhando, pois isso intensifica a associação negativa de um com o outro. O mais indicado no momento é fazer um manejo com eles de tal forma a evitar que essas brigas possam acontecer (separá-los em momentos que podem haver disputas e colocá-los juntos em ambientes mais controlados) e ao mesmo tempo fazer atividades prazerosas, como passeios, idas ao parque etc. com eles juntos.  Evite brincadeiras de bolinha ou qualquer uma que provoque disputas.

    Abraços e boa sorte!

    Sara Favinha

    Zootecnista e Adestradora Comportamentalista
    www.tudodecao.com.br
    blog.tudodecao.com.br

    tc

    Atenção!
    Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
    Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

    77 Comentários:

    1. Giovanna disse:

      1 de abril de 2014 às 20:17

      Olá, tenho dois cães que brigam, já estão bem velhinhos, neste momento eles estão separados o cão que é meu está em outra casa, mas quero trazê-lo de volta, ele está bem velhinho e quero que passe seus últimos anos comigo. Não sei o que fazer, já que eles estão velhinhos colocá-los para uma cirurgia de castração seria perigoso? Os dois são super territorialistas. Me ajude por favor

    2. Luiza disse:

      23 de fevereiro de 2014 às 01:17

      Ola, gostaria de uma opiniao. Tenho um casal de Yorkshire e se dao super bem. Ja tiveram filhotes e tudo.. Hoje o macho com 6 anos (castrado) e a femea com 4. Estou querendo pegar o terceiro filho, mas estou com duvida. Eu ia pegar um machinho mas estou com medo de futuras brigas pela femea. O que voce aconselharia?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        27 de fevereiro de 2014 às 14:54

        Oi Luiza, acho que com os machinhos castrados não haverá problemas. Vc não pensa em castrá-la? Seria bom também.

    3. viviana disse:

      17 de fevereiro de 2014 às 19:55

      Estou com um problema em casa, tenho 3 caes; 1 femea a Lara e 2 machos o Tayson(dominante) e o Huck.
      Eles sempre ficaram juntos e de vez em qdo o Tayson dava uma rosnada para o Huck e ele se abaixava e ficava imovel, com o passar do tempo o Huck começou a enfrentar o Tayson ai, resolvemos castra-lo e tudo se normalizou.Só que essa semana o Tayson fez o q sempre faz de rosnar para o Huck e ele foi pra cima do Tayson e nada fazia eles separarem; jogamos agua, bombinha, levantamos as patas trazeiras e de nada adiantou, um amigo ajudou a enforcar eles para se soltarem.Estou muito chateada, eles estao separados e estou com medo do Huck matar o tayson por ele ser fila e bem mais novo q o tayson .ME AJUDA!!!

    4. Lourrany Ribeiro disse:

      12 de fevereiro de 2014 às 13:11

      Olá, tenho duas fêmeas, uma rotweiller de 8 anos e uma pitbull de 3 anos. A rot por ser dominante vive rosnando para a pitbull e as vezes as duas se pegam, mas eu percebo que a rot rosna, mas não ataca. Ela revida quando a pitbull a incomoda muito, e olha que ela provoca viu. Queria saber como agir nesse caso. Ela rosna para a pitbull quando está comendo, quando está tomando água, quando está perto de nós e a pitbull chega perto… Eu fico nervosa e acabo corrigindo-a da forma errada. Não posso bater, porque é errado e sei que ela me morderia, mas acabo gritando muito alto com ela, e acho isso muito feio e estressante, não gosto de gritar. Mas estou meio perdida do que devo fazer. tem alguma dica? A unica alternativa que vimos, foi separar as duas, mas percebemos que quando se encontram depois acaba sendo pior. to desesperada.

    5. Isabel disse:

      6 de janeiro de 2014 às 17:41

      Boa tarde. eu encontrei seu blog atraves de uma pesquisa no Google e o meu caso é um pouco parecido com um que voce respondeu a pouco tempo dia 15 de março. bom minha femea de 1ano e 3meses sempre se deu muito bem com todos os animais e a mais ou menos 4 meses adotamos um macho da raça Pitt bul que virou a paixao dela… pois a outra que eu tenho é pequena e nao brinca muito com a Alice ( a de 1ano e 3meses)… Entao quando o Zeus apareceu sempre brincalhao ela apaixonou so brincavam e so ficavam juntos, mas quando o Zeus apareceu na primeira alimentaçao ela foi comer e ele rosnou pra ela e ela passou a respeita-lo, e nunca tivemos problema nenhummm. quando foi sabado a noite a raçao ababou eles comeram tudo quando foi de madrugada eles estava latindo bastante e eu resolvi da um pao para cada um, ela praticamente engoliu o dela e tentou tirar o dele e acabaram rosnando um pro outro, eu dei outro um para cada um e ela novamente engoliu o dela e tentou pegar o dele so que eunao permiti segurei ela ate ele acabar, e qndo ele acabou e eu soltei ela atacou ele de forma violenta, ele so segurou ela nao fez nada pra machucar nao so que ela machucou bastante ele, ai separamos os dois, quando foi no domingo voltamos ele para o local e eles brincaram ate ela pegar um passarinho e rosnou pra Laika a de 2anos e ela parou nao fez nada( a laika) so que minha mae que estava vendo dise que ela simplismente olhou proZeus e atacou ele sem motivos nenhum… creio que ela esteja entrando no segundo cio dela, se eu castra-la ela vai voltar a ficar amiga dele??????

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        7 de janeiro de 2014 às 15:20

        Castrar ajuda, mas na verdade o ideal é que ela não pegue a mania de brigar. Se ela perceber que ganha tudo na briga, pode passar a brigar sempre (palavras de uma adestradora que me ajudou).
        A http://www.educadoracanina.com.br dá consultoria paga pela Skype se o caso permitir. É um dinheiro muito bem gasto e aproximará muito mais vocês. Esse é o tipo de caso que pode ser ajudado com dicas.

    6. Vanessa disse:

      5 de janeiro de 2014 às 19:00

      Olá Ana,li os comentários e me lembrei de 2 cachorros que tenho(um Lhasa Apso e um Boxer)que brigam muito,o Lhasa não pode nem ver o Boxer que eles quase se matam brigando!Antigamente,quando menores eles viviam em paz mas agora é uma loucura!O que eu faço?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        5 de janeiro de 2014 às 20:50

        Oi Vanessa, não sou educadora canina e esses problemas precisam de mudança de postura dos humanos também, que geralmente estão por trás do comportamento canino. Então o que posso te dizer é pra ler os textos aqui no blog http://www.maedecachorro.com.br/category/brigas-2 sobre brigas de cães e comentários e, se não achares suficiente para te ajudar, contratar um bom educador canino.
        A http://www.educadoracanina.com.br dá consultoria paga pela Skype se o caso permitir. É um dinheiro muito bem gasto e aproximará muito mais vocês todos, pessoas e animais.

    7. maria de lourdes disse:

      5 de dezembro de 2013 às 23:41

      Olá,li os comentários e muitos se associam ao meu caso.Tenho dois machos que na verdade são pai e filho.de um mes para cá eles brigam muito!O filho que morde o pai sempre no mesmo lugar e depois quer ficar lambendo.Tenho que separá-los quando isso acontece e o filho chora bastante.enfim,o pai jé castrado.Para confirmar devo castrar o filho? resolve mesmo?
      Abraços

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        10 de dezembro de 2013 às 15:29

        Maria, a castração ajuda. Não temos como garantir que resolverá pq o fundamental seria eles não pegarem o “vício” da briga. Castre, sim, pois é bom pra saúde em geral. Mas também fique de olho no que o comportamento dos HUMANOS pode estar interferindo/provocando nas brigas, ok? Abraço.

    8. Ivandra Malerba disse:

      26 de novembro de 2013 às 11:22

      Bom dia! Tenho um poodle de 5 anos, o Zion, que sempre foi um cachorro dócil, amoroso e extremamente tranquilo. Há um mês mais ou menos ganhei um basset, Thor que por ser filhote é obviamente hiperativo e fica pulando em cima do Zion, brincando, mordendo só que o zion com razão não acha a menor graça, ou seja, ele rosna e ameaça morder o Thor. Por se tratar de dois machos, duas raças e idades diferentes o que devo fazer para melhorar esta convivência? Gostaria também de saber o que fazer para o Thor(basset) desacostumar a querer dormir sempre na cama? Agradeço a ajuda desde já! Parabéns pelo site!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        4 de dezembro de 2013 às 16:22

        Oi Ivandra, deixe que os cães se entendam e saia de perto quando se estranharem.
        Tem uma adestradora muito boa que presta consultoria por Skype (se o caso permitir). É um dinheiro bem investido e uma sabedoria que depois vc terá pra vida toda, pra usar com quaisquer cães que venha a ter. O site dela é o http://www.educadoracanina.com.br, recomendo.

        Sobre dormir na cama, tire-o e deu. Comigo não tem meio termo, não pode, não pode. Vai chorar, espernear e ser solenemente ignorado. Tanto que os meus já sabem, se eu falar “vai pra caminha, boa noite”, nem adianta vir se chegando pra perto da minha. Se ele incomodar muito, bote pra fora do quarto até aprender. Se eu deixar, o Shoyo dorme colado em mim, mas aprendeu que só pode se eu quiser, se eu o chamar. Seja consistente no “não” e ignore os ‘pitis’, essa é a minha dica.
        Beijo

    9. Josafá Lemos disse:

      25 de setembro de 2013 às 07:55

      quero comprar a coleira Gentle Leader , qual o link para essa compra ?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        25 de setembro de 2013 às 08:02

        Olha, você tem que procurar no Google e decidir onde comprar. Sei que tem na Amazon.com e no bitcao.com.br

    10. thiago disse:

      25 de setembro de 2013 às 00:32

      Tenho 2 fêmeas castradas e sempre se deram bem e sempre brincaram muito, e de um tempo para ca elas tem se estranhado. O que devo fazer?por favor me ajude!
      Grato

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        25 de setembro de 2013 às 08:25

        Por favor, leia o texto, os comentários e outros posts da categoria “brigas”.

    11. candeias disse:

      24 de setembro de 2013 às 21:08

      POR FAVOR… TENHO 3 CACHORROS,JUNIOR(UM POODLE)DE 15ANOS,BETHOWER(UM POODLE DE 5ANOS)E ZEUS(1ANO E 5 MESES).QUANDO ZEUS CHEGOU JA ENCONTROU OS OUTROS DOIS, QUANDO ZEUS TINHA 5 MESES AGREDIU BETHOWER POR CAUSA DE COMIDA E TERMINOU MACHUCANDO MUITO BETHOWER,SEPAREI O LOCAL DA ALIMENTAÇÃO E ACABOU A BRIGA, COM JUNIOR QUE É O MAIS VELHO O PIT RESPEITA LEVA ELE ATE NA BRINCADEIRA ,FICA LATINO IRRITANDO ATÉ QUE JUNIOR VANCA NELE E ELE SAI CORRENDO.ESTAVA NA PAZ DE DEUS TODOS VIVENDO JUNTOS SEM BRIGAS O PIT ATE LAMBIA, LIMPAVA OS OLHOS DE BETHOWER, SO QUE POR MAL CRIAÇÃO DOS MEUS FILHOS QUE ACOSTUMOU O PIT A DORMIR NO QUARTO, HOJE ELE DORME COMIGO EM MEU QUARTO, E OS POODLE EM OUTRO ESPAÇO DA CASA, PORQUE ACOSTUMEI ASSIM, QUANDO CHEGA PELA MANHÃ O PIT VAI BUSCAR OS OUTROS PARA VIM TERMINAR DE DORMIR NO MEU QUARTO. E ISSO SE TORNOU UMA ROTINA. SO QUE HOJE DO NADA O PIT AGREDIU BETHOWER, COMO O MEU PIT É GIGANTE PEGOU ELE PELO PESCOÇO E COMECOU A SACUDIR, PULEI DA CAMA PUXEI O PIT PELO ESTRANGULADOR E NO DESESPERO DE ELE NÃO MATA BETHOWER COLOQUEI A MAÕ NA BOCA DO PIT E ACABEI SENDO MORDIDA,MAIS CONSEGUIR QUE ELE NÃO O MATASSE,TIVE DE SEPARAR OS DOIS, E TENTO APROXIMAR OS DOIS BETHOWER TREMENDO COM MUITO MEDO E O PIT QUERENDO ATACAR DENOVO. POR FAVOR ME AJUDE. SERA QUE A CASTRAÇÃO RESOLVERIA?ESTOU MUITO TRITE PORQUE SOU APAIXONADA PELOS MEUS CACHORROS

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        24 de setembro de 2013 às 22:27

        Por favor, faça contato com http://www.educadoracanina.com.br Ela oferece consultoria via skype (se possível). Não sou adestradora e casos assim precisam de opinião de profissionais sérios.

      • Josafá Lemos disse:

        25 de setembro de 2013 às 07:30

        Deve ser stress ou briga por territorio ,geralmente ele deve está no cio.Eu tenho uma labradora e um pit ,ambos se conheceram ja adutos .Procuro sempre fazer carinho nos dois juntos para juntar-los e deu certo,tanto que um aprende tudo com o outro.Procure passear mais com eles e coloque fucinheira no pit ,porq ele pode avançar nos outros caes.E procure um adestrados .

    12. Sandrine disse:

      5 de setembro de 2013 às 02:49

      Eu tenho dois cães e sempre faço resgates de cães que estão na rua, portanto, os dois estão super acostumados a dividir o espaço com outros cães.
      O mais sociável dos meus é o Cooky que tem 2 anos e não é castrado, sempre apresentou o melhor comportamento inclusive com cães agressivos, ele acaba conquistando todos. E o mais normal é o cão de fora se tornar líder e ele fica sempre submisso.

      Resgatei recentemente um basset que não nega a raça, é meio esquentadinho. Até por ser pequeno ele sempre ficou na defensiva e deixa claro com rosnados quando está sendo incomodado. Atualmente estou com meus 2, ele e mais 2 resgates.

      O estranho é que ele e o Cooky se deram bem desde o início, eram os que mais brincavam juntos. Mas foi só castrar o basset e eles começaram a brigar! O Cooky nunca se envolveu em brigas antes, o que eh ainda mais estranho é que os outros cães também vão pra cima do pequeno, isso também nunca tinha acontecido antes. Hoje o Cooky mordeu ele pra valer até o levantou pelo pescoço.

      Será que a castração mudou o cheiro do basset, o que será que aconteceu pra eles ficarem agressivos assim???

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        16 de setembro de 2013 às 23:05

        Sandrine, não sei responder. Vou ter que pedir pra alguma amiga educadora vir aqui falar contigo, ok?

      • Emmanuelle Moraes Educadora Canina disse:

        18 de setembro de 2013 às 00:05

        É complicado opinar sem estudar a situação de fato, sem ver os cães para fazer a leitura da linguagem corporal. Quando um cão chega em um grupo e está machucado ou, como no caso do que relata, após ter feito uma cirurgia, ele tanto pode ficar reativo com outros cães para se proteger e impor maiores limites de aproximação devido a dor e fragilidade, como os outros acabam importunando ele por conta do cheiro de sangue do machucado. Mas são apenas suposições, já que não estudei o caso de fato. Pergunte ao seu veterinário pois ele pode te ajudar!

    13. kaiza nascimento de souza freie disse:

      15 de agosto de 2013 às 20:18

      oi,minha vizinha tem 5 cães…um cocker(castrado)um lhasa(o ultimo a chegar na casa)uma vira lata (chegou depois do cocker) um base que cruzou com a vira lata agora ta castrado e o filhote da vira lata com o base…ela esta tendo muita dificuldade porque o cocker com o lhasa brigam de se machucarem e o basesinho(filhote 4 anos) também esta brigando com o cocker,como q ela poderia fazer eles pararem de brigar,e o cocker tem muito ciumes dela e dos rinquedos dele não deixa nenhum outro cão pegar,pode ser por ter sido o primeiro a chegar na casa…ela queria ajuda para eles conviverem tdos juntos mas não sabe como.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        16 de agosto de 2013 às 13:28

        Kaiza, há alguns posts sobre brigas no link: http://www.maedecachorro.com.br/category/brigas-2 Leia os textos e comentários (tem muita coisa nos comentários!), mas caso sua vizinha não consiga lidar com eles sozinha, melhor procurar um adestrador que não use métodos punitivos/aversivos (enforcador, choques, trancos etc.).

    14. Julia disse:

      1 de julho de 2013 às 18:16

      Ola, os meus dois peludos tambem andam se estranhando, e eu fico apavorada sem ter o que fazer, de imediato eu tento separa-los colocando o pé no meio da briga, por impulso é o que faço na hora. São dois machos, sendo 1 poodle e outro vira lata, o vira lata é bem novo, cerca de seis meses que eu peguei da rua e o meu Poodle ja tem uns seis anos (castrado). O Poodle sempre começa a briga e o outro sempre acaba apanhando, coitado. Mas na maioria das vezes os dois ficam brincando horas e horas juntoos, e sem razão nenhuma o Poodle começa a briga, o que eu faço? Como eu separo? e o mais importante, como eu faço para evitar que essas brigas aconteçam ?

    15. julia disse:

      1 de julho de 2013 às 14:21

      tenho tres cachorros sendo 1 macho e duas femeas o meu problema é com as duas meninas,a belinha é a mais velha tenho ela a mais o menos 4 anos e encontrei ela na rua, ja a mel chegou em casa a mais o menos 1 ano,no começo as duas se davam bem só se estranhavam um pouco quando estavam com a bolinha ou um osso mas nunca se cataram,de um meses pra ca começaram a brigar no começo elas paravam sozinhas mas agora a belinha não pode ver a meu q avança e gruda no pescoço da mel, a mel acaba levando a pior pois é uma salsichinha e a belinha é mestiça pit bull nos estamos tentando agrada as dus mas não tem adiantado a belinha não pode ver a meu q pula em cima as vezes a mel nem ta vendo a belinha se aproximar estou muito preocupada pois a meu ja esta toda machucada e nós so conseguimos separar a briga enforcando a belinha na porta estou desesperada pois estou gravida de 4 meses e fico com elas sozinha o dia inteiro espero que vc possa me ajudar :)
      obrigada

    16. josafá disse:

      9 de junho de 2013 às 18:08

      Boa tarde ! Tenho um pitbull com 5 anos anos de idade ,docil com todos ,até tenho medo do ladrao chegar e levá-lo junto,rssrsr. Mais depois que sofreu um ataque de outro de sua raça em sua adolescencia ficou agressivo com outros caes ,está péssimo fazer passeio com ele ,se eu castra-lo vai resolver alguma coisa com ele nesta idade?Esses dias o problemas se intensificou com a presença de uma femea que entrou no cio (labradora) que divide espaço com ele .Pois ,ele pulou do primeiro andar e pegou um cao macho que passava na rua.Fora disso, docil com qualquer pessoa.

    17. Michael disse:

      26 de maio de 2013 às 17:23

      Tenho uma Rottweiler misturado com pastor alemão peguei ela qdo ela tinha 1 ano hoje esta com 2 anos super docil, muito bem cuidada come uma das melhores raçoes do mercado (Proplan) passeia tdo dia comigo, anda solta da coleira no centro da cidade, vive solta em casa ae vem a duvida peguei uma filhote de pitbull com umas mistureira o pai eh pitbull com boxer e a mae nao tem raça definida esta com 40 dias, nao precisei nem acostumar cheguei em casa soltei a filhote a rottweiler ja foi brincar com ela se deram super bem dormem junto la na area uma no meio da outra ja brincam de luta uma com a outra e etc, ae vem a pergunta, quando a pitbull crescer vai brigar com a outra? a rott eh bem doce minha tia tem uma poodle ela solta ela aki em casa a rot nem liga brinca com a poodle e td, mais pelo fato das duas serem misturas de raças teoricamente “violentas” veio essa preocupação, pesquisando um pouco vi que a melhor solução seria castrar ambas, vi que cães do mesmo sexo tendem a brigar, seria mesmo necessario castrar ambas? lembrando que a pitbull tambem vai ser criada solta com mto carinho vai passear tdo dia qdo tomar as vacinas, e aparentemente ela eh bem mansa onde a rot vai ela vai atras se “tiro” a rot da filhote vira uma choradeira danada, ela deixa fazer carinho pegar no colo lambe agente etc. Só para voce ter uma ideia a filhote esta aqui ha 3 dias e nao chorou em nenhum dia a noite pois dormem enrolada uma na outra la nas cobertas. Li todos os posts que vc recomendou as outras pessoas e ainda estou com duvidas.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        29 de maio de 2013 às 14:04

        Oi Michael,
        a castração fará bem para a saúde geral das duas e ajudará muito nessa questão da briga, pois se elas tiverem gravidez psicológica e outras chatices de quem não é castrada, as chances de brigar aumentam. Não tenho como dizer “vão brigar, não vão brigar”, mas a maneira como vc já trata sua rott tem tudo para facilitar a PAZ na casa de vocês. O mais importante é NÃO MIMAR as duas e não brigar com uma na frente da outra. Eu castraria as duas, sim :) Beijo e parabéns por seres um pai de cachorro tão legal!

    18. marco disse:

      20 de maio de 2013 às 12:33

      Tenho um casal de pastor alemão ,adotei uma cadela de 3 anos pastor alemão muito dócil ,os meus cão são muito dócil também porém a cadela esta atacando a outra toda hora estou tendo de deixar as duas presas o cão nem liga ,ele vai la onde uma esta amarrada cheira lambe e vai embora depois vai na outra cheira lambe e vai embora ontem uma se soltou deu uma briga horrível as duas saíram rasgadas tive que parar no veterinário com todas as duas o cão ficou de longe assistindo tudo sem se intrometer.

    19. bruna disse:

      15 de maio de 2013 às 22:30

      Ola.. eu nao aguento mas.me ajude ;/
      Tenho 2 machos e uma femea. Os machos se chama Bingo (é viralata e tem 12 anos) e Ayton (é da raça sharpey e tem 1 ano), e a femea Layla (é pincher e tem de 2 anos). Quando o ayron apareceu bingo ficou com um pé atras… mas aceitou aos poucos.. ayron foi crescendo e os dois brigao praticamente todo dia e se nao separar o bingo pode morrer. Meu pai diz que isso tudo era ciumes da layla. Ai agente deu vacina nela ao inves de castrar. O quintal aqui de casa é grande separamos e cada um fica em um canto. Mas se o olhar se cruzar já era. Hoje em uma briga deles, meu pai foi separar como fazia.. pegou ele por traz, afastou ele do ayron e quando soltou ele foi direto no braço do meu pai. Mordeu mesmo! Meu pai puto ja quase matou ele..
      Eu nao agueeento mas eles brigarem. Bingo nunca foi de morde, ele vive com a gente 12 anos ja.
      Nao sei o que fazeer..

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        18 de maio de 2013 às 22:52

        Bruna,
        TODOS deveriam ser castrados, machos e a fêmea. Vocês conheciam o comportamento da raça antes de comprar o Ayron? http://www.maedecachorro.com.br/2011/11/guia-de-raas-no-me-de-cachorro-shar-pei.html
        Não é justo seu pai bater em um animal irracional, que com certeza está brigando por que vocês não estão sabendo lidar com ele. Entendo que na hora bata o nervosismo, mas é responsabilidade dos animais racionais (nós!) saber lidar com os animais irracionais que estão sob nossos cuidados, afinal, os inteligentes somos nós, não?
        Com certeza vocês estão fazendo algo que reforça essa raiva entre os dois (como brigar com um na presença do outro, por exemplo). Algo que ajuda MUITO a amizade é sair pra passear na rua com os dois juntos, de preferência todo santo dia.
        Quando eles começarem a se estranhar, SAIAM de perto. Shar pei é um cachorro com aparência “fofa”, mas era usado em rinhas tanto quanto os pitbulls, são agressivos com outros animais por instinto.

        Tudo isso tem como ser corrigido, mas é fundamental que todos sejam castrados.
        Você leu os outros textos sobre briga? http://www.maedecachorro.com.br/category/brigas-2

        Sobre a injeção que vocês deram na pinscher, leia por favor: http://www.maedecachorro.com.br/2012/05/injecoes-e-comprimidos-contra-o-cio-para-cadelas-e-gatas-nao-use-jamais.html

    20. Gesiane disse:

      7 de maio de 2013 às 09:36

      Olá. Obrigada pela resposta.
      Acabou o cio dela e agora ele voltou ao normal. Mas foram duas semanas complicadas.
      Vamos castrá-los pra evitar que isso aconteça de novo.
      Obrigada pela ajuda.

    21. Gesiane disse:

      24 de abril de 2013 às 16:51

      Olá, tenho um casal de cães. A fêmea é vira lata e o macho é Akita. Minha cadela entrou no primeiro cio e quando percebemos eles já tinham cruzado. Mas agora meu cachorro esta meio que agressivo. Não podemos chegar perto dela que ele rosna, nem fazer carinho nele, relar, nada, só de passar perto ele ja rosna. Ele ama passear e agora nem isso quer mais. Estamos preocupados, porque ele não come direito e nem dorme quase. Poderia me dizer o que esta acontecendo e o que eu faço? Obrigada.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        25 de abril de 2013 às 13:28

        Gesiane
        1) Você pode castrá-la, evitando a ninhada, ok?
        2) Sobre o comportamento dele: ela ainda está no cio? Não faz muito sentido ele estar agressivo só pq cruzou. Seria bom castrá-lo também, pois ele pode estar sentindo cheiro de fêmeas no cio nos arredores e, por isso, está assim irritado.
        Eu castraria os dois imediatamente.

    22. ANGELICA disse:

      17 de abril de 2013 às 15:04

      TENHO DOIS CAES. O MAIOR AGREDIU VIOLENTAMENTE O MENOR QUE FERIDO, DESDE O DIA DA BRIGA, HÁ TRES DIAS SE ESCONODEU EMBAIXO DA CAMA E NAO DEIXA NINGUEM CHEGAR PERTO, ROSNANDO QUANDO ALGUEM SE APROXIMA. NAO QUER SE ALIMENTAR OU FAZER QUALQUER COISA. NAO POSSO TOCAR NELE POIS TENHO MEDO DE SER MORDIDA. ELE PODE ESTAR COM A RAIVA? O QUE FAÇO?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        18 de abril de 2013 às 01:33

        Angélica,
        raiva é um vírus, contraído apenas de outro animal raivoso. Se seu cão maior não está com raiva (o que você com certeza saberia, pois ele morderia TODO mundo, inclusive você), não tem como o menor pegar nada.

        Seu cão pequeno provavelmente está com MUITA dor. É uma reação natural procurar uma toca e ele pode estar ferido gravemente, escondendo-se para morder.
        Veja se este texto te ajuda a conquistá-lo http://www.maedecachorro.com.br/2012/05/exclusivo-como-ganhar-a-confiana-de-um-co.html, mas recomendo fortemente que chames um veterinário para atendê-lo em casa.

    23. Carla disse:

      5 de abril de 2013 às 21:06

      as cachorras estão brigando muito, uma ta no sio, o que eu faço me ajudem por favor

    24. Daniele disse:

      30 de março de 2013 às 09:11

      Ola tenho 4 cadelas em casa e agora mais um cachorro macho 4 fêmeas e 1 macho o caso é a fêmeas mais nova tem muito ciumes do macho comigo ela não pode ver eu dar um carinho pra ele que ela vem e se bota nele com tudo o que eu faço me ajude por favor?

    25. gisele freitas disse:

      4 de fevereiro de 2013 às 16:57

      OI… ESTOU MTO TRISTE E ESTAVA LENDO OS COMENTÁRIOS… TENHO 4 CACHORRAS HA UNS 15 DIAS A BASSET COMEÇOU A BRIGAR FEIO COM A PINCHER Q POR SER MENOR ACABA SAINDO FERIDA. A BASSET (NINA) TEM 6 MESES E QDO FILHOTE ATE DORMIA COM A PINCHER.. ELAS NÃO PODEM NEM SE VER . A PRIMEIRA BRIGA COINCIDIU COM MINHA FILHA FAZENDO CARINHO NA PINCHER ( FUTRICA)… A BASSET É LOUCA COM MINHA FILHA (BIA) . QDO ERA FILHOTE ERA A BONECA DELA.FICAVA HORAS DEITADA NO CARRINHO AO LADO DA BIA.SERÁ Q TUDO FOI POR CIÚME? NÃO SEI MAIS O Q FAÇO. AGORA ESTÃO EM AMBIENTAES SEPARADOS MAS GOSTARIA TANTO Q VOLTASSEM A SE ENTENDER POIS VOU PARA O SÍTIO TODO FIM DE SEMANA E AS LEVO COMIGO. VC PODE ME AJUDAR? ABRAÇAÕ GISELE

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        6 de fevereiro de 2013 às 01:16

        Gisele, leia todos os textos no blog sobre brigas: http://www.maedecachorro.com.br/category/brigas-2
        O ideal seria achar um adestrador legal, que NÃO use NENHUM tipo de violência. Ou então vc mesma ler bastante. Creio que se vc mudar o comportamento com elas, as coisas melhorem, mas cadelas quando começam a brigar muito, é complicado… mais do que machos…

    26. aurilene disse:

      20 de novembro de 2012 às 07:11

      olá tenho 5 cadelas e um cão todos adotados de rua,mas tenho um problema serio com duas cadelas elas~vivem brigando e briga muito violenta são de medio porte são charlote e branca charlote é preta e branca é albina e ja é castrada e o macho skoob tb é castrado gostaria de uma ajuda para unir as duas.tem tambem a lara que é filha da charlote que ataca a branca junto com a mãe charlote,estou desesperada e não sei mais o que fazer.por favor me ajudem!

    27. Anonimo disse:

      12 de novembro de 2012 às 21:30

      Por favor… Cancelem o uso da amônia! Isto poderá levar a morte do animal. pois causa edema pulmonar, por ser muito corrosivo! Existem outras técnicas melhores e que não são nocivas aos animais. A castração é uma delas, o passeio diário com os brigões resolve pois cria um vinculo entre ambos. Para separar pegue os dois pelo “cangote” e erga-os até se largarem.

    28. Maria Aparecida disse:

      28 de setembro de 2012 às 19:52

      Tenho uma rottweiler de 6 anos e um doberman de 1 ano e meio. Adotei um pitt bull abandonado e machucado com 07 meses. O doberman é castrado e o pit foi castrado a 30 dias e hoje tem 11 meses. A 2 dias se atracaram numa briga e conseguimos separar, mas agora o pit ficou agressivo demais e está preso no canil. Acho que nunca mais vão poder ficar juntos pois estão rosnando um para o outro. Tenho saída? Estou com medo da agressividade do pitt bull

    29. laynny disse:

      23 de setembro de 2012 às 12:24

      OLA, GOSTARIA DE SABER SE PODE ME DAR ALGUMA DICA .TENHO DOIS MACHOS E DUAS FEMEAS.UM DOS MACHOS TEM 3 ANOS E O OUTRO TEM 1 ANO E O MAIS VELHO É MENOR DEPOIS DE MINHA CADELA ENTRAR NO CIO OS DOIS COMEÇARAM A DISPUTA LA O PRIMEIRO CIO DELA FOI TRANQUILO NÃO TIVE PROBLEMAS COM ELES MAS ESSE SEGUNDO ME DEU MUITA DOR DE CABEÇA ENFIM SEPAREI OS DOIS POIS AS BRIGAS FORAM CONSTANTES E GRAVES DE SAIREM MUIO MACHUCADOS AGORA ELES ESTÃO SEPARADOS UM DO OUTRO MAS SE VEEM E QUANDO SE VEEM ROSNAM UM PRO OUTRO E QUANDO TENTO SOLTA LOS JUNTO ELS COMEÇAM A QUERER BRIGAR DE NOVO DAI PRENDO DE NOVO. ELES NÃO FORAM CRIADOS PRESOS E POR ISSO QUANDO É UM OU OUTRO QUE ESTA PRESO FICAM MUITO TRISTE E CHORAM MUITO NÃO SEI O QUE FAZER SE TIVER ALGUMA DICA POR FAVOR ME MANDE SERA QUE ELES NÃO VÃO MAIS SE ENTENDEREM??OBS.:O CIO DAS CADELAS JA PASSOU…..E ELES AINDA CONTINUAM A BRIGAR. AGUARDO RESPOSTA OBRIGADA!!

    30. caroline klafke disse:

      17 de setembro de 2012 às 19:22

      Estive lendo alguns comentarios sobre briga pois enfim estou tendo este probleaa em casa… tenho 5 caes destes 4 sao cadelas e 1 macho. a primeira briga começou qdo 2 das cadelas estavam na rua ao colocar a mais nova (mas maior em tamanho) para dentro começou a briga, e nao tem como levantar pelas patas pois elas brigam geral as 4 brigando com quem estiver na frente, nao consegui apartar ate q meu marido chegou. hj 3 dias apos 2 começaram a brigar e as outras da mesma forma entraram na briga… nem sei o que fazer pois elas se machucam mto…

    31. Regina disse:

      10 de setembro de 2012 às 01:17

      Gente preciso de ajuda urgente, minhas cachorras estão brigando direto, e uma dela ate me morde…é uma york e uma poodle, se davam bem, mas derrepente de um dia para outro estão brigando feio…não sei o que fazer, tenho medo de sair e deixar elas sozinhas e elas se matarem, preciso de ajuda urgente, o que faço? trabalho todo final de semana q elas ficam sozinhas.

    32. JOSE disse:

      29 de agosto de 2012 às 12:11

      vivo nesta altura um drama com duas cachorras que se adoravam e agora nao se podem ver, se se juntam lutam e saem muito feridas. dormiam connosco na cama e agora so separadas com as portas fechadas. tenho conscienciia que foram cimues que provocaram esta situaçao e sofro muito com isso, porque elas para mim sao muito importantes. e uma boxer com 5 anos e uma buldog francesa com 1 ano. alguem me pode ajudar? sera preciso irem para um treinador para voltarem a saber conviver juntas? agradeço

    33. Edna Martini disse:

      11 de abril de 2012 às 09:43

      Tenho 3 podle médios ( 1 femea 2 machos)mandei castrar os dois (achei q.diminuiu um pouco) hoje eles se pegaram e eu levantei a pata de um deles e deu certo. Grata Edna

    34. Danielle Sorto disse:

      25 de março de 2012 às 23:03

      Realmente essa idéia de levantar as patas é bem complicado quando se tem dois cães grandes brigando em pé. Ainda mais quando só tem uma pessoa pra separar!

    35. Anna Julia disse:

      24 de março de 2012 às 21:51

      Ola eu tenho 2 cachorras e uma gata uma poodle uma viralata e a gata siames. a poodle é a mais velha tenho ela desde bebe e quando adotei minha gata ela ja tinha 6 anos e quando mudei de casa ela ja com 7 adotei mais uma cachorra ela sempre se deu bem com gata ja com a cachorra nem tanto mas de um tempo pra ca ela esta “BRIGANDO” com a gata no de machucar mais acho que ela faz isso mas para chamar atençao talvez por ciumes ?
      me ajuda
      agredeço desde ja

    36. Mari disse:

      16 de março de 2012 às 17:44

      Oi gente!
      Comentei com o veterinário dos meus cães sobre a amônia, pois eu também tenho esse problema com os meus, não é sempre, mas às vezes eles se estranham e o menor ataca o maior com muita violência e a briga é sempre feia, de machucar mesmo! A recomendação dele foi unicamente de levantarmos as patas traseiras dos cães que estão brigando, e isso realmente funciona!
      Boa sorte para vocês! Beijos!!!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        16 de março de 2012 às 18:04

        Obrigada, Mari. Mas uma coisa eu estava aqui pensando… Segurar as pernas de dois cães brigando não é NADA fácil, ainda mais se forem grandes e brigarem “em pé”, né? Beijo.

    37. Paula disse:

      16 de março de 2012 às 17:32

      Lembrei de dois gatos que tenho em casa. Eles agora têm 10 anos, são da mesma ninhada e estão comigo desde que têm 1 mês e meio. É um casal, na verdade… Uma menina e um menino, ambos castrados. Eles eram muito amigos. Brincavam juntos (não são os únicos meus únicos), miavam se eram separados… Do nada a fêmea criou implicância com o macho. Ela não pode nem ver ele que já começa a bufar. Vou tentar ficar sem punir ela (eu brigo com ela e a coloco em algum quarto para pensar um pouco no que fez), será que consigo algo?

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        16 de março de 2012 às 18:08

        Querida,
        gatos são diferentes de cães, mas muitas dicas podem ser comuns, sim. Não creio que sua gatinha vá “pensar no que fez” enquanto estiver no castigo…
        Acho melhor você agradá-la muito quando o macho estiver perto e IGNORÁ-LA totalmente quando ela começar a bufar e dar “piti” ;)

    38. Danielle Sorto disse:

      16 de março de 2012 às 16:53

      Eu já tinha uma dalmata (Fiona) em casa, quando trouxe uma SRD (Hanna) de mesmo porte que ela, a socialização foi longa e bastante complicada, Fiona queria matar Hanna e tiveram que ficar separadas até ela aceitar que precisava dividir o espaço dela com outro cão. Depois que passaram a conviver juntas brincavam o dia todo e nunca mais tiveram problemas… De umas 4 semanas para cá começaram a se estranhar, mas nada grave… E parecia que a briga sempre partia de Fiona (que não é castrada), sem nenhum motivo aparente. Essa semana elas tiveram uma briga MUITO feia, as duas sairam machucadas e eu sem experiencia nenhuma me meti no meio e consegui nao sei como separar! A orientação que o veterinário me deu foi exatamente castrar Fiona e andar com um spray com amonia em casa, para separar uma briga feia!

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        16 de março de 2012 às 18:09

        Olha que legal, mais uma indicação da amônia então. Obrigada por nos contar sua experiência, querida. Beijo!

    39. Carmen Filaretti disse:

      16 de março de 2012 às 12:25

      Alguém uma vez me disse, que só conseguiu separar dois cachorros brigando, jogando AMÔNIA perto deles,eles não conseguem respirar direito e a briga acaba, vai cada um para um lado. Nunca testei. Mas como aqui em casa são muitos, inclusive de fora,mantenho sempre um vidrinho de amônia por perto!!!!O que vc acha? Isso procede? Leio sempre seu Blog e todos que vc indica. Bjos.

      • Mãe de Cachorro – Ana Corina disse:

        16 de março de 2012 às 12:30

        Hummmm, oi Carmen…

        Olha, esse e os outros posts indicados foram escritos por especialistas em educação e nenhum deu essa dica da amônia. Assisti a um vídeo dos bombeiros e eles davam a dica de levantarmos as patas traseiras dos cães brigando, mas também falavam em não jogar água etc.
        Sinceramente? Lendo o que você falou até faz sentido e, no desespero, tentamos tudo, né? Sei lá, EU, de repente, manteria a amônia por perto pelo sim, pelo não, mas falaria com um veterinário sobre ela. Beijo!

    Os comentários estão fechados.

  • Arquivo por data

  • Páginas

  • counter for wordpress
  • Assuntos

    Mãe de cachorro também é mãe!

    Todos os direitos reservados